Orthodontics in public health policies: literature review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.29183

Keywords:

Dental occlusion; Health policy; Preventive Orthodontics; Teaching.

Abstract

Introduction: With the objective of modifying the previously used health care model, the Unified Health System (SUS) was created. The National Health Policy, known as “Smiling Brazil” was developed to ensure prevention, promotion and recovery of the oral health of the Brazilian population. Dentistry, for a long time, was judged as an area of ​​no importance by public health policies, being offered most of the time only extraction treatments. With the implementation of the Dental Specialty Centers, other specialties started to be offered by the SUS, including orthodontic treatment. Objective: To develop a narrative review of the literature on the inclusion of orthodontic treatment in public health policies, demonstrating the importance of the presence of orthodontics in the SUS and its effectiveness. Methodology: The articles used were through PubMed, Scielo, Web of Science and Google Scholar databases between the years 2000 to 2022. Results: Contribution, through a literature review, so that there is optimization of orthodontic care in the Unified Health System and greater investment in this area. Final considerations: It is concluded that preventive and interceptive orthodontic treatment should be an accessible practice in public health, as malocclusions can cause consequences in the life of the individual that go beyond aesthetics, such as the difficulty of social insertion.

References

Andrade, M. A., Moura, A. B. R., Medeiros, F. L. S., Matos, N. O., Goes, V. N., Gomes, L. L., Lima, F. O., Cavalcanti, R. B. M. S., Neto, A. P. P. A., Alves, M. R. F., Penha, E. S., Guênes, G. M. T., & Filho, A. A. O. (2020). Relação entre oclusopatias e hábitos parafuncionais na primeira infância. Research, Societyand, Development. 9(7), 3-7.

Araújo, M. R. (2012). Estudo sobre a aplicabilidade de um exame padrão para atendimento ortodôntico no âmbito do sus. (2012). Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Odontologia, área de concentração em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Santa Catarina, para obtenção do grau de Mestre em Saúde Coletiva.

Barbosa, V. L. T., Pierini, A. J., & Gallo, Z. (2018). A prática da ortodontia na rede pública de saúde - uma revisão da literatura. Rev. Brasileira Multidisciplinar, 21(1), 104-16.

Barros, C., Athayde, G., & Silva, A. (2020). Ortodontia e ortopedia facial no sus e seu impacto na saúde pública- um estudo no centro de especialidades odontológicas (ceo) Araguaína-TO. Original Article. J Business Techn, 17(3), 98-115.

Barros, A. J. D., &Bertoldi, A. D. (2002). Desigualdades na utilização e no acesso a serviços odontológicos: uma avaliação em nível nacional. Ciênc. saúde coletiva, 7(4), 709-17.

Brasil. (2012). Ministério da Saúde, SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais. p.20.

Brasil. (2004). Ministério da Saúde. Diretrizes da política Nacional de Saúde Bucal. Brasileira: Ministério da Saúde, p.16.

Bresolim, D., & Pinto, V. G. (2000). Controle e prevenção da maloclusão. Saúde bucal coletiva, pp. 473-80.

Chiba, E. K. (2021). Ortodontia em saúde coletiva: epidemiologia das oclusopatias e da necessidade de tratamento ortodôntico em adolescentes. (2021). Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Odontologia de Araçatuba da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - UNESP, como parte dos requisitos para a obtenção do título de Mestre em Saúde Coletiva em Odontologia.

Filho, M. J. S. F., Oliveira, A. F. L., Araújo, L. H. L. S., Nascimento, J. R., Aguiar, J. L., Koga, R. S., Brasil, S. P. A., & Pimenta, Y. S. (2020). Tratamento de oclusopatias em crianças no âmbito do serviço público: Revisão de literatura, Rev. Braz. J. of Develop, 6(11), 93666-77.

Hebling, S. R. F. (2006). Considerações para elaboração de protocolo de assistência ortodôntica em saúde coletiva. Ciências&SaúdeColetiva, 12(4), 1067-77.

Herren, P., & Oe, S. C. (1971) Die breitendifferenz zwischen den summiertenoberen und unterenzahnkronen. Schweiz.Mschr. Zahnh., Bern, 81(2), 113-25.

Junior, R. B., Oliveira, R. C. G., & Oliveira, R. C. G. (2018). Ortodontia no sus, rev. uningá, 55(2), 154-68.

Ladeia, L. J., & Raposo, J. V. (2011). Ortodontia em Saúde Pública. Editora Napoleão: São Paulo. 45-6.

Maciel, S. M. (2008). A presença da ortodontia no SUS: a experiência dos CEOs e de outros serviços públicos de saúde bucal. Dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva da Universidade de Estado do Rio de Janeiro, para obtenção do título de doutor em saúde coletiva.

Maciel, S. M., & Kornis, G. E. M. (2006). A ortodontia nas políticas públicas de saúde bucal: um exemplo de eqüidade na Universidade

Federal de Juiz de Fora, Rev. Saúde Coletiva, 16(1), 59-81.

Martins, L. P., Bittencourt, J. M., Bento, C. B., Vale, M. P., & Paiva, S. M. (2019). Má oclusão e vulnerabilidade social: estudo representativo de adolescentes de Belo Horizonte, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. 24(2), 393-400.

Monteiro, B. M. L. (2012). Índice de necessidade de tratamento ortodôntico: uma revisão. Trabalho de Conclusão de Curso (Mestrado Integrado em Medicina Dentária) – Universidade do Porto.

Mozeli, K. V., & Negrete, D. (2015). Ortodontia em saúde pública, Rev. Odontol. Univ, 27(3), 229-34. Nimri, K. A. L., & Richardson, A. (2000). Interceptative orthodontic in the real world of community dentistry.Int J Ped Dent, n.10, 99-108.

Oliveira, C. (2020). Uma revisão de literatura sobre a ortodontia no sistema único de saúde. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Odontologia) - Universidade do Sul de Santa Catarina.

Perrota, B. P., & Alcântara, G. P. (2020). A inclusão da ortodontia no SUS. Estado atual da questão. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Odontologia) – Universidade de Taubaté.

Peter, E., Baiju, R, M., Sreela, L. S., Varghese, N. O., & Varughese, J. M. (2018). Does socioeconomic status and family type influence oral health-related quality of life in individuals with malocclusion? Journal of Indian Orthodontic Society. 52(2), 89-93.

Garbin, A. J. I., Garbin, C. A. S., Chiba, F. Y., Saliba, T. A., & Chiba, E. K. (2021). Oclusopatias e necessidade de tratamento ortodôntico em adolescentes de 12 anos de idade. Research, Societyand, Development.10 (2), 3-8.

Gonçalves, C. S., Moimaz, S. A. S., Garbin, A. J. I., Saliba, T. A., & Chiba, E. K. (2022). Prevalência, Severidade e Necessidade de Tratamento das Maloclusões e seu Impacto Negativo na Qualidade de Vida dos Adolescentes. Revista Saúde e Desenvolvimento Human. 10(1), 01-11.

Rother, E. T. (2007). Systematic literature review X narrative review. Acta Paul Enferm. 20(2), 5-6

Silva, S. R. C., Moura, V. S., Oliveira, L. K. B. F., Andrade, A. M. C., Santos, L. R. S. Silva, J. M. L., Rastelli, A. S., Passos, J. E. M. S & Romão, D. A. (2021). Impactos da maloclusão na qualidade de vida de crianças e adolescentes: uma revisão integrativa. Research, Societyand, Development. 10(8), 2-6.

Published

01/05/2022

How to Cite

CHAGAS, A. S. .; GUIMARÃES, G. S. de O. .; LADEIA , L. E. de G. Orthodontics in public health policies: literature review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e39311629183, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.29183. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29183. Acesso em: 25 may. 2022.

Issue

Section

Health Sciences