Nursing diagnosis of patients using mechanical ventilation in Intensive Care Units

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i10.32405

Keywords:

Nursing Diagnosis; Mechanical Ventilation; Intensive care units.

Abstract

Objective: To verify the most used nursing diagnoses regarding Mechanical Ventilation in Intensive Care Units. Method: Integrative literature review, with 11 files selected between the years 2016 to 2021 in the SciELO, BDENF, LILACS and MEDLINE databases. Results: In the studies in question, the following diagnoses were identified: Risk of Infection, Dysfunctional response to ventilator weaning, Risk of Acute Confusion/Acute Confusion, Hospital Infection, Risk of Dry Eye, Risk of Infection, Pain, Ineffective breathing pattern and impaired spontaneous ventilation, in addition to mentioning keratopathy that is not considered a nursing diagnosis, but its inclusion is due to the importance that nurses have in its detection. Conclusion: Knowing about Nursing Diagnoses and associating them with problems related to mechanical ventilation, in addition to being part of the Nursing Process, is an essential step for nurses to become able to offer technical, comprehensive, resolute and systematized assistance to their patients.

References

Amaral, J. M., & Ivo, O. P. (2016). Prevenção de Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica. Rev. Enfermagem Contemporânea, 5(1), 109-117.

Araújo, J. N. M., Fernandes, A. P. N. L., Silva, H. P., Santos, V. E. P., Júnior, M. A. F., & Vitor, A. F. (2018). Risco de olho seco e ressecamento ocular em terapia intensiva: um estudo transversal. Online braz. j. nurs, 17(2).

Bispo, M. M. (2016). Diagnóstico de enfermagem risco de aspiração em pacientes críticos. Esc Anna Nery, 20(2), 357-362.

Bittencourt, C. M., Busanello, J., Harter, J., & Garcia, R. P. (2021). Incidência de volume de líquidos excessivo em pacientes adultos sob cuidados intensivos. Cogitare enferm, 26.

Borges, D. L., Arruda, L. A., Rosa, T. R. P., Costa. M, A, G., Baldez. T. E. P., & Silva, G. J. P. (2016). Influência da atuação fisioterapêutica no processo de ventilação mecânica de pacientes admitidos em UTI no período noturno após cirurgia cardíaca não complicada. Fisioter Pesqui, 23(2), 129-135.

Cabral, B. M., Matos, E. C. O., Santana, M. E., & Júnior, A. C. F. (2020). Cuidados preventivos para pneumonia associada a ventilação mecânica: revisão integrativa. Revista Enfermagem Atual In Derme, 91(29), 542.

Campos, C. G. P., Pacheco, A., Gaspar, M. D. R., Arcaro, G., Reche, P. M., Nadal, J. M., & Farago, P. V. (2021). Análise dos critérios diagnósticos de pneumonia associada à ventilação mecânica: estudo de coorte. Rev Bras Enferm, 74,(6).

Castano, A. H., & Casas, E. Y. P. (2020). Assessment of delirium in children admitted into the Intensive Care Unit: psCAM-ICU Tool. Av Enferm. Bogotá, 38(2), 140-148.

Cruz, J., & Martins, M. (2019). Pneumonia associada à ventilação mecânica invasiva: cuidados de enfermagem. Rev Enf Referen, 20(4), 87-96.

Fernandes., A. P. N. L., Araújo., J. N. M., Botarelli., F. R., Pitombeira., D. O., Júnior., M. A. F., & Vitor., A. F. (2018). Olho Seco em Unidade de Terapia Intensiva: uma análise de conceito. Rev Bras Enferm [Internet], 71(3), 1162- 1169.

Ferreira, A. M., Rocha, E. N., Lopes, C. T., Bachion, M. M., Lopes, J. L., & Barros, A. L. (2016). Diagnósticos de enfermagem na UTI: cross-mapping e taxonomia NANDA-I. Rev Bras Enferm, 69(2), 307-15.

Guler., E. G., Esser., I., & Egrilmez., S. (2018). Enfermeiros podem desempenhar um papel ativo no diagnóstico precoce de ceratopatia de exposição em pacientes de terapia intensiva. Jpn J Nurs Sci, 15,31–38.

Herdman, T. H., & Kamitsuru, S. (2018). Diagnósticos de enfermagem da NANDA-I: definições e classificação 2018-2020. Porto Alegre: Artmed.

Jesus., F. S., Paim., D. M., Brito, J. O., Barros., I. A., Nogueira., T. B., Martinez., B. P., & Pires., T. Q. (2016). Declínio da mobilidade dos pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Rev Bras Ter Intensiva, 28(2), 114-119.

Meneguin., S., Torres., E. A., & Pollo., C. F. (2020). Fatores associados à infecção por Staphylococcus aureus resistente à meticilina em unidade de terapia intensiva. Rev. Bras. Enferm, 73(6).

North American Nursing Association Internacional (NANDA-I). (2018). Diagnósticos de enfermagem da NANDA 2018-2020: definições e classificação. Porto Alegre: Artmed.

Olímpio., J. A., Araújo., J. N. M., Barreto., V. P., Madeiros., R. A. C., Araújo., M. G., & Vitor., A. F. (2018). Perfil de pacientes críticos com risco de olho seco: um estudo transversal. Online braz. j. nurs, 17,(2).

Pazos, C., Soares, F., Barroso, L., Sousa, G., Rodrigues, G., Batista Mesquita, K., Freitas, J., & Andrade, I. (2019). Boas práticas de Enfermagem a pacientes em uso de ventilação mecânica. Revista de Enfermagem UFPE on line, 14.

Seganfredo., D. H. (2016). Análise dos diagnósticos de enfermagem padrão respiratório ineficaz e ventilação espontânea prejudicada apresentados por pacientes adultos com oxigenoterapia em UTI. Porto Alegre, 4.

Silva., L. C. R., Tonelli., I. S., Oliveira., R. C. C., Lemos., P. L., Matos., S. S., & Chianca., T. C. M. (2020). Estudo clínico da Resposta Disfuncional ao Desmame Ventilatório em pacientes críticos. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 28.

Sousa, A. C. M., Sanchez, L. C. A., & Ferreira, L. L. (2021). Desfechos clínicos de pacientes submetidos à ventilação mecânica invasiva em uma UTI neurocirúrgica. Assobrafir Ciênc, 12.

Sousa., A. F. L., Queiroz., A. A. F. L. N., Oliveira., L. B., Moura., L. K. B., Andrade., D., Watanabe., E., & Moura., M. E. B. (2017). Óbitos em idosos com infecção adquirida em Unidades de Terapia Intensiva. Rev Bras Enferm [Internet],70(4),733-9.

Taets., G. G. C., & Figueiredo., N. M. A. (2016). Uma pesquisa quase experimental em enfermagem sobre dor em pacientes em coma. Rev Bras Enferm [Internet], 69,(5), 871-6.

Published

23/07/2022

How to Cite

SANTOS, J. M. M.; GOMES, G. D.; GOMES, B. K. G.; PEREIRA, V. S.; DIAS, A. C. A.; VIEIRA, H. A. L.; SANTOS, B. E.; FERNANDES , I. C. V.; ALMEIDA, L. A. G.; TORRES, F. G. S. Nursing diagnosis of patients using mechanical ventilation in Intensive Care Units. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 10, p. e73111032405, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i10.32405. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32405. Acesso em: 4 oct. 2022.

Issue

Section

Review Article