The role of the physical therapist in the sexuality of the elderly

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.28815

Keywords:

Physiotherapy; Sexuality; Teaching; Sexuality in old age.

Abstract

Introduction: Healthy aging and quality of life has become a great desire of contemporary society, as people are living longer, and the pursuit of a healthy life is paramount for the elderly. However, the sexuality of the elderly still refers to prejudiced and unrealistic stereotypes, being a taboo among the elderly. It is necessary to end these stigmas that society delegates to elderly people. Objective: To analyze aspects of sexuality in the elderly and the intervention of the physical therapist. Methodology: bibliographic review, exploratory descriptive. The research took place from February to April 2022. The data collected were on the virtual platform PUBMED, SciELO, from 2015 to 2020. Results and Discussion. Sexuality is not attributed only to the sexual act, it is based on affection, affection. However, society is prejudiced in relation to the sexuality of the elderly, with a view that he is a fragile and incapable person, so there is a ban on the elderly to remain sexually active. Sexuality is still little explored by health professionals. The role of the physical therapist is still recent. Conclusion: The professional is faced with many prejudices, and shyness of many elderly people in their daily work. There needs to be changes in the family and society in relation to the active sexual life of the elderly. In this part, the physical therapist is a professional who welcomes and works with functional problems that can affect the elderly's bodily continuity in their sexual activity.

Author Biographies

Antônio Alves Machado, Instituto Educacional Santa Catarina

Graduando em Fisioterapia.

Samylla Cardoso dos Santos, Instituto Educacional Santa Catarina

Graduanda em Fisioterapia

References

Alencar et. Al (2016). The exercise of sexuality among the elderly and associated factors. Rev. bras. geriatr. gerontol. Rio de Janeiro. 2016. v.19 n.5

Almeida, P. H. T. Q.; Ferreira, C. C.; hukurizky, P.; Muniz, L. F.; Mota, L. M. H (2015). Como o reumatologista pode orientar o paciente com artrite reumatoide sobre função sexual. Revista Brasileira de Reumatologia, v. 55, n. 5, p. 458-463, 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0482-50042015000500458 > Acesso em 23 de fevereiro de 2022.

Alvez, V. C. M (2022). Senescência ou senilidade uma questão de saúde. 2019. Portal Educação. Disponível em: < http://ri.ucsal.br:8080/jspui/bitstream/prefix/1270/3/A%20sexualidade%20na%20terceira%20idade%3A%20o%20tabu%20que%20envolve%20os%20idosos.pdf > Acesso em fevereiro de 2022.

Costa, D. C. A. da; Uchôa, Y. S. da; Silva Junior, I. A. P. da; Silva, S. T. S. E. de; Freitas, M. T. M. de; Soares, S. C. Silva, (2016). Sexualidade no idoso: percepção de profissionais da geriatria e gerontologia, 2016. Disponível em: <>. Acesso no dia 23 de fevereiro de 2022. DOI: 10.5102/ucs.v15i2.3997

Cunha, L. M. et al (2015). Vovó e vovô também amam: sexualidade na terceira idade. Revista Mineira de Enfermagem v.19, n.4, p: 894-900, out/dez. 2015.

Flores L. P. O (2015). O envelhecimento da população brasileira. Revista eletrônica do departamento de ciências contábeis & departamento de atuária e métodos quantitativos v.2, n. 1. p. 86-100, jan-jun. 2015.

Freitas, W. D F. de (2015). A importância do profissional de educação física na orientação da musculação. 2015. 40 f. Monografia. Centro Universitário de Formiga – UNIFOR. Formiga – MG.

Gois, A. B. et al (2017). Percepção do homem idoso em relação a sua sexualidade. Revista Enfermagem em Foco v.8 n.3, p: 14-18. 2017.

Mallmann, D. G.; Neto, N. M. G.; Sousa, J (2015). Educação em saúde como principal alternativa para promover a saúde do idoso. Ciência & Saúde Coletiva [online]. v. 20, n. 6, 2015, pp. 1763-1772. Disponível em:

. ISSN 1678-4561. https://doi.org/10.1590/1413-81232015206.02382014. Acesso em 23 de fevereiro de 2022.

Paonini, K. S (2016). Desafio da inclusão do idoso no mercado de trabalho. Rev Bras Med.14(2):177-82, 2016. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/310491234_Desafios_da_inclusao_do_idoso_ no_mercado_de_trabalho> Acesso em 19 de fevereiro de 2022.

Pereira, S. A., Shitsuka, D. M., Parreira, J. F., & Shitsuka, R (2018). Metodologia da pesquisa científica. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/han dle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1, 2018

Oliveira L. B. et al (2015). Sexualidade e envelhecimento: Avaliação do perfil sexual de idosos não institucionalizados. Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança v.13, n.2, p.42-50, dez. 2015.

Oliveira, F. F. F.; Vieira, K. F. L (2018). Sexualidade na longevidade e sua significação em qualidade de vida. Revista Brasileira de Sexualidade Humana v. 29, n.1, p. 103-109. 2018.

OPS. Organização Pan-Americana da Saúde (2018). Envelhecimento e saúde. 2018. Disponível em <http://ri.ucsal.br:8080/jspui/bitstream/prefix/1270/3/A%20sexualidade%20na%20terceira%20idade%3A%20o%20tabu%20que%20envolve%20os%20idosos.pdf >. Acesso em 12 de fevereiro de 2022.

Santos, A. M; Santos, F. C. dos; Cendoroglo, M. S (2015). Sexualidade e dor crônica em mulheres longevas: descrição de fatores interferenciais. Revista Dor. São Paulo. 2015 v.16 n.1

Santos, J. L. de; Leão, A. P. F.; Gardenghi, G (2016). Disfunções sexuais no climatério. Reprod. clim, 2016. v.31 n.2 p.86-92

Silva, V.X.L, Marques A.P.O, Lira J, Medrado M, Leal M.C.C, Raposo M.C.F (2016). Satisfação sexual entre homens idosos usuários da atenção primária. Saúde Soc [Internet]. 2016. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/sausoc/ article/view/29828/31714>. Acesso no dia 13 de fevereiro de 2022.

Silveira, M. M. et al (2015). Envelhecimento humano e as alterações na postura corporal do idoso. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, ano8, n.26, out/dez. 2015.

Ramos, C. I. C. F (2018). Saúde Sexual e Envelhecimento: O papel dos fatores psicológicos e crenças sexuais. 2018. Dissertação (Mestrado Integrado de Psicologia) Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação - Universidade do Porto, Portugal, 2018.

Rodrigues, D. M. M. R. et al (2018). O percurso educativo dialógico como estratégia de cuidado em sexualidade com idosas. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem v.22. n.3. 2018.

Uchõa et. Al (2016). Sexuality through the eyes of the elderly. Rev. bras. geriatr. gerontol. Rio de Janeiro. 2016. v.19 n.6

Uchõa, Y S; da et al (2016). Sexuality through the eyes of the elderly. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 19, p. 939-949, 2016. Disponível em <https://www.scielo.br/j/rbgg/a/7dtmjLMf3c4bHR8bgcQDFXg/?lang=en#>. Acesso em 20 de fevereiro de 2022.

Carvalho, J. C. et al (2020). Sexualidade e a imagem corporal em idosas: revisão integrativa. Revista Enfermagem Atual In Derme, v. 92, n. 30, 2020. Acesso em 22 de fevereiro de 2022.

Vieira, K. F. L.; Coutinho, M. da P. de L.; SARAIVA, E. R. de A (2015). A Sexualidade Na Velhice: Representações Sociais De Idosos Frequentadores de Um Grupo de Convivência. Psicologia: Ciência e Profissão v.36, n.1, p. 196-209. 2015.

Published

23/04/2022

How to Cite

MACHADO, A. A. .; SANTOS, S. C. dos .; SILVA, K. C. C. da . The role of the physical therapist in the sexuality of the elderly. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e13411628815, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.28815. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/28815. Acesso em: 28 may. 2022.

Issue

Section

Health Sciences