The use of negative pressure therapy in a patient with a pressure injury in the sacral region: a case report

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i15.37442

Keywords:

Wounds and injuries; Pressure injury; Healing.

Abstract

Negative Pressure Therapy (NPT) is an adjunctive treatment that uses a suction force on the wound bed between 20 to 120 mmHg, favoring granulation, decreased edema, reduced local bacterial load, increased local blood flow , reduces pain, favoring an ideal local microclimate for healing. Objective: To report a clinical case of a patient who had a pressure injury in the sacral region, submitted to negative pressure therapy. Method: Research carried out in a clinic specialized in prevention and comprehensive treatment of wounds, from which the evolution of a clinical case was reported, available in an adult patient's chart, with pressure injury in the sacral region. This is a qualitative study of the case report type, being a descriptive and explanatory research, as it reports a therapy used by a patient who obtained positive results, through the medical record, interview with the patient and photographic record of the diagnostic methods to which the patient was submitted. The research was submitted to the Research Ethics Committee of Faculdade Independente do Nordeste – FAINOR and conducted in accordance with Resolution No. 466/2012 of the National Health Commission. Results and Discussion: As a consequence of the prolonged hospitalization, the patient developed a LPP in the sacral region, with a deep bed, evolving positively with the use of NPT. Final considerations: The use of negative pressure therapy as an important alternative in the treatment of pressure injuries that are difficult to heal.

References

Alves, R. P., Carvalho, J. V. B., Lima, L. D. A. S., de Souza, V. R., da Costa, A. J., & Luna, A. A. (2022). Perfil dos pacientes adultos com COVID-19 internados em uma unidade de terapia intensiva. Research, Society and Development, 11(5), e43411528481-e43411528481.

Barreto, V. A., & Cruz, I. F. (2022). What is the best digital technology for nursing intervention insurgical wound care in the icu?-systematized literature review. Journal of Specialized Nursing Care, 14(1).

Beche, P. L., Schott, M., Marques, C. T., Mortari, S. R., & Colpo, E. (2022). Increased pressure sore risk has a worse diagnosis in hospitalized stroke patients/maior risco de lesão por pressão tem pior prognóstico na hospitalização de pacientes com acidente vascular cerebral. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 14.

Bitencourt, R. M., & Coan, F. C. (2019). O uso da vitamina d em doenças autoimunes: revisão sobre o potencial terapêutico. Inova Saúde, 9(1), 12-33.

Camargo, P. A. B. D., Bertanha, M., Moura, R., Jaldin, R. G., Yoshida, R. D. A., Pimenta, R. E. F., & Sobreira, M. L. (2017). Using vacuum therapy as an adjunctive treatment for healing of infected surgical sites. Jornal Vascular Brasileiro, 15, 312-316.

Cavalcanti, E. O., & Kamada, I. (2022). Lesão por pressão relacionada a dispositivos médicos: frequência e fatores associados. Estima–Brazilian Journal of Enterostomal Therapy, 20.

Fernandes, C. M., & Lieberenz, L. V. (2018). Benefícios e implicações da terapia por pressão negativa em lesões exsudativas. Revista Brasileira de Ciências da Vida, 6(3).

Gazoni, V. G., de Castro Rui, M. I., Moraes, M. M., Zanotti, M. R., Casini, A. F., Pimenta, T. B., ... & Poton, W. L. (2022). Identificação dos preditores socioeconômicos para hospitalização, internação em terapia intensiva e mortalidade por covid-19. Brazilian Journal of Development, 8(5), 41492-41508.

Jesus, F. J. S. D., Sousa, S. F. O., & Gonçalves, L. R. (2022). C. Livre 10-Terapia por pressão negativa: uma aposta na melhoria dos cuidados de enfermagem. Repositório Comum.

Kamamoto, F. (2016). Estudo comparativo entre o método USP de terapia por pressão negativa e o sistema VAC® no tratamento de feridas traumáticas (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo), 28-30.

Lima, R. V. K. S., Colstro, P. S., & Farina, J. A. (2017). Terapia por pressão negativa no tratamento de feridas complexas. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, 44, 81-93.

Lopes, A. N. M. (2018). Incidência e fatores associados à lesão por pressão: resultados de uma coorte em adultos críticos. Universidade federal do Rio Grande do Sul, 20-23.

Lourenço, M. C. P. (2016). Avaliação da ferida crônica [dissertação]. Coimbra (PT): Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, 21-24.

Matias-Pereira, J. (2016). Manual de metodologia da pesquisa científica. Grupo Gen-Atlas.

Moreira, M. G. S., de Magalhães Simões, S., & Ribeiro, C. J. N. (2020). Perfil clínico-laboratorial de pacientes hospitalizados acometidos por lesão por pressão. Estima–Brazilian Journal of Enterostomal Therapy, 18.

Moreira, M. G. S. (2019). Fatores associados à lesão por pressão em pacientes hospitalizados: estudo caso-controle. Universidade Federal de Sergipe.

Preta, I. F. C. (2021). Correlação entre anemia, amputação e morte em pacientes com pé diabético estratificados pelo sistema WIfI (Wound, Ischemia, and foot Infection): coorte retrospectivo

Ramalho, A. O., Freitas, P. S. S., Moraes, J. T., & Nogueira, P. C. (2020). Reflexões sobre as recomendações para prevenção de lesões por pressão durante a pandemia de Covid-19. Estima–Brazilian Journal of Enterostomal Therapy, 18.

Reis Cirino, G. A., Paiva, D. F. F., & de Azevedo, A. H. (2022). Oxigenoterapia hiperbárica ou terapia com pressão negativa: qual a melhor forma de tratamento para pacientes com Síndrome de Fournier? Uma revisão sistemática da literatura. Research, Society and Development, 11(12), e249111234558-e249111234558.

Resolução Cofen nº 564/2017. (2017). O Conselho Federal de Enfermagem – Cofen, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei nº 5.905, de 12 de julho de 1973, e pelo Regimento da Autarquia, aprovado pela Resolução Cofen nº 421, de 15 de fevereiro de 2012, e, Brasília, DF. Recuperado de http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-5642017_59145.html

Resolução Cofen nº 0567/2018. (2018). Regulamento Da Atuação Da Equipe De Enfermagem No Cuidado Aos Pacientes Com Feridas, Brasília, DF. 2018. Recuperado de http://www.Cofen.Gov.Br/Wp-Content/Uploads/2018/02/Anexo-Resolução-567-2018.Pd

Rezende, L. D. A., &Freitas, P. D. S. S., de Jesus Silva, K. E., de Souza Catabriga, D., dos Santos, R. A., Nogueira, P. C., ... & de Oliveira Ramalho, A. (2022). Lesões por pressão e os desafios frente à pandemia de Covid-19. Revista Enfermagem Atual In Derme. 96(38).

Santos, C. T., Barbosa, F. M., de Almeida, T., Vidor, I. D., de Abreu Almeida, M., & de Fátima Lucena, A. (2021). Evidências clínicas do diagnóstico de enfermagem lesão por pressão em adulto. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 55, e20210106-e20210106.

Santos, T. L., da Silva, A. D. N. B., de Sousa, M. B. V., Costa, M. D. P. S., da Rocha, J. C. R., de Holanda, M. G. P., ... & da Fonseca, H. T. A. (2019). Terapia por pressão negativa no tratamento de feridas. Revista Eletrônica Acervo Saúde, (31), e1231-e1231.

Silva, M. J. S. (2018). Protocolo de cuidados e tratamento para lesão por pressão. Bachelor's thesis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 31.

Soares, J. L. P. (2019). Relato de caso: Apreciação e aprovação por um comitê de ética em Pesquisa. Cadernos de Ética em Pesquisa, 1(1), 7-8.

Venson, C. N., da Cruz Coltri, F., Martins, F. A., Teodoro, R. B., dos Santos, R. C. M. & Fontoura, F. C. (2022). Perfil clínico e epidemiológico dos pacientes internados na unidde de terapia intensiva COVID de um hospital universitário em 2020. Connection line-Revista Eletrônica do univag, (27).

Published

26/11/2022

How to Cite

ALMEIDA, C. S. de .; LIMA, F. H. R. .; TEIXEIRA, V. M. dos S. . The use of negative pressure therapy in a patient with a pressure injury in the sacral region: a case report. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 15, p. e541111537442, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i15.37442. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/37442. Acesso em: 9 feb. 2023.

Issue

Section

Health Sciences