Early stimulation in babies and children with developmental problems: revisiting the topic

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29638

Keywords:

Early Stimulation; Subjectivation; Development; Health teaching.

Abstract

This article aims to present the importance of the Interdisciplinary Early Stimulation Clinic for babies and young children with developmental problems. Therefore, concepts such as child development and subjectivation in the first years of life were addressed, sharpening the look at the mismatch between the real child and parental ideals, in order to detect the first signs of possible problems in the development and maturation of babies and small children. The research presents how the clinical work is structured, having as central points the intervention from playing and the affiliation process. It is pointed out that the Interdisciplinary Clinic in Early Stimulation prioritizes the support of the parent-infant bond, promoting the support that the child needs for their development.

Author Biographies

Wânia Marlene Lopez Russo, Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre

Graduada em Pedagogia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pós graduada em Educação Infantil, Educação Especial, Coordenação Pedagógico-Escola de Gestores. Supervisão,Orientação e Administração Escolar. Terapeuta em Estimução Precoce com viés na Psicanálise e Psicopedagogia. Atualmente é docente da Rede Municipal de Ensino da cidade de Porto Alegre, Brasil.

Fernando Icaro Jorge Cunha, Universidade Federal do Pampa

Possui formação em Magistério (Curso Normal) de nível médio pelo Instituto de Educação Ciep 179 - Professor Claudio Gama/RJ. Atualmente é acadêmico do curso de Licenciatura em Ciências da Natureza na Universidade Federal do Pampa - Unipampa, Campus Uruguaiana. Bolsista CAPES através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência - PIBID, atuando na EMEF Moacyr Ramos Martins na cidade de Uruguaiana/RS, desenvolvendo atividades que buscam superar o Ensino de Ciências da Natureza, a fim de elucidar o Letramento Científico. Foi premiado com uma bolsa do banco Santander através do edital 235/2020, que selecionou graduandos com excelência em rendimento acadêmico. Desenvolve o projeto de extensão intitulado: Processos de Formação e Articulações Didático-Pedagógicas para Professores de Ciências da Natureza, em conformidade com o edital n° 40/2021, tecendo um curso de extensão sob orientação do Prof. Dr. Ailton Jesus Dinardi.. Em 2021 iniciou a participação no grupo de pesquisa em Ambiente, Educação, Ciênciometria e Ensino de Ciências - COMCIÊNCIA.

Francisco Mesquita Santos, Secretaria Municipal de Educação de Tarauacá

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Acre (2018) e Especialização em Psicopedagogia pelo INEC - Instituto de Educação Superior Acreano - Faculdade Euclides da Cunha (2019). Atualmente é professor de ensino fundamental - Secretaria Municipal de Educação de Tarauacá - AC. Tem experiência na área de Educação, já lecionou em turmas dos anos iniciais e finais do ensino fundamental, EJA alfabetização e no Programas Asas da Florestania com as disciplinas de Ciências Humanas. 

Joel de Almeida Nunes, Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre

Possui Graduação em Matemática Licenciatura Plena pelo Centro Universitário La Salle (2005), Especializações em Novas Tecnologias e Metodologias no Ensino pela Universidade Luterana do Brasil (2008), Atendimento Escolar Especializado (2019) e Neuropsicopedagogia pela Faculdade de Educação São Luís (2020) e Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil (2011). Atualmente é Professor do Ensino Fundamental das Redes de Ensino Municipal de São Leopoldo e Porto Alegre. Tem experiência na área de Matemática do Ensino Fundamental e Médio, Robótica Educacional, Área Administrativa, Financeira e Gestão Escolar.

Joana Maristela Moreira Moleda, Rede de Ensino Municipal e Estadual de Uruguaiana

Professora formada Magistério em nível médio, Curso Normal no Instituto Elisa Valls Uruguaiana, RS.
Graduada em Pedagogia, habilitação em Orientação Educacional pela PUC-RS. Especialista em História e Cultura Africana, Afro-brasileira e Indígena na UNIPAMPA-RS. Atua como professora dos anos iniciais na rede municipal como alfabetizadora na E.M.E.F. Osvaldo Cruz e na rede estadual como Orientadora Educacional na E.E.E.M. Senador Salgado Filho. Integra atualmente o CONSEMMA como Conselheira Ambiental do município de Uruguaiana e o GENSQ (Grupo de Estudos em Nutrição, Saúde e Qualidade de Vida na UNIPAMPA-RS). Participa como multiplicadora do Programa Saúde e Prevenção nas Escolas e do Programa de Educação Ambiental do município de Uruguaiana. Trabalhou como assessora ambiental na 10ª Coordenadoria Regional de Educação no período de 2011 a 2014.Integrou a Comissão Binacional de Meio Ambiente Brasil-Argentina. Coordenou nas Escolas da rede estadual no município de Uruguaiana o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa.

Avanilde Polak, Universidade Estadual do Centro Oeste

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual do Centro-Oeste / Campus de Irati (2005). Mestrado em Linguagem, Identidade e Subjetivide na Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG (2013). Trabalhou como professora colaboradora no Departamento de Letras na Universidade Estadual do Centro-Oeste / Campus de Irati (2007 - 2020), no Colégio Luterano Rui Barbosa - Imbituva - PR (2020 - 2021), como Tutora de Área no NEAD CESCAGE (2020 - 2021). Atualmente, é professora de Língua Portuguesa e Literatura no Colégio SESI IRATI e Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO.

Camila Bosetti, Instituto Federal Catarinense

Especialista em Direito Público pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade de Caxias do Sul UCS/RS (2019). Participou do Curso Preparatório à Carreira da Magistratura Federal realizado pela Escola Superior da Magistratura Federal do Rio Grande do Sul ? AJUFERGS (2019). Especialista em Gestão Empresarial pelo Programa de Pós-Graduação da Associação Educacional Frei Nivaldo Liebel ? Celer Faculdades/ASSEFRENI (2011). Graduada em Direito pela Universidade do Sul de Santa Catarina (2017). Graduada em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Católico do Sudoeste do Paraná (2007). Aprovada no XXI Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em 2017. Aprovada 4ª Edição (2/2012) do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade em 2012. É servidora pública federal efetiva no cargo de Auditora desde 2014, atuando junto a Unidade de Auditoria Interna do IFC (UNAI). Seus temas atuais de interesse em pesquisa são: Políticas Públicas Educacionais, Educação, Estudos em Administração, Auditoria e Direito voltados à área educacional.

Francisca Maria Silva Freitas, Rede Municipal de Ensino de Piripiri

Possui graduação pela Universidade Estadual do Piauí (2009). Possui Especialização em Coordenação Pedagógica pela UFPI,Possui MBA em Liderança e Coaching na Gestão de Pessoas. Atualmente é professora - Secretaria Municipal de Educação, e tutora presencial do curso de Pedagogia do ensino EAD no Polo Unopar de Piripiri, desenvolveu trabalhos na área de formação continuada com os professores de Educação Infantil nos anos de 2017 a 2020 na Secretaria de Educação do município de Piripiri-PI. Tem experiência na área de Ensino Superior, tendo sido professora do quadro provisório da Uespi polo Piripiri por 4 anos, atualmente faz parte do Conselho do Fundeb no âmbito municipal, tem experiências, com ênfase em Educação, atuando principalmente no seguinte tema: docente. formação. carreira.

Joana Josiane Andriotte Oliveira Lima Nyland, Universidade de Brasília

Possui formação em Gestão Pública pela Universidade de Marília. MBA Gestão de Marketing e Comunicação Integrada. MBA Gestão Pessoas Liderança, Docência no Ensino Superior pela Universidade Marilia .Graduação em Direito pela Fundação Escola Superior do Ministério Público-RS.

Cibele Messa Goulart, Universidade Federal do Pampa

Graduada no Curso de Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal do Pampa (UAB). Atualmente é Auxiliar de Atividades Sociais da Prefeitura Municipal de Itaqui. Tem experiência na área de Educação. Tem interessa pelas áreas que norteiam os conhecimentos pedagógicos, tal como, ênfases nas Ciências Humanas que entrelaçam a Educação Básica.

References

Brasil. (1995). Diretrizes educacionais sobre estimulação precoce. Secretaria de Educação Especial. Brasília: MEC, SEESP.

Brasil. (2016). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia sobre a estimulação precoce na Atenção Básica : Contribuições para abordagem do desenvolvimento neuropsicomotor pelas equipes de Atenção Básica, Saúde da Família e Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), no contexto da microcefalia. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília : Ministério da Saúde.

Brandão, P., & Jerusalinsky, A. (2014). A trajetória da Estimulação Precoce à Psicopedagogia Inicial. In: Escritos da Criança. (3a. ed.). Centro Lydia Coriat, Porto Alegre.

Bernardino, L. M. F. (2008). É possível uma clínica psicanalítica com bebês? In: Kupfer, M. C. M., & Teperman, D. (Org.). O que os bebês provocam nos psicanalistas. São Paulo: Escuta.

Coriat, L., & Jerusalinsky, A. (1996). Aspectos Estruturais e Instrumentais do Desenvolvimento. In: Escritos da Criança. (3a. ed.). Porto Alegre: Cortez e Moraes.

Coriat, L., & Jerusalinsky, A. (2011). Definição de Estimulação Precoce. In: Escritos da Criança. Porto Alegre: Centro Lydia Coriat.

Dias, I. (2016). Sobre Inclusão e Primeira Infância: O lugar das Educadoras para o bebê no espaço da Creche. In: Escritos da Criança. (1a. ed.). Porto Alegre: Centro Lydia Coriat.

Guerra, C. (2021). Sustentabilidade da investigação em educação: da concepção à implementação de um referencial. Práxis Educacional, 17(48), 196-212. https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i48.8819.

Izidoro, I. R., Jorcuvich, D. I., Pereira, V. A., & Rodrigues, O. M. P. R. (2019). Serviços especializados em intervenção precoce: elegibilidade e atuação multiprofissional. Revista CEFAC, 21(4), e4919. https://doi.org/10.1590/1982-0216/20192144919.

Jerusalinsky, J. (2002). Enquanto o futuro não vem. A Psicanálise na clínica interdisciplinar com bebês. Salvador: Ágalma.

Jerusalinsky, J. (2014). A criação da criança. Brincar, gozo e fala entre a mãe e o bebê. Salvador: Ágalma.

Jerusalinsky, J., & Yañez, Z. G. (2003). Para quem a cor vermelha é importante? Reflexões sobre a clínica interdisciplinar em estimulação precoce. Revista Temas Sobre Desenvolvimento, São Paulo, v. 12, p. 31-34.

Minayo, M. C. S. (2002). Pesquisa social: Teoria, método e criatividade. Petrópolis/RJ: Vozes.

Molina, S. (2016). O que promove a inclusão dos bebês e das crianças no social? In: Escritos da criança. Porto Alegre: Centro Lydia Coriat.

Mussi, R. F. de F., Flores, F. F., & Almeida, C. B. de. (2021). Pressupostos para a elaboração de relato de experiência como conhecimento científico. Práxis Educacional, 17(48), 60-77. https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i48.9010.

Perin, A. E. (2010). Estimulação precoce: sinais de alerta e benefícios para o desenvolvimento. Revista de Educação do IDEAU, v. 5, n. 12, jul/dez.

Published

15/05/2022

How to Cite

RUSSO, W. M. L. .; CUNHA, F. I. J.; SANTOS, F. M.; NUNES, J. de A.; MOLEDA, J. M. M.; POLAK, A. .; BOSETTI, C.; FREITAS, F. M. S.; NYLAND, J. J. A. O. L. .; GOULART, C. M. Early stimulation in babies and children with developmental problems: revisiting the topic. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e10311729638, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29638. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29638. Acesso em: 6 jul. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences