Analysis of the water quality of the Mogi-Guaçu river through physical, chemical, and microbiological parameters

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i11.33285

Keywords:

Surface water; Environmental impact; Water quality; Water resources.

Abstract

The basin that makes up the tributaries of the Mogi-Guaçu and Pardo Rivers is part of the Grande River watershed, which is strictly important for the execution of various activities performed by the resident population in or near it. The release of fresh domestic sewage into the body of water and the presence of agricultural activities constitute one of the potential causes for the degradation of water resources. Objectified with this study was to analyze the water quality of the Mogi-Guaçu River through physical, chemical and microbiological parameters at different collection points, in the mining municipalities of Bom Repouso, Tocos do Moji, Inconfidente, Ouro Fino and Jacutinga. The parameters analyzed were: pH, electrical conductivity, total dissolved solids, turbidity, chemical oxygen demand, color and total coliforms. The results indicated that the values of conductivity, total dissolved solids and turbidity differed statistically following the points collected, deducing that the contamination worsens along the course of the Mogi-Guaçu River. The parameters of the Resolution of the Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA No. 357/2005 presented values within the class 2 surface water quality standard, except the true water color (75 mg. Pt Co /L) in which only the municipality of Good Rest had a satisfactory pattern.

Author Biography

Ismar Batista Teles, Unifenas

Ismar Batista Teles, engenheiro civil no Instituto Federal do Sul de Minas - campus Machado, doutorando em Agricultura Sustentável na Unifenas, com pesquisa em precipitação de carbonato de cálcio induzida microbiologicamente, mestre em Sistema de Produção na Agropecuária pela Unifenas, com pesquisa em biogás.  Possui MBA em Gerenciamento de Obras e Empreendimentos pelo Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos-IBEC, com estudo em viabilidade econômica da implantação de biodigestores. Graduado em Engenharia Civil pelo Centro Universitário de Itajubá – FEPI e em Ciências Econômicas pela Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas do Sul de Minas – FACESM.

References

Alvarenga, L. A., Martins, M. P. P., Cuartas, L. A., Penteado, V. A., & Andrade, A. (2012) Estudo da qualidade e quantidade da água em microbacia, afluente do rio Paraíba do Sul – São Paulo, após ações de preservação ambiental. Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science. 7 (30), p.228-240.

Andrietti, G., Freire, R., Amaral, A. G., Almeida, F. T., Bongiovani, M. C., & Schneider, R. M. (2016) Índices de qualidade da água e de estado trófico do rio Caiabi, MT. Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science, 11(1), p.162-175.

Araujo, M. C., & Oliveira, M. B. M. (2013) Monitoramento da qualidade das águas de um riacho da Universidade Federal de Pernambuco, Brasil. Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal Of Applied Science, 8(3), p. 247-257.

Brasil. Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde. (2013). Manual prático de análise de água. (4ª ed.): Funasa, 150 p.

Brasil. Portaria do Ministério da Saúde nº 888, de 4 de maio de 2021. (2021). Altera o Anexo XX da Portaria de Consolidação GM/MS nº 5, de 28 de setembro de 2017, para dispor sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Diário Oficial da União, Brasília.

Brasil. Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde. (2014). Manual de controle da qualidade da água para técnicos que trabalham em ETAS. Brasília: Funasa, 112 p.

Cetesb - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (2018). Qualidade das águas doces no estado de São Paulo. Apêndice E - Significado ambiental e sanitário das variáveis de qualidade. Cetesb. https://cetesb.sp.gov.br/aguas-interiores/wp-content/uploads/sites/12/2017/11/Ap%C3%AAndice-E-Significado-Ambiental-e-Sanit%C3%A1rio-das-Vari%C3%A1veis-de-Qualidade-2016.pdf. Acesso em 26 dez 2017.

Collares, M. F. A., Silva, L. F. da, Barbosa, R. B. G., Dourado, A. C. C., Rezende, B. N., & Nascimento, J. A. C. do. (2021). Evaluation of the water quality of the Pardo River (MG) based on physical, chemical and microbiological parameters. Research, Society and Development, [S. l.], 10(5), p. e60010515532, 10.33448/rsd-v10i5.15532.

Conama – Conselho Nacional do Meio Ambiente. (2005). Resolução n° 357. Diário Oficial da União, Brasília.

Estrela, C. (2018). Metodologia Científica: Ciência, Ensino, Pesquisa. Editora Artes Médicas

Feam. - Fundação Estadual do Meio Ambiente (2015) Bacias dos rios Mogi-Guaçu e Pardo. http://www.feam.br/minas-trata-esgoto/bacia-do-rio-mogi-guacu-e-pardo.

Grieco, A. A., Fregonesi, B. M., Tonani, K. A. A., Silva, T. V., Celere, B. S., Trevilato, T. M. B., Muñoz, S. I. S., & Alves, R. I. S. (2017) Diagnóstico espacial e temporal de condições físico-químicas e microbiológicas do Córrego do Tanquinho, Ribeirão Preto, SP, Brasil. Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal Of Applied Science, 12(2), p. 282-298.

Iap - Instituto Ambiental do Paraná. (2008) Resolução SEMA nº 024/2008. Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos/Paraná. http://www.iap.pr.gov.br/arquivos/File/Legislacao_ambiental/Legislacao_estadual/resolucoes/resolucao_sema_24_2008_licenciamento_avicultura.pdf.

Ibge - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2010) Esgotamento sanitário adequado: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. https://censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?uf=31&dados=26.

Igam - Instituto Mineiro de Gestão das Águas. (2015). Plano de incremento do percentual de tratamento de esgotos sanitários da Bacia Hidrográfica dos rios Mogi-Guaçu e Pardo. Fundação Estadual do Meio Ambiente. Belo Horizonte, 532 p.

Luz, M. V. S. da., Santos, R. S. S., Oliveira, A. C. V., Marques, I. M., Brioude, M. de M., & Moreira, Í. T. A. (2020). Estudo da qualidade da água superficial do rio Foz Lucaia, Salvador (BA), Brasil. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento , [S. l.] , 9(8), pág. e736986287. 10.33448/rsd-v9i8.6287.

Monteiro, R. T. R., Silva, G. H., Messias, T. G., Queiroz, S. C. N., Assalin, M. R., Cassoli, D. R., Alves, C. H. R., Ferreira, A. C., & Blaise, C. (2014) Chemical and ecotoxicological assessments of water samples before and after being processed by a Water Treatment Plant. Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science. 9(1), p. 6-18.

Santos, R. C. L., Lima, A. S., Cavalcanti, E. B., De Melo, C. M., & Marques, M. N. (2018) Aplicação de índices para avaliação da qualidade da água da Bacia Costeira do Sapucaia em Sergipe. Eng. Sanit. Ambient., 23(1), p. 33-46.

Sousa, M. J. A. de, Gonçalves, M. F., Oliveira, J. D. de., & Lopes, C. K. S. (2021). O índice de qualidade da água da sub-bacia do córrego Cacau, Portal Amazônico Imperatriz -MA. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento , [S. l.] , 10(2), pág. e45510212631. 10.33448/rsd-v10i2.12631.

Teles, I. B., Brunini, R. G., & Florentino, L. A. (2022) Uso antrópico de solos ao redor de recursos naturais. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento. [S. l.], 11(9), p. e27711931764, 10.33448/rsd-v11i9.31764.

Vasconcelos, V. M. M., & Souza, C. F. (2011) Caracterização dos parâmetros de qualidade da água do manancial Utinga, Belém, PA, Brasil. Ambiente e Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science, 6(2), p. 305-324.

Published

15/08/2022

How to Cite

TELES, I. B.; FLORENTINO, L. A.; RAMIRIO, L. D.; BRUNINI, R. G.; PEREIRA, W. R. . Analysis of the water quality of the Mogi-Guaçu river through physical, chemical, and microbiological parameters. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 11, p. e73111133285, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i11.33285. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/33285. Acesso em: 28 sep. 2022.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences