Characterization of the fluvial regime of the Acre river basin

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i17.24461

Keywords:

River regime; Acre River; Water availability.

Abstract

The fluvial regime of a river represents the volume variation of the water during a period, being an essential tool for the study of water availability. In this sense, this study aimed to characterize the fluvial water regime of the Acre river basin, considering the space-time dynamics to study its water availability. The average, the maximum and minimum annual and monthly flows were identified, which were obtained through statistical treatment of the fluviometric data of five stations along the Acre river, made available by ANA (National Agency for Water and Basic Sanitation). It was verified that the period of highest water availability, for the historical series studied, occurred between December and April, while the period with lower average monthly flows occurred between June and September.

Author Biographies

Daniela Silva Tamwing, Universidade Federal do Acre

Mestrada do Programa de Pós-graduação em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia, Universidade Federal do Acre.

Carolina de Lima Accorsi Montefusco, Universidade Federal do Acre

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia, Universidade Federal do Acre

Rodrigo Otávio Peréa Serrano, Universidade Federal do Acre

Professor do Programa de Pós-graduação em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia, Universidade Federal do Acre.

Anderson Azevedo Mesquita, Universidade Federal do Acre

Professor do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Acre

José Genivaldo do Vale Moreira, Universidade Federal do Acre

Professor do Programa de Pós-graduação em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia, Universidade Federal do Acre.

References

Accorsi O. J., Lima E. F. P., Alcoforado L. F., & Longo O. C. (2017). Estudo do comportamento da cota mínima do rio Acre nos últimos 43 anos e as consequências para o assoreamento futuro do rio. Geociências, 36(2), 315-324.

ACRE. Secretaria de Estado de Meio Ambiente (2012). Plano estadual de recursos hídricos do Acre. Rio Branco: SEMA.

ACRE. Secretaria de Estado de Planejamento (2017). Acre em números. SEPLAN.

ANA - Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (2021). Política Nacional de Recursos Hídricos. Recuperado em 2 de setembro, 2021, de https://www.gov.br/ana/pt-br/assuntos/gestao-das-aguas/politica-nacional-de-recursos-hidricos

Buffon, F. T. & Bonotto G. (2018). Ferramentas de apoio na operação do sistema de alerta da bacia do rio acre do serviço geológico do Brasil – SGB/CPRM. I Encontro Nacional de Desastres.

Capozzoli C. R., Cardoso A. O., & Ferraz S. E. T. (2017). Padrões de Variabilidade de Vazão de Rios nas Principais Bacias Brasileiras e Associação com Índices Climáticos. Revista Brasileira de Meteorologia, 32(2), 243-254.

CEMADEM – Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (2016). Panorama hídrico no estado do Acre: diagnóstico, perspectivas e impactos potenciais relacionados à situação de seca. Recuperado em 5 de outubro, 2021, de http://www2.cemaden.gov.br/wp-content/uploads/2016/08/NT.Cemaden.SecaAcre.10082016.pdf.

CPMR – Serviço Geológico do Brasil. (2021). Bacia do Rio Acre-Características. https://www.cprm.gov.br/sace/acre_caracteristicas.php

Duarte, A. F. (2011). As chuvas e as vazões na bacia hidrográfica do rio Acre, Amazônia Ocidental: Caracterização e implicações socioeconômicas e ambientais. Amazônia: Ciência & Desenvolvimento, 6(12), 161-183.

Duarte, A. F. (2009). Hidrometria no Acre: fluviometria e hidroquímica. Rio Branco: EDUFAC.

Duarte, A. F. (2005). Variabilidade e tendência das chuvas em Rio Branco, Acre, Brasil. Revista Brasileira de Meteorologia, 20(1), 37-42.

Heller, L. & Padua, V. L. (2010). Abastecimento de Água para Consumo Humano. Belo Horizonte: Editora UFMG.

INMET - Instituto Nacional de Meteorologia. (2017). Situação da seca observada nas regiões norte e nordeste do brasil em 2016. Recuperado em 12 de novembro, 2021, de https://portal.inmet.gov.br/uploads/notastecnicas/trabalho_tecnico_02-2017.pdf.

Lima, J. E. F. W., Montenegro, S., De Assunção Montenegro, A. A., & Koide, S. (2015). Comparative hydrology: relationships among physical characteristics, hydrological behavior, and results of the SWAT model in different regions of Brazil. Revista Brasileira de Geografia Física, 7(6), 1187-1195.

Macêdo, M. N. C., Dias, H. C. T., Coelho, F. M. G., Araújo, E. A., Souza, M. L. H., & Silva, E. (2013). Precipitação pluviométrica e vazão da bacia hidrográfica do Riozinho do Rôla, Amazônia Ocidental. Ambiente & Água, 8(1), 206-221.

Moreira, J. G. V. & Naghettini, M. (2016). Detecção de tendências monotônicas temporais e relação como os erros dos tipos I e II: Estudo de caso em series de precipitações máximas anuais no estado do Acre. Revista Brasileira de Meteorologia, 31(4), 394-402.

Rocha, P. C. & Dos Santos, A. A. (2018). Hydrological analysis in water basins. Mercator, 17, 1-18.

R CORE TEAM. (2020). R: A language and environmental for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria.

Sena, J., Beser De Deus, L., Freitas, M., & Costa, L. (2012). Extreme events of droughts and floods in Amazonia: 2005 and 2009. Water Resources Management, 26(6), 1665-1676.

Shiklomanov, I.A. (1998). World water resource: a new appraisal and assessment for the 21st century. UNESCO.

Silva J. R. S., Mesquita, A. A., Serrano R. O. P., & Moreira J. G. V. (2020). Produtividade de mandioca na mesorregião Vale do Juruá, Acre, Brasil. Enciclopédia Biosfera, 17(33), 381-391.

Simon, F. W., Pickbrenner K., & Marcuzzo F. F. N. (2013). Estudo do regime hídrico pluvial e fluvial em bacia hidrográfica com precipitação homogênea. XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos.

Sousa J. W. (2020). Características climáticas do município de Rio Branco, Acre, período de 1990-2019. Scientia Naturalis, 2(2), 723-740.

Tucci, C. E. M. (2012). Hidrologia: ciência e aplicação, Editora UFRGS.

Tucci, C. E. M. (2002). Regionalização de vazões. Editora UFRGS.

Published

21/12/2021

How to Cite

TAMWING, D. S. .; MONTEFUSCO, C. de L. A. .; SERRANO, R. O. P. .; MESQUITA, A. A. .; MOREIRA, J. G. do V. . Characterization of the fluvial regime of the Acre river basin. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 17, p. e93101724461, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i17.24461. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/24461. Acesso em: 24 jan. 2022.

Issue

Section

Engineerings