Lights, camera, action!: Using cinematographic genre in English language classes

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21352

Keywords:

Professional and technological education; Short film; Art and culture; English language.

Abstract

This study consists of an academic activity carried out in a master's degree in Professional and Technological Education (PROFEPT) of Instituto Federal do Piauí (IFPI) in progress. The use of the short film genre in English language teaching becomes relevant as it allows the student the opportunity to practice and understand the language orally and critically. In this context, this article sought in the epistemological way to discuss the dyad education and work and their conceptions and interrelationships in professional and technological education, as well as to present a prior state of the art on the use of short films in the English language teaching in technology in contemporary society. From a qualitative perspective, this systematic literature review used as references: journals, dissertations, theses and books, found through the following databases: SciELO, Portal Capes and Google Scholar. Therefore, due to the aspects mentioned in this academic-scientific investigation, it was possible to show that the short film genre is a pedagogical strategy to promote the praxis of conversation in English language classes with students in the High School Technical Professional Education, considering contextualization and interdisciplinarity as guiding principles, thus ensuring the inseparability between theory and social practice. This research seeks to highlight the conceptions, possibilities and challenges in contemporary English language teaching, through the short film genre.

References

Alzao, L. S. A. & Feldiman, A. K. T. (2018). O filme diary of a wimpy kid no ensino da língua inglesa. A COR DAS LETRAS (UEFS). 18, 154-66.

Brasil. (2021). Governo Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 05 de janeiro de 2021. Brasília.

Brasil. (2017). Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular Ensino Médio.

Gil, A. C. (2010). Como elaborar um projeto de pesquisa. 5.ed. Ed. Atlas.

Gramsci, A. (1982). Os intelectuais e a organização da cultura. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. 4.ed. Ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Guareschi, P. A. (2005) Mídia, Educação e Cidadania: Tudo o que você quer saber sobre a mídia. Petrópolis, RJ: Vozes.

Jesus, D. M. & Lima, T. B. (2016) Para além de um discurso do fracasso: os sentidos da aprendizagem de alunos de língua inglesa de uma escola pública. In: Jesus, D. M. & Carbonieri, D. (orgs.). Práticas de multiletramentos e letramento crítico: outros sentidos para a sala de aula de línguas. Campinas: Pontes. 81-98.

Lopes, P. K. & Nanemann, S. M. A.(2015) . O curta-metragem como instrumento de ensino dos direitos humanos nas aulas de língua portuguesa. EDUCERE XII Congresso nacional de educação. PUCPR.

Marson, M. Z., Miquelante, M. A. & Lanferdini, P. A. F. (2018). Leitura imagética de um curta-metragem: o uso das novas tecnologias no ensino de língua inglesa. ENTRETEXTOS (UEL). 18, 265-87.

Mendes, K. D. S., Silveira, R. C. C. P. & Galvão, C. (2008) M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem integrative literature. Texto & Contexto Enferm, Florianópolis. 17(4), 758-764.

Moletta, A. (2009) Criação de curta-metragem em Vídeo Digital: Uma proposta para produções de baixo custo. São Paulo: Summus, 142.

Nosella, P. (2018) A escola de Gramsci. 5.ed. rev. ampl. São Paulo: Cortez.

Pacheco, E. (2015) Fundamentos político-pedagógicos dos institutos federais: diretrizes para uma educação profissional e tecnológica transformadora. Ed. do IFRN Natal: IFRN.

Roman A.R. & Friedlander M.R. (1998) Revisão integrativa de pesquisa aplicada à enfermagem. Cogitare Enferm. 3(2),109-12.

Sampaio, R. F. & Mancini, M. C. (2007) Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, 11 (1) 83–89. http://www.scielo.br/pdf/rbfis/v11n1/12.pdf.

Saviani, D. (2003) O choque teórico da Politecnia. Trab. educ. saúde. 1 (1), 131-152.

Silva, C. A. (2020) A reforma da educação profissional de nível médio no Brasil: um debate sobre a pedagogia das competências e o trabalho como princípio educativo. 224 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.

Silva, D. S. R. & Pinheiro, R. P. (2017). A viabilidade do uso do lúdico nas aulas de língua inglesa. Revista Sítio Novo. 1, 103-117.

Silva, V. E. G. & Dias, S. M. V. (2019-2018) Transposição intersemiótica: o recurso cinematográfico para estimular a leitura em Língua Inglesa. In: XXII Congresso Nacional de Linguística e Filologia, Rio de Janeiro. CADERNOS DO CNLF. V.XXII, 3, Textos completos. Rio de Janeiro: CiFEFil.

Sousa, D. F. de. (2019) Os sentidos atribuídos ao trabalho e a prática docente em Educação Profissional e Tecnológica. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Campus Manaus Centro, Manaus.

Vieira, P. A. (1985) Teoria da Cultura. In: Ciência e existência: problemas filosóficos da pesquisa científica. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Downloads

Published

17/10/2021

How to Cite

ANDRADE, E. P.; ALBUQUERQUE JUNIOR, A. X. de .; MORAIS, M. A. C. de. Lights, camera, action!: Using cinematographic genre in English language classes. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e414101321352, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21352. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21352. Acesso em: 4 dec. 2021.

Issue

Section

Education Sciences