The use of digital technologies in the teaching of proportionality: A systematic review

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i10.32409

Keywords:

Proportionality; Digital Technologies; Teaching.

Abstract

Digital technologies have been increasingly present in society, and, with this, it is possible to think about their influences on teaching and learning. In this perspective, this article aims to glimpse the current scenario of the use of digital technologies for the teaching of proportionality, an essential concept to understand several subjects of mathematics and science, through a Systematic Literature Review (RSL). For the elaboration of this study, a bibliographic analysis was carried out using Google Scholar, Capes Periodicals, RENOTE (New Technologies Magazine in Education) and BOLEMA (Mathematics Education Bulletin) as databases. Overall, it is concluded that the use of digital technologies contributes to a diversity of representations and visualizations of situations that involve proportional reasoning, helps in meaning, creates a creative and investigative environment, making the construction of mathematical knowledge to be done by the student.

References

Almeida, I. A. T. d. (2020). Tales em movimento: aplicação do Teorema De Tales nos triângulos. Com a Palavra, o Professor, 5(13), 50-58.

Almeida, R. G (2015). Razão e proporção para além da sala de aula [Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Juiz de Fora, Instituto de Ciências

Exatas]. https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/168.

Brasil. (1997). Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, DF, 1997. http://portal.mec.gov.br/component/content/article/195-

secretarias-112877938/seb-educacao-basica-2007048997/12657-parametros-curriculares-nacionais-5o-a-8o-series.

Brasil. (2017). Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF,

http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/inicio.

Cabral, C. A. F., & de Almeida, T. C. S. (2020) Semelhança de Triângulos e GeoGebra : uma alternativa de ensino por meio de representações dinâmicas. Revista

Sergipana de Matemática e Educação Matemática, 5(1), 358-375.

Carvalho, R. W. S. F; Nascimento, F. M. R. (2020). Utilização do geogebra no celular inteligente na perspectiva matemática intradisciplinar com alunos do 7º

ano do ensino fundamental.Revista de Educação do Vale do Arinos-RELVA, 7(1), 54-76.

Castro, F. A. d. (2015). A relação da proporcionalidade com outros temas matemáticos [Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de

Viçosa]. http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8416.

Castro,J. B. d.; Castro Filho, J. A. d. (2020). Projeto pensar, conectar e fazer: o uso das tecnologias digitais para a aprendizagem da proporcionalidade .Interfaces

Científicas- Educação, 9(2), 95–109. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v9n2p95-109.

Castro,J. B. d.; Castro Fillho, J. A.d. (2018). Desempenho de estudantes do 5° ano na construção de gráficos de setores: dificuldades e possibilidades

pedagógicas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 9(2), 12–31. https://doi.org/10.26843/rencima.v9i2.1642.

Eves, H. (2004). Introdução à história da matemática, tradução: Hygino H. Domingues, São Paulo: Editora da Unicamp.

Kitchenham, B.A. (2007). Guidelines for performing systematic literature reviews in software engineering. [University of Durham].

https://www.bibsonomy.org/bibtex/aed0229656ada843d3e3f24e5e5c9eb9.

Komar, M. F. C., Burak, D., Santos, E. M. d.; Martins, M. A. (2017). A Modelagem matemática como metodologia para o ensino e a aprendizagem dos

fractais.RENOTE, 15(2).

Magina, S. (2005). A Teoria dos Campos Conceituais: contribuições da Psicologia para a prática docente. Encontro Regional de Professores de Matemática, 18.

Nogueira, T. B. B. P., Thesing, N. J., Epple, A., Montenegro, J. F. G. A., & Galli, N. V. (2022). O exercício do pensamento c omputacional com alunos de uma

escola pública de ensino médio. Research, Society and Development, 11(8), e24611830736. https://doi.org/10.33448/rsd-v11i8.30736.

Ortunes, L., & Sousa, F. A. de. (2018). Abordagem de ensino e as novas tecnologias de informação: uma aproximação da realidade do aluno.Revista Espaço

Acadêmico, 18(205), 62-75.

Santos,A. A. d. (2021). Aula não presencial para alunos da escola pública com recurso do geogebra em tempo de pandemia. Brazilian Journal of

Development, 7(9). https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-347.

Santos,R. A.d, Gripp, L.R, Barreto, TC.C. (2021). O Ensino de Proporcionalidade com uma Abordagem Lúdica por meio da Robótica Educacional. Educação

Matemática em Revista, 26(73), 170–181. https://doi.org/10.37001/emr.v26i73.2422.

Silva, D. D. S. F.d.; Dalcin, A. (2017). Fotografia e Matemática em uma escola do campo: ampliando olhares, construindo saberes. REMATEC, 12(25), 121-

Silva, F. J. A. da, Lux, A. H., Brigido, L. A. de M., Valle, P. R. D., Matos, A. D. de, Silva, T. de M., Bernardelli, M., Rocha, R. da S., Costa, M. da, & Silva, R.

S. (2022). Estratégias Pedagógicas para a inclusão digital nas escolas na atualidade.Research, Society and Development, 11(8), e7111830423.

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i8.30423.

Silva, R. A.; Assis, C. (2021). Uma perspectiva instrumental para aprendizagens sobre variáveis matemáticas com excel no 9º a no do ensino fundamental.

Compreender o trabalho dos professores brasileiros do Ensino Básico: Uma abordagem pelos recursos. Blucher Open Access.

Published

24/07/2022

How to Cite

CASTRO, E. M. de M. .; MAIA, L. E. de O. .; VASCONCELOS, F. H. L. . The use of digital technologies in the teaching of proportionality: A systematic review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 10, p. e105111032409, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i10.32409. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32409. Acesso em: 4 oct. 2022.

Issue

Section

Review Article