Wood characterization of Tectona grandis L. F. cultivated in Brazil: a review of the last 30 years

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.21549

Keywords:

Teak; Wood quality; Wood anatomy; Wood density.

Abstract

Worldwide, Tectona grandis (teak) is recognized for its productivity and the quality of its wood. The Brazilian market is already seen as a great potential for consumption and production of teak wood. Therefore, the objective of this work was to characterize the teak wood grown in Brazil through a bibliographic survey of the results already available. In general, it was found that the teak wood planted in Brazil has a certain variability in its technological properties, and these variations are due to the origin, genetic material, age, planting location and the cycle used in the management of the forest. In a way, we still do not have much research on the quality of teak wood, and it would be important to implement research programs and experiments that consider the different genetic materials, growing environments, planting spacing, silvicultural tracts and ages of cutting, to allow greater knowledge about the growth and the factors that can influence the quality of the wood to be produced.

References

Batista, D. C., Oliveira, J. T. S., Pizetta, R. P., & Lube, V. M. (2017). Quality Assessment of Air-dried Teakwood Boards Using Moisture Content Gradients. Floresta e Ambiente, 24, 1-7.

Benedetti, V. (2018). Caracterização da madeira de teca plantada em diferentes idades e regiões para produção de piso. (Tese de Doutorado), Universidade de São Paulo, Piracicaba.

Bonduelle, G. M., Iwakiri, S., Trianoski, R., Prata, J. G., & Rocha, V. Y. (2015). Análise da densidade e da retratibilidade da madeira de Tectona grandis nos sentidos axial e radial do tronco. Floresta, 45, 671-680.

Boschetti, W. T. N., Paes, J. B., Oliveira, J. T. D. S., & Dudecki, L. (2015). Anatomical characteristics for cellulose production of reaction wood of inclined eucalypt trees. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 50, 459-467.

Burger, L. M., & Richter, H. G. (1991). Anatomia da madeira. Nobel.

Braz, A. L., Duarte, A. P. C., Oliveira, J. T. S., Motta, J. P., & Rosado, A. M. (2015). Curva característica de secagem da madeira de Tectona grandis e Acacia mangium ao ar livre. Revista Florestal e Ambiente, 22, p. 117-123.

Canal, W. D., Carvalho, A. M. M. L., Carneiro, A. C. O., Vidaurre, G. B., Freitas, F. P., & Magalhes, M. A. (2020). Effect of age on heartwood/sapwood relationship, extractive content, and permeability of teak wood. Floresta, 50, 1698-1706.

Cardoso, N. S. (1991). Caracterização da estrutura anatômica da madeira, fenologia e relações com a atividade cambial de árvores de teca (Tectona grandis) - Verbanaceae. (Dissertação de Mestrado), Universidade de São Paulo, Piracicaba.

Câmara, A. P., Vidaurre, G. B., Moulin, J. C., & Bobadilha, G. S. (2020). A relação cerne e alburno na madeira de eucalipto. In: Graziela Baptista Vidaurre; João Gabriel Missia da Silva; Jordão Cabral Moulin; Angélica de Cássia Oliveira Carneiro. (Org.). Qualidade da madeira de eucalipto proveniente de plantações no Brasil. EDUFES: Vitória.

Carmo, J. F., Carmo, F. H. D. J., Miranda, D. L. C., Volpato, M., & Teixeira, K. T. (2020). Influência do desdobro tangencial no rendimento e na qualidade da madeira de Tectona grandis L. f. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, 3, 808-814.

Chagas, S. F., Evangelista, W. V., Silva, J. C., & Carvalho, A. M. M. L. (2014). Propriedades da madeira de teca de diferentes idades e oriundas de desbaste. Brazilian Journal of Wood Science, 5, 138-150.

Cherelli, S. G., Sartori, M. M. P., Próspero, A. G., & Ballarin, A. W. (2018). Heartwood and sapwood in eucalyptus trees: non-conventional approach to wood quality. Anais da Academia Brasileira de Ciencias, 90, 425-438.

Coneglian, A., Campos, N. P., Sette Júnior, C. R., Silva, A. D., Sousa Júnior, A. D., Pereira, I. M. (2016). Using segmented linear regression to identify juvenile and mature wood of Tectona grandis. International Journal of Current Research, 8, 42021-42024.

Corassa, J. N. Castelo, P. A. R., Stangerlin, D. M., & Iris Cristina Magistrali, I. C. (2013). Durabilidade natural da madeira de quatro espécies florestais em ensaios de deterioração em campo. Brazilian Journal of Wood Science, 4, 108-117.

Corrêa, F. L. O., Santos, C. M. M., Moretti, S. D. A., Mascarenhas, A. R. P., Melo, R. R., & Vitória, M. H. (2019). Massa específica e teor de umidade da madeira de teca (Tectona Grandis LF) cultivada em sistema agroflorestal multiestratificado em Rondônia. In XI Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais: Diversidade e Oportunidade.

Cremonez, V. G., Zen, L. R., Klitzke, R. J., Rocha, M. P., & França, M. C. (2015). Infuence of the age on specific gravity and Janka hardness in the wood of teak (Tectona grandis L.f.) for floor. Australian Journal of Basic and Applied Sciences, 35, 300-305.

Dias, A. C. C., Marchesan, R., Almeida, V. C., Monteiro, T. C., & Moraes, C. B. (2018). Relação entre a densidade básica e as retrações em madeira de teca. Ciência da Madeira, 9, 37-44.

Figueiredo, E. O., & De Sa, C. P. (2015). Silvicultura e manejo de povoamentos de Teca (Tectona grandis Lf). Embrapa Acre-Documentos (INFOTECA-E).

Figueiredo, E. O., Oliveira, L. C., & Barbosa, L. K. F. (2019). Teca (Tectona grandis L.F.): principais plantas do futuro empreendedor florestal. Rio Branco: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/504317.

Finger, F. A., Finger, Z., & Barros, N. (2003). Qualificação da madeira de teca, Tectona grandis l. f., oriunda do primeiro desbaste comercial, com vistas a seu aproveitamento. Madeira: Arquitetura e Engenharia, 4, 1-30.

Flórez, J. B. (2012). Caracterização tecnológica da madeira jovem de teca (Tectona grandis Lf). (Dissertação de Mestrado), Universidade Federal de Lavras, Lavras.

Flórez, J. B., Silva, J. R M., Braga, P. P. C., Lima, J. T., & Trugilho, P. F. (2015). Simulação em serviço de pisos de madeira jovem de Tectona grandis. Revista Matéria, 20, 1048-1060.

Garcia, R. A., & Marinonio, G. B. (2016). Variação da cor da madeira de teca em função da densidade e do teor de extrativos. Floresta e Ambiente, 23, 124-134.

Gil, J. L. R. A., Barboza, F. S., Coneglian, A., Silva, M. F., Moraes, M. D. A., & Sette Jr., C. R. (2018). Características físicas e anatômicas da madeira de Tectona grandis Lf aos 7 anos de idade. Revista de Ciências Agrárias, 41, 261-270.

Gilio, C. G. (2020). Avaliação de painéis de partículas homogêneas empregando-se madeira de Hevea brasiliensis e Tectona grandis, aglutinadas com adesivo poliuretano derivado de óleo de mamona. (Dissertação de Mestrado), Universidade Estadual Paulista, Ilha Solteira.

Gonçalves, M.P.M. Coffler, R., Carvalho, A. M., & Garcia, R. A. (2007). Variação radial da densidade básica e do comprimento das fibras da madeira de Tectona grandis L. Floresta e Ambiente, 14, 70-75.

Haag, V., Koch, G., Richter, H. G., Evans, R., Guzmán, J. A. S., & Schmitt, U. (2019). Wood anatomical and topochemical analyses to characterize juvenile and adult wood of lesser-known species from Central America (Mexico). IAWA Journal, 40, 785-803.

IBÁ. Indústria Brasileira de Árvores (2019). Relatório Ibá 2019. https://iba.org/datafiles/publicacoes/relatorios/iba-relatorioanual2019.pdf.

Jankowsky, I. P. (1979). Madeira juvenil, formação e aproveitamento industrial. IPEF. Circular técnica, n. 81, p. 18.

Kokutse, A. D. Bailleres, H.; Stokes, A.; & Kokou, K. (2004). Proportion and quality of heartwood in Togolese teak (Tectona grandis Lf). Forest Ecology and Management, 189, 37-48.

Klock, U., Muniz, G. I. B., Andrade, A. S., & Anzaldo, J. H. (2005). Química da Madeira. Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná – Fupef: Curitiba.

Lamprecht, H. (1990). Silvicultura nos trópicos. GTZ: Eschborn.

Latorraca, J. V. F, & Albuquerque, C. E. C. (2000). Efeito do rápido crescimento sobre as propriedades da madeira. Floresta e Ambiente, 7, 279-291.

Lima, I. L., Garcia, R., Longui, E. L., & Florsheim, S. M. B. (2011). Dimensões celulares da madeira de Tectona grandis Linn. em função do espaçamento e posição radial. Scientia Forestalis, 39, 61-68.

Lima, I. L., Florsheim, S. M. B., & Longui, E. L. (2009). Influência do espaçamento em algumas propriedades físicas da madeira de Tectona grandis Linn. Cerne, 15, 244-250.

Lima, I. L., Pimentel, M. M., & Garcia, J. N. (2011). Propriedades mecânicas e densidade aparente da madeira de Tectona grandis Linn. F. (teca) em função do espaçamento e da posição radial na tora. Silva Lusitana, 19, 221-232.

Lobão, M. S., Castro, V. R., Rangel, A., Sarto, C., Tomazello Filho, M., Silva Júnior, F. G., Lauro de Camargo Neto, L. C., & Bermudez, M. A. R. C. (2011). Agrupamento de espécies florestais por análises univariadas e multivariadas das características anatômica, física e química das suas madeiras. Scientia Forestalis, 39, 469-477.

Lorenzi, H., Hermes, H. M., & Torres, M. A. V. (2003). Árvores exóticas no Brasil: madeireiras, ornamentais e aromáticas. Instituto Plantarum: Nova Odessa.

Macedo, R. L. G., Gomes, J. E., Venturin, N., & Salgado, B. G. (2005). Desenvolvimento inicial de Tectona grandis L.f. (TECA) em diferentes espaçamentos no município de Paracatu, MG. Cerne, 11, 61-69.

Malan, F. S. (1995). Eucalypts improvement for lumber production. In Seminário internacional e utilização da madeira de eucalipto para serraria, São Paulo, 1995. Anais. Piracicaba: IPEF; IPT; IUFRO; ESALQ.

Motta, J. P., Oliveira, J. T. S., Paes, J. B., Alves, R. C., & Dambroz, G. B. V. (2013). Resistência natural da madeira de Tectona grandis em ensaio de laboratório. Ciência Rural, 43, 1393-1398.

Nasser, S. M. (2019). Painéis de partículas de madeira da espécie Teca e casca de amendoim com adesivo à base e mamona. (Tese de Doutorado), Universidade Estadual Paulista, Bauru.

Oliveira, A. C., Pereira, B. L. C., Silva Mendes, M. C., Santos Lemos, J. A., & Madi, J. P. S. (2019). Influência do método de propagação na produção e qualidade da madeira de Tectona grandis. Advances in Forestry Science, 6, 761-765.

Oliveira, J. K. Mendoza, Z. M. S. H., Borges, P. H. M., Elias, M. P. S., Barros, J. M. R., & Morais, P. H. M. (2020). Massa específica básica da madeira de Tectona grandis proveniente de sistema agrossilvipastoril. Brazilian Journal of Development, 6, 1-10.

Oliveira, W. C. D., Pereira, B. L. C., Goes, L. S. A., Quintilhan, M. T., Oliveira, A. C., & Môra, R. (2019). Deterioration of teak wood in accelerated decay test. Floresta e Ambiente, 26, 1-9.

Paes, J. B., Santos, L. L., Silva, L. F., Motta, J. P., Braz, R. L., & Lombardi, L. R. (2015). Caracterização tecnológica da madeira juvenil de teca (Tectona grandis) visando à produção de móveis. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 10, 437-442.

Paes, J.B., Guerra, S. C. S., Silva, L.F., Oliveira, J. G. L., & Teago, G. B. S. (2016). Efeito do teor de extrativos na resistência natural de cinco madeiras ao ataque de cupins xilófagos. Ciência Florestal. 26, 1259-1269.

Pimentel, M. M., Selegato, P. A. M., Garcia, J. N., & Lima, I. L. (2008). Variação de propriedades da madeira de Tectona grandis Linn. F. (teca) em função do espaçamento e da posição radial na tora. IF Série Registros, 36, 19-24.

Pires, W. K., Mariano, G. V. P., Furtado, J. S., Araújo, M. S., & Silva, A. C. (2020). Estudo econômico da implantação de Tectona grandis L.f. Revista do Instituto Florestal, 32, 7-16.

Queiroz, F. L. C. (2018). Qualidade da madeira de Tectona grandis L. f. de diferentes procedências para utilização na indústria de produtos florestais. (Tese de Doutorado), Universidade de Brasília, Brasília.

Sanquetta, M. N. I., Sanquetta, C. R., Mognon, F., Corte, A. P. D., & Maas, G. C. B. (2016). Wood density and carbon content in young teak individuals from Pará, Brazil. Científica, 44, 608-614.

Segura, C. E. C., Rocha, M. P., Klitzke, R. J., & Héctor, E. G. M. (2020). Caracterización anatómica radial y axial de la madera de teca (Tectona grandis L. f.) plantada en Chanchamayo–Perú. Brazilian Journal of Wood Science, 11, 1-14.

Schuhli, G.S., & Paludzyszyn Filho, E. (2010). O cenário nacional da silvicultura de teca e perspectivas para o melhoramento genético. Pesquisa Florestal Brasileira, 30, 217-230.

Silva, D. M. R. (2010). Avaliação das propriedades físicas e da elasticidade da madeira de Tectona grandis l.f. proveniente de povoamento com três densidades de plantio em Cáceres-MT. (Trabalho de conclusão de curso), Rio de Janeiro, Seropédica.

Silva, D. A., Christo, E. R., Belhing, A., Mayer, S. L. S., Pelanda, K. A., & Simetti, R. (2015). Potencial e qualidade da madeira de desbaste de teca para produção de biocombustível. Pesquisa Florestal Brasileira, 35, 299-305.

Souza, R. S. (2019). Propriedades tecnológicas de Tectona grandis proveniente de sítios distintos. (Tese de Doutorado), Universidade de Brasília, Brasília.

Vital, B.R. Métodos de determinação da densidade da madeira. Boletim Técnico SIF, 1, 1-21, 1984.

Zobel, B. (1981). Wood quality from fast-grown plantations. Tappi, 64, 17-74.

Zobel, B. J., & Jett, J. B. (1995). Genetics of wood production. Springer-Verlag.

Downloads

Published

29/10/2021

How to Cite

LIMA, I. L. de .; RANZINI, M.; LONGUI, E. L. .; BARBOSA, J. de A. . Wood characterization of Tectona grandis L. F. cultivated in Brazil: a review of the last 30 years. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e162101421549, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.21549. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21549. Acesso em: 20 jun. 2024.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences