Evaluation of lactose hydrolysis by commercial β-galactosidase in UHT milk

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.21898

Keywords:

Lactase; Enzymatic hydrolysis; Reduction.

Abstract

Milk is a food widely consumed by people of all age groups, because it provides calcium and protein for the human diet. With the increase in the number of people with a deficiency of the enzyme lactase, which causes gastrointestinal disorders after the consumption of milk and its derivatives, there are several innovations that facilitate the feeding of people with intolerance. Thus, the enzyme lactase of microbial origin has been the most indicated and only authorized for use in food processes for the hydrolysis of lactose. The objective of this study was to evaluate the hydrolysis of lactose present in semi-skimmed fluid milk at intervals of 5 minutes until the final time of 60 minutes. Two different assays were performed on the activity of the β-galactosidase enzyme: a) using commercial enzyme lactase produced by Aspergillus orizae and b) using enzymatic preparation containing lactase of microbial origin (A. orizae), protease and lipase. The composition of the milk was evaluated using the Master Mini ® equipment with ultrasonic operation principle. The hydrolysis caused changes in some physical-chemical characteristics of milk, increased density, non-greasy solids, proteins, minerals and freezing point reduction. The two enzymes showed different results, since one of them provided a greater reduction than the other one, but did not reach 90%. The value found in the present study was significantly lower than expected for a product targeted to lactose intolerant individuals.

References

Amancio, O. M. S. (2015). A importância do consumo de leite no atual cenário nutricional brasileiro. São Paulo, Sp: Sban, 28, 28.

Araújo, L. L. F. (2015). Avaliação da atividade enzimática da beta-d-galactosidase comercial em diferentes temperaturas. Trabalho de conclusão de curso. Universidade do Estado de Mato Grosso.

Beloti, V., Rios, E. A., Rocha Silva, M., Tamanini, R., Koji Yamada, A., & Correa da Silva, L. C. (2015). Determination of freezing point standard for UHT milk. Semina: Ciências Agrárias, 36 (5).

Brasil. (1996). Portaria Nº 146 de 07 de março de 1996. Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Produtos Lácteos (RTIQ). Diário Oficial da União (DOU), 11 de março de 1996.

Brasil. (2014). RDC Nº 54, de 7 de outubro de 2014 do Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA). Diário Oficial da União (DOU), 8 de outubro de 2014.

Brasil. (2017). Decreto nº 9.013, de 29 de março de 2017 do Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA). Diário Oficial da União (DOU), 30 de março de 2017.

Brasil. (2017). Resolução da Diretoria Colegiada - RDC 136, 09 de Fevereiro de 2017. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Diário Oficial da União (DOU), 9 de fevereiro de 2017.

Ceroni, F. L., & Vanin, A. B. (2021). Estudo cinético das enzimas hidrolases quimosina e lactase em leite bovino. Brazilian Journal of Development, 7(2), 19040-19053.

Cunha, L. R. D., Soares, N. D. F. F., Assis, F. C. C., Melo, N. R. D., Pereira, A. F., & Silva, C. B. D. (2007). Desenvolvimento e avaliação de embalagem ativa com incorporação de lactase. Food Science and Technology, 27, 23-26.

Czarnobay, M., Brião, V. B., Rodrigues, V. M., Milani, A., & Castoldi, V. (2017). Cinética de hidrólise de lactose em leite de ovelha e leite de vaca. Revista CIATEC-UPF. 9(1).

Da Silva Campos, T. C. Á., D’Almeida, W. K., Alegro, L. C. A., Roig, S. M., & Suguimoto, H. H. (2015). Utilização da β-galactosidase na Hidrólise da Lactose do Leite em Baixa Temperatura. Journal of Health Sciences, 11 (4).

Dos Santos, A. C., da Silva Junior, R. C., Olivo, P. M., Osmari, M. P., & Istvan, F. (2019). Adição de lactase na caracterização físico-química, microbiológica e sensorial de iogurte de leite de cabra.

Fagnani, R., Carraro, P. E., Battaglini, A. P. P., & De Araújo, J. P. A. (2014). Alterações na densidade e crioscopia do leite pela adição de diferentes concentrações de citrato e fortificante. Revista Caatinga, 27 (4), 208-15.

Ferreira, A. T. D., Levandoski, D. M. Z., & Favoreto, V. Z. (2016). Análises físico-químicas em amostras de leites semidesnatados: com lactose e sem lactose. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Klein, M. P., Jong, E. V. D., & Révillion, J. P. P. (2010). Utilização da β-galactosidase para prevenção da cristalização em doce de leite. Ciência e Agrotecnologia, 34, 1530-1535.

Lima, L. S. (2014). Propriedades coligativas. Revista de Ciência Elementar, 2(1).

Prozyn. (2007). Prozyn Lactase. São Paulo. 5p. Informação técnica.

Santos, M. V. (2012). Ponto de congelamento do leite: variações x fraldes.

Trevisan, A. P. (2008). Influência de diferentes concentrações de enzimas lactase e temperaturas sobre a hidrólise da lactose em leite pasteurizado. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria, p. 60.

Venturoso, R. C., De Almeida, K. E., Rodrigues, A. M., Damin, M. R., & De Oliveira, M. N. (2007). Determinação da composição físico-química de produtos lácteos: estudo exploratório de comparação dos resultados obtidos por metodologia oficial e por ultra-som. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, 43 (4), 607-13.

Published

01/11/2021

How to Cite

SODRÉ, L. W. de B. .; DECOL, C. M. Evaluation of lactose hydrolysis by commercial β-galactosidase in UHT milk. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e262101421898, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.21898. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21898. Acesso em: 16 jun. 2024.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences