Education for youth and adults (eja): an approach on the contributions of official documents

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i3.26641

Keywords:

Youth and Adult Education; History of Education; Official documents; EJA programs.

Abstract

Education for Youth and Adults (EJA) emerged in a society permeated by political resistance in the context of a society formed by different social classes. In this sense, education, as a public and subjective social right, was historically denied to those who live from the sale of their workforce. In this perspective, this article aims to discuss the historical trajectory of EJA in Brazil. Thus, bibliographic and documental research was selected as a methodology. This is a study with a qualitative approach. The theoretical support was in the studies of Ribeiro (1993), Eugenio (2004), Gohn (1997), Costa Neto (2009) and others. In relation to the documents, we analyzed the Constitution of 1988, Law of Directives and Bases of National Education of 1971 and 1996, National Education Plan of 2001, Fund for Maintenance and Development of Basic Education and for the Valorization of Education Professionals – FUNDEB. Finally, from our study, we realized that the process of EJA consolidation in our country was marked by struggles between those who were always able to have access to education and those who, at an early age, dropped out of school and assumed responsibility. with the family's financial life.

Author Biographies

Késsya Ingrid Rodrigues Queiroz, Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos

Pedagoga.

Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM/UECE)

Ruth Maria de Paula Gonçalves, Universidade Estadual do Ceará

Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Professora do Programa de Pós-Graduação em Eudcação (PPGE/UECE)

Cícero Ricardo Barbosa de Paiva, Universidade Estadual Vale Do Acaraú

Educador Físico.

Universidade Estadual Vale Do Acaraú

Luciana Maria de Paula, Universidade Estadual do Ceará

 

Pedagoga.

Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA)

References

Almeida, J. P. G. de; Carvalho, S. M. G. de. (2020) The repercussions of Brazilian Literacy Movement (MOBRAL) on the lives of students: comings and goings of their school trajectories. Research, Society and Development. v. 9, n. 8, p. e874986347, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i8.6347.

Bittar M.; & Bittar, M. (2012). História da Educação no Brasil: a escola pública no processo de democratização da sociedade. Acta Scientiarum. Education: Maringá, v. 34, n. 2, p. 157-168, July-Dec.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. (1988). Brasília, 5 de outubro de 1988.

BRASIL. Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB (2007). Brasília, Lei Nº 11.494, de 20 de Junho de 2007.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. (1996). Brasília, Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. (1971). Lei n° 5.692, de 11 de agosto de 1971.

BRASIL. Plano Nacional de Educação. Brasília. (2001). Brasília, Lei Nº 10.172, DE 9 de janeiro de 2001.

Carvalho, A. dos S. M. de.; Carvalho, E. F. de.; Albuquerque, L. F. da S..; Araujo, P. Q..; Brito, B. de C. F..; Merisio, V. de S...; Pereira, P. C..; Pereira, J. A. B. Educação de Jovens e Adultos -breve análise do panorama brasileiro. Research, Society and Development. v. 11, n. 1, p. e17211124727, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i1.24727.

Eugênio, B. G. (2004). O Currículo na Educação de Jovens e Adultos: entre o formal e o cotidiano numa escola municipal em Belo Horizonte. Belo Horizonte: PUC/MG. (Dissertação de Mestrado em Educação).

Freire, P. (1987) Pedagogia do oprimido. 17. Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Gohn, M. da G. (1997). Teorias dos movimentos sociais. Paradigmas clássicos e contemporâneos. São Paulo: Loyola.

Jardilino, J. R. L. (2014). Educação de Jovens e Adultos: sujeitos, saberes e práticas. São Paulo: Cortez.

Leite, S. F. (2013). O direito à educação básica para jovens e adultos da modalidade EJA no Brasil: um resgate histórico e legal. Curitiba, PR: CRV.

Leite, F. T. (2008). Metodologia científica: métodos e técnicas de pesquisa: monografias, dissertações, teses e livros. Aparecida - SP: Ideias & Letras.

Costa Neto, C. B. (2009). Educação Popular de Jovens e Adultos: O Brasil no Contexto Mundial. Janeiro.

Medeiros, L.; Santos, V. Estudos em Educação de Jovens e Adultos: a importância das revisões sistematizadas. (2021). Communitas. v. 5, n. 11, p. 173–187, 2021.

Novaes, M. A.B. de; Carvalho, S. M. G. de & Soares. (2021). Os avanços e limites da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no governo Lula da Silva (2003-

. Revista Cocar v.15. n.33/2021 p.1-20.

Paiva, V. P. (1983). Educação popular e educação de adultos. 2. ed. São Paulo: Loyola.

Paiva, V.P. (2003). Introdução. História da Educação Popular no Brasil: educação popular e educação de adultos. São Paulo: Edições Loyola.

Ribeiro, M. L. S. (1992). História da Educação Brasileira: a organização escolar. 12. ed. São Paulo: Cortez.

Xavier, C. F. (2019). História e historiografia da Educação de Jovens e Adultos no Brasil: inteligibilidades, apagamentos, necessidades, possibilidades. Revista Brasileira de História Da Educação, 19.

Published

22/02/2022

How to Cite

NOVAES, M. A. B. de .; QUEIROZ, K. I. R. .; GONÇALVES, R. M. de P. .; PAIVA, C. R. B. de .; PAULA, L. M. de .; MACHADO, F. L. M. .; ANDRÉ, A. S. .; MACHADO, A. M. M. R. .; MARTINS, I. S. .; SILVA, M. do S. S. e; FROTA, A. A. F. .; FEITOSA, . R. C. A. . Education for youth and adults (eja): an approach on the contributions of official documents. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 3, p. e29611326641, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i3.26641. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/26641. Acesso em: 19 jun. 2024.

Issue

Section

Education Sciences