Implementation and effects of The Brazilian Breastfeeding Food Strategy in the Health Units of Piracicaba/SP

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.21528

Keywords:

Breastfeeding; Child Nutrition; Primary Health Care; Public Health Policy; Health evaluation.

Abstract

Objective: to evaluate the implementation and observed effects of the Strategy Breastfeed and Feed Brazil (SBFB) in Health Units (HU) in Piracicaba/SP. Methods: evaluative research carried out in two stages: 1) analysis of teams’ adherence to SBFB; 2) comparative analysis of food consumption markers in HUs with and without SBFB. In step 1, data were obtained by an instrument for monitoring the actions agree in the SBFB implementation workshops and, in step 2, by food consumption markers registered in the Food and Nutrition Surveillance System for the period from 2015 to 2018. Results: In step 1, 100% of the HUs had 80-85% adherence by the team and agreed on actions to promote breasteeding and healthy complementary feeding. In step 2, HUs with SBFB showed an increase in the average percentage of exclusive breastfeeding indicators in children under 6 months, complementary breastfeeding, introduction of food and a reduction in the instant noodles consumption indicator. Conclusion: There was good adherence to SBFB by the team members and the indicators for promoting of breastfeeding and healthy complementary feeding of the HUs with SBFB were more positive than those without SBFB.

References

Alves, J. D. S., Oliveira, M. I. C. D., & Rito, R. V. V. F. (2018). Orientações sobre amamentação na atenção básica de saúde e associação com o aleitamento materno exclusivo. Ciência & Saúde Coletiva, 23, 1077-1088.

Arreaza, A. L. V., & Moraes, J. C. D. (2010). Contribuição teórico-conceitual para a pesquisa avaliativa no contexto de vigilância da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 15, 2627-2638.

Bortolini, G. A. (2017). Avaliação da implementação da Estratégia Amamenta e aAimenta Brasil (EAAB).

Brasil. Ministério da Saúde (2013b). Portaria n° 1.920, de 5 de setembro de 2013. Institui a Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável no Sistema Único de Saúde (SUS)-estratégia Amamenta e Alimenta Brasil. http://bvsms.saude.gov. br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt1920_05_09_2013.html

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. (2015). Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável no Sistema Único de Saúde: Manual de implementação. Brasília: Ministério da Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/p ublicacoes/estrategia_nacional_promocao_aleitamento_materno.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. (2013). Análise de implantação da Rede Amamenta Brasil: Relatório de pesquisa. Brasília: Ministério da Saúde. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicaco es/analise_implantacao_amamenta_brasil_relatorio.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. (2015). Saúde da criança: aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília: Ministério da Saúde. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_c rianca_aleitamento_materno_cab23.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. (2009). Estratégicas. II Pesquisa de prevalência de Aleitamento Materno nas Capitais Brasileiras e Distrito Federal. Brasília: Ministério da Saúde. http://bvsms.saude.gov.b r/bvs/publicacoes/pesquisa_prevalencia_aleitamento_materno.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. (2015). Orientações para avaliação de marcadores de consumo alimentar na atenção básica. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/marcadores_consumo_alimentar_atencao_basica.pdf

Carvalho, M. R. C, Tavares, L. A. M.. (2017). Amamentação: bases científicas. (4a ed.), Guanabara Koogan.

Cunha, A. J. L. A. D., Leite, Á. J. M., & Almeida, I. S. D. (2015). Atuação do pediatra nos primeiros mil dias da criança: a busca pela nutrição e desenvolvimento saudáveis☆. Jornal de Pediatria, 91, S44-S51.

Hotz, C., & Gibson, R. S. (2005). Participatory nutrition education and adoption of new feeding practices are associated with improved adequacy of complementary diets among rural Malawian children: a pilot study. European journal of clinical nutrition, 59(2), 226-237.

Huang P, Yao J, Liu X, & Luo B (2019). Individualized intervention to improve rates of exclusive breastfeeding. Medicine. 98:47.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2010). Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009: despesas, rendimentos e condições de vida. em https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv45130.pdf

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). Cidades. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sp/piracicaba/panorama

Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba (IPPLAP) (2017). Equipamentos e serviços municipais de saúde de Piracicaba - 2017. http://www.ipplap.com.br/docs/Equipamentos%20e%20Servicos%20Municipais%20de%20Saude%20-%202017.pdf

Jaime, P. C., Silva, A. C. F. D., Lima, A. M. C. D., & Bortolini, G. A. (2011). Ações de alimentação e nutrição na atenção básica: a experiência de organização no Governo Brasileiro. Revista de Nutrição, 24, 809-824.

Longo-Silva, G., Silveira, J. A. C., Menezes, R. C. E. D., & Toloni, M. H. D. A. (2017). Age at introduction of ultra-processed food among preschool children attending day-care centers. Jornal de pediatria, 93, 508-516.

Lopes, W. C., Marques, F. K. S., Oliveira, C. F. D., Rodrigues, J. A., Silveira, M. F., Caldeira, A. P., & Pinho, L. D. (2018). Alimentação de crianças nos primeiros dois anos de vida. Revista Paulista de Pediatria, 36, 164-170.

Passanha, A., Benício, M. H. D. A., Venâncio, S. I., & Reis, M. C. G. D. (2013). Implantação da Rede Amamenta Brasil e prevalência de aleitamento materno exclusivo. Revista de Saúde Pública, 47, 1141-1148.

Silveira, P. P., Portella, A. K., Goldani, M. Z., & Barbieri, M. A. (2007). Origens desenvolvimentistas da saúde e da doença (DOHaD). Jornal de Pediatria, 83, 494-504.

Torigoe, C. Y., Asakura, L., Sachs, A., Silva, C. V. D. D., Abrão, A. C. F. D. V., Santos, G. M. S. D., & Coelho, L. D. C. (2012). Influence of the nutritional intervention in complementary feeding practices in infants. Journal of Human Growth and Development, 22(1), 85-92.

Venancio, S. I., Giugliani, E. R. J., Silva, O. L. D. O., Stefanello, J., Benicio, M. H. D. A., Reis, M. C. G. D., Issler, R. M. S., Santo, L. C. E., Cardoso, M. R. A., & Rios, G. S. (2016). Associação entre o grau de implantação da Rede Amamenta Brasil e indicadores de amamentação. Cadernos de Saúde Pública, 32, e00010315.

Venancio, S. I., Saldiva, S. R. D. M., & Monteiro, C. A. (2013). Tendência secular da amamentação no Brasil. Revista de Saúde Pública, 47, 1205-1208.

Victora, C. G., Horta, B. L., De Mola, C. L., Quevedo, L., Pinheiro, R. T., Gigante, D. P., Gonlaçves, H., & Barros, F. C. (2015). Association between breastfeeding and intelligence, educational attainment, and income at 30 years of age: a prospective birth cohort study from Brazil. The lancet global health, 3(4), e199-e205.

Victora, C. G., Bahl, R., Barros, A. J., França, G. V., Bahl, R., Rollins, N. C., Horton, S., Krasevec, J., Murch, S., Sankar, M. J., & Walker N (2016). Amamentação no século 21: epidemiologia, mecanismos e efeitos ao longo da vida. The Lancet , 387 (10017), 475-490.

Walters, D. D., Phan, L., & Mathisen, R. (2019). The cost of not breastfeeding: global results from a new tool. Health policy and planning, 34(6), 407-417.

World Health Organization. United Nations Children’s Fundation. (2017). Nurturing the health and wealth of nations: the investment case for breastfeeding Global breastfeeding collective - executive summary. United Nations Children’s Fundation https://www.who.int/nutrition/publications/infantfeeding/global-bf-collective-investmentcase/en/

Published

26/10/2021

How to Cite

BONINI , T. do P. L. .; LINO, C. M. .; SOUSA, M. da L. R. de; MOTA, M. J. B. de B. Implementation and effects of The Brazilian Breastfeeding Food Strategy in the Health Units of Piracicaba/SP. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e91101421528, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.21528. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21528. Acesso em: 17 jun. 2024.

Issue

Section

Health Sciences