Marketing in Commercial Pharmacies

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i14.36594

Keywords:

Drugstore; Marketing; Retail; Customer loyalty.

Abstract

Introduction: The growth of pharmacy networks and the installation of diverse stores in all the cities of the state of Paraná has made it difficult for independent commercial pharmacies to compete. Marketing is a set of techniques linked to the flow of goods and services covering decisions related to the use of prices, sales and investment of companies. Objective: Verify through a bibliographic review which Marketing strategies can contribute with independent pharmacies to increase customer loyalty and profitability. Methodology: The research used data obtained by academic sites such as:  GOOGLE ACADÊMICO and SCIELO, considering the terms of search “marketing in drugstores” and “pharmaceutical retail”. Data published from 2000 to March 2022 were considered. Results: 2,345 articles were found in the database. Of these, 1,985 were articles that were incompatible with the purpose of the bibliographic review or had no associated outcomes related to the strategies of the independents pharmacies and 253 were duplicates. After reading the title and summary of these articles, 107 articles met the inclusion criteria and they were selected for a full reading. Of these, 8 (eight) studies were included for a data extraction. Conclusion: As independent pharmacies must focus on customer loyalty through pharmaceutical and commercial services, such as: measuring pressure, temperature, blood sugar, investment in clinical pharmacy services, deliveries, fast and effective communication methods.

References

Abcfarma. (2021). Vendas em farmácias crescem mais de 120% no “novo normal” – assim como os empregos no segmento farma. https://site.abcfarma.org.br/vendas-em-farmacias-crescem-no-novo-normal.

Amaral, A. L. P., & Melo, J. A. M. (2016). A importância das mídias sociais para o marketing de relacionamento. Negócios em Projeção 7(2), 17-30.

American Marketing Association. (2017). Definitions of marketing.

Armstrong, G. (2007). Princípios de Marketing. Tradução Cristina Yamagami; revisão técnica Dilson Gabriel dos Santos. Pearson Hall.

Andrade, C. F. (2013). Comunicação Integrada de Marketing: Um estudo de caso da linha Make B. da marca O Boticário (Monografia). Universidade de Brasília, Brasília, Brasil.

Andion, M. C., & FAVA, R. (2002). Planejamento Estratégico in: Gestão Empresarial. FAE, 2, 27-38.

Barros, T. F. (2018). As Atividades de Marketing no Varejo Farmacêutico: Um Estudo em Farmácias Independentes e Redes (Tese de Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

Batista, M. M. A. (2022). Estratégias de marketing aplicadas no setor farmacêutico durante a pandemia do Covid-19.

Bauer, M. W., & Gaskell, G. (2002). Análise de conteúdo clássica: uma revisão. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Vozes, Petr opolis, 189-217.

Braga, M. M., & Domingues, H. (2018). Planejamento estratégico: um estudo de caso na tumat store. Faculdade Doctum de João Monlevade Instituto Ensinar, João Monlevade, Brasil.

Carneiro, M. B.; Bernardes, T. S., & MAGALHÃES, L. L. (2018). Marketing De Relacionamento E Sua Contribuição Para A Captação E Retenção De Clientes Na Rede De Farmácias Pague Menos. Revista de Administração da UNI7. 2(1), 221-252.

Casas, A. L. L., & GARCIA, M. T. (2007). Estratégias de Marketing para Varejo. Novatec.

Conselho Fefederal De Farmácia. (2021). Dados 2020.

Costa, A. R., & Crescirelli, E. (2003). Marketing Promocional para Mercados Competitivos. Atlas.

Craveiro. (2010). Estratégias de marketing e merchandising aplicadas à Farmácia de oficina: estudo de um caso prático. Porto – Portugal. Universidade Fernando Pessoa.

Feitosa, E. A.F.R., & de Carvalho, C. R.A. (2022). Marketing e o uso irracional de medicamentos. Revista JRG de Estudos Acadêmicos, 5(10), 236-246.

Filippe, M. (2021). Ranking revela as farmácias preferidas e hábitos de consumo do brasileiro.

Heemann, A. C. W., & Garippe, G. M. (2002). Marketing Aplicado À Farmácia. Visão Acadêmica. 3(2), 119-122.

Inova Farma (2022). Mercado Farmacêutico No Brasil: Confira Os Números Do Varejo Para Sua Farmácia.

Kaplan, A. M., & Haenlein, M. (2010). Users of the world, unite! The challenges and opportunities of social media. Business Horizons. 53(1), 59– 68.

Kotler, P. (2000). Administração de marketing: a edição do novo milênio. Prentice Hall.

Kotler, P., & Armstrong, G. (2007). Princípios de Marketing. Pearson Prentice Hall.

Kotler, P. (2009). Marketing no século XXI. Ediouro.

Lakatos, E. M., & Marconi, M. D. A. (2007). Fundamentos de metodologia científica. 5. reimp. São Paulo: Atlas, 310.

Las Casas, A. L. (2006). Administração de Marketing. Atlas.

Martins, M. D. F. M. (2018). Estudos de revisão de literatura.

Mano, R. F.; Batista, V. M., & Aguiar, V. S. M. (2014). Estratégias de marketing: o caso da rede farmácia Dias em Campina Grande - PB. Revista Eletrônica de Ciências. 7(1), 5 – 28.

Makrides, A.; Vrontis, D., & Chistofi, M. (2020). An empirical study on the importance of electronic word of mouth in the concierge industry: The case of Cyprus. In S. M. Correia Loureiro & H. R. Kaufmann et al. (Eds.), Exploring the power of electronic word-of-mouth in the services industry. IGI Global. 265- 287.

Ogden, J. R., & Crescitelli, E. (2007). Comunicação integrada de marketing: conceitos, técnicas e práticas. Pearson Prentice Hall.

Parente, J. (2011). Varejo no Brasil: gestão e estratégia. Atlas.

Pereira, P. F. P. (2009). Fidelização de Clientes a partir do Marketing de Relacionamento no Segmento de Farmácias e Drogarias (Dissertação de Mestrado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, Brasil.

Pinho, J. B. (2001). Comunicação Em Marketing. Ed. Papirus.

RCD. (2009). Dispõe sobre Boas Práticas Farmacêuticas para o controle sanitário do funcionamento, da dispensação e da comercialização de produtos e da prestação de serviços farmacêuticos em farmácias e drogarias e dá outras providências. Brasília, DF.

Rother, E.T. (2007). Revisão sistemática x revisão narrativa. Acta Paulista de Enfermagem, 20(2), 5-6.

Santos, S. S. (2018). Uso Das Estratégias De Marketing Em Uma Farmácia De Feira De Santana-Ba. Monografia Faculdade Maria Milza Curso De Bacharelado Em Farmácia (Monografia). Faculdade Maria Milza, Governador Mangabeira, Brasil.

Santos, D. S., & de Jesus Morais, Y. (2021). O farmacêutico clínico na farmácia comunitária privada: revisão integrativa. Research, Society and Development, 10(13), e558101321515-e558101321515.

Santos, L. R. D. S. S. (2022). Assistência e Atenção Farmacêutica: os desafios encontrados pelo profissional farmacêutico que atua em drogarias e farmácias de Porto Alegre, RS: um relato de experiência. Research, Society and Development, 11(13), e245111334544-e245111334544.

Silva, N. C. S., & Sampaio, L. G. (2016). Planejamento Estratégico e Controle Gerencial no Varejo Farmacêutico: O Papel do Farmacêutico diante de um mercado mais competitivo. Única Cadernos Acadêmicos, 3(2).

Silva, C. B. (2018). Marketing De Relacionamento Como Ferramenta De Fidelização De Clientes Em Empresas Do Ramo Farmacêutico Em Cacoal/Ro. (Monografia). Universidade Federal De Rondônia – Unir Campus Professor Francisco Gonçalves Quiles Departamento Acadêmico Do Curso De Administração, Rondônia, Brasil.

Tavares, M. C. (2010). Gestão estratégica. Atlas.

Pereira, P. F. P., & Bastos, F. C. (2017). Um estudo sobre a fidelização de clientes a partir de estratégias de marketing de relacionamento no segmento de farmácias e drogarias. SEGET – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia.

Published

02/11/2022

How to Cite

DALLA VALLE, J. M. .; ZANIN , G. D. . Marketing in Commercial Pharmacies. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 14, p. e450111436594, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i14.36594. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/36594. Acesso em: 10 dec. 2022.

Issue

Section

Health Sciences