Aging and social assistance policy: contradictions and challenges in basic social protection actions for the elderly

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i11.33549

Keywords:

Aging; Capitalist society; Quality of life; Social issues.

Abstract

The proposed study is of a bibliographic nature, based on a literature review on the proposed thematic field. The results of the theoretical review indicate that: a) aging in capitalist society, and especially in Brazil, is little faced by the State/society, given the deep social inequality that marks the socioeconomic development experienced by the majority of the population; b) In Brazil, the constitution of a social protection system involved two great historical landmarks: the first period, after 1930, can be considered as the initial phase of the formation of the system with the recognition of social rights; the second milestone is located after the 1988’s Constitution, when the standard of social protection was expanded with the incorporation of the social security perspective; and, finally, c) by the prevalence of the offer of private services, especially in health and social security, denying the working class the enjoyment of socially produced wealth, reflecting more negatively on the elderly segment.

References

Lamela, D., & Figueiredo, B. (2016). Coparenting after marital dissolution and children’s mental health: a systematic review. Jornal de Pediatria, 331-342. https://doi.org/10.1016/j.jped.2015.09.011.

(s.d.). Fonte: IBGE brasil - portal do governo brasileiro: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/panorama

Mota, R. R., & Barreto, A. M. (2016). Desafios e enfrentamentos na vida idosa: políticas públicas, capitalismo e o grupo de convivência Vera Cruz II. Revista UNIARAGUAIA, 10(10), 193-213.

Arruda Silva, A. L., & Rosa, F. H. M. (2016). Os fatores relacionados a permanência do idoso no mercado de trabalho e sua qualidade de vida. Revista FAROL, 1(1), 115-131.

Alvarenga, M. R. M., Oliveira, M. A. D. C., Domingues, M. A. R., Amendola, F., & Faccenda, O. (2011). Rede de suporte social do idoso atendido por equipes de Saúde da Família. Ciência & Saúde Coletiva, 16, 2603-2611.

Xavier, B. F. (2012). Um estudo sobre ações sociais do estado brasileiro direcionadas ao idoso e a contribuição do IFRN alusiva a essa temática. HOLOS, 2, 275-283.

Fechine, B. R. A., & Trompieri, N. (2012). O processo de envelhecimento: as principais alterações que acontecem com o idoso com o passar dos anos. InterSciencePlace, 1(20).

Clelier, C. (2019). Expectativa de vida dos brasileiros aumenta para 76, 3 anos em 2018. Agência IBGE Notícias, 28.

E, F. D. (outubro de 2011). O estatuto do idoso e a judicialização do direito à saúde. Fonte: Portal de e-governo, inclusão digital e sociedade do conhecimento: http://www.egov.ufsc.br/portal/conteudo/o-estatuto-do-idoso-e-judicializa%C3%A7%C3%A3o-do-direito-%C3%A0-sa%C3%BAde.

Dantas, F., & de Souza, A. L. (2010). Diretrizes internacionais e políticas para os idosos no Brasil: a ideologia do envelhecimento ativo. Revista de Políticas Públicas, 14(1), 85-94.

Engels, F., & Marx, K. (2010). A ideologia alemã.

Mari, F. R., Alves, G. G., Aerts, D. R. G. D. C., & Camara, S. (2016). O processo de envelhecimento e a saúde: o que pensam as pessoas de meia-idade sobre o tema. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19, 35-44.

Ministério da Justiça. (2004). Estatuto do idoso: lei federal nº 10.741, de 01 de outubro de 2003. Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Brasília, DF: Ministério da Justiça.

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. (1994). Lei n° 8.842: Política Nacional do Idoso. Brasilia, DF: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. (2004). Política Nacional de Assistência Social (PNAS). Secretaria Nacional de Assistência Social. - Brasília, DF: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Costa, J. S. (2014). Repercussões do envelhecimento populacional para as políticas sociais. Argumentum, 6(1), 190-207.

Moreira, R. M., Santos, C. E. S. D., Couto, E. S., Teixeira, J. R. B., & Souza, R. M. M. M. (2013). Qualidade de vida, Saúde e Política Pública de Idosos no Brasil: uma reflexão teórica. Rev. Kairós, 27-38.

Teixeira, S. M. (2017). Envelhecimento na Sociabilidade do capital. Campinas: Papel Social.

Junior, V. D. F. N., & Russo, T. N. (2015). O estado brasileiro e a garantia fundamental de um envelhecimento digno. In Anais do Congresso Brasileiro de Processo Coletivo e Cidadania (No. 3, pp. 243-248).

Published

23/08/2022

How to Cite

BEZERRA, W. B. de S. .; VERA, E. D. A. de S. .; BESERRA, M. dos R. . Aging and social assistance policy: contradictions and challenges in basic social protection actions for the elderly. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 11, p. e296111133549, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i11.33549. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/33549. Acesso em: 6 oct. 2022.

Issue

Section

Human and Social Sciences