The importance of the nurse's role in the humanization of childbirth: comprehensive verification

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21253

Keywords:

Humanized delivery; Role of the nursing professional; Humanization of assistance.

Abstract

Trata-se de uma revisão integrativa que foram iniciadas as buscas através das escolhas dos artigos científicos publicados entre os anos de 2016 a 2021. Portanto, através dos resultados trazidos nesse estudo, tem-se a identificação e descrição com a síntese dos artigos que tratam sobre o assunto abordado na presente pesquisa. De acordo com Lima et al. (2020), a participação efetiva da enfermeira obstétrica no acompanhamento do trabalho de parto e nascimento qualifica o trabalho em equipe e contribui para um cuidado humanizado. O desenvolvimento do trabalho permitiu compreender que o enfermeiro obstetra possui conhecimentos técnicos necessários para o desenvolvimento dessa prática, principalmente por ser situação em que o médico não se encontra totalmente presente ou por não poder estar durante todo o processo em função do tempo que se leva. Com isso, o profissional poderá utilizar da sua preparação profissional para atuar diretamente com a gestante, prestando todos os cuidados e esclarecimentos necessários, conversando, tranquilizando, indicando as opções e estimulando a parturiente para que ela enfrente o parto com conforto, segurança e menos dor.

Author Biographies

Aline Barreto Hora, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Mestre em saúde e ambiente

Anne Karolyne Silva Santos, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Enfermeira

Cristiane Santana de Oliveira, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Enfermeira

Maiza Conceição Gonzaga de Oliveira Feitosa, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Enfermeira

Weber de Santana Teles, Centro de Hemoterapia de Sergipe

Doutor em saúde e ambiente

Max Cruz da Silva, Faculdade Pio Décimo

Graduando em enfermagem

Taíssa Alice Soledade Calasans, Universidade Tiradentes

Doutora em saúde e ambiente 

Ângela Maria Melo Sá Barros, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre/doutoranda em enfermagem

Ruth Cristini Torres, Instituto de Hematologia e Hemoterapia de Sergipe

Doutora em saúde e ambiente

Marcel Vinícius Cunha Azevedo, Universidade Tiradentes

Mestre em saúde da família

Ana Fátima Souza Melo de Andrade, Centro Universitário Estácio de Sergipe

Mestre em saúde e ambiente

Paulo Celso Curvelo Santos Junior, Universidade Tiradentes

Mestre em saúde e ambiente

Alejandra Debbo, Universidade Tiradentes

Médica reumatologista 

Maria Hozana Santos Silva, Faculdade Ages de Medicina

Mestrado interdisciplinar em saúde e ambiente

References

Ahlert, E. C., Alves, A. M., & Lohmann, P. M. (2019). A percepção dos profissionais da área obstétrica de dois hospitais do vale do taquari sobre o parto humanizado. Revista Destaques Acadêmicos. Lajeado. 11(3).

Alves, T. T. M. (2018). Atuação da enfermeira obstetra no desenrolar do trabalho de parto e parto. Revista Enfermagem Health Care [online]. 7(1), 41-50.

Barbosa, E. M. G. (2018). Necessidades de autocuidado no período pós-parto identificadas e grupos de puérperas e acompanhantes. Revista de enfermagem e atenção à saúde. 7(1), 164-176.

Barros, F. R. B. (2018). Percepção das puérperas manauaras frente à assistência de enfermagem no preparo do trabalho de parto e nascimento. Enfermagem Foco. 9(1), 76-8.

Braz, I. M. A. (2019). Interdisciplinaridade na assistência ao parto: percepção dos enfermeiros obstetras. Revista enfermagem UFPE online. 13.

Campos, B. C., & Rodrigues, O. M. P. R. (2015). Depressão Pós-Parto Materna: Crenças, Práticas de Cuidado e Estimulação de Bebês no Primeiro Ano de Vida. Revista Psico. Porto Alegre. 46(4), 483-492.

Cananéa, B. A., Coutinho, L. C., & Meirelles, L. X. (2020). A parturição na perspectiva das tecnologias não invasivas de cuidado de enfermagem: narrativas de vida. Brazilian Journal of Development. 6(11), 87145-87156.

Cruz, C. C., & Santos, K. P. (2021). A humanização do parto no Hospital Maternidade Mãe Luzia, em Macapá – AP. Brazilian Journal of Development. Curitiba. 7(2), 14557-14571.

Lima, M. M. (2020). Enfermeiras obstétricas no processo de parturição: percepção das mulheres. Revista enfermagem UERJ.

Lima, P. C. (2017). A vivência de adolescentes assistidas por enfermeiros obstetras durante o processo de parturição. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro. 7.

Martins, D. O. (2018). Percepção das puerperas sobre o parto normal humanizado. Temas em Saúde. João Pessoa. 844-860.

Mendonça, S. S. (2021). Entre riscos fisiológicos e emocionais: a humanização do parto em uma maternidade pública carioca. Teoria e Cultura. 16(1), 153-166.

Mota, B. R., Waltrick, M. A. M., & Barbosa, T. M. (2019). Mulheres em puerpério: representação social sobre o atendimento da enfermagem no momento do parto. Saúde. & Transformação. Social. Florianópolis. 10(1/2/3). 89-102

Nascimento, E. R. (2020). Desafios da assistência de enfermagem ao parto humanizado. Caderno de Graduação-Ciências Biológicas e da Saúde-UNIT-Sergipe. 6(1), 141.

Pereira, S. S. (2016). Parto natural: a atuação do enfermeiro diante da assistência humanizada. Tempus, ACTAS de saúde coletiva. 10(3), 199-213.

Piler, A. A. (2020). Cuidados no processo de parturição sob a ótica dos profissionais de enfermagem. Texto & Contexto Enfermagem. 29.

Possati, A. B. (2017). Humanização do parto: significados e percepções de enfermeiras. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. 21(4), 1-6.

Santana, A. T. (2019). Atuação de enfermeiras residentes em obstetrícia na assistência ao parto. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. Recife. 19(1), 145-155.

Santos, J. C. M. (2020). A percepção das puérperas sobre o parto vaginal humanizado assistido pela equipe de Enfermagem. Research, Society and Development. 9(10), 2020.

Silva, N. G. T. (2021). As demandas emocionais na gestação e os seus desdobramentos no processo de parto. Research, Society and Development. 10(9), e36810917884-e36810917884.

Silva, M. J. (2020). O movimento pela humanização do parto e nascimento no Brasil: o impacto em Uberlândia segundo a percepção dos enfermeiros. Braz. J. Hea. Rev. Curitiba. 3(4), 7614-7634.

Published

11/10/2021

How to Cite

HORA, A. B. .; SANTOS, A. K. S. .; OLIVEIRA, C. S. de .; FEITOSA, M. C. G. de O. .; TELES, W. de S. .; SILVA, M. C. da .; CALASANS, T. A. S. .; BARROS, Ângela M. M. S. .; TORRES, R. C. .; AZEVEDO, M. V. C. .; ANDRADE, A. F. S. M. de .; SANTOS JUNIOR, P. C. C. .; DEBBO, A.; SILVA, M. H. S. . The importance of the nurse’s role in the humanization of childbirth: comprehensive verification. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e266101321253, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21253. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21253. Acesso em: 8 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences