Attention focused on adolescents in a health unit during the COVID-19 pandemic

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i6.29225

Keywords:

Primary health care; Teenagers; Service; COVID-19.

Abstract

Objective: to demonstrate how adolescent care occurred in a reference unit in primary health care during the COVID-19 pandemic. Method: this is a qualitative and descriptive study, developed with professionals working in a health unit of the Acre. Data collection took place in May 2021, through a semi-structured interview. Data were analyzed following Bardin content analysis proposal. Results: during the pandemic, the service aimed at adolescents continued to occur normally, but individually, because due to restrictions imposed by the pandemic period collective actions aimed at this target audience were suspended. Among the activities offered, the main reasons for seeking care were medical and prenatal consultations and the search for vaccines and contraceptive methods. There was a decrease in the frequency of adolescents at the service and strategies were not designed to improve adherence, as the team's efforts were concentrated to meet spontaneous demand, in order to mitigate the impacts caused by the pandemic. Conclusion: the service aimed at adolescents continued to occur during the pandemic, but according to spontaneous demand, which led to a decrease in access to the actions offered.

Author Biography

Ruth Silva Lima da Costa, Centro Universitário Uninorte

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Acre (UFAC); Especialista em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde (UFAC) e em Educação Profissional na Área da Saúde: Enfermagem (ENSP/FIOCRUZ). Mestre em Ciências da Saúde (UFAC). Atua na Divisão de Captação de Recursos da Secretaria de Estado de Saúde do Acre e como docente nos cursos de Medicina e Enfermagem do Centro Universitário Uninorte. Tem experiência na área de Gestão e Planejamento em Saúde, Atenção á Saúde da Criança e Adolescente e Atenção Primária em Saúde. É revisora de periódicos científicos e membra de comitê de ética em pesquisa. Atualmente tem se dedicado a pesquisa com potencial interesse em produtos derivados de plantas amazônicas, e também voltadas para saúde coletiva com ênfase nas condições crônicas , além da atenção integral à saúde da criança e adolescente e sistematização da assistência de enfermagem.

References

Alves, M. J. H., Albuquerque, G. A., Silva, A. S., Belém, J. M., Nunes, J. F. C., Leite, M. F., & Pereira, E. V. (2016). Fatores envolvidos na adesão de estudantes adolescentes à estratégia saúde da família. SANARE-Revista de Políticas Públicas, 15(2).

Araújo, M. S. D., Sales, L. K. O., Araújo, M. G. D., Morais, I. F. D., Morais, F. R. R. D., & Valença, C. N. (2016). Dificuldades enfrentadas por enfermeiros para desenvolver ações direcionadas ao adolescente na atenção primária. Rev. enferm. UFPE on line, 4219-4225.

Araújo, M. S. D., Sales, L. K. O., Araújo, M. G. D., Morais, I. F. D., Morais, F. R. R. D., & Valença, C. N. (2016). Dificuldades enfrentadas por enfermeiros para desenvolver ações direcionadas ao adolescente na atenção primária. Rev. enferm. UFPE on line, 4219-4225.

Barros, R. P., Holanda, P. R. C. M. D., Sousa, A. D. D. S., & Apostolico, M. R. (2021). Necessidades em Saúde dos adolescentes na perspectiva dos profissionais da Atenção Primária à Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 26, 425-434.

Bardin, L. (2002). Análise de Conteúdo–primeira parte, história e teoria. Lisboa: Edições, 70.

Brasil. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA). Recomendações do CONANDA para a proteção integral a crianças e adolescentes durante a pandemia do COVID-19. 2020ª. https://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/legis/covid19/recomendacoes_conanda_covid19_25032020.pdf.

Brasil. Ministério da Saúde. Proteger e cuidar da saúde de adolescentes na atenção básica [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. – Brasília, 2017. 234p. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/proteger_cuidar_adolescentes_atencao_basica.pdf

Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes nacionais para a atenção integral à saúde de adolescentes e jovens na promoção, proteção e recuperação da saúde. Brasília, 2010. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretrizes_nacionais_atencao_saude_adolescentes_jovens_promocao_saude.pdf.

Carmo, M. E. D., & Guizardi, F. L. (2018). O conceito de vulnerabilidade e seus sentidos para as políticas públicas de saúde e assistência social. Cadernos de Saúde Pública, 34.

Dantas, J. F., Valença, C. N., Morais, I. F., Sales, L. K. O., & Germano, R. M. (2013). O Sistema Único de Saúde no olhar dos Enfermeiros da estratégia de saúde da família. JNUOL, Recife, 7(9), 1518-29.

De Matos Leal, C. B., Porto, A. O., de Brito Barbosa, C., Fernandes, T. S. S., Pereira, E. S., & Viana, T. B. P. (2018). Assistência de enfermagem ao público adolescente na atenção primária. Revista Enfermagem Atual In Derme, 86(24).

De Almeida, I. S., dos Santos Amaral, J., Gomes, C. S., Dias, M. O., & da Silva, P. F. C. (2014). Grupo de adolescentes como estratégia de promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos. Adolescência e Saúde, 11(2), 87-91.

Duarte, S. J. H., Urel, D. R., Zorman, I. B. S., Alexandre, M. G., & Ravagnani, C. F. C. (2014). A prática de autocuidado à saúde na perspectiva dos adolescentes. Rev Enferm UFPE, 8(5), 1290-9.

Estrela, C. (2018).Metodologia científica: ciência, ensino, pesquisa.Artes Médicas

Fiocruz.Fundação Oswaldo Cruz. Ministério da Saúde. Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia COVID-19: Recomendações para Gestores. 2020a. https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/41030.

Hagan, J. F., Shaw, J. S., Duncan, P.M. Bright futures: Guidelines for health supervision of infants, children, and adolescents. American Academy of Pediatrics, 2007. https://brightfutures.aap.org/Bright%20Futures%20Documents/BF4_Introduction.pdf.

Higarashi, I. H., Baratieri, T., Roecker, S., & Marcon, S. S. (2011). Atuação do enfermeiro junto aos adolescentes: identificando dificuldades e perspectivas de transformação. Rev. enferm. UERJ, 375-380.

Jardim, D. P. (2012). Educação em saúde na adolescência: uma experiência acadêmica na Estratégia Saúde da Família. Adolescencia e Saude, 9(4), 63-67.

Jiloha, R. C. (2020). COVID-19 and mental health. Epidemiology Internacional (E-ISSN: 2455-7048), 5(1), 7-9.

Malta, D. C., Szwarcwald, C. L., Barros, M. B. D. A., Gomes, C. S., Machado, Í. E., Souza Júnior, P. R. B. D., ... & Gracie, R. (2020). A pandemia da COVID-19 e as mudanças no estilo de vida dos brasileiros adultos: um estudo transversal, 2020. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 29.

Martins, M. M. F., Aquino, R., Pamponet, M. L., Pinto, E. P., & Amorim, L. D. A. F. (2019). Acesso aos serviços de atenção primária à saúde por adolescentes e jovens em um município do Estado da Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 35.

Miranda, J. D. O. F., & Morais, A. C. (2021). A COVID-19 na vida de crianças e adolescentes brasileiros: poucos sintomas e muitos impactos. Revista Enfermagem Contemporânea, 10(1), 6-7.

Miliauskas, C. R., & Faus, D. P. (2020). Saúde mental de adolescentes em tempos de do COVID -19: desafios e possibilidades de enfrentamento. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 30, e300402.

Moura, E. L., Santos, R. S., & da Rocha, S. S. (2015). Evidências sobre acolhimento e vínculo de enfermeiros da estratégia saúde da família junto aos adolescentes/evidence on reception and bond of nurses strategy health family together to teens. Saúde em Foco, 2(2), 62-79.

Nunes, B. P., Flores, T. R., Duro, S. M. S., Saes, M. D. O., Tomasi, E., Santiago, A. D., ... & Facchini, L. A. (2015). Utilização dos serviços de saúde por adolescentes: estudo transversal de base populacional, Pelotas-RS, 2012. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 24, 411-420.

Organização Mundial da Saúde. Mental health and psychosocial considerations during the COVID-19 outbreak. 2020. https://www.who.int/docs/default-source/coronaviruse/mental-health-considerations.pdf.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica.

Sawyer, S. M., Azzopardi, P. S., Wickremarathne, D., & Patton, G. C. (2018). The age of adolescence… and young adulthood–Authors' reply. The Lancet Child & Adolescent Health, 2(4), e7.

Silva, R. F., & Engstrom, E. M. (2020). Atenção integral à saúde do adolescente pela Atenção Primária à Saúde no território brasileiro: uma revisão integrativa. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 24.

Silva, K. L., & Rodrigues, A. T. (2010). Ações intersetoriais para promoção da saúde na Estratégia Saúde da Família: experiências, desafios e possibilidades. Revista Brasileira de Enfermagem, 63(5), 762-769.

Us Food and Drug Administration et al. Pediatric expertise for advisory panels: guidance for industry and FDA staff. 2003. https://www.fda.gov/files/medical%20devices/published/Pediatric-Expertise-for-Advisory-Panels--Guidance-for-Industry-and-FDA-Staff-%28PDF-Version%29.pdf

Vieira, R. P., Gomes, S. H. P., Machado, M. D. F. A. S., Bezerra, I. M. P., & Machado, C. A. (2014). La participación de los adolescentes en la Estrategia de Salud de la Familia desde la estructura teórico-metodológica de un facilitador a la participación. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 22, 309-316

Published

29/04/2022

How to Cite

ROCHA, F. A. da .; MELO, E. T. de .; SOUZA, I. V. F. .; SOUZA, C. W. da S. .; CONCEIÇÃO, M. da S. .; MUNOZ, M. S. .; COSTA, R. . S. L. da. Attention focused on adolescents in a health unit during the COVID-19 pandemic . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 6, p. e31211629225, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.29225. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29225. Acesso em: 28 may. 2022.

Issue

Section

Health Sciences