Isomeria: A discovery by Jacob Berzelius under the eye of Larry Laudan

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i13.21535

Keywords:

Isomerism; Jacob Berzelius; Larry Laudan.

Abstract

In this work, we sought to bring Larry Laudan's epistemology, which presupposes that scientific progress is based on Problem Solving, closer to the subject of Isomerism, a research carried out by Jacob Berzelius. This theme is relevant in the study of Organic Chemistry, as isomerism is a common phenomenon and portrays the diversity of organic molecules that have the same molecular formula, but different structural properties and characteristics. However, its teaching in the classroom has been occurring in a fragmented way due to the difficulty found by teachers and students in developing the necessary abstraction to understand its most diverse representations. This work aims from the understanding of the importance and effectiveness of the discovery made by Berzelius, related to Larry Laudan's epistemology, to provide that the subject Isomerism can be approached in the classroom in a more understandable way, seeking, in this way, to minimize the difficulties between teaching and learning.

Author Biographies

Patricia Bisso Paz Borges, Universidade Federal do Pampa

Possui graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2000) e graduação em Licenciatura em Ciências Exatas pela Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA (2017). Possui especialização em educação Científica e Tecnológical pela Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA (2019) e atualmente é farmacêutica diretora técnica da empresa FARCOOP, em Caçapava do Sul-RS e mestranda no Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências pela Universidad Federal do Pampa - UNIPAMPA (em andamento)

Mara Elisângela Jappe Goi, Universidade Federal do Pampa

É Professora da Unipampa-Universidade Federal do Pampa-Caçapava do Sul. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil-ULBRA, licenciada em Química pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul –Unijuí. Foi professora da Educação Básica durante 20 anos. Atualmente atua na Educação Superior, no curso de Licenciatura em Ciências Exatas, no curso de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica e no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC- Mestrado Profissional) com experiência docente e como coordenadora e docente dos estágios supervisionados do curso de Licenciatura em Ciências Exatas da Unipampa. Seus interesses de pesquisa concentram-se na formação de professores, resolução de problemas e processo de ensino de aprendizagem em Ciências da Natureza.

Jaqueline Pinto Vargas, Universidade Federal do Pampa

Atualmente é professora adjunta na Universidade Federal do Pampa (Unipampa) no campus Caçapava do Sul. Atua nas áreas de Química Geral, Inorgânica e Orgânica, pesquisadora na área de síntese orgânica com interesse na modificação de carboidratos. Formada em Química - Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em 2007. Mestre em Química pelo Programa de Pós-Graduação em Química pela UFSM em 2010. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 2015. Atuou no cargo de Professor Auxiliar na Universidade Federal do Rio Grande do Sul entre 08/2009 a 02/2011. Trabalhou como professora de Química, no Ensino Médio, no Colégio Marista Roque em Cachoeira do Sul, em 2015. Desenvolveu atividades de Pós-Doutorado na área de química inorgânica, na UFSM, em 2016, sob orientação do Prof. Dr. Robert Burrow. contato: jaquelinevargas@unipampa.edu.br

References

Atkins, P. W. & Jones, L. (2012). Princípios de Química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. (5a ed.), Ed. Bookman.

Brasil. Ministério da Educação. (2006). Orientações curriculares Nacionais. MEC/SEF.

Camel, T. O., Koehler, C. B. G. & Filgueiras, C. A.L. (2009). A química orgânica na consolidação dos conceitos de átomo e molécula. Química Nova, 32(2). https://doi.org/10.1590/S0100-40422009000200045.

Cervo, A. L. & Bervian, P. A. (2002). Metodologia científica. (5a ed.), Prentice Hall.

Correa, M. E.A., Freitas, J. C.R; Freitas, J J.R. & Filho, J. R.F. (2010). Investigação do fenômeno de isomeria: concepções prévias dos estudantes do ensino médio e evolução conceitual. In: Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências. Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais On-line version

Esteban, S. (2008). Liebig–Wöhler Controversy and the Concept of Isomerism. Journal of Chemical Education, 85(9). 1201 – 1203. http://ramsey1.chem.uic.edu/chem494/page7/files/Fulminates-Isomerism.pdf-1203.

Fonseca, M. R. M. (2001). Completamente Química: Química Orgânica.: FTD.

GIL, A. C. (2007). Como elaborar projetos de pesquisa. (4a ed.), Atlas.

Kuhn, T. (1978). The Structure of Scientific Revolutions. Chicago: The University of Chicago Press. (2a ed.), 1-222. https://www.lri.fr/~mbl/Stanford/CS477/papers/Kuhn-SSR-2ndEd.pdf.

Laudan, L. (1977). Progress and its problems. Towards a Theory of Scientific Growth. Ed. Routledge & Kegan Paul.

Laudan, L. (1986). El progreso y sus problemas: Hacia una teoría del crecimiento científico. 1ed. Ed. Encuentro Ediciones. Madrid.

Lakatos, I. (1989). The Methodology of Scientific Research Programmes. Philosophical Papers V(1). Cambridge University Press. 1-256. http://strangebeautiful.com/other-texts/lakatos-meth-sci-research-phil-papers-1.pdf.

Leite, L. F. C. C., Silva, A. L., & Lins, R. (2019). Uma Webquest para facilitar o ensino de isomeria óptica. In: M. B. Justus (Org.) Formação de Professores e a Condição do Trabalho Docente 2(22), 223-229. Ed. Atena.

Lima, V. L.E. (1997). Os Fármacos e a Quiralidade: uma breve abordagem. Química Nova, 20(6), 657-663. https://www.scielo.br/j/qn/a/kLchnKvkHLBthT dyBRRTvbx/?format=pdf&lang=pt.

Lüdke, M. & André, M. E.D.A. (1986). Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. Ed. Pedagógica e Universitária – EPU.

Marcelino, C. A. C. Barbosa, R. M. N. Campos, A. F., Leão, M. B.C., Cunha, H. S. & Pavão, A. C. (2010). Perfumes e essências: a utilização de um vídeo na abordagem das funções orgânicas. Química Nova na Escola, 19(1) 15-18. http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc19/a05.pdf.

Medeiros, D. R. Silva, E. R.A. Goi, M. E. J. Gonçalves, P. (2020). Uma Análise a partir da Epistemologia de Larry Laudan dos modelos atômicos. Cadernos CIMEAC. 10(2). 10.18554/cimeac.v10i2.3773.

Moreira, M. A. & Massoni, N. T. (2011). Epistemologias do século XX. Editora Pedagógica Universitária Ltda.

Neto, J. E. S. Campos, A. F. C & Marcelino, C. A. C. (2013). Abordando a Isomeria em Compostos Orgânicos e Inorgânicos: Uma atividade fundamentada no uso de situações Problemas na Formação Inicial de Professores de Química. Investigações em Ensino de Ciências. 18(2). 327-346. file:///C:/Users/user/Downloads/133-264-1-SM%20(1).pdf.

Ostermann, F. Cavalcanti, C. J. H., Ricci, T. F. & Prado, S. D. (2008). Tradição de pesquisa quântica: uma interpretação na perspectiva da epistemologia de Larry Laudan. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, 7(2). 366-386. http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen7/ART6_Vol7_N2.pdf.

Pulido, M. D. & Porto, P A. (2016). O dualismo eletroquímico de Berzelius: sua caracterização e presença em livros didáticos de química. Ensino de Ciências (Física, Química e Biologia), Universidade de São Paulo. 10.11606/D.81.2016.tde-25112016-151011.

Santos, F. M. T. & Goi, M. E. J. (2012). Resolução de Problemas no Ensino de Química fundamentos epistemológicos para o emprego da metodologia na Educação Básica. In Anais do XVI Encontro Nacional de Ensino de Química / X Encontro de Educação Química da Bahia. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 1-11. https://www.ufrgs.br/forprof-ciencias/editais/texto3.pdf.

Santana, W. P. & Lemos, G. C. (2018). Metodologia Científica: a pesquisa qualitativa nas visões de Lüdke e André. Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar Mossoró, 4(12). http://natal.uern.br/periodicos/index.php/RECEI/article/view/1710.

Vieira, U.S. Barbosa, A. S. Muribeca, A. J. B. & Gomes, P. W. P. (2019). O Pecíolo do Burití como instrumento no ensino de Isomeria Constitucional e Estereoisomeria. Revista Ciências & Ideias 10(1): 01 10.22407/2019.v10i1.873.

Vilela, M. V. F. Rocha, E. F. R. Silva, V.C. Castro, E.B. Araújo, C S. O. (2021). Reflexões Históricas e Epistemológicas sobre a Trajetória da Ciência e suas Implicações para o Ensino de Ciências: Contribuições do Estudo de Temas CTS à luz da HFC em prol da superação de imagens distorcidas do trabalho científico. Research, Society and Development. 10(9). https://doi.org/10.33448/rsd-v10i9.18422.

Wisniak, J. (2000). Jöns Jacob Berzelius Um guia para o químico perplexo. The Chemical Educator 5(6), p 343–350. 10.1007 / s00897000430a.

Published

20/10/2021

How to Cite

BORGES, P. . B. P.; GOI, M. E. J.; VARGAS, J. P. . Isomeria: A discovery by Jacob Berzelius under the eye of Larry Laudan. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 13, p. e518101321535, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i13.21535. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21535. Acesso em: 4 dec. 2021.

Issue

Section

Education Sciences