Socio-economic characterization of the cassava production system for family farmers in the Municipality of São Francisco do Pará

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21355

Keywords:

Cassava; Producer profile; Cultivation system; Products and by-products.

Abstract

Cassava (Manihot esculenta Crantz) is a crop of great economic, social and cultural importance, a source of work and income for family farmers. Pará is the largest producer of cassava, however, for the productive potential of the species, production in the state is low, which may be associated with low technological levels, less integration and actions of institutions and technical assistance offered to small farmers. Knowledge about the particularities, difficulties experienced by producers in municipalities that have the production of culture as an economic base, is seen as an essential point for achieving regional rural development. The objective was to develop the characterization of the potentials and limitations of the cassava production system in the city of São Francisco do Pará, a microregion in the northeast of Pará, through field research with an exploratory perspective and a quanti-quantitative approach, using the technique “snowball sampling” and use of questionnaires. It was found that the production of cassava is the main source of income and subsistence, with a predominance of low technological level, such as felling and burning. A lack of technical assistance from government agencies was identified. The main problems during the production process were the infrastructure of the “flour houses” and the transport factor during the commercial stage of the flour. There is a demand for greater public action, offering public policies, technical assistance, articulations that enable the entry of producers into markets, and thus the achievement of better financial results, moving towards greater local and regional development.

Author Biographies

Amanda da Silva Nogueira, Universidade Federal Rural da Amazônia

Engenheira Agrônoma. Mestranda em Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Agronomia da Universidade Federal Rural da Amazônia (PGAGRO-UFRA), Campus Belém, Pará, Brasil.

Ana Paula Macedo de Jesus, Universidade Federal Rural da Amazônia

Engenheira Agrônoma. Mestranda em Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Agronomia da Universidade Federal Rural da Amazônia (PGAGRO-UFRA), Campus Belém, Pará, Brasil.

Ruth Helena Cristo Almeida, Universidade Federal Rural da Amazônia

Socióloga. Doutora em Ciências Agrárias. Professora do Instituto Socioambiental e dos Recursos Hídricos da Universidade Federal Rural da Amazônia (ISARH-UFRA), Campus Belém, Pará, Brasil.

Leonardo Elias Ferreira, Universidade Federal Rural da Amazônia

Engenheiro Agrônomo. Doutor em Fitotecnia. Professor do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal Rural da Amazônia (ICA-UFRA), Campus Belém, Pará, Brasil.

Marcos Antônio Souza dos Santos, Universidade Federal Rural da Amazônia

Engenheiro Agrônomo. Doutor em Ciência Animal. Professor do Programa de Pós-Graduação em Agronomia da Universidade Federal Rural da Amazônia (PGAGRO-UFRA), Campus Belém, Pará, Brasil.

References

Agostini, M. R. (2006). Produção e utilização de farinha de mandioca comum enriquecida com adição das própria folhas desidratadas para consumo alimentar. Dissertação de Mestrado em agronomia, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatu, SP, Brasil.

Almeida, C. O., Cardoso, C. E. L., Souza, L.D., & Porto, M.C.M. (2018). Produção de mandioca no Brasil: o desafio do incremento de produtividade com preservação de solos ( 1° ed., pp. 36) [Documentos, 224]. Cruz das Almas, BA: Embrapa Mandioca e Fruticultura.

Alves, A. A. C. (1990). Fisiologia da mandioca. Cruz das Almas, BA: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical.

Araújo, A. S., Anjos, D. R., Silva, R. S., Santos, M. A. S., Martins, C. M., & Almeida, R. H. C. (2017). Análise socioeconômica de agricultores da comunidade quilombola do Abacatal, Ananindeua, estado do Pará, Brasil. Biota Amazônia, Macapá, 7(1), 30-37.

Ayache, G. E. (2015). Diagnóstico das condições socioeconomicas dos produtores de farinha de mandioca da colônia pulador, Anastácio - MS. Dissertação de Mestrado, Universidade Anhanguera-UNIDERP, Campo Grande, MS, Brasil.

Bezerra, F. A. P. (2009). Crescimento da produção da mandioca e os impactos econômicos no nordeste paraense: o caso do Distrito de Americano no município de Santa Izabel do Pará. . Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Pará, Belém, Pa, Brasil.

Bezerra, G. J., & Schlindwein, M. M. (2017). Agricultura familiar como geração de renda e desenvolvimento local: uma análise para Dourados, MS, Brasil. Interações, 18 (1), 3-15

Buainain, A. M., & Garcia, J. R. (2013). Os pequenos produtores rurais mais pobres ainda tem alguma chance como agricultores? In: Campos, S. K., & Navarro, Z. A pequena produção rural e as tendências do desenvolvimento agrário brasileiro: ganhar tempo é possível. (Cap 2, pp. 29.) Brasília, DF: CGEE.

Carvalho, J. L. H., Perim, S., & Costa, I. R. S. (1983). Parte aérea da mandioca na alimentação animal. I. Valor nutritivo e qualidade da silagem. (p.p 6) [Comunicado Técnico, 29]. Planaltina, DF: EMBRAPA, CPAC.

Castro, J. A. (2009) Evolução e desigualdade na educação brasileira. Educação & Sociedade, Campinas, 30 (108), 673-697.

Cravo, M. S., Corteletti, J., Nogueira, O. L., Smyth, T. J., & Souza, B. D. L. (2005). Sistema Bragantino: Agricultura sustentável para a Amazônia (1° ed., pp. 93) [Documentos, 218]. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental.

CEPEC- Centro de Pesquisa Econômica-UFPA. (2014). O Arranjo Produtivo da Mandioca e Análise da Sazonalidade de Preços da Farinha no estado do Pará, (Vol.3, ed., 5). Belém, Pa: UFPA.

Costa, J. F., Santos, M. A. S., Rebello, F. K., Costa, A. D., & Silva, J. S. (2016). A política de crédito rural e os financiamentos à cultura da mandioca no estado do Pará, 1990-2012. Revista Raízes e Amidos Tropicais, Botucatu, 12 (1), 1-14.

Cordeiro, I. M. C., Arbage, M. J. C., & Schwartz, G. (2017). Nordeste do Pará: configuração atual e aspectos indenitários. In: I. M. C. Cordeiro., L. G. T. .; Rangel-Vasconcelos., G. Schwartz., & F. A. Oliveira (Eds.). Nordeste paraense panorama geral e uso sustentável das florestas secundárias. Belém, PA: EDUFRA.

Dufumier, M. (2010). Projetos de desenvolvimento agrícola: manual para especialistas. (2 °ed). Salvador- Bahia: UFBA.

FAPESPA- Fundação Amazônia de Amparo a estudos e pesquisas. (2017). Boletim agropecuário do Pará. Recuperado em 12 de janeiro, 2019, de http://www.fapespa.pa.gov.br/upload/Arquivo/anexo/1383.pdf?id=1533567716.

Faria, P. B., Silva, J. N., Rodrigues, A.Q., Teixeira, P. D., Melo, L. Q., Costa, S. F., Rocha, M. F. Q., & Pereira, A, A. (2011). Processamento da casca de mandioca na alimentação de ovinos: desempenho, características de carcaça, morfologia ruminal e eficiência econômica. Revista Brasileira de Zootecnia, 40 (12), 2929-2937.

Fernandes, G. L. C. (2017). Análises gráficas dos principais produtos agropecuários do Estado do Pará: Cultura da mandioca. 2017. Recuperado em 7 de Janeiro, 2019, de https://www.embrapa.br/documents/1354300/32272142/An%C3%A1lise+de+Cen%C3%A1rios+-+Mandioca/a23876b7-97ba-aff7-8c95-5dd1578cbe12.

Ferreira, L. R. (2015). A mandiocultura e a produção de farinha: um estudo sobre a farinha produzida em Vitória de Santo Antão-PE. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 2 (3), 175-186.

Fonseca, H. V. P. (2012). Um estudo sobre a inadimplência do crédito rural no Vale do São Francisco. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pe, Brasil.

Guerroué, J., Douillard, R., Cereda, M. P., & Chiarello, M. D. (1996). As proteínas de folhas de mandioca: aspectos fisiológicos, nutricionais e importância tecnológica. B.Ceppa, Curitiba, 14 (2), 133-148.

Gusmão, L. H. A., Homma, A. K. O., & Watrin, O. S. (2016). Análise cartográfica da concentração do cultivo de mandioca no estado do Pará, Amazônia brasileira. Geografia, Ensino & Pesquisa, 20 (3), 51-62.

Idáñez, M. J. A., & Ander-egg, E. (2008). Diagnóstico Social: conceitos e metodologias. (3°. ed). Portugal: Rede Europeia Anti-Pobreza.

IBGE- Instituto brasileiro de geografia e estatística (2019). Recuperado em 17 de Março, 2019, de https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/sao-francisco-do-para/panorama.

Lorenzi, J. O., & Dias, C. A. C. (1993). Cultura da mandioca. (p.p 41) [Boletim]. Departamento de Extensão Rural.

Matos, A. C. S., Alves, L. C. A., & Pena, H. W. A. (2017) A produção e o comércio da mandioca no estado do Pará entre 1994 e 2014. Revista observatorio de la economía latino-americana.

Mendes, V. Q., Santos, C. S., Vera Cruz, M. G. S., Silva, S. A. M., & Rayol, B. P. (2015). Avaliação da cadeia produtiva da mandioca para farinha de mesa na Vila de Igarapé-Açu, Capitão Poço, Pará. Anais de Congresso Brasileiro de Agroecologia. 2015, Belém. Cadernos de Agroecologia.

Meneghetti, C. C.; & Domingues, J.L. (2008). Características nutricionais e uso de subprodutos da agroindústria na alimentação de bovinos. Revista Eletrônica Nutritime, 5 (2), 512-536.

Modesto, M. S., Júnior., & Alves, R. N. B. (2015). Produção de farinha de mandioca e farinha de tapioca no estado do Pará com oportunidades de negócios para empreendedores e agricultores na Amazônia. In: V. F. DENARDIN & R. KOMARCHESKI (Orgs.). Farinheiras do Brasil: Tradição, cultura e perspectivas da produção familiar de farinha de mandioca. Matinhos, PR: UFPR Litoral.

Modesto, M. S., Júnior., & Alves, R. N. B. (2013, outubro). Canais de comercialização de farinha de mandioca (Manihot esculenta Crantz) utilizados por Agricultores familiares de Moju. Anais do XV Congresso brasileiro de mandioca, Salvador, BA, Brasil.

Modesto, M. S., Júnior., & Alves, R. N. B. (2016). Cultura da mandioca: Aspectos socioeconômicos, melhoramento genético, sistemas de cultivo, manejo de pragas e doenças e agroindústria ( 1° ed.). Brasília: Embrapa.

Monteiro, R. P. S., Nascimento, M. N. C. F., Santos, J. C., & Filgueiras, G. C. (2018). O perfil socioeconômico dos produtores de farinha de tapioca do distrito de americano em Santa Izabel do Pará. Anais do Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, Campinas.

Oliveira, A. B. (2015). Indicações geográficas, produtos tradicionais e desenvolvimento territorial na Amazônia: Um olhar sobre o projeto de indicação geográfica da farinha de Bragança. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Pará, Belém, Pa, Brasil.

Oliveira, A. G., Cleaver, A.J.T., Emperaire, L., Kageyama, P.Y., & Stella, A. (2006). Encontro nacional sobre agrobiodiversidade e diversidade cultural. In: BRASIL. Ministério do Meio Ambiente (Org.). Agrobiodiversidade e diversidade cultural. (ed. 2, pp. 13-26) Brasília, DF: MMA.

Oyamada, G. C., Pereira, B. D., Zavala, A. Z., Silva, G. R., & Faria, A. M. (2017). Agricultura familiar e pluriatividade: estudo de caso na comunidade carrijo poconé (MT). Anais de Congresso da Sober, Londrina.

Salton, J. C., Hernani, L.C., & Fontes, C.Z. (1998). Sistema Plantio Direto. O produtor pergunta, a Embrapa responde. (p.p 248) [500 Perguntas, 500 Respostas]. Brasília : Embrapa-SPI ; Dourados: Embrapa-CPAO,

Santana, A. C., & Amin, M. M. (2002). Cadeias produtivas e oportunidades de negócios na Amazônia. Belém, PA: UNAMA.

Santos, E. F. (2009). Agroindústria da mandioca – o caminho para a Sustentabilidade econômica dos beneficiadores do bairro Campinhos em vitória da conquista – ba. Anais do Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Porto Alegre, RS, Brasil.

Santos, M. A. S., & Santana, A. C. (2012). Caracterização socioeconômica da produção e comercialização de farinha de mandioca no município de Portel, arquipélago do Marajó, estado do Pará. Revista Verde, 7(5), 73-86.

SEDAP- Secretária de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca. (2018). Agricultura familiar sustenta a produção de mandioca e a mesa do paraense. Recuperado em 12 de janeiro, 2019, de http://sedap.pa.gov.br/artigos/agricultura-familiar-sustenta-produ%C3%A7%C3%A3o-de-mandioca-e-mesa-do-paraense.

Serenini, M. J.; & Malysz, S. T. (2015). A importância da agricultura familiar na produção de alimentos. Curitiba: Cadernos PDE.

SETUR-PA - Secretária de estado de turismo do Pará. (2015). Inventário da oferta turística do Município de São Francisco do Pará. Recuperado em 2 de Dezembro, 2018, de http://www.setur.pa.gov.br/sites/default/files/iot_sao_francisco_2015-2_0.pdf.

Silva, A. L. F. (2010). Compostagem de casca de mandioca e seus efeitos sobre as propriedades químicas e biológicas do solo. Dissertação de Mestrado em Produção Vegetal, Universidade Federal do Acre, Rio Branco, AC, Brasil.

Silva,, L. J. S., Rocha, R. N. C., Meneghetti, G. A., Moreno, A. A., & Fernandes, V. (2017). Diagnóstico dos sistemas de produção dos agricultores familiares, produtores de mandioca das comunidades do município do Careiro. (p.p 68) [Documentos, 129]. Manaus, AM: Embrapa.

Simioni, F. J. (2013). Determinantes da renda familiar no espaço rural: Uma revisão. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, 15 (3), 397-410.

Teixeira, S. T., Alves, L. S., Silva, A. L. F., Álvares, V. S., & Felisberto, F. A. V. (2011). Reciclagem Agrícola de Manipueira e Casca de Mandioca. (p.p 6) [Comunicado Técnico, 179]. Rio Branco, AC: EMBRAPA.

Tiritan, C. S., Foloni, J. S. S., Rezende, L. F. D., Santos, D. H., & Araújo, H. S. (2009, julho). Avaliação dos parametros de desenvolvimento de doze cultivares de mandioca na região oeste paulista. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Mandioca, Botuacatu, SP, Brasil.

Vieira, F. A. P. (2007). Lei orgânica e política de desenvolvimento agrícola: impedimentos para efetivação de uma ação política no município de Bragança no estado do Pará. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil.

Vinuto, J. A. (2014). Amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, 22 (44), 203-220.

Published

19/10/2021

How to Cite

NOGUEIRA, A. da S.; JESUS, A. P. M. de .; ALMEIDA, R. H. C.; FERREIRA, L. E.; SANTOS, M. A. S. dos. Socio-economic characterization of the cassava production system for family farmers in the Municipality of São Francisco do Pará. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e473101321355 , 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21355. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21355. Acesso em: 4 dec. 2021.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences