A Look in the Mirror: insights from a supervisory teacher of a Supervised Curriculum Internship in Physical Education

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21305

Keywords:

Teacher training; Supervised internship; Supervisory Teacher; Physical Education at School; Teaching.

Abstract

The Supervised Curriculum Internship (SCI) is a compulsory curricular component, in which pre-professional practice activities are carried out, characterizing itself as an important stage in the formation of the future teacher. In the school environment, where the SCI is developed, the figure of the supervising teacher (ST) emerges, responsible for leading the intern on this formative journey. In this sense, this research aimed to describe the perceptions and assessments from a ST of the SCI, about their supervision of interns. It was a research with a qualitative approach, descriptive in nature, using the case study technique. The semi-structured interview was used as an instrument. Participated in the study a teacher of basic education, acting as supervisor of SCI. For data analysis, the Content Analysis Technique was used. In function of the results, the teacher perceives her performance as ST from three categories: reception in the school environment, aspects of teacher professionalism and reflections on the role of ST. It is concluded that the selection of the ST is of utmost importance and that it must be carried out through agreements between the university and the school. It is possible to affirm that it is necessary for the ST to really know its role and the importance of its performance in teacher education. Furthermore, the university needs to have a horizontal and committed relationship with the school, understanding that it needs it to carry out the SCI effectively.

Author Biographies

Elizangela Cely, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutoranda em Educação pelo PPGEDUC/UFRRJ. Professora de Educação Física na Rede Pública de Ensino de Itaguaí/RJ. Coordenadora do Curso de Educação Física e Professora da UNIABEU.

Gabriela Simões, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Mestranda em Educação pelo PPGEDUC/UFRRJ. Bolsista CAPES-Demanda Social.

Célia Polati, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutoranda em Educação pelo PPGEDUC/UFRRJ. Professora de Educação Física na rede pública de ensino de Piraí e Rio de Janeiro.

Rudson Procópio, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Diane Mota, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Presidente Prudente – SP, Brasil. Professora efetiva de Educação Física do Município do Rio de Janeiro e do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

José Henrique, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professor no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEduc) e da Graduação em Educação Física da UFRRJ, Seropédica – RJ, Brasil. Doutorado em Ciências da Educação (ULISBOA) – Portugal.

References

Alarcão, I. (2001). Do olhar supervisivo ao olhar sobre a supervisão. In: Rangel, M. (Org.). Supervisão pedagógica: princípios e práticas (pp. 11-56). Campinas: Papirus.

Almeida, F. F. V. & Moreira, E. C. (2012). Contribuições da disciplina de estágio supervisionado de um curso de licenciatura em Educação Física: a percepção discente. Conexões: Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, 10(2), 77-102. https://doi.org/10.20396/conex.v10i2.8637676

Araújo, S. R. P. M. (2014). Acolhimento no estágio: entre modelos e possibilidades de formação docente. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Benites, L. C., Sarti, F. M. & Souza Neto, S. (2015). De mestres de ensino a formadores de campo no estágio supervisionado. Cadernos de Pesquisa, 45(155), 100-117. https://doi.org/10.1590/198053142928

Benites, L. C., Souza Neto, S., Borges, C. & Cyrino, M. (2012). Qual o papel do professor-colaborador no contexto do estágio curricular supervisionado na Educação Física?. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 20(4), 13-25. http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v20i4.3286

Brasil. (1962). Parecer nº 292/62. Trata da parte pedagógica dos currículos mínimos relativos aos cursos de licenciatura. Conselho Federal de Educação, Brasília.

Brasil. (1996). Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, Brasília. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Brasil. (2001a). Parecer CNE/CP nº 9/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Conselho Nacional de Educação, Brasília. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009.pdf

Brasil. (2001b). Parecer CNE/CP nº 27/2001. Dá nova redação ao item 3.6, alínea c, do Parecer CNE/CP 9/2001, que dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Conselho Nacional de Educação, Brasília. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/027.pdf

Brasil. (2001c). Parecer CNE/CP nº 28/2001. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Conselho Nacional de Educação, Brasília. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/028.pdf

Brasil. (2008). Lei Federal Nº. 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes; [...] e dá outras providências. Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm

Bueno, B. O. & Souza, D. T. (2012). Pedagogia contemporânea e formação de professores em serviço: lógicas e dispositivos de um modelo em expansão. In: Bittar, M. Pesquisa em Educação no Brasil: balanços e perspectivas (pp. 161-182). São Paulo: Edufscar.

Costa, F. A. A. C. (1994). Formação de professores: objetivos, conteúdos e estratégias. Revista de Educação Física, Maringá: UEM, 5(1), 26-39.

Cely, E., Polati, C., Amaral, B. & Silva, G. S. (2020). A (in)definição do papel do professor supervisor de estágio: realidades e perspectivas no contexto da Educação Física. In: Schütz, J. A. & Mayer, L. (Org.). Educação, história e sociedade (pp. 107-121). Cruz Alta: Editora Ilustração.

Corrêa Júnior, J. F. (2014). Identidade, Saberes e Questionamentos do Professor-Colaborador na Realização do Estágio Supervisionado em Educação Física. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Cyrino, M. & Souza Neto, S. (2017). Parceria universidade e escola no estágio curricular: um processo em constituição. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, 17(52), 661-682. http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.17.052.AO07

Freitas, R. C. (2011). Estudo multicasos sobre a socialização profissional de professores de Educação Física em início de carreira. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica/RJ.

Freitas, R C & Alvernaz, A. (2016). Socialização Organizacional de Professores de Educação Física nos primeiros anos de profissão. In: Henrique, J., Anacleto, F. N. A. & Pereira, S. A. M. (Org.). Desenvolvimento Profissional de Professores de Educação Física: Reflexões sobre a formação e socialização docente. Curitiba: CRV.

Gama, C. B. R., Viana, R. M., Medeiros Filho, A. E. C. & Pontes Junior, J. A. F. (2020). Estágio Curricular na formação de professores de Educação Física: uma experiência do ensino fundamental I. Revista Expressão Católica, 9(1), 101-107. http://publicacoesacademicas.unicatolicaquixada.edu.br/index.php/rec/article/view/3509

Gil, A. C. (2007). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Hernandes, M. L. Q. G. & Hernandes, P. R. (2007). Ih, lá vem o estagiário... Revista de Educação, 10(10), 107-112. https://seer.pgsskroton.com/educ/article/view/2143

Iza, D. F. V. & Souza Neto, S. (2015). Os desafios do Estágio Curricular Supervisionado em Educação Física na parceria entre universidade e escola. Movimento, Porto Alegre, 21(1), 111-124. https://www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/46271/33336

Julia, D. (2001). A Cultura Escolar como Objeto Histórico. Revista Brasileira de História da Educação, 1(1), 9-43. http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/39195

Lima, M. S. L. (2008). Reflexões sobre o estágio/prática de ensino na formação de professores. Revista Diálogo Educacional, 8(23), 195-205. http://dx.doi.org/10.7213/rde.v8i23.4015

Lüdke, M. & Boing, L. A. (2004). Caminhos da profissão e da profissionalidade docentes. Educação & Sociedade, Campinas, 25(89), 1159-1180. https://doi.org/10.1590/S0101-73302004000400005

Manara, A. S., Marzari, M. R. B. & Ruppenthal, R. (2021). Aluno-docente: ressignificando saberes através da trajetória e percepção do estágio curricular supervisionado. Research, Society and Development, 10(11), e562101120017. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i11.20017

Martins, P. B. & Curi, E. (2019). Estágio Curricular Supervisionado: uma retrospectiva histórica na legislação brasileira. Revista Eletrônica de Educação, 13(2), 689-701. https://doi.org/10.14244/198271992471

Martiny, L. E. & Gomes-da-Silva, P. N. (2011). “O que eu transformaria? Muita coisa!”: os saberes e os não saberes docentes presentes no estágio supervisionado em Educação Física. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, 22(4), 569-581. https://doi.org/10.4025/reveducfis.v22i4.11277

Núñez, I. B. & Ramalho, B. L. (2008). A profissionalização da docência: um olhar a partir da representação de professoras do ensino fundamental. Revista Iberoamericana de Educación, 46(9), 1-15. https://doi.org/10.35362/rie4691872

Pimenta, S. G. (2012). O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática?. São Paulo: Cortez.

Pimenta, S. G. & Lima, M. S. L. (2004). Estágio e Docência. São Paulo: Cortez.

Praxedes, T. P, Pinto, M. G. & Farias, G. O. (2015). A profissionalidade Docente em Educação Física. Kinesis, 33(1). https://doi.org/10.5902/2316546418231

Polati, C. & Henrique, J. (2018). A influência das experiências pregressas nas vivências de ensino no estágio supervisionado. In: Anais do V Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão, Niterói.

Sarti, F. M. (2013). Pelos caminhos da universitarização: reflexões a partir da masterização dos IUFM franceses. Educação em Revista, 29(4). https://doi.org/10.1590/S0102-46982013000400010

Sarti, F. M. & Araújo, S. R. P. M. (2016). Acolhimento no estágio supervisionado: entre modelos e possibilidades para a formação docente. Educação, 39(2), 175-184. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2016.2.19415

Scalabrin, I. C. & Molinari, A. M. C. (2013). A importância da prática do estágio supervisionado nas licenciaturas. Revista Unar, 7(1). https://revistaunar.com.br/cientifica/documentos/vol7_n1_2013/3_a_importancia_da_pratica_estagio.pdf

Silva, I. H & Gaspar, M. (2018). Estágio supervisionado: a relação teoria e prática reflexiva na formação de professores do curso de Licenciatura em Pedagogia. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, 99(251), 205-221. https://doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.99i251.3093

Silveira, D. T. & Córdova, F. P. (2009). Unidade 2 – A pesquisa científica. In: Gerhardt, T. E. & Silveira, D. T. (Org.). Métodos de Pesquisa (pp. 31-42). Rio Grande do Sul: UFRGS Editora.

Souza Neto, S., Sarti, F. M. & Benites, L. C. (2016). Entre o ofício de aluno e o habitus de professor: os desafios do estágio supervisionado no processo de iniciação à docência. Movimento, Porto Alegre, 22(1), 311-324. https://www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/49700/36619

Tardif, M. (2000). Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, 13(5), 5-24. http://anped.tempsite.ws/novo_portal/rbe/rbedigital/RBDE13/RBDE13_05_MAURICE_TARDIF.pdf

Tardif, M. (2012). Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Editora Vozes.

Tardif, M. (2013). A profissionalização do ensino passados trinta anos: dois passos para a frente, três para trás. Educação & Sociedade, 34(123), 551-571. https://doi.org/10.1590/S0101-73302013000200013

Thomas, J. R., Nelson, J. K. & Silverman, S. J. (2012). Métodos de Pesquisa em Atividade Física. Porto Alegre: Artmed.

Zotovici, S. A., Melo, J. B., Campos, M. Z. & Lara, L. M. (2013). Reflexões sobre o estágio supervisionado no curso de licenciatura em educação física: entre a teoria e a prática. Pensar a Prática, Goiânia, 16(2), 320-618. https://doi.org/10.5216/rpp.v16i2.16593

Published

17/10/2021

How to Cite

CELY, E.; SIMÕES, G.; POLATI, C.; PROCÓPIO, R.; MOTA, D.; HENRIQUE, J. A Look in the Mirror: insights from a supervisory teacher of a Supervised Curriculum Internship in Physical Education. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e387101321305, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21305. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21305. Acesso em: 8 dec. 2021.

Issue

Section

Human and Social Sciences