The supervised internship: significant factors that influence the action of mathematics graduates in the city of Fortaleza/CE

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i3.2551

Keywords:

Supervised internship; Degree in mathematics; Significant factors and influence.

Abstract

The supervised internship is a moment of complex nature and several factors that are inserted in the action carried out by graduates/interns. The objective study presents some of the synthesized results of the master's thesis concluded in 2018, which determine factors that influence the supervised internship in mathematics degree courses in the city of Fortaleza/CE, based on the action performed by a sample of 169 interns/graduates. As for methodological procedures, its approach is pure, quantitative and exploratory. The results showed a good quality level/composition of the evaluation scale with 17 items measured on a LIKERT scale (Cronbach's α equal to 0.845 and total item statistics above 0.30); in the exploratory factor analysis, a factorial structure was evidenced, formed by 5 factors that explain 66, 6% of the total variation; in the linear regression studied there was a greater influence of specific mathematics subjects in relation to the other 4 factors.

References

Andrade, A. (2005). O estágio supervisionado e a práxis docente. UFRN, 5(2). Disponível em: <http://arquivos.info.ufrn.br/arquivos/20112210702de0665242e82ec96c507a/Estgio.pdf >. Acesso em: 08 ago. 2019.

Brasil. (2015). Resolução nº 2, de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior e continuada. Disponível em:<http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf&category_slug=agosto-2017-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 03 abr. 2019.

Brasil. (2001a). Parecer CNE/CP 009/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/par/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/12861-formacao-superior-para-a-docencia-na-educacao-basica>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Brasil. (2001b). Parecer CNE/CP 27/2001. Dá nova redação ao item 3.6, alínea c, do Parecer CNE/CP 9/2001, que dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/par/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/12861-formacao-superior-para-a-docencia-na-educacao-basica>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Brasil. (2001c). Parecer CNE/CP 28/2001. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/par/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/12861-formacao-superior-para-a-docencia-na-educacao-basica>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Brasil. (2002). Resolução CNE/CP 2/ 2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/par/323-secretarias-112877938/orgaos-vinculados-82187207/12861-formacao-superior-para-a-docencia-na-educacao-basica>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Brasil. (1996). Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Brasil. (2008). Lei nº. 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Ferreira, J. L. (2014). Formação de professores: Teoria e prática pedagógica. Rio de Janeiro: Editora Vozes.

Freire, P. (2016). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e terra.

Fiorentini, D. (2005). A formação matemática e didático-pedagógica nas disciplinas da licenciatura em matemática. Revista de educação, Puc-Campinas, 1(18). p. 107-115. Disponível em: <http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/reveducacao/issue/view/43>. Acesso em: 08 ago. 2019.

Field, A. (2009). Descobrindo a estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed.

Grupo de estudo da matemática. G. E. Ma. (2008). Grade Curricular. Licenciatura em Matemática-UECE Resumo da Carga Horária – Fluxo 2008. Disponível em: <http://gemateloucos.blogspot.com.br/p/geomatria-analitica.html >. Acesso em: 25 abr. 2017.

Hair Jr. & J. F & Anderson, R. E & Tatham, R. L & Black, W. C.(2005). Análise Multivariada de Dados. Porto Alegre: Bookman.

Instituto Dom José. (2017). Matemática. Disponível em: <http://www.idj.com.br/graduacao/31-ncategorised/paginas/cursos/graduacao/licenciatura/46-matematica>. Acesso em: 25. abr. 2017.

Instituto Federal De Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. (2016). Licenciatura em matemática. Matriz Curricular. Disponível em: <http://ifce.edu.br/fortaleza/menu/cursos/superiores/licenciatura/matematica/pdf/projeto-pedagogico-licenciatura-em-matematica.pdf/view>. Acesso em: 25. abr.2017.

Januario, G. (2008). O Estágio Supervisionado e suas contribuições para a prática pedagógica do professor. Portal Pluridoc, único(1), p. 1-8. Disponível em: <http://www.pluridoc.com/Site/FrontOffice/default.aspx?module=Files/FileDescription&ID=2149&state=FD>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Lima, M. S. L.(2012). Estagio e aprendizagem da profissão docente. Brasília: Ltda.

Machado, N. J. (2010). Educação e autoridade: Responsabilidade, Limites, Tolerância. Rio de Janeiro: Vozes.

Marconi, M. A & Lakatos, E. M. (2015). Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas.

Moreira, P. C & David, M, M. M. S. (2010). A formação matemática do professor: licenciatura e prática docente escolar. Belo Horizonte: Autêntica.

Oliveira, I. M. (2008). Formação De Professores De Matemática: Um olhar sobre o Estágio Curricular Supervisionado. Dissertação. Universidade Católica de São Paulo. Disponível em: <http://www.livrosgratis.com.br/download_livro_35347/formacao_de_professores_de_matematica-_um_olhar_sobre_o_estagio_curricular_supervisionado >. Acesso em: 06 mar. 2019.

Passerini, G. A. (2007). O estágio supervisionado na formação inicial do professor de Matemática na ótica de estudantes do curso de licenciatura em Matemática da UEL. Dissertação. Universidade Estadual de Londrina. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000126402>. Acesso em: 06 mar. 2019.

Pimenta, S. G & Lima, M. S. L. (2012). Estágio e docência. São Paulo: Cortez.

Silva, J. C. (2018). Influência de fatores significativos para o estágio supervisionado na licenciatura em matemática no município de Fortaleza/CE. Dissertação. Universidade Federal do Ceará. Disponível em:< http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35713>. Acesso em: 25.abr.2019.

Universidade Federal do Ceará. (2005). Licenciatura em matemática. Projeto Político Pedagógico. Disponível em: <https://si3.ufc.br/sigaa/public/curso/ppp.jsf?lc=pt_BR&id=657433>. Acesso em: 25.abr.2019.

Zabalza, M. A. (2014). O Estágio e As Práticas em Contextos Profissionais na Formação Universitária. São Paulo: Cortez.

Vianna, H. M. (1982). Teste em educação. São Paulo: IBRASA.

Published

21/02/2020

How to Cite

SILVA, J. C. da; BRAGA, A. E. The supervised internship: significant factors that influence the action of mathematics graduates in the city of Fortaleza/CE. Research, Society and Development, [S. l.], v. 9, n. 3, p. e112932551, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i3.2551. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/2551. Acesso em: 24 sep. 2021.

Issue

Section

Education Sciences