Erosivity index in the hydrographic basin of the upper Paraíba river course – Paraíba/Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v10i17.24636

Keywords:

Erosive potential; Semi-arid northeast; Spatiotemporal Variability of Precipitation.

Abstract

Rainfall erosivity, defined as the potential of this in causing soil erosion, is a function only of the physical characteristics of the rain itself, ie its amount, intensity, drop diameter, terminal velocity and kinetic energy. Aims to evaluate the erosivity index (EI30) from rainfall variability distributed in the basin of the Upper River Paraiba Course - PB/Brazil, considering the number of higher rainfall than 57 years of data for the 12 municipalities that make up the study area. To determine the erosivity factor was used the equation proposed by Wischmeier (1971) and Wischmeier and Smith (1958, 1978), the R factor, rainfall erosivity is the sum of the monthly values ​​of erosivity. The results showed no significant correlations to the Barra de São Miguel municipalities, Camalaú, Monteiro, Silver, São João do Tigre, San Jose of the Lambs and São Sebastião do Umbuzeiro, while for the municipalities of Cabaceira, Caraúbas, Congo and Sierra White were identified moderate erosion rates to weak in a few months the wettest quarter of the region.

References

AESA - Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. João Pessoa.

Almeida, H. A. (2003) Variabilidade anual da precipitação pluvial em Cabaceiras, PB, In: Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, XIII, Santa Maria, Rio Grande do Sul, 2003, Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, 835-837.

Alves, T. L. B., Lima, V. L. A., & Farias A. A. (2012) Impactos ambientais no Rio Paraíba na área do município de Caraúbas/PB: região contemplada pela integração com 51 BGG Bol. Goia. Geogr. (Online). 34(1), 35-53. Artigo a bacia hidrográfica do Rio São Francisco. Revista Caminhos de Geografia, Uberlândia, 13(43), 160-173

Aragão, J. O. R. (1975) Um estudo das estruturas das perturbações sinóticas do Nordeste do Brasil. (INPE-789-TPT/017). Dissertação (Mestrado em Meteorologia).

Araújo, L. E. Climatologia e vulnerabilidade socioeconômica e ambiental da bacia hidrográfica do Rio Paraíba: estudo de caso do açude Epitácio Pessoa (Boqueirão). Tese (Doutorado em Recursos Naturais) – Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, 2010.

Assis, F. N., Arruda, H. V., & Pereira, A R. (1996). Aplicações de estatística à climatologia: teoria e prática. Ed. Universitária/UFPEL, p.161.

Aubreville, A. (1949). Climats, forêts et desértification de I’Afrique Tropicale. Paris: Société d’Editions Géographiques, Maritimes et Coloniales,

Bastos, T. X. (1990). Delineting agroclimatic zones for deforested áreas in Pará State-Brazil. Homolulu: University of Hawaii t Mnneu, 170.

Cassol, E. S., Martins, D., Eltz, F. L. F., Lima, V. S., & Buenos, A. C. (2007) Erosividade e padrões hidrológicos das chuvas de Ijuí (RS)no período de 1963 a 1993. Revista Brasileira de Agrometeorologia, 15, 220-231

CPRM. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Serviço Geológico do Brasil, 1972.

Gomes Filho, M. F. (1979). Um estudo sobre a influência do albedo diferencial e da orografia na circulação atmosférica: uma aplicação para o Nordeste brasileiro. Instituto de Pesquisa Espaciais, INPE-1640-TDL/015, Dissertação (Mestrado em Meteorologia).

Lacerda, M. A. D., & Lacerda, R. D. (2004) Planos de combate à desertificação no nordeste brasileiro. Revista de Biologia e Ciências da Terra, 4.

Maruyama, T., Kawachi, M. T., & Singh, V. P. (2005) Entropy-based assessment and clustering of potential water resources availability. Journal of Hydrology, 309(1-4), 104-113

Medeiros, R. M. Estudo Agrometeorológico do Estado da Paraíba. 123. 2015.

Medeiros, R. M., Matos, R. M., Silva, P. F. & Saboya, L. M. F. Cálculo do balanço hídrico e da erosividade para o município de Cabaceiras-PB. Revista Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer 11(21), 2894. 2015.

Medeiros, R. M., Vieira, L. J. S., & Bandeira, M. M. (2012) Avaliação do índice da erosividade da chuva no município de Areia - PB no período de 1910 – 2010. INOVAGRI International Meeting. IV WINOTEC Workshop Internacional de Inovações Tecnológicas na Irrigação. 28 a 31 de maio de 2012. Fortaleza-Ceara-Brasil.

Maracajá, N. F. (2007) Vulnerabilidades: a construção social da desertificação no município de São João do Cariri/PB. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal da Paraíba.

Moura, G. S. S. (2006) Geoprocessamento no estudo da desertificação: município de Prata/PB. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Campina Grande.

Marengo, J. A., Nobre, C. A., Chou, S. C, Tomasella, J., Sampaio, G., Alves L. M., Obregon, G. O., Soares, W. R., Betts. R., & Gillin, K. (2011) Riscos das Mudanças Climáticas no Brasil Análise conjunta Brasil - Reino Unidos sobre os impactos das mudanças climáticas e do desmatamento na Amazônia. p.56.

Moreti, D., Mannigel, A. R., & Carvalho, M. P. (2003) Fator erosividade da chuva para o município de Pedrinhas Paulista, Estado de São Paulo. Acta Scientiarum: Agronomy, 25, 137-145.

Nobre, P., & Melo, A. B. C. (2001) Variabilidade climática intrasazonal sobre o Nordeste do Brasil em 1998 – 2000. Climanálise, CPTEC/INPE.

Reis, A. S., Lacerda, F. F. & Varejão-Silva, M. A. (1995) Climatologia do sertão de Pernambuco. In: Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 9, Campina Grande, 1995. Anais, Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, p.199-201.

Sales, M. C. L. (1996) Estudo da degradação ambiental em Gilbués-PI. Reavaliando o núcleo de desertificação. Dissertação (Mestrado). USP, 181p.

Silva, V. M. A., MEdeiros, R. M., P& atrício, M. C. M. (2011) Degradação e Desertificação, evolução dos estudos da Paraíba com uso de Geotecnologias. In: II Congresso Nordestino de Biogeografia – CNEA e IV Encontro Nordestino de Biogeografia

Santana, M. O., Sediyama, G. C., Ribeiro, A., & Silva, D. D. (2007) Caracterização da estação chuvosa para o estado de Minas Gerais. Revista Brasileira de Agrometeorologia, 15(1), 114-120.

Santos, J. A. (2007) Análise dos riscos ambientais relacionados às enchentes e deslizamentos na favela São José, João Pessoa – PB. 122p. Dissertação (Mestrado em Geografia). PPGG, Universidade Federal da Paraíba.

Souza, B. I., Suertegaray, D. M. A. & Lima, E. R. V. (2010) Políticas públicas do solo e desertificação nos Cariris Velhos/PB (Brasil). Revista Scripta Nova, XIV(311).

SUDENE. Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste - Dados pluviométricos mensais do Nordeste – Série pluviometria 5. Estado do Paraíba. Recife, 239.

SUDENE. Plano Diretor de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Mundaú. Recife - PE, 1999.

Wischmeier, W. H., Johnson, C. B., & Cross, B. V. (1971) A soil erodibility nomograph for farmaland and construction sites. Journal of Soil and Water Conservation, Ankeny, 26, 189-193.

Wischmeier, W. H., & Smith, D. D. (1958) Rainfall energy and its relationship to soil loss. Transactions of the American Geophysical Union, 39(2), 285-291.

Wischmeier, W. H., & Smith, D. D. (1978) Predicting rainfall erosion losses: a guide to conservation planning. USDA, p.58.

Published

25/12/2021

How to Cite

MEDEIROS, R. M. de .; FRANÇA, M. V. de .; HOLANDA, R. M. de .; SABOYA, L. M. F.; CUNHA FILHO, M.; ARAÚJO, W. R. de . Erosivity index in the hydrographic basin of the upper Paraíba river course – Paraíba/Brazil. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 17, p. e204101724636, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i17.24636. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/24636. Acesso em: 17 jan. 2022.

Issue

Section

Exact and Earth Sciences