Vigorexia and its nutritional correlations

Authors

  • Eduardo Albers Will Kotona União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa
  • Fernanda Braga de Oliveira União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa
  • Leandro Alberto da Silva União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa
  • Angela Alves Salvador União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa
  • Francini Xavier Rossetti União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa
  • Gislene dos Anjos Tamasia União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa
  • Mariana Scudeller Vicentini União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa
  • Sérgio Ricardo de Brito Bello União das Instituições de Serviços, Ensino e Pesquisa

DOI:

https://doi.org/10.17648/rsd-v7i1.105

Keywords:

Vigorexia; Muscle dysmorphism; Image distortion.

Abstract

Vigorexia (VG) or Adonis Syndrome is a body dysmorphic disorder characterized by constant dissatisfaction with the body itself that promotes the exacerbated practice of exercise and nutritional clinical implications unfavorable to the wearer. Within this context, the purpose of this review was to discuss the characteristics associated with the condition and its nutritional consequences. For this purpose, the following databases were used: Lilacs, PubMed, Scielo and Academic Google. 21 scientific papers published between 2000 and 2017 were selected. Adonis syndrome affects mainly men from 18 to 25 years of age. Its prevalence is not yet clear due to the lack of Brazilian studies. VG is intrinsically related to the beauty standards imposed and publicized by social media. Its nutritional implications can amplify the risks of chronic diseases. In this sense, the presence of a qualified professional is essential for the early identification of the syndrome. Although VG has not been cataloged as a disorder by disease classification manuals, it is certainly one of the most recent emotional illnesses associated with the stereotypes of social beauty.

References

ARRIAGA, C.; NETO, S.; MOINHO, R.; MILHEIRO, G.; LUZ, A.; MOLEIRO, P. Vigorexia – um estudo de autodiagnostico. Adolescência & Saúde, v.14, n.1, p.97-101. 2017.

AZEVEDO, A.M.P; CAMINHA, I.O. Estetização da saúde e dismorfia muscular: concepções sociais do corpo. ConScientiae Saúde, v.10, n.3, p.530-538, 2011.

AZEVEDO, A.M.P; FERREIRA, A.C.D; SILVA, P.P.C; SILVA; E.A.P.C.; CAMINHA, I.O. Dismorfia muscular: características alimentares e da suplementação nutricional. ConScientiae Saúde, v.10. n.1, p. 129-137. 2011.

AZEVEDO, A.P.; FERREIRA, A.C.; DA SILVA, P.P.; CAMINHA, I.O.; FREITAS, C.M. Dismorfia muscular: a busca pelo corpo hiper musculoso. Motricidade, v.8, n.1, p. 53-66, 2012.

BAUM, I.B. Estudo sobre a correlação entre vigorexia e overtraining em praticantes de musculação. 2015. 53p. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Educação Física) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança, Porto Alegre, 2015.

BRAGANÇA, V. SILVA, R. Vigorexia: a patologia do culto ao corpo. Revista eletrônica de educação da faculdade Araguaia, v.9, n.9, p.319-330, 2016.

BRITO, A. FARO, A. Significações atribuídas aos anabolizantes: um embate entre o desejo e o risco. Psicologia, Saúde & Doenças, v.18, n.1, p.102-114, 2017.

FLORIANO, J.M.; D’ALMEIDA, K.S.M. Prevalência de transtorno dismórfico muscular em homens adultos residentes na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. Revista brasileira de nutrição esportiva, v.10, n.58, p.448-457, 2016.

KREIDER, R.B.; ALMADA, A.L.; ANTONIO, J.; BROEDER, C.; EARNEST, C.; GREENWOOD, M.; INCLEDON, T.; KALMAN, D.S.; .; KLEINER, S.M.; LEUTHOLTZ, B.; LOWERY, L.M.; MENDEL, R.; STOUT, J.R.; WILLOUGHBY, D.S.; ZIEGENFUSS, T.N. ISSN exercise & sport nutrition review: research & recommendations. Sports Nutrition Review Journal, v.1, n.1, p.1-44, 2004.

PAULA, B.B.; SARRASSINI, F.B.; TONELLO, M.G.M.; NEIVA, C.M.; MANOCHIO, M.G. Avaliação do consumo alimentar e percepção da imagem corporal de culturistas. Lecturas Educación Física y Desportes, v.19, n.193, p. 1-9, 2014.

PAULA, S.S.F.; VIEBIG, R.F. Risco de dismorfia muscular em frequentadores de academias do centro de São Paulo. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v.10, n.57, p.142-148, 2016.

PIRES, J.P.; BAPTISTA, T.J.R. A vigorexia em atletas de fisiculturismo goiano: um estudo de caso. Cadernos de Educação, Tecnologia e Sociedade, v.9, n.3, p. 384-395, 2016.

POPE, H.G.; PHILLIPS, K.A.; OLIVARDIA, R. O complexo de Adônis: a obsessão masculina pelo corpo. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

RAVELLI, F. Uso de esteróides anabolizantes: estudo sobre a vigorexia e a insatisfação corporal. 2012. 21p. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Educação Física), Universidade Estadual Paulista “Júlia de Mesquita Filho”, Instituto de Biociências, Rio Claro, 2012.

RUTSZTEIN, G.; CASQUET, A.; LEONARDELLI E.; LÓPEZ, P.; MACCHI, M.; MAROLA, M.E.; REDONDO, G. Imagem corporal en hombres y su relación con la dismordia muscular. Revista Argentina de Clínica Psicológico, v.13, n.2, p.119131, 2004.

SANTOS, N.O.; MARQUES, V.G.; SANTOS, A.M.; BENUTE, G.R.G.; LUCIA, M.C.S. Vigorexia, uso de anabolizantes e a (não) procura por tratamento psicológico: relato de experiência. Psicologia Hospitalar, v.10, n.1, p. 2-15, 2012.

SEREM JUNIOR, V.C. Corpo e cultura: culto ao corpo e vigorexia. 2012. 59p. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Educação Física), Universidade Estadual Paulista “Júlia de Mesquita Filho”, Instituto de Biociências, Rio Claro, 2012.

SILVEIRA, M.G.B. Avaliação da insatisfação com a imagem corporal de estudantes do curso de educação física da UFRN. 2016. 19p. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Educação Física), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Educação Física, Natal, 2016.

SOLER, P.T.; FERNANDES, H.M.; DAMASCENO, V.O.; NOVAES, J.S. Vigorexia e níveis de dependência de exercício em frequentadores de academias e fisiculturistas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v.19, n.5, P. 343-348, 2013.

VIEIRA. J.L.L.; ROCHA, P.G.M.; FERRAREZZI, R.A. A dependência pela prática de exercícios físicos e o uso de recursos ergogênicos. Acta Scientiarum, v.32, n.1, p.35-41, 2010.

Published

13/02/2018

How to Cite

KOTONA, E. A. W.; OLIVEIRA, F. B. de; SILVA, L. A. da; SALVADOR, A. A.; ROSSETTI, F. X.; TAMASIA, G. dos A.; VICENTINI, M. S.; BELLO, S. R. de B. Vigorexia and its nutritional correlations. Research, Society and Development, [S. l.], v. 7, n. 1, p. e1471194, 2018. DOI: 10.17648/rsd-v7i1.105. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/239. Acesso em: 28 sep. 2021.

Issue

Section

Articles