Use of hyaluronic acid as an aesthetic resource in dentistry: a literature review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i14.30861

Keywords:

Hyaluronic acid; Dentistry; Aesthetics; Deformity.

Abstract

O ácido hialurônico (AH) é conhecido pelo uso constante nos procedimentos estéticos, tanto na odontologia como na medicina, com o objetivo de rejuvenescimento facial, suavizando linhas de expressões, melhorando a aparência de cicatrizes e rugas faciais, preenchendo lábios, olheiras profundas e melhorando contornos faciais superficiais. Avaliar a aplicabilidade do ácido hialurônico como recurso estético na odontologia. A pesquisa foi realizada utilizando periódicos nacionais e internacionais, tendo como critério de inclusão, texto completo sobre o tema, nos idiomas português e inglês e publicados entre o período de 2010 a 2021. Foram utilizados os bancos de dados: Pubmed, Lilacs, BVS e Scielo e as buscas foram realizadas empregando-se como descritores do assunto: “Ácido Hialurônico”, “Odontologia”, “Estética” e “Deformidades”. O ácido hialurônico possui algumas indicações na odontologia, no ponto de vista estético, pois é capaz de corrigir rugas, reestabelecer perda de contorno e reposição de volume facial, sendo bastante utilizado para correção das rugas finas da expressão facial. Pode-se concluir que o ácido hialurônico é uma alternativa favorável para uso estético dentro da Odontologia, uma vez que o mesmo possui múltiplas possibilidades de emprego, capacidade de correções e reversibilidade, menor índice de morbidade, maior conforto e resultados quase imediatos.

References

Almeida, A. R. T., & Sampaio, G. A. A. (2015). Ácido hialurônico no rejuvenescimento do terço superior da face: revisão e atualização – Parte 1. Surg Cosmet Dermatol. 8(2):148-153.

Amin, S. P., Phelps, R. G., & Goldberg, D. J. (2006). Mesotherapy for facial skin rejuvenation: a clinical, histological, and electronmicroscopic evaluation. Dermatol Surg.; 32:1467-1472.

Andrade, I. C. G. B., Navarro, L. B., Júnior, W. N., & Ledur, D. (2020). Intradermoterapia com NCTF para o rejuvenescimento facial. Revista Faipe. 10(2):38-48.

Bailey, S. H., Cohen, J. L., & Kenkel, J. M. (2011). Etiology, prevention, and treatment of dermal filler complications. Aesthetic Surgery Journal. 31(1) 110–121.

Barrichelo, B., et al. (2020). Efeitos da administração oral do ácido hialurônico no envelhecimento cutâneo. Revista Cientítica de Estética E Cosmetologia. 1(1):39-43.

Brandi, C., Cuomo, R., Nisi, G., Grimaldi, L., & D’Aniello, C. (2018). Face rejuvenation: a new combinated protocol for biorevitalization. Acta Biomed.

CFO. (2019). Resolução CFO-198. Conselho Federal de Odontologia.

Coimbra, D. D., Oliveira, B. S., & Uribe, N. C. (2015). Preenchimento nasal com novo ácido hialurônico: série de 280 casos. Surg Cosmet Dermatol. 7(4):320-326.

Costa, A., et al. (2013). Características reológicas de preenchedores dérmicos à base de ácido hialurônico antes a após passagem através de agulhas. Surg Cosmet Dermatol. 5:88-91.

Crocco, E. I., Alves, R. O., & Alessi, C. (2012). Eventos adversos do ácido hialurônico injetável. Surg Cosmet Dermatol. 4(3):259-263.

Dahiya, P., & Kamal, P. (2013). Hyaluronic Acid: A Boon in Periodontal Therapy. North American Journal of Medical Sciences. 5(5):309-315.

Draelos, Z. D. (2011). Nutrition and enhancing youthful-appearing skin. Clin Dermatol. 28(4):400-408.

Elizabeth, I., Maia, F., & Oliveira, J. (2018). O uso do ácido hialurônico na harmonização facial: uma breve revisão. 23(2).

Ferreira, N. R., & Capobianco, M. P. (2016). Uso do ácido hialuronico na prevenção do envelhecimento facial. Revista Unilago, 33:1-12.

Galdino, T. P., Oliveira, L. C., Lima, E. P. N., Farias, R., Ícaro R., Jesus, R. A., Queiroz, S. F. A. M., Santos, A. C. de Q., & Fook, M. V. L. (2022). Synthesis and characterization of O-Carboxymethylchitosan as an alternative to the use of Hyaluronic Acid. Research, Society and Development, [S. l.], 11(5), e5011527634.

Hermann, M., Rost-Roszkowska, U., & Skotnicka-Graaca. (2013). Skin care during the menopause period: noninvasive procedures of beauty studies. Postępy Dermatologii Alergologii.

Kalil, C. L. P. V., Caramori, A. P. A., & Balkey, M. D. (2011). Avaliação da permanência do ácido hialurônico injetável no sulco nasogeniano e rítides labiais. Surg Cosmet Dermatol., 3(2):112-115.

Lima, C. F. P., Melo , R. B., Lima, E. B., Moraes, R. P., Gomes, M. V. C., & Bitú, H. (2022). Use of hyaluronic acid for rhinomodeling - Case report. Research, Society and Development, [S. l.], 11(3), e27811326846.

Liu, L., Liu, Y., Li, J., Du, G., & Chen, J. (2011). Microbial production of hyaluronic acid: current state, challenges, and perspectives. Microbial Cell Factories. 10:99.

Magri, I. O., & Maio, M. (2016). Remodelamento do terço médio da face com preenchedores. Rev. Bras. Cir. Plást. 31(4):573-577.

Mena, M. A., Mena, G. C. P., Muknicka, D. P., Suguihara, R. T., & Pimentel, A. C. (2022). The Use of Hyaluronidase in Orofacial Harmonization – Narrative Review. Research, Society and Development, [S. l.], 11(5), e17411528119.

Moraes, B., Bonami, J., & Romualdo, L. (2017). Ácido Hialurônico Dentro da Área de Estética e Cosmética. Revista Saúde em Foco. (9):552-562.

Parada, M. B., Cazerta, C., Afonso, J. P. J. M., & Nascimento, D. L. S. (2016). Manejo de complicações de preenchedores dérmicos. Surg Cosmet Dermatol., 8(4):342-351.

Saboia, T. P. S., Cabral, M. R. L., & Neres, L. L. F. G. (2021). The use of hyaluronic acid in facial matching. Research, Society and Development, [S. l.], 10(14), e94101421731.

Savoia, A., Landi, S., & Baldi, A. (2013). A New Minimally Invasive Mesotherapy Technique for Facial Rejuvenation. Dermatology and Therapy. 3(1):83-93.

Souza, M. T., Silva, M. D., & Caravalho, R. (2010). Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein, 8(1). São Paulo.

Sparavigna, A., Tenconi, B., & Ponti, I. (2015). Antiaging, photoprotective, and brightening activity in biorevitalization: a new solution for aging skin. Clinical, Cosmetic and Investigational Dermatology. 8 57–65.

Talarico, S., et al. (2011). Avaliação da segurança e eficácia de novo preenchedor à base de ácido hialurônico no tratamento dos sulcos nasolabiais e contorno dos lábios.Surg Cosmet Dermatol., 2(2)83-86.

Tamura, B. (2014). Reidratação injetável da pele: uma opção com resultados clínicos. Surg Cosmet Dermatol. 6:249-253.

Vasconcelos, S., Nascente, F., Souza, C., & Sobrinho, H. (2020). O Uso do Ácido Hialurônico no Rejuvenescimento Facial. Revista Brasileira Militar de Ciências. 6:8-15.

Published

28/10/2022

How to Cite

MOURA, J. A. de; FERRAZ , L. B. de S. .; CAVALCANTE, W. C. P. da S. .; MARTINS, J. C. L. de G. D. .; CORREA, A. K. F. C. C. . Use of hyaluronic acid as an aesthetic resource in dentistry: a literature review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 14, p. e349111430861, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i14.30861. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/30861. Acesso em: 9 dec. 2022.

Issue

Section

Health Sciences