Corporate Psychopaths: They exist and degrade the organizational climate

Authors

  • João Batista Turrioni Universidade Federal de Itajubá
  • Patricia Gomes da Silva Faculdade de Três Pontas

DOI:

https://doi.org/10.17648/rsd-v1i1.3

Keywords:

Psychopath; Corporate Psychopath; Climate Organizational; People Management

Abstract

This Article discusses the corporate psychopath subject, a term that refers to psychopaths of performance in the workplace. The research is justified by the need for organizations to maintain positive organizational climate in the pursuit of productivity and competitiveness. Research indicates that after the judicial prisons and asylums is within organizations that these personalities cause enormous damage. The study aims to identify the action of corporate psychopath within organizations and its consequences to the organizational climate. To this end it carried out a literature review and a quantitative research with employees of public and private companies. It was observed that these personalities exist within organizations, are identified by colleagues and actually cause inconvenience and loss to businesses. It is the management of people trying to prevent their entry in the companies or developing a strong organizational culture that becomes a barrier to the operation of these personalities.

Author Biography

João Batista Turrioni, Universidade Federal de Itajubá

 

 

References

ADREWS, Susan. Os psicopatas a nosso redor. Revista época. 2015. Disponível em: <http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDR79349-6048,00.html>. Acesso: 21/01/2016

ARMOUR, S. Geração Y: Você é dessa Geração. Tradução: Mayara Saidembarg. Disponível em: < http://www.rhportal.com.br/artigos/rh.php?rh=Geracao-Y,-Voce-e-Desta-Geracao?&idc_cad=q37wzzeli >. Acesso em 05/03/2016.

BABIAK P; HARE, R. Snakes in suits: When psychopaths go to work. NewYork, Estados Unidos: Harper Collins Publisher, 2006.

<http://www.psychologieprace.cz/SharedFiles/Download.aspx?pageid=5&mid=16&fileid=44> Acesso: 12/02/2016.

BALDUCCI, D; KANAANE, R. Relevância da gestão de pessoas no clima organizacional de uma empresa de engenharia. Boletim da Academia Paulista. V.27 n.2, São Paulo, dezembro de 2007. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-711X2007000200012> Acesso: 01/02/2016

BERGAMINI, C.W; CODA, R. Psicodinâmica da Vida Organizacional: Motivação e Liderança. 1ª Ed. São Paulo: Atlas,1997.

CHIAVENATO, I. Administração de recursos humanos: fundamentos básicos. 7º.ed. São Paulo: Manole, 2009.

CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas. 2º.ed. São Paulo: Campus, 2008.

CLARKE, J. Trabalhando com monstros: como identificar psicopatas no seu trabalho e como se proteger deles. 2º. Ed. São Paulo: Fundamento Educacional, 2011.

CLECKLEY, H. M. The mask of sanity: an attempt to clarify some issues about the so-called psychopathic personality. 5º. ed. Georgia: Augusta, 1988. Disponível em: <http://www.cix.co.uk/~klockstone/sanity_1.pdf> Acesso: 20/12/2015

DAYNES, K; FELLOWES. J. Como identificar um psicopata: cuidado ele pode estar mais perto do que você imagina. 1º Ed. São Paulo: Cultrix, 2012.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4º. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HORTA, M. Psicopatas no Trabalho. Revista Super Interessante. 291º Ed. Maio de 2001. Disponível em: <http://super.abril.com.br/comportamento/psicopatas-sa>. Acesso: 20/11/2015.

KNAPIK, Janete. Gestão de Pessoas e Talentos. 1º Ed. Curitibá: Ibpex: 2006

LEME, F. A. A. A. ; LEME, M. O. A. O psicopata que o Direito Penal Desconhece. Revista Científica Intr@Ciência. Ano 3, nº 3, p.73-85, Dez 2011. Disponível em: <http://www.uniesp.edu.br/fagu/revista/downloads/edicao32011/ensaio4_Psicopata.pdf >. Acesso: 15/01/2016

MEDEIROS, C. R. O. ; JÚNIOR, V. M. V. ; POSSAS, M. C. Quem mais veste Prada?” Psicopatas Corporativos e Assédio Moral no Trabalho. XVII SEMEAD Seminários em Administração, outubro de 2014. Disponível em: <http://sistema.semead.com.br/17semead/resultado/trabalhosPDF/489.pdf> Acesso: 18/01/2016

MOREIRA, E.G. Clima Organizacional. Curitiba, PR, IESDE: , 2012.

OLIVEIRA, S. Geração Y: Era das Conexões, tempo de Relacionamentos. São

Paulo: Clube de Autores, 2009.

PEIXOTO,P. Psicopatia empresarial e criminalidade econômica. Disponível em: <http://bdigital.ufp.pt/handle/10284/4937>. Acesso: 04/03/2016.

PIMENTEL, D. Psicopatia Da Vida Cotidiana. Estudos de Psicanálise – Aracaju – n. 33 – p.13-20 – Julho. 2010. Disponível em: < http://www.cbp.org.br/psicopatiadavidacotidiana.pdf> Acesso: 10/01/2016

ROBBINS, S.P; JUDGE, T.A; SOBRAL, F .Comportamento Organizacional: Teoria e Prática no contexto brasileiro. 14º.ed. São Paulo: Pearce Prentice Hall, 2010.

SILVA, A.B.B. Mentes Perigosas: O psicopata mora ao lado. 2.ed. São Paulo: Globo, 2014.

SILVA, B. S. O Conceito de psicopatia analisado pela criminologia. TerC i, v . 05,n.0 1, jan./jun . 2015. Disponível em: <http://mail.cnecrj.com.br/ojs/index.php/temiminos/article/view/122/86>. Acesso 05/01/2016.

Published

05/07/2016

How to Cite

TURRIONI, J. B.; SILVA, P. G. da. Corporate Psychopaths: They exist and degrade the organizational climate. Research, Society and Development, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 20-42, 2016. DOI: 10.17648/rsd-v1i1.3. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/3. Acesso em: 5 may. 2021.

Issue

Section

Articles