Analysis of the asphalt paving of the DNIT and the municipality of Gurupi – TO

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.29922

Keywords:

Asphalt; Comparative; Gurupi City Hall

Abstract

Paving is of very significant importance for the population, in a globalized world it is impossible not to need paved roads to get around. Obviously, in some places there is not always adequate paving, or even any paving, but it is important to understand that a well-structured and well-executed pavement project can bring benefits not only to drivers but to the population as a whole. The main objective of the research is to analyze the asphalt paving of the municipality of Gurupi carried out by the City Hall and the National Department of Infrastructure and Transport between the years 2020 to 2021. The research is classified as documentary and exploratory, with a qualitative approach, since will be collected in the municipality's Transparency Portal and the management reports prepared by the city of Gurupi, in the time period studied. The roads that have the maintenance carried out by the DNIT proved to be of better quality and greater durability in relation to future maintenance, than those that have their maintenance carried out by the City Hall.

References

Andrade, M, H, F. (2012). Introdução à pavimentação. Universidade Federal do Paraná. Curitiba: UFPR.

Araújo, M, A, Santos, M. J. P, Pinheiro, H. P, & Cruz, Z. V. (2016). Análise Comparativa de Métodos de Pavimentação – Pavimento Rígido (concreto) x flexível (asfalto). Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, v.10, n.11, p.187-196.

Balbo, J, T. (2007). Pavimentação Asfáltica: materiais, projetos e restauração. São Paulo: Oficina de Textos.

BRASIL. (2018). Ministério do Transporte. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Breve Histórico do Rodoviarismo Federal no Brasil.

Catapreta, C, A, A, Zambiasi, C, A. & Loyola, L, A, J. (2016). Uso da borracha de pneus na pavimentação como uma alternativa ecologicamente viável. IBEAS – Instituto Brasileiro de Estudos Ambientais. VII Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, Campina Grande/PB.

CNT. (2019). Confederação Nacional dos Transportes. Pesquisa CNT de rodovias 2019: relatório gerencial. Brasília: CNT,

Cruz, M, F & Fonseca, F, C, P. (2018). Vetores em contradição: planejamento da mobilidade urbana, uso do solo e dinâmicas do capitalismo contemporâneo. Cad. Metrop., São Paulo, v. 20, n. 42, pp. 553-576, maio/ago 2018. http://dx.doi.org/10.1590/2236-9996.2018-4212

Colares, L. G. (2011). Concessão Administrativa: gerenciando a manutenção de rodovias por parâmetros de desempenho. Brasília: Tribunal de Contas da União.

Diniz, C. M. et al. (2016). A interferência das redes subterrânea na qualidade da pavimentação urbana: comparativo econômico entre alternativas de traçado. Revista Interdisciplinar do Pensamento Científico, 2(2), p.341-355, julho/dezembro.

DNIT. (2018). Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. ICM 2018. Rio de Janeiro: DNIT.

DNIT. (2006). Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Manual de Restauração de Pavimentos Asfálticos: Publicação IPR - 720.2 d. Rio de Janeiro: DNIT.

DNIT. (2009). Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Norma DNIT ES/2009: Pavimentos flexíveis: Recuperação de defeitos em pavimentos: especificação de serviço. Rio de Janeiro: DNIT.

Fontenelle, T. (2014). Qualidade das estradas no Brasil: uma pesquisa da Confederação Nacional de Transportes. São Paulo: SINICESP.

IBGE. (2020). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Porto Nacional: Pesquisas: produção agrícola. IBGE.

Machado, D. M. C. (2013). Avaliação de normas de identificação de defeitos para fins de gerência de pavimentos flexíveis. São Carlos: Universidade de São Paulo.

Marques, G. B. (2014) Análise de pavimento flexível: estudo de um trecho crítico na rodovia ERS-421.Lajeado.

Prefeitura Municipal de Gurupi. (2021). Secretária de infraestrutura intensifica serviços de recuperação de asfalto. https://gurupi.to.gov.br/2021/10/secretaria-de-infraestrutura-intensifica-servicos-de-recuperacao-do-asfalto/ .

Ribeiro, T. P. (2017). Estudo descritivo das principais patologias em pavimento flexível. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, v.1, n.2, p.733-754, 2017.

Rodrigues, I, M, Colmenero, J. C. A. (2009). A importância da manutenção das rodovias para o sistema de logísticas. In: encontro nacional de engenharia de produção - a engenharia de produção e o desenvolvimento sustentável: integrando tecnologia e gestão, 29. Anais. Salvador.

Santiago, A. G, Micheleti, T, Maté, C, Weiss, R, Corrêa, A. de C. D., & Saboya, R. T. de. (2014). Espaços livres e forma urbana: interpretando características e conflitos em Florianópolis (SC). Paisagem E Ambiente, (33), 51-66. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i33p51-66

Silva, F. N. Mobilidade urbana: os desafios do futuro. (2013). Cad. Metrop., São Paulo, v. 15, n. 30, pp. 377-388. http://dx.doi.org/10.1590/2236-9996.2013-3001

Silva, P, F, A. (2008) Manual de patologia e manutenção de pavimentos. 2 ed. São Paulo: Pini.

Zatarin, A, P, et al. (2017). Viabilidade da pavimentação com asfalto borracha. Revista Gestão e Sustentabilidade Ambiental. Santa Catarina, v.5,

n.2, p.649-674. http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/gestao_ambiental/article/view/332.

Published

15/05/2022

How to Cite

OLIVEIRA, C. A. A. de .; ALMEIDA, W. M. de S. . Analysis of the asphalt paving of the DNIT and the municipality of Gurupi – TO. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e5011729922, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.29922. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29922. Acesso em: 7 jul. 2022.

Issue

Section

Engineerings