Public policies to asymmetries and postgraduate studies in the Legal Amazon Region/Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.21598

Keywords:

Post-Graduation; Legal Amazon; Asymmetries; Public policies.

Abstract

Circumscribing the educational field, this article updates, until 2020, information on the main CAPES programs aimed at reducing asymmetries in the Brazilian National Graduate System (SNPG) and the panorama of postgraduate studies in the Legal Amazon - Brazil, aiming at contribute to the reflections on the asymmetries in the SNPG and the approaches of induction strategies. For this purpose, information available on the CAPES institutional website and on the Sucupira Platform were explored. As a result, there was an evolution of postgraduate studies in the Legal Amazon, which in 2020 concentrated 421 programs; most recent, emerging and in consolidation, highlighting the importance of consolidation policies. It was observed that despite the various public policies aimed at consolidating postgraduate studies and reducing asymmetries, over time, there are still marked differences between the regions of the country, especially in the area comprised by the Legal Amazon.

Author Biography

Livio Amaral, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Bacharel em Física (1974), Mestre (1977) e Doutor em Física (1982) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com pós-doutorados em Paris (1983-1985) e Amsterdam (1992). Desde 1998 é Professor Titular do Departamento de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem área de atuação na física experimental: implantação iônica, modificação de materiais por feixes iônicos; técnicas de análises físicas associadas a feixe de íons em estudos de diferentes tipos de materiais metálicos, semicondutores, biológicos, vegetais, e tecidos orgânicos. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Exerceu diversos cargos de representação e administração na UFRGS, em agências do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), do Ministério da Educação (MEC) e das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa e na Diretoria da Sociedade Brasileira de Física (SBF). Em 2007 recebeu o Prêmio FAPERGS/Copesul - Pesquisador Destaque na área de Física e Astronomia. Recebeu da Presidência da República do Brasil a Comenda (2006) e a Grã-Cruz (2009) da Ordem Nacional do Mérito Científico. Exerceu o cargo de Diretor de Diretor de Avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento do Ensino Superior (CAPES) de 2009 a 2015. Foi DIRETOR da Casa do Brasil (CIUP) em Paris, França de 2019 a 2020.

References

Brasil. (2008). Ministério da Educação. CAPES. Portaria CAPES nº 112, de 01 de abril de 2008. Institui e aprova o Programa de Formação Doutoral Docente – Prodoutoral. http://cad.capes.gov.br/ato-administrativo-detalhar?idAtoAdmElastic=767#anchor.

Brasil. (2013). Ministério da Educação. CAPES. Portaria CAPES nº 140, de 02 de outubro de 2013. Aprova o Regulamento do Programa de Formação Doutoral Docente – Prodoutoral. http://cad.capes.gov.br/ato-administrativo-detalhar?idAtoAdmElastic=498#anchor.

Brasil. (2018a). Ministério da Educação. Portaria MEC nº 321, de 05 de abril de 2018. Dispõe sobre a avaliação da pós-graduação stricto sensu. http://cad.capes.gov.br/ato-administrativo-detalhar?idAtoAdmElastic=123.

Brasil. (2008). Ministério da Educação. História e Missão. Brasília, DF: CAPES, 2008. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/institucional/historia-e-missao.

Brasil. (2008). Ministério da Educação. CAPES. Relatório de Gestão 2008. Brasília, DF: CAPES, 2008. https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/Relatorio_de_gestao_2008_CAPES_final31_03_com_ANEXOS.pdf.

Brasil. (2009). Ministério da Educação. CAPES. Relatório de Gestão 2009. Brasília, DF: CAPES, 2009. https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/CAPES_Relatorio_Gestao2009_Final.pdf.

Brasil. (2010). Ministério da Educação. Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020. Brasília, DF: CAPES, 2010.

Brasil. (2010b). Ministério da Educação. Programa de formação doutoral docente – Prodoutoral. Brasília, DF: CAPES, 2010b. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/bolsas/bolsas-no-pais/prodoutoral.

Brasil. (2011). Ministério da Educação. Relatório de Gestão 2011. Brasília, DF: CAPES, 2011. https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de conteudo/relatorio_gestao_2011.pdf>.

Brasil. (2011). Ministério da Educação. CAPES. Programa de Excelência Acadêmica (PROEX). Brasília, DF: CAPES, 2011. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/bolsas/bolsas-no-pais/proex.

Brasil. (2014a). Ministério da Educação. CAPES. Sobre a avaliação. Brasília, DF: CAPES, 2014. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/avaliacao/sobre-a-avaliacao/avaliacao-o-que-e/sobre-a-avaliacao-conceitos-processos-e-normas/conceito-avaliacao.

Brasil. (2014b). Ministério da Educação. CAPES. Comunicado CAPES – Período de Avaliação do SNPG. Brasília, DF: CAPES, 2014. https://www.gov.br/capes/pt-br/assuntos/noticias/comunicado-capes-periodo-de-avaliacao-do-snpg.

Brasil. (2015). Ministério da Educação. CAPES. Relatório de Gestão 2015. Brasília, DF: CAPES, 2015. https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/2015_Relatorio_de_Gestao.pdf.

Brasil. (2016). Ministério da Educação. CAPES. Relatório de Gestão 2016. Brasília, DF: CAPES, 2016. https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/Relatorio_de_Gestao_CAPES_2016.pdf.

Brasil. (2016). Ministério da Educação. CAPES. Dinter. Brasília, DF: CAPES, 2016. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/bolsas/bolsas-no-pais/dinter.

Brasil. (2016). Ministério da Educação. CAPES. Plataforma Sucupira. Brasília, DF: CAPES, 2016. https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/.

Brasil. (2017). Ministério da Educação. CAPES. Programas Encerrados – Dinter Novas Fronteiras. Brasília, DF: CAPES, 2017. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/bolsas/bolsas-no-pais/programasencerradosnopais/programasencerradosnopais.

Brasil. (2018a). Ministério da Educação. CAPES. Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia. Brasília, DF: CAPES, 2018. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/bolsas/programas-estrategicos/desenvolvimento-regional/procad-amazonia.

Brasil. (2018b). Ministério da Educação. CAPES. Programa Professor Visitante Nacional Sênior na Amazônia – Edital n° 20/2018. Brasília, DF: CAPES. https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/04062018-edital-20-pvns-amazonia-versao-final-pdf.

Brasil. (2020a). Ministério da Educação. CAPES. Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) na Amazônia Legal. Brasília, DF: CAPES. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/bolsas/programas-estrategicos/desenvolvimento-regional/programa-de-desenvolvimento-da-pos-graduacao-pdpg-na-amazonia-legal.

Brasil. (2020b). Ministério da Educação. CAPES. Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) Parcerias Estratégicas nos Estados. Brasília, DF: CAPES. https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/bolsas/programas-estrategicos/desenvolvimento-regional/programa-de-desenvolvimento-da-pos-graduacao-pdpg-parcerias-estrategicas-nos-estados.

Brasil. (2020). Ministério da Educação. CAPES. GEOCAPES – Sistema de Informações Georreferenciadas. Brasília, DF: CAPES. https://geocapes.capes.gov.br/geocapes/.

Carvalho, C. P. F. & Silva Jr., J. R. (2017). Pesquisa, pós-graduação e conhecimento-mercadoria aplicadas no Brasil. EccoS – Rev. Cient., São Paulo. 44, 23-42.

França, I. A. (2012). A gestão da pós-graduação no Brasil através de seus planos nacionais: os desafios dos gestores de cursos. Revista GUAL, 5(4), 43-67.

Kato, F. B. G. & Ferreira, L. R. (2016). A política de expansão e financiamento da pós-graduação: as diretrizes do PNPG (2011-2020) e PNE (2014-2024). RBPAE. 32(3), 677– 97.

Martins, Z. M. S. et al. (2012). Aspectos e tendências relevantes para a concessão de bolsas de pós-graduação. Momento. 21(2), 9-29.

Miranda, A. C. C., Carvalho, A. V. & Ramos, A. S. M. (2015). Portal de periódicos da CAPES: uma política pública de acesso à informação científica e tecnológica. Biblionline, 11(1). 185-204.

Moura, E. V. (2014). Avaliação do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica – PROCAD. [Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio Grande – FURG]. https://lume.ufrgs.br/handle/10183/147874.

Patrus, R., Shigaki, H. B. & Dantas, D. C. (2018). Quem não conhece seu passado está condenado a repeti-lo: distorções da avaliação da pós-graduação no Brasil à luz da história da CAPES. Cad. EBAPE.BR, 16(4).

Piotto, H. B. (2014). O doutorado interinstitucional – ação novas fronteiras (dinter/nf) como política pública para formação de pessoal de nível superior. [Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande – FURG]. https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/150163.

Rodrigues, R. O. (2014). Pós-graduação na Amazônia: o desafio de formar (em) redes. RBPG. 11(23). 19-45.

Sá-Silva, J. R.; Almeida, C. D & Guidani, J. F. (2009). Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais. 1(1). 1-15.

Published

24/10/2021

How to Cite

CÔCO, D.; AMARAL, L. Public policies to asymmetries and postgraduate studies in the Legal Amazon Region/Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e26101421598, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.21598. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21598. Acesso em: 15 jun. 2024.

Issue

Section

Education Sciences