Environmental chemistry integrated with household cleaning products: an experience report with students and community

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.29178

Keywords:

Teaching; Household products; Household insecticides; Human toxicity; Environmental impacts.

Abstract

Objective: To discuss the contributions and impacts of extension by professors, stricto sensu graduate students and high school students at the Federal Institute of Mato Grosso do Sul (IFMS), with the theme of the use of household cleaning products and the possible environmental impacts, in Campo Grande, Mato Grosso do Sul, during the social isolation of the covid-19 pandemic. Method: Descriptive study with a qualitative approach in stages: (I) survey of students' prior knowledge; (II) synchronous and asynchronous lectures and dialogues; (III) research of products sold in the city; (IV) selection of insecticides and photographic records of the labels; (V) identification of active ingredients; (VI) substances that make up the products; (VII) production of a scientific glossary of substances; (IX) correct disposal of household cleaning products; (X) lecture on the subject; (XI) elaboration and dissemination of a folder for a cultural exhibition during the IFMS Environment Week. Conclusion: The theoretical contributions built and developed through the extension project on insecticide products for domestic use have become important teaching and learning strategies in the current period with the inappropriate use of these products; emphasizing, above all, the potential damage to human health and the environment. In this sense, essential skills were developed for the future professional practice of students and graduate students, such as communication, teamwork, technological mastery in the construction of the technical bulletin.

Author Biographies

Rosemary Matias, Universidade Anhanguera

Objetivo: Discutir as contribuições e os impactos da extensão por docentes, alunos da pós-graduação stricto sensu e discentes do ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), com o tema do uso de domissanitários e os possíveis impactos ambientais, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, durante o isolamento social da pandemia de covid-19. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa em etapas:  (I) sondagem dos conhecimentos prévios dos estudantes; (II) aulas expositivas e dialogadas síncronas e assíncronas; (III) pesquisa de produtos comercializados na cidade; (IV) seleção dos inseticidas e registros fotográficos dos rótulos; (V) identificação dos ingredientes ativos; (VI) substâncias que compõem os produtos; (VII) produção de glossário científico das substâncias; (IX) descarte correto dos domissanitários; (X) palestra sobre a temática; (XI) elaboração e divulgação de um folder para uma mostra cultural na Semana do Meio Ambiente do IFMS. Conclusão: Os aportes teóricos construídos e desenvolvidos por meio do projeto de extensão sobre os produtos inseticidas de uso doméstico tornaram-se importantes estratégias de ensino e aprendizagem no período atual com o uso inadequado destes produtos; enfatizando, sobretudo o potencial danos à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse sentido, desenvolveram-se habilidades essenciais para a futura prática profissional dos discentes e pós-graduando tais como a comunicação, trabalho em equipe, domínio tecnológico na construção do boletim técnico.

Victor Augusto Merli Oliveira Lima, Universidade Anhanguera

Objetivo: Discutir as contribuições e os impactos da extensão por docentes, alunos da pós-graduação stricto sensu e discentes do ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), com o tema do uso de domissanitários e os possíveis impactos ambientais, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, durante o isolamento social da pandemia de covid-19. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa em etapas:  (I) sondagem dos conhecimentos prévios dos estudantes; (II) aulas expositivas e dialogadas síncronas e assíncronas; (III) pesquisa de produtos comercializados na cidade; (IV) seleção dos inseticidas e registros fotográficos dos rótulos; (V) identificação dos ingredientes ativos; (VI) substâncias que compõem os produtos; (VII) produção de glossário científico das substâncias; (IX) descarte correto dos domissanitários; (X) palestra sobre a temática; (XI) elaboração e divulgação de um folder para uma mostra cultural na Semana do Meio Ambiente do IFMS. Conclusão: Os aportes teóricos construídos e desenvolvidos por meio do projeto de extensão sobre os produtos inseticidas de uso doméstico tornaram-se importantes estratégias de ensino e aprendizagem no período atual com o uso inadequado destes produtos; enfatizando, sobretudo o potencial danos à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse sentido, desenvolveram-se habilidades essenciais para a futura prática profissional dos discentes e pós-graduando tais como a comunicação, trabalho em equipe, domínio tecnológico na construção do boletim técnico.

Lucas Raione Roel Souza, Universidade Anhanguera

Objetivo: Discutir as contribuições e os impactos da extensão por docentes, alunos da pós-graduação stricto sensu e discentes do ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), com o tema do uso de domissanitários e os possíveis impactos ambientais, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, durante o isolamento social da pandemia de covid-19. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa em etapas:  (I) sondagem dos conhecimentos prévios dos estudantes; (II) aulas expositivas e dialogadas síncronas e assíncronas; (III) pesquisa de produtos comercializados na cidade; (IV) seleção dos inseticidas e registros fotográficos dos rótulos; (V) identificação dos ingredientes ativos; (VI) substâncias que compõem os produtos; (VII) produção de glossário científico das substâncias; (IX) descarte correto dos domissanitários; (X) palestra sobre a temática; (XI) elaboração e divulgação de um folder para uma mostra cultural na Semana do Meio Ambiente do IFMS. Conclusão: Os aportes teóricos construídos e desenvolvidos por meio do projeto de extensão sobre os produtos inseticidas de uso doméstico tornaram-se importantes estratégias de ensino e aprendizagem no período atual com o uso inadequado destes produtos; enfatizando, sobretudo o potencial danos à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse sentido, desenvolveram-se habilidades essenciais para a futura prática profissional dos discentes e pós-graduando tais como a comunicação, trabalho em equipe, domínio tecnológico na construção do boletim técnico.

Sthefany Caroline Bezerra da Cruz-Silva, Universidade Anhanguera

Objetivo: Discutir as contribuições e os impactos da extensão por docentes, alunos da pós-graduação stricto sensu e discentes do ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), com o tema do uso de domissanitários e os possíveis impactos ambientais, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, durante o isolamento social da pandemia de covid-19. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa em etapas:  (I) sondagem dos conhecimentos prévios dos estudantes; (II) aulas expositivas e dialogadas síncronas e assíncronas; (III) pesquisa de produtos comercializados na cidade; (IV) seleção dos inseticidas e registros fotográficos dos rótulos; (V) identificação dos ingredientes ativos; (VI) substâncias que compõem os produtos; (VII) produção de glossário científico das substâncias; (IX) descarte correto dos domissanitários; (X) palestra sobre a temática; (XI) elaboração e divulgação de um folder para uma mostra cultural na Semana do Meio Ambiente do IFMS. Conclusão: Os aportes teóricos construídos e desenvolvidos por meio do projeto de extensão sobre os produtos inseticidas de uso doméstico tornaram-se importantes estratégias de ensino e aprendizagem no período atual com o uso inadequado destes produtos; enfatizando, sobretudo o potencial danos à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse sentido, desenvolveram-se habilidades essenciais para a futura prática profissional dos discentes e pós-graduando tais como a comunicação, trabalho em equipe, domínio tecnológico na construção do boletim técnico.

 

Yzabella Maria Vieira Florentino, Universidade Anhanguera

Objetivo: Discutir as contribuições e os impactos da extensão por docentes, alunos da pós-graduação stricto sensu e discentes do ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), com o tema do uso de domissanitários e os possíveis impactos ambientais, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, durante o isolamento social da pandemia de covid-19. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa em etapas:  (I) sondagem dos conhecimentos prévios dos estudantes; (II) aulas expositivas e dialogadas síncronas e assíncronas; (III) pesquisa de produtos comercializados na cidade; (IV) seleção dos inseticidas e registros fotográficos dos rótulos; (V) identificação dos ingredientes ativos; (VI) substâncias que compõem os produtos; (VII) produção de glossário científico das substâncias; (IX) descarte correto dos domissanitários; (X) palestra sobre a temática; (XI) elaboração e divulgação de um folder para uma mostra cultural na Semana do Meio Ambiente do IFMS. Conclusão: Os aportes teóricos construídos e desenvolvidos por meio do projeto de extensão sobre os produtos inseticidas de uso doméstico tornaram-se importantes estratégias de ensino e aprendizagem no período atual com o uso inadequado destes produtos; enfatizando, sobretudo o potencial danos à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse sentido, desenvolveram-se habilidades essenciais para a futura prática profissional dos discentes e pós-graduando tais como a comunicação, trabalho em equipe, domínio tecnológico na construção do boletim técnico.

João Marcos Taveira, Universidade Anhanguera

Objetivo: Discutir as contribuições e os impactos da extensão por docentes, alunos da pós-graduação stricto sensu e discentes do ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), com o tema do uso de domissanitários e os possíveis impactos ambientais, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, durante o isolamento social da pandemia de covid-19. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa em etapas:  (I) sondagem dos conhecimentos prévios dos estudantes; (II) aulas expositivas e dialogadas síncronas e assíncronas; (III) pesquisa de produtos comercializados na cidade; (IV) seleção dos inseticidas e registros fotográficos dos rótulos; (V) identificação dos ingredientes ativos; (VI) substâncias que compõem os produtos; (VII) produção de glossário científico das substâncias; (IX) descarte correto dos domissanitários; (X) palestra sobre a temática; (XI) elaboração e divulgação de um folder para uma mostra cultural na Semana do Meio Ambiente do IFMS. Conclusão: Os aportes teóricos construídos e desenvolvidos por meio do projeto de extensão sobre os produtos inseticidas de uso doméstico tornaram-se importantes estratégias de ensino e aprendizagem no período atual com o uso inadequado destes produtos; enfatizando, sobretudo o potencial danos à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse sentido, desenvolveram-se habilidades essenciais para a futura prática profissional dos discentes e pós-graduando tais como a comunicação, trabalho em equipe, domínio tecnológico na construção do boletim técnico.

Mariane Lima Megliato, Universidade Anhanguera

Objetivo: Discutir as contribuições e os impactos da extensão por docentes, alunos da pós-graduação stricto sensu e discentes do ensino médio do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), com o tema do uso de domissanitários e os possíveis impactos ambientais, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, durante o isolamento social da pandemia de covid-19. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa em etapas:  (I) sondagem dos conhecimentos prévios dos estudantes; (II) aulas expositivas e dialogadas síncronas e assíncronas; (III) pesquisa de produtos comercializados na cidade; (IV) seleção dos inseticidas e registros fotográficos dos rótulos; (V) identificação dos ingredientes ativos; (VI) substâncias que compõem os produtos; (VII) produção de glossário científico das substâncias; (IX) descarte correto dos domissanitários; (X) palestra sobre a temática; (XI) elaboração e divulgação de um folder para uma mostra cultural na Semana do Meio Ambiente do IFMS. Conclusão: Os aportes teóricos construídos e desenvolvidos por meio do projeto de extensão sobre os produtos inseticidas de uso doméstico tornaram-se importantes estratégias de ensino e aprendizagem no período atual com o uso inadequado destes produtos; enfatizando, sobretudo o potencial danos à saúde humana e ao meio ambiente. Nesse sentido, desenvolveram-se habilidades essenciais para a futura prática profissional dos discentes e pós-graduando tais como a comunicação, trabalho em equipe, domínio tecnológico na construção do boletim técnico.

References

ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2020). Reavaliação toxicológica de ingredientes ativos agrotóxicos. Brasília. https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/regulamentacao/agenda-regulatoria/2017-2020/temas/agrotoxicos/arquivos/tema-3-14.pdf.

Bloomquist, J. R. (1996). Ion Channels as target for insecticides. Annual Review of Entomology, 41(1), 163-190.

Bochner, R. (2013). Informação sobre intoxicações e envenenamentos para a gestão do SUS: um panorama do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas–SINITOX. Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, 7(2), 1-19.

Braga, I. A. & Valle, D. (2007). Aedes aegypti: inseticidas, mecanismos de ação e resistência. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 16(4), 279-293.

Brasil. Lei n.º 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm.

Brito, J. G. & Martins, C. B. G. (2015). Intoxicação acidental na população infanto-juvenil em ambiente domiciliar: perfil dos atendimentos de emergência. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 49(3), 372-379.

Diniz, F. E.; Silva, C. D. D.; Silva, O. G. & Santos, D B. (2021). O ensino de Química integrado a temas ambientais: um relato de experiência com escolares do ensino médio. Research, Society and Development, 10(8), 1-9.

INCRA. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. (2007). Relatório Antropológico de Identificação e Delimitação da Comunidade Quilombola Chácara do Buriti (Campo Grande/MS). Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Montanha, F. P. & Pimpão, C. T. (2012). Efeitos toxicológicos de piretróides (cipermetrina e deltametrina) em peixes-Revisão. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, 9(18), 1-58.

Nascimento, F. G. M. & Rosa, J. V. A. (2020). Princípio da sala de aula invertida: uma ferramenta para o ensino de química em tempos de pandemia. Brazilian Journal of Development, 6(6), 38513-38525.

Oliveira, I. M. (2017). Resistência de artrópodos de importância agrícola ao controle químico no Brasil. (Dissertação) Mestrado Profissional em Defesa Sanitária Vegetal – Universidade Federal de Viçosa.

Perini, C. R. (2018). Eficiência de inseticidas químicos e identificação de mecanismos moleculares de resistência a piretroides em Chrysodeixis includens (Lepidoptera: Noctuidae). (Tese) Doutorado em Agronomia – Universidade Federal de Santa Maria.

Rocha, E. K. G. T. & Pinto, F. D. M. (2018). O desafio conceitual do trabalho doméstico à psicologia do trabalho. Fractal: Revista de Psicologia, 30(2), 145-153.

Rodrigues, K. G. & Lemos, G. A. (2019). Metodologias ativas em educação digital: possibilidades didáticas inovadoras na modalidade EAD. Ensaios Pedagógicos, 3(3), 29-36.

Sant'Anna, M. R.; Diaz-Albiter, H.; Mukarabi, M.; Dillon, R. J. & Bates, P. A. (2009). Inhibition of trypsin expression in Lutzomyia longipalpis using RNAi enhances the survival of Leishmania. Parasites e Vectors, 2(1), 1-10.

Santos, M. M. D. & Fragata, F. D. S. (2008). Emergência e Terapia Intensiva Veterinária em Pequenos Animais (1a ed.), Roca.

Soderlund, D. M.; Clark, J. M.; Sheets, L. P.; Mullin, L. S.; Piccirillo, V. J.; Sargent, D.; Stevens, J. T. & Weiner, M. L. (2002). Mechanisms of pyrethroid neurotoxicity: implications for cumulative risk assessment. Toxicology, 171(1), 3-59.

Steffenon, S. M.; Silva, T. Z.; Ledur, G. R. & Guimarães. (2013). Ingestão acidental de brodifacoum por um cão. Revista de Ciências Agroveterinárias, 13(supl.), 43-44.

USEPA. United States Environmental Protection Agency. (2012). Preliminary problem formulation for environmental fate, ecological risk, endangered species, and drinking water exposure assessments for prallethrin. Washington D.C. https://www.regulations.gov/document/EPA-HQ-OPP-2011-1009-0004.

Vieira, H. P.; Neves, A. A. & Queiroz, M. E. L. (2007). Otimização e validação da técnica de extração líquido-líquido com partição em baixa temperatura (ELL-PBT) para piretróides em água e análise por CG. Química Nova, 30(30), 535-540.

Virgens, A. C.; Castro, R. L. & Cruz, Z. M. A. (2015). Alterações histológicas em brânquias de Orechromis niloticus (Tilápia-do-Nilo) expostas o Acefato, Difenoconazol e Sulfluramida. Natureza, 13(1), 26-31.

Zanetti, R.; Zanuncio, J. C.; Mayhé-Nunes, A. J.; Medeiros, A. G. B. & Silva, A. S. (2003). Combate sistemático de formigas-cortadeiras com iscas granuladas, em eucaliptais com cultivo mínimo. Revista Árvore, 27(3), 387-392.

Published

29/04/2022

How to Cite

DILKIN, E. R. da S. .; MATIAS, R. .; LIMA, V. A. M. O. .; SOUZA, L. R. R. .; CRUZ-SILVA, S. C. B. da .; FLORENTINO, Y. M. V. .; TAVEIRA, J. M. .; MEGLIATO, M. L. . Environmental chemistry integrated with household cleaning products: an experience report with students and community. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e34011629178, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.29178. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29178. Acesso em: 28 may. 2022.

Issue

Section

Exact and Earth Sciences