Homeless population, volunteering during pandemic: experience report

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21271

Keywords:

People in street situation; Health care; Full service.

Abstract

To identify, through an experience report, the health demands of the homeless population, and report how care is provided by this population, who often do not resort to the SUS out of shame, or fear of being victims of prejudice, highlighting the importance of volunteering in this pandemic period. This is an experience report in a descriptive way, about Collective volunteering Unified by the Homeless Population, the services are carried out at the Former Liceu de Artes e Ofícios, provided by the Catholic University of Pernambuco (UNICAP) in Recife-PE. At the beginning of the pandemic, the intention was to serve as a cleaning point, the space grew in demand and possibilities, there were almost thirty thousand assistances and more than 1500 people registered. There is resistance on the part of the PSRs to go to the UPAs, as there is not always a good reception, and there are also socioeconomic difficulties for moving. Volunteering with the homeless population during the pandemic is an awakening of solidarity and empathy, it is possible to see beauty in the streets amidst the chaos and misery.

References

Bottil, N. et al. (2011), Condições de saúde da população de rua da cidade de Belo Horizonte. Brazilian Journal of Mental Health, 1(2), 162-176.

Ministério da Saúde. Portaria nº 122. (2012). Diretrizes de organização e funcionamento das equipes de Consultório na Rua.

Ministério da Economia. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2020). Projeções da população: Brasil e unidades da Federação.

Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Conselho Nacional dos Direitos Humanos (2020). Direitos das pessoas em situação de rua. p. 144.

Ministério da Saúde. Secretaria Executiva, (2000). Sistema Único de Saúde: Princípios e conquistas. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicaco es/sus_principios.pdf

Costa, A. P. M. (2005) População em situação de rua: contextualização e caracterização. Revista Virtual Textos e contextos, 4(1), 1-15.

De Paula, H. C. et al (2020). Sem isolamento: etnografia de pessoas em situação de rua na pandemia de Covid-19. Rev. Bras. Enferm., 73(suppl 2), 1-8.

Hino, P. et al., (2018) Pessoas que vivenciam situação de rua sob o olhar da saúde. Revista Brasileira de Enfermagem. 71(sup.1) p. 684-692.

Honorato, B. E. F. & Oliveira, A. C. S. (2020). População em situação de rua e COVID-19. Rev. Adm. Púlica, 54(4), 1064-1078.

Marques, S. R. L., & Lemos, S. M. A. (2017). Instrumentos de avaliação do letramento em saúde: revisão de literatura. Audiol. Commun. Res., 22 e.1757 1-12.

Martins, G. V. J. (2021). População de Rua e Covid-19: reflexões acerca de cidadania e direito à informação. https://www.encenasaudemental.com

Natalino, M. A. C. (2020). População em situação de rua cresce e fica mais exposta à Covid-19. Estimativa da população em situação de rua no Brasil. Retrieved junho, 2020, from https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=35811

Paiva, K. S. P. et al. (2016). Direito à saúde da população em situação de rua: reflexões sobre a problemática. Ciência e saúde coletiva. 21(8) p. 2595-2606.

Sampaio, H. A. C. et al. (2015). Letramento em saúde de diabéticos tipo 2: fatores associados e controle glicêmico. Ciênc. e Saúde Coletiva, 20(3), 865-874.

Sampaio, L. R. et al. (2009). Revisão dos aspectos conceituais, teóricos e metodológicos da empatia. Psicol. cienc. prof., 29(02).

Silva, C. C. et al. (2015) Práticas de cuidado e população em situação de rua: o caso do consultório de rua. Saúde debate, 39(spe), 246-256.

Silva, T. D. et al., in:Brasil, Ministério da Educação. (2020). População em situação de rua em tempos de pandemia: um levantamento de medidas municipais emergenciais. RC IPEA, 74, 1-26.

The PLoS Medicine. (2008). Homelessness is not just a housing problem. PloS Medicine, 5 (12).

UFJF. (2017). Estágio em nutrição em saúde coletiva: Instrutivo para elaboração de relato de experiência. Instituto de ciências e vida - departamento de nutrição, 1-2. https://www.ufjf.br/nutricaogv/files/2016/03/Orienta%C3%A7%C3%B5es-Elabora%C3%A7%C3%A3o-Relato-de-Experi%C3%AAncia.pdf

WU F., et al. (2020). A new coronavirus associated with human respiratory disease in China. Nature, 579(7798), 265-269.

Minayo, M. C. S. (2012). Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciência & Saúde Coletiva, 17(3), 621-626.

Ludke, M.., & André, M. E. D. A. (2013). Pesquisas em educação: uma abordagem qualitativa. São Paulo: E.P.U. 35-44.

Yin, R. K. (2015). O estudo de caso. Bookman.

Published

16/10/2021

How to Cite

SILVA, Édla Édna da .; LIMA , D. P. de .; SILVA , L. M. de S. .; MEIRA, E. L. L. de F. .; BARBOSA, A. T. R. .; CRUZ, I. J. A. da S. .; FAUSTINO, F. K. do N. C. .; SILVA, M. A. M. da .; SILVA, J. Q. da .; SILVA , A. N. S. da .; FERNANDES , S. F. S. .; JAQUES, A. F. C. .; PINTO, P. V. do N. .; SILVA, E. M. de L. .; OLIVEIRA, S. F. de . Homeless population, volunteering during pandemic: experience report. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e368101321271, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21271. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21271. Acesso em: 2 dec. 2021.

Issue

Section

Health Sciences