The impacts of the COVID-19 pandemic on the Brazilian service sector

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21522

Keywords:

Service sector; COVID-19; Sanitary and economic crisis; SEBRAE.

Abstract

The service sector is responsible for 74% of the Gross Domestic Product in Brazil. Given the relevance of the sector in recent years, the present study aims to analyze the impacts caused by the pandemic of the new coronavirus on the services sector in the country. The methodology used is based on the Annual Survey of Commerce, Industry and Services, as well as the Monthly Survey of Services of May 2020 released by Brazilian Micro and Small Business Support Service (SEBRAE). The results show that the service sector was the one that most grew in numbers of companies and job creation in the last years. In the first five months of the year, volume and revenue declined in all five service classifications used in the data analysis. The sharpest drop was in tourism-related activities.

 

Author Biographies

Fábio da Silva, Universidade Potiguar

Doutorando em administração, Universidade Potiguar, Brasil

César Ricardo Maia de Vasconcelos, Universidade Potiguar

Professor Doutor da Universidade Potiguar, Brasil

Cristine Hermann  Nodari, Universidade Potiguar

Professora doutora da Universidade Potiguar, Brasil

 

Tarciara Magley da Fonseca Pereira, Universidade Potiguar

Doutoranda em administração pela Universidade Potiguar, Brasil

Laís Karla da Silva Barreto, Universidade Potiguar

Professora doutora da Universidade Potiguar Brasil

Anderson Lopes Nascimento, Universidade Federal do Piauí


Doutorando em Administração (UNAMA). Mestrado em Administração (UECE)
Docente na Universidade Federal do Piauí (UFPI).


Sérgio Castro Gomes, Universidade Federal de Viçosa


Doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa,
Docente da Universidade da Amazônia (UNAMA).

Carlos Dias Chaym, Faculdade Cearense

Doutor



Juliana Bianca Maia Franco, Universidade Potiguar

Professora do IF de Camocim, Doutoranda em Administração  pela Universidade Potiguar

Arly Dayany Fernandes de Carvalho, Universidade Estadual do Rio Grande do Norte

Mestranda em economia pela UERN, Brasil

Wilton Teixeira Celestino, Universidade Estadual do Rio Grande do Norte

 

 

References

Aveni, A. (2020). Estratégias pelo trabalho no futuro devidos a pandemia COVID-19. Revista Processus de Políticas Públicas e Desenvolvimento Social, 2(3), 4-14.

Bareto, M. C., Nóbrega, K. C., & Souza, L. A. (2017). Estratégia de serviços: o que há de comum entre os modelos teóricos? Revista Raunp, 9(2), 57-68.

Barría, C. (2020). Coronavírus: o que as grandes economias do mundo estão fazendo para evitar falências e a falta de dinheiro. https://www.bbc.com/portuguese/internacional-51983863

Carlsson-Szlezak, P., Reeves, M., & Swartz, P. (2020). What Coronavirus Could Mean for the Global Economy. Harvard Business Review, 1-10.

Conti, T. V. (2020). Crise Tripla do COVID-19: um olhar econômico sobre políticas públicas de combate à pandemia. http://thomasvconti.com.br/pubs/coronavirus/

Corrêa, H. L., & Gianesi, I. G. N. (2019). Administração estratégica de serviços: operações para satisfação do cliente. (2a ed.). Atlas.

Correia, H. (2018). Terceirização na atividade-fim: julgamento do STF de 30/8/18. https://www.migalhas.com.br/depeso/286807/terceirizacao-na-atividade-fim-julgamento-do-stf-de-30-8-18

Deluca, M. A. M., Gonçalo, C. R., Castro Junior, D. F. L, & Pereira, M. F. (2017). Capacidades de Inovação em Serviços: Um Estudo nos Supermercados em Santa Catarina. Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE), 16(1).

Domingues, E. P., Ruiz, R. M., Moro, S., & Lemos, M. B. (2006). Organização territorial dos serviços no Brasil: polarização com frágil dispersão. In Negri, J. A., & Kubota, L. C. (Orgs.). Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil (Cap., pp. 193-229). IPEA.

G1.globo.com (2020a). Brasil tem mais de 1 milhão de casos confirmados de coronavírus, aponta consórcio de veículos de imprensa; veja a situação por região. https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/06/19/brasil-tem-mais-de-1-milhao-de-casos-confirmados-de-coronavirus-aponta-consorcio-de-veiculos-de-imprensa-veja-a-situacao-por-regioes.ghtml

G1.globo.com (2020b). Brasil atinge 2 milhões de casos de coronavírus; 9 estados mais DF têm alta de mortes, mostra consórcio de veículos de imprensa. https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/07/16/casos-e-mortes-por-coronavirus-no-brasil-em-16-de-julho-segundo-consorcio-de-veiculos-de-imprensa.ghtml

Galinari, R., Texeira Junior, J. R. (2014). Serviços: conhecimento, inovação e competitividade In Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social [BNDES]. BNDES Setorial 39. (Cap. 7, pp. 235-289). Rio de Janeiro: BNDES.

Gama Neto, R. B. (2020). Impactos da COVID-19 sobre a economia mundial. Boletim de Conjuntura (BOCA), 2(5), 113-127. http://doi.org/10.5281/zenodo.3786698

Girón-Pérez, M. I., Barrón-Arreola, K. S., & Rojas-Mayorquín, A. E. (2020). The COVID-19 pandemic: impact in Health and Economy. Revista Bio Ciencias, 7, e963. https://doi.org/10.15741/revbio.07.e963

Gonzatto, M., Corso, M., Senhoras, E. M., Segata, J., Meneghetti Neto, A., & Veronese, M. V. (2020). Mudanças de comportamento, na economia e no trabalho: como as epidemias transformam o mundo. GaúchaZH, março/2020.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2010a). Pesquisa anual do comércio 2008. (Vol. 20). IBGE.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2010b). Pesquisa anual de serviços 2008. (Vol. 10). IBGE.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2010c). Pesquisa Industrial 2008. (Vol. 27, número 1). IBGE.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2018). Pesquisa anual do comércio 2017. (Vol. 29). IBGE.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019a). Pesquisa anual de serviços 2017. (Vol. 17). IBGE.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019b). Pesquisa Industrial 2017. (Vol. 36, número 1). IBGE

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2020a). Desemprego. https://www.ibge.gov.br/explica/desemprego.php

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2020b). Serviços. https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/servicos.html

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2020c). Pesquisa mensal de serviços maio de 2020. https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=72419

Kon, A. (2004). Economia de serviços: teoria e evolução no Brasil. Elsevier/Campus.

Kon, A. (2006). Características econômicas das indústrias de serviços no Brasil: uma comparação entre empresas de capital estrangeiro e de capital nacional. In Negri, J. A., & Kubota, L. C. (Orgs.). Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil (Cap. 5, pp. 133-191). Brasília: IPEA.

Lazzarini, S. G., & Musacchio, A. (2020). Leviathan as a Partial Cure? Opportunities and Pitfalls of Using the State-Owned Apparatus to Respond to the COVID-19 Crisis. RAUSP Management Journal, http://dx.doi.org/10.1590/0034-76122020120x.

Martins, J. (2020). Pandemia COVID-19. Gazeta Médica, 7(1). https://doi.org/10.29315/gm.v7i1.312

Meirelles, D. S. (2003). O setor de serviços e os serviços de infra-estrutura econômica. Tese de doutorado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Meirelles, D. S. (2006). Características das firmas e dos setores de serviço, segundo o processo de trabalho. In Negri, J. A., & Kubota, L. C. (Orgs.). Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil (Cap. 10, pp. 349-375). IPEA.

Mistério da Saúde (2020a). O Brasil confirma primeiro caso da doença. https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46435-brasil-confirma-primeiro-caso-de-novo-coronavirus

Mistério da Saúde (2020b). Coronavírus: 43.079 casos e 2.741 mortes. https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46764-coronavirus-43-079-casos-e-2-741-mortes.

Mistério da Saúde (2020c). Painel Coronavírus. https://covid.saude.gov.br/

Moraes, P. P. (2017). Desconcentração regional do setor de serviços na economia brasileira: uma análise do período 2003/2014. Monografia de graduação, Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Nassif, V. M. J., Armando, E., & Falce, J. L. L. (2020). O empreendedorismo e a pequena empresa no contexto do pós COVID-19: há luz no fim do túnel? Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas (REGEPE). 9(3), 1-7. https://doi.org/10.14211/regepe.v9i3.1940

Organização Mundial do Comércio (2020). Trade set to plunge as COVID-19 pandemic upends global economy. https://www.wto.org/english/news_e/pres20_e/pr855_e.htm

Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (2020). Coronavirus: The world economy at risk. https://www.oecd-ilibrary.org/economics/oecd-economic-outlook/volume-2019/issue-2_7969896b-en;jsessionid=0sZeMuKbT4XjZT7ebpThnTLf.ip-10-240-5-26

Pacheco, F. B., Klein, A. Z., & Righi, R. R. (2016). Modelos de negócio para produtos e serviços baseados em internet das coisas: uma revisão da literatura e oportunidades de pesquisas futuras. Revista de Gestão (REGE), 23, 41–51.

Pereira, V. R. (2014). O setor de serviços no Brasil (Dissertação de Mestrado). Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Araracuara, SP, Brasil.

Pereira A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. UFSM.

Porsse, A. A., Souza, K. B., Carvalho, T. S., & Vale, V. A. (2020). Impactos econômicos do COVID-19 no Brasil. Nota Técnica NEDUR-UFPR, Nº 01-2020, Núcleo de Estudos em Desenvolvimento Urbano e Regional (NEDUR) da Universidade Federal do Paraná.

Rezende, A. A., Marcelino, J. A., & Miyaji, M. (2020a). A reinvenção das vendas: as estratégias das empresas brasileiras para gerar receitas na pandemia de COVID-19. Boletim de Conjuntura (BOCA), 2(6), 53-69. http://doi.org/10.5281/zenodo.3834095

Rezende, A. A., Marcelino, J. A., & Miyaji, M. (2020b). Impactos iniciais da COVID-19 nas micro e pequenas empresas do Estado do Paraná – Brasil. Boletim de Conjuntura (BOCA), 2(5), 101-112. http://doi.org/10.5281/zenodo.3779308

Rossoni, L. (2020). COVID-19, Organizações, Trabalho em Casa e Produção Científica. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa (RECADM), 19(2), 158-168. http://dx.doi.org/10.21529/RECADM.2020ed2.

Santos, E. R. (2018). A nova lei da terceirização – Lei nº 13.429/2017 – Um cheque em branco ao empresariado. Revista Fórum Trabalhista (RFT), 25. https://www.editoraforum.com.br/noticias/nova-lei-da-terceirizacao-lei-no-13-4292017-um-cheque-em-branco-ao-empresariado/

Seleme, R. (2016). Gestão de operações de serviços: planejando o sucesso no atendimento ao cliente. InterSaberes.

Silva, A. C. V., Aguilar, J. J., Ferreira, S. C. X., Oliveira, T. C., & Godinho, L. A. de C. (2016). Estudos das estratégias de prestação de serviços em uma empresa do setor de beleza. Caderno de Administração, 24(1), 66-77.

Silva, A. M. (2006). Dinâmica da produtividade do setor de serviços no Brasil: uma abordagem microeconômica. In Negri, J. A., & Kubota, L. C. (Orgs.). Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil (Cap. 3, pp. 73-106). IPEA.

Silva, A. M., Negri, J. A., & Kubota, L. C. (2006). Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil. In Negri, J. A., & Kubota, L. C. (Orgs.). Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil (Cap. 1, pp. 15-33). IPEA.

Silva, C. M., Menezes Filho, N. A., & Komatsu, B. K. (2016). Uma abordagem sobre o setor de serviços na economia brasileira. Insper.

Tempo, O. (2020). Coronavírus já é a epidemia mais cara dos últimos 20 anos, diz estudo. Impacto. https://www.otempo.com.br/mundo/coronavirus-ja-e-aepidemia-mais-cara-dos-ultimos-20-anos-diz-estudo-1.2293046

United Nations (2020). COVID-19: The global food supply chain is holding up, for now. UN News. https://news.un.org/en/story/2020/04/1061032

Uol.com.br (2020). Coronavírus: veja as medidas econômicas do governo para ajudar empresas. https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2020/04/14/medidas-economicas-contra-coronavirus-veja-os-anuncios-voltados-as-empresas.htm?cmpid=copiaecola

Valente, F. (2020). STF declara constitucional lei que permite terceirização de atividades-fim. https://www.conjur.com.br/2020-jun-16/stf-declara-constitucional-lei-permite-terceirizacao-atividades-fim

Vergara, S. C. (2007). Relatórios de pesquisa em administração. (8 ed.). Atlas.

Yin, R. K. (2015). O estudo de caso. Bookman.

Published

20/10/2021

How to Cite

SILVA, F. da .; VASCONCELOS, C. R. M. de .; NODARI, C. H.; PEREIRA, T. M. da F.; BARRETO, L. K. da S. .; NASCIMENTO, A. L.; GOMES, S. C.; CHAYM, C. D.; FRANCO, J. B. M.; CARVALHO, A. D. de; CELESTINO, W. T. The impacts of the COVID-19 pandemic on the Brazilian service sector. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e516101321522, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21522. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21522. Acesso em: 8 dec. 2021.

Issue

Section

Review Article