Evaluation of seedling growth of Mungo-green beans on different substrates

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i7.30675

Keywords:

Green Mungo; Nutritional value; Substrates.

Abstract

The green Mungo bean is a crop rich in protein, vitamin B and iron. Because it is an economically accessible product and easy to cultivate in different climates, especially in dry areas, this culture can be implemented in small areas and does not require specialized labor. Being highly nutritious and easy to digest, Mungo beans can be consumed by people of any age group, regardless of any health problems. It has five vegetative phases V0, V1, V2, V3, V4 they are germination, emergence, primary leaves, first open composite leaf and third open composite leaf. In this way, we seek to evaluate three stages of growth of Mungo-green bean seedlings as the length of the root, length of the hypocotyl and days for emergence according to three different substrates, washed sand, organic compost and vermiculite. The substrates provide more adequate water management, the supply of nutrients in appropriate doses and times and the reduction of the occurrence of phytosanitary problems, among others. The experimental design adopted will be in random blocks. Each block will have 20 seedlings for each substrate, and in each cup it will have a different substrate, therefore, the assay will have the composition of three blocks of 20 cells each. The experiment obtained positive data in the organic compost substrate in relation to the development of roots and hypocotyl, in this way the vermiculite reached the best result in lifting the others, in terms of days for emergence.

Author Biography

Ana Izabella Freire, Universidade Federal de Viçosa

Possui graduação em Agronomia (2013) e mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade Federal de Lavras - UFLA (2015). Doutora em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa - UFV (2019) Estagiária na empresa DUPONT DO BRASIL S.A - DIVISÃO PIONEER SEMENTES, atuando com produção de sementes de milho (2013). Tem experiência com ênfase em Produção de Sementes e Genética e Melhoramento de Plantas. Estágios de docência durante o mestrado e doutorado em disciplinas relacionadas a diversas áreas. Licenciada em Letras Português/Inglês pela Faculdade Alfa América. Docente no Centro Universitário UNA durante 2 semestres.

References

Abad, M. Los sustratos hortícolas y técnicas de cultivo sin suelo. In: Rallo, L., Nuez, F. La horticultura Española en la C.E, Réus: Horticultura S.L., 271-280, 1991.

Amaro, H. T. R, Silveira, J., David, A. M. S de S, Resende, M. A. V De, &Andrade, J. A. S. (2013) Tipos de estacas e substratos na propagação vegetativa da menta (Mentha arvensis L.) Rev. Bras. Pl. Med., 15(3), 313-318

Cavalcanti N. B, Resende G. M, &Brito L. T. L. (2002). Emergência e crescimento do umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.) em diferentes substratos. Revista Ceres, v. XLIX, Suplemento março e abril, 2002. 69p.

Carvalho, N. M, & Nakagawa, J. Sementes: Ciência, tecnologia e produção. (4a ed.), FUNEP, 2000. 588p.

Corti C, & Crippa L. (1998) Compost use in plant nurseries: hydrological an physicochemical characteristics. Compost Science and Utilization (6), 35-45

Diniz, K. A. et al. (2003) Húmus como substrato para a produção de mudas de tomate, pimentão e alface. Bioscience Journal, Uberlândia, 22(3), 63-70.

Embrapa. Uma pulse chamada feijão-Mungo. https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/223981/1/Folder-Feijao-mungo.pdf.

E. P. Paiva et al. (2011) Composição do substrato para o desenvolvimento de mudas de manjericão (Ocimum basilicum L.) Revista Caatinga, Mossoró, 24(4), 62-67.

Epaming. Epamig lança cultivares de feijão mungo-verde que agradam mercado externo. <http://www.agricultura.mg.gov.br/index.php/ci-feijao/story/3842-epamig-lanca cultivares-de-feijao-mungo-verde-que-agradam-mercado-externo>.

Ferreira, A. C., Andreoli, C. V., &Jürgensen, D. I. (1999) Produção e características dos biossólidos. In: Programa de Pesquisa em Saneamento Básico: uso e manejo do lodo de esgoto na agricultura. Prosab, 16-25.

Figliolia, M. B., Oliveira, E. C., &Piña Rodrigues, F. C. M. (1993) Análise de sementes. In: Aguiar, I. B., Piña Rodrigues, F. C. M., Figliolia, M. B. (Ed.). Sementes florestais tropicais. Brasília: Abrates, 137-174.

Fonseca, T. G. (2001) Produção de mudas de hortaliças em substratos de diferentes composições com adição deCO2 na água de irrigação. 72 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz.

Hoffmann J. Leo. Substratos Para Cultivos De Feijão E Tolerância A Alta Temperatura Do Ar No Período Reprodutivo, Santa Maria – RS.2006.

Leal M. A. A, Guerra J. G. M, Peixoto R. T. G, &Almeida D. L. (2007). Utilização de compostos orgânicos como substratos na produção de mudas de hortaliças. Horticultura Brasileira 25: 392-395.

Ming, L. C. et al. (1998) Plantas medicinais, aromáticas e condimentares: avanços na pesquisa agronômica. v.2, apoio Proin/Capes. Botucatu: UNESP, 238p

Miranda, S. C. et al. (1998) Avaliação de substratos alternativos para produção de mudas de alface em bandejas. Embrapa Agrobiologia, 6p. (Comunicado Técnico Nº 24).

Oliveira, G. C. M. (2018) Conhecendo a fenologia do feijoeiro e seus aspectos filotécnicos / ... [et al.]. – Brasília, DF: Embrapa, 59 p.

Raij, B. Van, Cantarella, H., Quaggio, J. A., &Furlani, A. M. C. (1996) Recomendações de adubação e calagem para o Estado de São Paulo. (2a ed.), Instituto Agronômico & Fundação IAC, 285p.

Revista Agronegócio. Características dos substratos para Horticultura: composição e características dos constituintes individuais dos substratos (Parte II / II). < http://www.agronegocios.eu/noticias/caracteristicas-dos-substratos-para-horticultura-composicao-e-caracteristicas-dos-constituintes-individuais-dos-substratos-parte/>

Revista Rural. Feijão “Mungo-verde” tem grande aceitação no mercado externo. ao-no-mercado-externo>

Published

05/06/2022

How to Cite

COUTINHO, C. S. .; ROCHA, E. S. N. da .; LOPES, D. I. da S. .; FREIRE, A. I. . Evaluation of seedling growth of Mungo-green beans on different substrates. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 7, p. e58611730675, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i7.30675. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/30675. Acesso em: 6 jul. 2022.

Issue

Section

Health Sciences