Mental health of the emergency sector nursing team

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.30054

Keywords:

Mental disorders; Nursing professionals; Emergency sector; Health teaching.

Abstract

This study aims to identify in the scientific literature the mental disorders related to the work performed by the nursing team in the emergency sector. The research was carried out through studies available in the Virtual Health Library (BVS-BIREME), data from the Latin American and Caribbean Health Sciences Literature (LILACS) and the Scientific Electronic Library Online portal (SCIELO). The research took place from November 2021 to January 2022. The articles were written in Portuguese and published between the last ten years (2011 to 2021). Seven articles that met the inclusion criteria were analyzed and selected and grouped into two categories: studies focusing on common mental disorders related to the work of the nursing team in the emergency sector, studies focusing on risk factors for mental disorders in professionals in the nursing. A high prevalence of mental disorders in professionals in the nursing team in the emergency sector was evidenced in the studies. The pressures suffered by nursing professionals in the work environment contribute to removal due to mental disorders. By identifying risk factors for the development of mental disorders in nursing professionals, it is expected to find ways to intervene in order to reduce this type of exposure.

Author Biographies

Halanda Maria Pereira Jesus, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas

Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC)

Lygia Apollianna Loeweke de Freitas, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas

Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC)

References

Almeida Filho N., Coelho M. T. A., & Peres MFT (1999). O conceito de saúde mental. Revista Usp, 43, 100-125.

Alves A. C. G. C. (2011). Estresse e o trabalho do enfermeiro: uma revisão bibliográfica. Monografia (especialização em gestão de sistemas e serviços de saúde) – departamento de saúde coletiva, centro de pesquisas Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo cruz, Recife, p.1-25.

Aquino L. S., Ribeiro I. S., & Martins W. (2021). Síndrome de Bournout: repercussões na saúde do profissional de enfermagem. Boletim de conjuntura (BOCA). ano III, 6(16).

Braga L. C, Carvalho L. R., & Binder M. C. P. (2010). Condições de trabalho e transtornos mentais comuns em trabalhadores da rede básica de saúde de Botucatu (SP). In: Ciência & Saúde Coletiva, 1585-1586.

Brasil. Ministério Da Saúde (2006). Política Nacional de Atenção às Urgências. (3a ed.), Editora do Ministério da Saúde, 1-256.

Carvalho L. S. F; & et. al (2010). Motivos de afastamento por licença de saúde dos trabalhadores de enfermagem. Cienc. Cuid. Saude, 9(1), 60-66.

Dal Pai D., & Lautert L. (2005). Suporte humanizado no Pronto Socorro: um desafio para a enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, 58(2), 231-234.

Fernandes M. A, & et al. (2017). Prevalência dos transtornos de ansiedade como causa de afastamento de trabalhadores. In: Revista Brasileira de Enfermagem, 2344-51.

Fernandes M. A., Soares L. M. D., & Silva J. S. (2018). Transtornos mentais associados ao trabalho em profissionais de enfermagem: uma revisão integrativa brasileira. In: Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, 16, 218-224.

Ferreira S. M., & et al. (2006). A exaustão do profissional de enfermagem relacionado às condições de trabalho. In: Revista Unigá, 10(1), 177-187.

Leite M. D. M. (2017). Transtornos mentais relacionados ao trabalho na enfermagem, 1-15.

Martins L. A. N. (2003). Saúde Mental dos profissionais de saúde. In: Revista Brasileira do Trabalho, 56-68. Armed Editora.

Mendes K. D. S., Silveira R. C. C. P., & Galvão, C. M. (2008). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. In: Texto Contexto Enferm, 758-64.

Munhoz C. S., Dantas T. G. M., & et al. (2018). Fatores de risco para o transtorno mental relacionado ao trabalho em profissionais de enfermagem. In: Revista Atenção à Saúde, 16(56), 83-93.

Nonnenmacher L. L., & et al (2019). Transtorno mental em profissionais de enfermagem no setor de urgência e emergência: revisão sistemática de literatura. Revista Multidisciplinar e de Psicologia, 13(48), 120-132.

Oliveira E. B., Brito C. D., Miranda G. S., & et al. (2019). Transtornos mentais em profissionais enfermeiros. In: 17º Congresso de Iniciação Científica da FASB, 18, 1-6

Pinhatti E. D. G., Ribeiro R. P., Soares, M. H., & et al. (2018). Distúrbios psíquicos menores na enfermagem: prevalência e fatores associados. In: Revista Brasileira de Enfermagem, 20305-20312.

Ramos-Toescher A. M., & et al. (2020). Saúde mental dos profissionais de enfermagem durante a pandemia de COVID-19: recursos de apoio. In: Escola Anna Nery. 24(spe):e20200276.

Reese M. F. A, Linden A. E. K, & Martins, W. (2021). A síndrome de Burnout em enfermeiros frente a pandemia: uma revisão integrativa da literatura. In: Research, Society and Development, 10(13), 1-10.

Rodrigues E. P., Rodrigues U. S., Oliveira L. M.M., & et al. (2014). Prevalência de transtornos mentais comuns em trabalhadores de enfermagem em hospital da Bahia. In: Revista Brasileira de enfermagem, (67), 296-301.

Santos, K. M. R., & et al. (2021). Depressão e ansiedade em profissionais de enfermagem durante a pandemia da covid-19. In: Escola Anna Nery, 1-15.

Published

03/06/2022

How to Cite

JESUS, H. M. P.; FREITAS, L. A. L. de .; MARTINS, W. Mental health of the emergency sector nursing team. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e51211730054, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.30054. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/30054. Acesso em: 4 jul. 2022.

Issue

Section

Health Sciences