Performance of the tactile force in the combat to the drugs traffic in Peixoto de Azevedo-MT

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i10.32822

Keywords:

Military Polic; Peixoto de Azevedo´s Tatical Force; Drugs Traffic; Public Security; Combating.

Abstract

The aim of the paper is to verify the perception of authorities linked to Public Security about the performance of the Tactile Force of the 15th Regional Command in the fight against drug trafficking and its related crimes throughout the year 2021 in the city of Peixoto de Azevedo-MT. The qualitative methodology used descriptive analysis, through bibliographic review, document analysis and interview by guidelines. The results showed convergence between the implementation of the aforementioned tactical force and the improvement in criminal indicators in the city of Peixoto de Azevedo-MT, particularly that: the fight against drug trafficking and other crimes that surround this typical criminal offense (robbery, theft, illegal possession of firearms and homicide), carried out in an integrated manner by the security institutions, contributed to the drop in criminal indicators in the city of interest; in the perception of the interviewees, the tactical force was pointed out in an extremely positive way, for the actions carried out in the approaches and operations, in the seizures of firearms and narcotics, in the arrest of lawbreakers linked to drug trafficking and criminal factions; in the perception of the interviewees, the need to strengthen the tactical force of the analyzed regional was observed, since, even with a reduced number, it manages to bring favorable results in the context of public security.

Author Biographies

Túlio Aquino Monteiro da Costa, Polícia Militar do Estado de Mato Grosso

Possui graduação em Bacharel em Segurança Pública pelo Curso de Formação de Oficiais, bacharel em Direito e Pós-Graduado em Ciências Jurídicas. Oficial da Polícia Militar de Mato Grosso

Wilson Pereira Padilha Neto, Polícia Militar do Estado de Mato Grosso

Possui Bacharelado em Segurança Pública pelo Curso de Formação de Oficiais, Bacharelado em Direito e Pós Graduado em Ciências Jurídicas. Oficial da Polícia Militar de Mato Grosso

Bruno Marcel Souza Tocantins, Polícia Militar do Estado de Mato Grosso

É Tenente Coronel da Policia Militar do Estado de Mato Grosso, atualmente na função de Assessor Militar do Fórum de Cuiabá/TJMT. Atuou em funções operacionais e administrativas, laborando em Sinop (3ºCR), 9ºBPM, 4ºBPM, Esfap/DEIP, Corregedoria da PMMT e Ajudante de Ordens do Presidente do TJMT. Já atuou como JUIZ MILITAR da Vara Especializada da Justiça Militar de Mato Grosso durante o ano de 2013/2014. É PROFESSOR de Direito Penal Militar, Direito Processo Penal Militar, Legislações da PMMT, Direitos Humanos, Policia Comunitária, Uso Diferenciado da Força e TIRO Policial Método Giraldi Preservação da Vida, atuando como professor no Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Academia de Policia Militar Costa Verde, Curso de Formação de Sargentos e Formação de Soldados da Polícia Militar. É pós-graduado em Direito Penal pela Faculdade Damásio (2016-2017). É pós-graduado em Gestão de Segurança Publica pela Academia de Polícia Militar Costa Verde (2013-2014). Está Cursando Pós graduação em Direito MILITAR (2018). Possui graduação em Curso de Formação de Oficiais (CFO) pela Academia de Polícia Militar Costa Verde (2003-2005). Possui Graduação em Direito pela instituição Universidade de Cuiabá - UNIC (2009-2014). É atuante na área acadêmica, participante membro em bancas examinadoras de Trabalho de Conclusão de Curso, participou da comissão para credenciar a Escola Superior de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (ESFAP) da Policia Militar em nível superior na avaliação do Ministério da Educação em 2015-2016. Foi membro da comissão interna da Policia Militar para implantar projetos na instituição desde 2009.

José Vinicius da Costa Filho, Instituto Federal de Mato Grosso

Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT). Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (2019), mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (2013), especialista em Gestão Pública pelo Instituto Cuiabano de Educação (2009), graduado em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso (2009), Licenciado em Pedagogia em Educação Profissional e Tecnológica pelo IFMT (2021). Coordenador e docente do Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional (ProfEPT). Membro do Grupo de Pesquisas em Ensino Profissional (GPEP) e do PRAETOR - Grupo de Estudos sobre Poder Judiciário, Política e Sociedade. Tem experiência na área de Educação, Direito, Ciência Política e Gestão Pública.

Lyssa Gonçalves Costa, Associação de Professores de Língua Inglesa do Estado de Mato Grosso

Possui graduação em Letras Português/Inglês pela Universidade Federal de Mato Grosso (2011), Mestre em Estudos de Linguagem pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Presidente da Associação de Professores de Inglês do Estado de Mato Grosso (APLIEMT), gestão 2016-2018. Tem experiência em ensino de Língua Inglesa como Segunda Língua, organização e aplicação de exames internacionais, organização de eventos educacionais e revisão de textos acadêmicos.

Ana Carolina Pilati Portes Monteiro, Secretaria do Estado de Educação de Mato Grosso

Possui graduações nas áreas de Administração e Direito. Funcionária Pública Estadual.

References

Andrade, E. G. (2016). Nortão – BR163: 46 anos depois. Defanti Editora.

Araujo, N. (2018). Mato Grosso é a porta de entrada de drogas que abastecem o país. Jornal A Gazeta. http://www.tjmt.jus.br/intranet.arq/cms/grupopaginas/105/988/MT_%C3%A9_a_porta_de_entrada_de_drogas_que_abastecem_o_pa%C3%ADs.pdf.

Brasil. (1988). [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República.

Brasil. (2006). Decreto nº 5.912, de 27 de setembro de 2006. Regulamenta a Lei n° 11.343, de 23 de agosto de 2006, que trata das políticas públicas sobre drogas e da instituição do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas – SISNAD, e dá outras providências. Brasília.

Brasil. (2019). Decreto nº 9.662, de 1° de janeiro de 2019. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Justiça e Segurança Pública, remaneja cargos em comissão e funções de confiança e transforma cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS. Brasília.

Brasil. (2020). Resolução n° 2, de julho de 2020. Estabelece a metodologia de planejamento, monitoramento e avaliação da política sobre drogas no âmbito do Plano Nacional de Políticas sobre Drogas – Planad, e aprova seu Guia Metodológico. Brasília: Ministério da Justiça e Segurança Pública/Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas.

Brasil. (2021a). Cresce o número de apreensões de drogas em um ano. Governo do Brasil. https://www.gov.br/pt-br/noticias/justica-e-seguranca/2021/06/cresce-o-numero-de-apreensoes-de-drogas-em-um-ano.

Brasil. (2021b). Análise Executiva da Questão das Drogas no Brasil. Brasil: Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas.

Bretas, M. L., & Rosemberg, A. (2013). A história da polícia no Brasil: balanço e perspectivas. Topoi, 14 (26), 162-173.

Britto, C. Q. (2017). Violência e homicídios relacionados ao tráfico de drogas, em Uberlândia-MG. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geografia, Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia.

Caruso, H., et al. (2006). A Polícia que queremos: desafios para a reforma da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Cadernos Adenauer, 3.

Chizzotti, A. (1991). Pesquisa em ciências humanas e sociais. Cortez.

Cotta, F. A. (2009). Olhares sobre a polícia no Brasil: a construção da ordem imperial numa sociedade mestiça. Revista de História e estudos Culturais, 6 (2).

Faria, A. A. C & Barros, V. A. (2011). Tráfico de drogas: uma opção entre escolhas escassas. Psicologia & Sociedade, 23 (3), 536-544.

Fernandes, M. M. (2018). Crime contra o patrimônio e a relação com as drogas. 2018. Monografia (Curso de Direito) - Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão.

Garcia, R. C. (2018). A mão de luva e os sertões de serra acima: garimpos clandestinos e conflitos sociais no Brasil colônia. UNIFESO-Humanas e Sociais, 4 (4).

Greco Filho, V., & Rassi, J. D. (2020) Histórico-drogas. Enciclopédia Jurídica da PUCSP. https://enciclopediajuridica.pucsp.br/verbete/428/edicao-1/historico-drogas.

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. (2021). Relatório avalia gastos diretos com a política de drogas. Ipea.

Lakatos, E. M., & Marconi, M. A. (2011). Metodologia do trabalho científico. (5a ed.), Atlas.

Mato Grosso. (2010). Lei Complementar nº 383, de 05 de março de 2010. Vincula a Superintendência de Defesa à Casa Militar, e dá outras providências.

Mato Grosso. (2019). Polícia Militar. Portaria n° 008/QCG/PMMT, de 09 de janeiro de 2019. Aprova o Regimento Interno e a Doutrina de Força Tática/ROTAM - Rondas Ostensivas Tático Móvel da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso.

Mato Grosso. (2019). Lei Complementar n.º 612, de 28 de janeiro de 2019. Acrescenta dispositivo à Lei Complementar n° 612, de janeiro de 2019, que dispõe sobre a organização administrativa do Poder Executivo e dá outras providências.

Mauch, C. (2007). Considerações sobre a história da polícia. Métis: história & cultura, 6(11), 107-110.

Minayo, M. C. S. (1992). O desafio do conhecimento. Pesquisa qualitativa em saúde. Hucitec-Abrasco,

Monkkonen, E. J. (1981). Police in Urban America 1860-1920. Cambridge: Cambridge University Press.

Peixoto de Azevedo. (s/d). História do Município. from https://www.peixotodeazevedo.mt.gov.br/Nossa-Cidade/Historia-do-Municipio/.

Santos, A. R. (2000). Metodologia científica do conhecimento. (5a ed.), Editora DP&A.

Santos, T. (2020). Narcotráfico. Educa+ Brasil. https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/sociologia/narcotrafico.

Sapori, L. F. (2020) Mercado das Drogas Ilícitas e Homicídios no Brasil: Um Estudo Comparativo das Cidades de Belo Horizonte (MG) e Maceió (AL). Dados, 63 (4).

Sapori, L. F., et al. (2010). A relação entre o comércio do crack e a violência na região metropolitana de Belo Horizonte. In: 34º Encontro Anual da Anpocs.

Siqueira, D. (2021) Peixoto de Azevedo supera passado de violência e completa 118 dias sem nenhum assassinato. Secretaria de Estado de Segurança Pública, 2021. http://www.sesp.mt.gov.br/-/17439192-peixoto-de-azevedo-supera-passado-de-violencia-e-completa-118-dias-sem-nenhum-assassinato.

Vergara, S. C. (2009). Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. (11a ed.), Atlas.

United Nations. (2021) World Drug Report 2021. https://www.unodc.org/unodc/en/data-and-analysis/wdr2021.html.

Val, H. T., et al. (2020). Guia metodológico: Plano Nacional de Políticas sobre Drogas 2021-2025 – diagnóstico, elaboração, monitoramento e avaliação. Brasil: Ministério da Justiça e Segurança Pública, Conselho Nacional de Políticas sobres Drogas.

Published

31/07/2022

How to Cite

COSTA, T. A. M. da .; PADILHA NETO, W. P. .; TOCANTINS, B. M. S.; COSTA FILHO, J. V. da .; GONÇALVES COSTA, L.; MONTEIRO, A. C. P. P. . Performance of the tactile force in the combat to the drugs traffic in Peixoto de Azevedo-MT. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 10, p. e287111032822, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i10.32822. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32822. Acesso em: 4 dec. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences