Pregnancy-Specific Hypertensive Disease (DHEG): analysis of occurrence between the years of 2019 and 2020

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.22234

Keywords:

Women's health; Pregnancy; Nursing.

Abstract

Introduction: Pregnancy-Specific Hypertensive Disease (DHEG) is determined as a multisystem disease, which has the diagnosis of arterial hypertension in pregnancy, blood pressure levels should be equal to or greater than 140/90mmHg, which may be: preeclampsia, when these levels appear after the 20th week, being a syndrome that has no cure, except for the interruption of pregnancy,  making the case more severe when HELLP Syndrome has evolved. Objective: To analyze the prevalence of Specific Hypertensive Disease of Pregnancy (DHEG) between the years 2019 and 2020 in the municipality of Porto Franco - MA. Methodology: The study is descriptive, exploratory, documentary, retrospective, with a quantitative approach to the data. The research was carried out in five Basic Health Units in the municipality of Porto Franco - Maranhão. Results and discussion: The diagnosis of DHEG identified from the 20th of pregnancy was shown in 88% and 12% above the 25th week. 88% had family history of hypertension, diabetes and heart diseases, against 12% who did not, 77% of the women underwent the tests and 66% of these women received follow-up from a doctor, nurse and community health agent. The findings of this disease are to avoid possible sequelae for the mother and fetus, and the role of nurses in initial prenatal consultations is important to prevent possible complications. Conclusions: Therefore, it is worth affirming that a qualified, humanized and specialized prenatal care is fundamental in the control of Cases of DHEG, since when performed correctly, the rate of treatment is performed.

References

Araújo, I. F. M., Santos, P. A., Santos, P. A. F. & Franklin, T. A. (2017). Síndromes hipertensivas e fatores de risco associados à gestação. Revol. 11 (10) 4254-4255. Recuperado em: http://dx.doi.org/10.5205/reuol.10712-95194-3-SM.1110sup201731.

Bacelar, E. B., Costa, C. O. M., Gama, S. G. N., Amaral, M. T. R. & Almeida, A. H. V. (2017). Fatores associados à Síndrome Hipertensiva Específica da Gestação em puérperas adolescentes e adultas jovens da Região Nordeste do Brasil: análise múltipla em modelos hierárquicos. Rev Bras Saúde Matern Infant. 7(4) 673-81.

Brasil (2013). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Dispõe sobre diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF.

Brasil. (2012). Ministério da Saúde. Manual técnico da gestação de alto risco. Brasília.

Brasil. (2012). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Editora do Ministério da Saúde.

Brasil. (2015). Ministério da Saúde. Secretária de Atenção à Saúde. Departamentos de Ações Programáticas Estratégicas. Gestação de alto risco: Manual técnico/ Ministério da Saúde. Editora do Ministério da Saúde.

Brasil. (2016). Protocolos da Atenção Básica: Saúde das Mulheres. Ministério da Saúde.

Dias, R. M. M. S. (2016). Perfil epidemiológico das mulheres com sí¬ndromes hipertensivas na gestação e sua repercussão na prematuridade neonatal em uma maternidade pública de Belém/PA. Enfermagem Brasil. 15 (1), 5-11.

Errico, L. S. P, Bicalho, P. G, Oliveira, T. C. F. L. & Martins, E. F. (2018). O trabalho do enfermeiro no pré-natal de alto risco sob a ótica das necessidades humanas básicas. Revista Brasileira de Enfermagem. 71(3):1335-1343.

Fernandes, D. S. & Azevedo, E. R. (2014). Educação em saúde: intervenções de enfermagem no pré-natal quanto à hipertensão gestacional. 1-10.

Fassarella, B. P. A., Almeida, G, Teles, DA., Ortiz, L. D. S., Silva, I. S. D., Neves, K. C., Costa, P. A. F. D. S., Ribeiro, W. A. & Evangelista, D. S. (2020) Nursing care aimed at pregnant women with hypertensive disease specific to pregnancy. Research, Society and Development, 9(9), 1-20.

Filho, L. C. C. D., Plácido, R. S., Bastos, R. V., Carvalho, P. H. C., Carmo, V. M. B & Godoy, J. S. R. (2021). Doença Hipertensiva Específica da Gestação: evolução científica na relação da pré-eclâmpsia com a morbimortalidade materna. Brazilian Journal of Health Review. 4 (5) 19318-19327.

Guerreiro, D. D., Borges, W., Nunes, H. H. M., Silva, S. C. S. & Maciel, J. P. (2014). Mortalidade Materna Relacionada à Doença Hipertensiva Específica da Gestação (DHEG) em uma Maternidade no Pará. Rev. Enferm. UFSM, 4(4), 825-834.

Gonçalves, A. C. O. & Theodoropoulos, T. A. D. (2020). Manejo das doenças hipertensivas gestacionais: revisão de diagnóstico, tratamento e prevenção. Revista Corpus Hippocratium. 1 (1), 1-7.

Lakatos, E. M. & Marconi, M. A. (2003). Fundamentos de metodologia científica. (5a ed.), Atlas.

Oliveira, A. C., Almeida, L. B., Lucca, A. & Nascimento, V. (2016). Estudo da relação entre ganho de peso excessivo e desenvolvimento de diabetes mellitus e doença hipertensiva específica na gestação. J Health Sci Inst. 34(4):231-9

Oliveira, G. S., Paixão, G. P. N., Fraga, C. D. S., Santos, M. K. R. & Santos, M. A. (2017). Assistência de enfermeiros na síndrome hipertensiva gestacional em hospital de baixo risco obstétrico. Revista Cuidarte, 8 (2) 1561-72.

Oliveira, L. A. M et al (2018). Cuidados de enfermagem a gestante com síndrome hipertensiva: revisão integrativa. Brazilian J of Surgery and Clinical Research-BJSCR. 22(2), 159-164.

Thuler, A. C. M. C., Wall, M. L., Benedet, D. C. F., Souza, S. R. R. K & Souza, M. A. R. (2018). Medidas preventivas das síndromes hipertensivas da gravidez na atenção primária. Rev. Enfermagem – UFPE. 12 (4), 1060-1071.

Zanella, L. H. (2011). Metodologia de Pesquisa. Universidade Federal de Santa Catarina, p. 134.

Published

10/11/2021

How to Cite

ARAÚJO, K. L. P. de; LEITE, C. L.; MARQUES , S. .; SOUSA, H. R. de .; QUEIROZ, P. dos S. S. .; DUTRA, M. S.; BARBOSA, M. S. N. Pregnancy-Specific Hypertensive Disease (DHEG): analysis of occurrence between the years of 2019 and 2020. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. e473101422234, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i14.22234. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22234. Acesso em: 17 jun. 2024.

Issue

Section

Health Sciences