Use of thermography as a training marker and prevention of injuries in sports: a systematic review in volleyball

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i14.36037

Keywords:

Thermography; Sports; Lesion.

Abstract

The study aimed to map the scientific productions about the use of thermography as a marker of training and injury prevention in sports, emphasizing volleyball and starting from the following problem: Can thermography be considered as a training marker and as a tool for injury prevention in the most diverse sports? This is a systematic review study and studies were selected from the following databases: LILACS (Latin American and Caribbean Literature on Health Sciences), PUBMED, SCIELO (Scientific Electronic Library Online), CAPES Journal portal and BDTD (Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations). The results indicate that there is a low production of studies whose theme is directed to volleyball and that thermography has been increasingly used in a unique way and combined with other methods as a way to prevent and treat injuries in sports.

Author Biographies

Iriadelia Soraya Ribeiro Rabelo, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Mestre em Ensino na Saúde pela Uuniversidade Estadual do Ceará (UECE). Especialização em Personal Training - UECE (2011). Especialização em Gestão Escolar - Instituto Prominas (2017). Professora Efetiva do Estado do Ceará -SEDUC/CE. Supervisora PIBID pelo IFCE (2014-2018).

Paulo Alexandre Vicente dos Santos João, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Portugal

Lucas Souza Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará

Universidade Regional do Cariri 

Yago Pessoa da Costa, Universidade Federal da Paraíba

Universidade Federal da Paraíba

Gilmário Ricarte Batista, Universidade Federal da Paraíba

Universidade Federal da Paraíba

References

Almeida Júnior, H. (2017). A prática do stretching global ativo para otimização da força e prevenção de lesões em esportes de combate. UFS, São Cristóvão. 2017. 58 p. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão.

Amaro, A. M., Paulino, M. F., Neto, M. A., & Roseiro, L. (2019). Hand-Arm Vibration Assessment and Changes in the Thermal Map of the Skin in Tennis Athletes during the Service. International Journal of Environmental Research and Public Health, 16(24), 1-15.

Araújo, V. C. D. (2018). Correlação entre termografia infravermelha e marcadores fisiológicos para controle de cargas de treino em atletas de basquetebol. Tese de Doutorado. UPE/UFPB. João Pessoa-PB. Brasil. 130p.

Araújo, V. A., Carvalho, L., Morais, N., Souza, E., Santos, R., Silva, F. J., ... & Santa Cruz, R. A. R. (2018). Análise termográfica dos membros inferiores de jovens ativos após uma sessão aguda de treinamento pliométrico. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício (RBPFEX), 12(72), 56-62.

Bento, W. D. S., & Franco, F. S. C. (2019) análise qualitativa dos fundamentos em jogos de voleibol escolar. dossiê: educação física escolar análise qualitativa dos fundamentos em jogos de voleibol escolar. Revista Biomotriz, 13(2), 1-15.

Bandeira, F., Neves, E. B., Moura, M. A. M., Nohama, P., Bandeira, F., Neves, E. B., Moura, M. A. M. de, & Nohama, P. (2014). A termografi no apoio ao diagnostico de lesao muscular no esporte. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 20(1), 59–64.

Cabral, S. de A. T., Cabral, B. G. de A. T., Pinto, V. C. M., Andrade, R. D. de, Borges, M. V. de O., & Silva Dantas, P. M. (2016). Relação da idade óssea com antropometria e aptidão física em jovens praticantes de voleibol. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 38(1), 69–75.

Cardoso, A. S. (2018). Comportamento do desempenho de saltos, fadiga e recuperação de atletas de voleibol durante jogos e treinos. UFRS, Porto Alegre. 2018. 113 p. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Côrte, A. C. R. e, Hernandez, A. J., Côrte, A. C. R. e, & Hernandez, A. J. (2016). Application of medical infrared thermography to sports medicine. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 22(4), 315–319.

Costa, H. F. C. (2021). uso da termografia nas análises dos danos musculares em atletas de karate. recima21-revista científica multidisciplinar-issn, 1(1), 2675-6218.

Crivelin, V. X., Moreira, A., Finotti, R. L., Lopes, C. R., Ramos, M., Aoki, M. S., & Capitani, C. D. (2018). Correlação entre altura do salto e composição corporal em atletas profissionais de voleibol. Arquivos de Ciências do Esporte, 6(1), 24-27.

Santa Cruz, R. A. R., Araújo, V. A., & Sousa, P. D. A. (2018). Perfil termográfico de atletas de handebol após um jogo oficial. Rev Mov, 11(1), 12-9.

Oliveira, U. F., de Araújo, L. C., de Andrade, P. R., Dos Santos, H. H., Moreira, D. G., Sillero-Quintana, M., & de Almeida Ferreira, J. J. (2018). Skin temperature changes during muscular static stretching exercise. Journal of Exercise Rehabilitation, 14(3), 451–459.

Fernandes, A. de A. (2013). Temperatura da pele durante o exercício: Comparação de métodos. UFV, Viçosa. 2013. 116 p. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais.

Fernandes, A. de A. (2017). Cinética e proposta de análise da temperatura da pele de membros inferiores em atletas de futebol profissional. Tese de Doutorado. UFMG. Minas Gerais-MG. Brasil. 109p.

Fernandes, A. de A., Amorim, P. R. D. S., Brito, C. J., Sillero-Quintana, M., & Bouzas Marins, J. C. (2016). Regional Skin Temperature Response to Moderate Aerobic Exercise Measured by Infrared Thermography. Asian Journal of Sports Medicine, 7(1), e29243-29258.

Fernandes, A. de A., Eduardo Mendonça Pimenta, Moreira, D. G., Sillero-Quintana, M., Marins, J. C. B., Morandi, R. F., Kanope, T., & Garcia, E. S. (2017). Effect of a professional soccer match in skin temperature of the lower limbs: A case study. Journal of Exercise Rehabilitation, 13(3), 330–334.

Fernandes, T. L., Hernandez, A. J., Albuquerque, C., Mady, C. E. K., Fernandes, T. L., Hernandez, A. J., Albuquerque, C., & Mady, C. E. K. (2018). Clinical application of thermography for energy balance in athletes – state of the art and new paradigms. Revista Brasileira de Medicina Do Esporte, 24(6), 483–485.

Ferreira, J. J. de A. (2008). Efeitos dos exercícios de aquecimento e alongamento na flexibilidade de sujeitos idosos. Tese de Doutorado. UFSC. São Carlos. Brasil. 95p.

Galvão, M. C. B., & Ricarte, I. L. M. (2019). Revisão sistemática da literatura: conceituação, produção e publicação. Logeion: Filosofia da informação, 6(1), 57-73.

Marques Junior, N. K. (2014). Periodização específica para o voleibol: Atualizando o conteúdo | Marques Junior | RBPFEX - Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. 8(47 S2), 453-485.

Medeiros, F. B. (2018). Os efeitos da fadiga nos membros inferiores em indivíduos com diferentes níveis de assimetria de força. Tese de Doutorado. UFMG. Minas Gerais-MG. Brasil. 155p.

Menezes, P., Rhea, M. R., Herdy, C., & Simão, R. (2018). Effects of Strength Training Program and Infrared Thermography in Soccer Athletes Injuries. Sports (Basel, Switzerland), 6(4), 1-17.

Morais, N. A., Araújo, V. A., Carvalho, L. S., Sousa, P. de A. C., & Cruz, R. A. R. S. (2017). Respostas termográficas dos esforços em atletas de voleibol. Corpoconsciência, 21(2), 8–14.

Moreira, D. G. (2011). Termografia corporal em repouso de homens e mulheres.

Moreira-Marconi, E., Moura-Fernandes, M. C., Lopes-Souza, P., Teixeira-Silva, Y., Reis-Silva, A., Marchon, R. M., Guedes-Aguiar, E. de O., Paineiras-Domingos, L. L., Sá-Caputo, D. da C. de, Morel, D. S., Dionello, C. F., De-Carvalho, S. O., Pereira, M. J. D. S., Francisca-Santos, A., Silva-Costa, G., Olímpio-Souza, M., Lemos-Santos, T. R., Asad, N. R., Xavier, V. L., & Physical Therapy, 11(5), 765–776.

Neves, E. B., & Reis, V. M. (2014). Fundamentos da termografia para o acompanhamento do treinamento desportivo. Revista UNIANDRADE, 15(2), 79-86–86.

Oliveira, S. A. F. (2018). Comportamento da temperatura da pele por termografia e de biomarcadores de sobrecarga muscular em duas intensidades de corrida. UFV, Minas Gerais. 2011. 92 p. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais.

Paolillo, F. R. (2011). Efeitos da iluminação-LED (850 nm) associada ao treinamento em esteira ergométrica em mulheres na pósmenopausa. Tese de Doutorado. UFSC. São Carlos. Brasil. 197p.

Pfeiffer, P. A. de S. (2018). Análise do padrão termográfico e do gasto energético durante o exercício aeróbio com e sem restrição de fluxo sanguíneo em sujeitos fisicamente ativos: Um estudo controlado. UPE/UFPB. João Pessoa. 2018. 71 p. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal da Paraíba, Paraíba.

Rodrigues Júnior, J. L. (2018). Nível de relação entre a assimetria esportiva e a assimetria de temperatura da pele dos membros inferiores de atletas profissionais de futebol Belo Horizonte. UFMG. Belo Horizonte. 2018. 78 p. Dissertação (Mestrado em Ciências do Esporte) - Universidade Federal do Minas Gerais, Belo Horizonte.

Rodríguez-Sanz, D., Losa-Iglesias, M. E., López-López, D., Calvo-Lobo, C., Palomo-López, P., & Becerro-de-Bengoa-Vallejo, R. (2017). Infrared thermography applied to lower limb muscles in elite soccer players with functional ankle equinus and non-equinus condition. PeerJ, 5, 26(1), 82–86.

Roever, L. (2017). Compreendendo os estudos de revisão sistemática. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, 15(2), 127-130.

Sonza, A. (2014). Efeitos da vibração de corpo inteiro na sensibilidade cutânea, equilíbrio, variáveis fisiológicas e cargas de aceleração associadas. Tese de Doutorado. UFRS. Porto Alegre. Brasil. 147p.

Sonza, A. (2014). Efeitos da vibração de corpo inteiro na sensibilidade cutânea, equilíbrio, variáveis fisiológicas e cargas de aceleração associadas.

Toledo, D. (2017). O conceito de inovação aplicado à análise da relação produto/uso: O caso da sapatilha com ponta do balé clássico. UFSC. Santa Catarina. 2014. 149 p. Dissertação (Mestrado em Design) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Trecroci, A., Formenti, D., Ludwig, N., Gargano, M., Bosio, A., Rampinini, E., & Alberti, G. (2018). Bilateral asymmetry of skin temperature is not related to bilateral asymmetry of crank torque during an incremental cycling exercise to exhaustion. PeerJ, 6, e4438. 26(1), 82–86.

Viegas, F., Mello, M. T. de, Rodrigues, S. A., Costa, C. M. A., Freitas, L. de S. N., Rodrigues, E. L., Silva, A., Viegas, F., Mello, M. T. de, Rodrigues, S. A., Costa, C. M. A., Freitas, L. de S. N., Rodrigues, E. L., & Silva, A. (2020). the use of thermography and its control variables: a systematic review. Revista Brasileira de Medicina Do Esporte, 26(1), 82–86.

Published

21/10/2022

How to Cite

RABELO, I. S. R.; JOÃO, P. A. V. dos S.; SILVA, L. S.; COSTA, Y. P. da; BATISTA, G. R. . Use of thermography as a training marker and prevention of injuries in sports: a systematic review in volleyball . Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 14, p. e129111436037, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i14.36037. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/36037. Acesso em: 26 nov. 2022.

Issue

Section

Review Article