Sexuality, gender identity and interference in mental health

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.28414

Keywords:

Sexuality; Gender Identity; Mental health.

Abstract

Human sexuality has gone through several conceptions, reflections and problematizations during the history of humanity, taking into account time, factors such as: science, religion and culture. These conceptions about sexuality mark history with particular definitions. Thus, analyzing all the political, cultural and social issues of the LGBTQIAP+ community, this study aims to analyze, within the scientific scenario, the impacts of sexuality, gender identity and interference in mental health. This is an integrative review of scientific literature. A search was carried out for articles with available abstracts that were related to sexuality, gender identity and that refer to the implication in the subject's mental health. In the search for articles, "sexuality", "gender identity" and "mental health" were used as descriptors and the data was crossed. The search for articles was carried out in the databases of Latin American and Caribbean Literature in Sciences of Health (LILACS) and Scientific Electronic Library Online (SCIELO).The inclusion criteria defined for the selection of articles were: articles with abstracts and full texts available for analysis; articles related to sexuality, gender identity with reflections on mental health; published in Portuguese, English or Spanish, in full and indexed in the aforementioned databases from 2017 to 2021. Ten studies were analyzed for this review, in which it was possible to identify the problems related to the mental health of the LGBTQIAP+ population.

Author Biography

Vera Lucia Dutra Facundes, Universidade Federal de Pernambuco

Occupational Therapist, Associate Professor at the Department of Occupational Therapy at UFPE

References

Aguiar, T., Fonseca, M., Santos, M., Nicolerri, G., Santos, S., Neta, M., Soares, T., Marcos, G. & Júnior, A. (2022). Perfil epidemiológico de HIV/AIDS no Brasil com base nos dados provenientes do DataSUS no ano de 2021. Research, Society and Development, 11(3), 1-16.

Associação Nacional de Travestis e Transexuais – ANTRA (2021). Apresenta informações sobre o cenário das travestis e transexuais no Brasil. https://antrabrasil.org/.

Bezerra, M., Moreno, C., Prado, N. & Santos, A. (2019). Política de saúde LGBT e sua invisibilidade nas publicações em saúde coletiva. Saúde debate. 43(8), 305-323.

Clemente, A. (2019). Diálogos entre Saúde Mental e Homossexualidade: notas sobre produção de subjetividade, sofrimento e opressão. REBEH, 2(1).

Duarte, M., Ferreira, L. & Coelho, M. (2019). Diversidade Sexual e de Gênero na Saúde Mental: aproximações e experiências no campo da pesquisa. REBEH, 2(1).

Foucault, M. (1985). História da sexualidade I: a vontade de saber. (6a ed.), Rio de Janeiro Graal.

G1 PERNAMBUCO (2022). Comandante da Guarda Municipal de Jaboatão é exonerado após denúncia de transfobia. https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2022/02/11/comandante-da-guarda-municipal-de-jaboatao-e-exonerado-apos-denuncia-de-transfobia-se-nao-tomarmos-coragem-nada-muda-diz-servidora.ghtml>.

Gomes, L. (2021) Abandono da sexualidade: parentalidades e o dever de cuidado nas sexualidades divergentes. FADISP. 15(2).

Gomes, R., Murta, D., Facchini, R. & Meneghel, S. (2018). Gênero, direitos sexuais e suas implicações na saúde. Saúde Coletiva, 23(6), 1997-2005.

Gonçalves, M., & Peres Gonçalves, J. (2021). Gênero, identidade de gênero e orientação sexual: conceitos e determinações de um contexto social. Revista Ciências Humanas. n. 14, v. 1, p. 1-6.

Lanzoni, G. & Meirelles, B. (2011). Liderança do enfermeiro: uma revisão integrativa da literatura. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 19(3), 651-658.

Melo, D., Silva, B. & Mello, R. (2019). A sintomatologia depressiva entre lésbicas, gays, bissexuais e transexuais: um olhar para a saúde mental. Rev enferm UERJ, 27(41942), 1-8.

Melo, T., Sobreira, M. (2018). Identidade de gênero e orientação sexual: perspectivas literárias. Temas em Saúde. 18(3), 381-404.

Mendes, K., Silveira, R. & Galvão, C. (2008). Revisão Integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto – Enfermagem, 17(4), 758-764.

Moraes, M., Borges, J. & Santos, J. (2021). Saúde mental da população LGBTQIA+: violências, preconceitos e suas consequências. Brazilian Journal of Development, 7(6), 57836-57855.

Nascimento, G. & Scorsolini-Comin F. (2018). A Revelação da Homossexualidade na Família: Revisão Integrativa da Literatura Científica. Trends Psychol., Ribeirão Preto, 26(3), 1527-1541.

Parente, J., Moreira, F. & Alburquerque, G. (2018). Violência física contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no interior do nordeste brasileiro. Rev. salud pública, 20(4), 445-452.

Paveltchuk, F. & Borsa, B. (2019). Homofobia internalizada, conectividade comunitária e saúde mental em uma amostra de indivíduos LGB brasileiros. Avances en Psicología Latinoamericana, 37(1), 47-61.

RICHARD Miskolci, R. (2009). A Teoria Queer e a Sociologia: o desafio de uma analítica da normalização. Sociologias. 11(21), 150-182.

Rios, R. & Piovesan, F. (2001). A discriminação por orientação sexual. In: Seminário Internacional- As minorias e o direito. (Série Cadernos do CEJ, v. 24).

Silva, C., Cardoso, R., Cardoso, A. & Gonçalves, R. (2021). Diversidade sexual: uma leitura do impacto do estigma e discriminação na adolescência. Ciência & Saúde Coletiva, 26(7), 2643-2652.

Souza, M., Silva, M. & Carvalho, R. (2010). Revisão Integrativa: o que é e como fazer. Einstein, 8(1), 102-6.

Vieira, E., Pereira, C., Dutra, C. & Cavalcanti, C. (2020). Psicologia e Políticas de Saúde da População Trans: Encruzilhadas, Disputas e Porosidades. Psicologia: Ciência e Profissão 2019. 39(3).

Vieira, E., Pereira, C., Dutra, C. & Cavalcanti, C. (2020). Psicologia e Políticas de Saúde da População Trans: Encruzilhadas, Disputas e Porosidades. Psicologia: Ciência e Profissão 2019. 39(3).

Ziliotto, G. & Marcolan, J. (2020). Compreendendo os preconceitos de indivíduos em sofrimento psíquico a respeito da sexualidade. Rev Bras Enferm. 73(2). 1-7.;

Ziliotto, G. & Marcolan, J. (2020). Compreendendo os preconceitos de indivíduos em sofrimento psíquico a respeito da sexualidade. Rev Bras Enferm. 73(2). 1-7.

Published

20/04/2022

How to Cite

MEDEIROS, L. L. de .; FACUNDES, V. L. D. . Sexuality, gender identity and interference in mental health. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e5911628414, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.28414. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/28414. Acesso em: 22 may. 2022.

Issue

Section

Health Sciences