Doses and methods of application of phosphate fertilizer in soybean culture in the cerrado region

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v11i15.37502

Keywords:

Phosphorus; Productivity; Glycine max.

Abstract

Phosphorus is the most limiting nutrient for crop production in cerrado soils and thus the importance of fertilizer management, both in dosage and application modes, is highlighted. In this sense, the objective of this work was to evaluate the performance of the soybean crop produced with different doses and application modes of phosphorus. A field research was conducted during the 2019/2020 crop year. The experiment was installed in Bela Vista Farm, in the city of Pugmil - TO and the experimental design was adopted in randomized blocks (BCT), in a 3x3+1 factorial scheme, consisting of three doses (71, 142 and 186 kg.ha-¹ of P2O5) of phosphate fertilizer and three forms of application: furrow planting, broadcast, and combined (50% in the furrow and 50% broadcast) plus the witness, with four repetitions. Phytometric characteristics, production and yield components were evaluated, namely: number of pods, number of grains, number of grains/ pod, average height of the insertion of the first reproductive node, plant height, total weight of grains (Kg.ha-¹) and yield in Sac/ha-¹. The data were submitted to variance analysis and when significant, the Scott-Knott test (p≤0.05) was used to compare means. It was concluded that the doses and modes of application of phosphate fertilizer in soybean culture, in this work, did not affect the growth and productivity of the crop.

Author Biographies

Lucas Costa de Carvalho, Instituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos Porto S.A.

Department of Vegetable Production

Cid Tacaoca Muraishi, Instituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos Porto S.A.

Department of Vegetable Production

Guilherme Rocha dos Santos, Instituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos Porto S.A.

Department of Vegetable Production

Danilo Ribeiro Barbacena, Instituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos Porto S.A.

Department of Vegetable Production

References

Anjos, L. H. C., Pereira, M. G., & Fontana, (2008). A. Matéria orgânica e pedogênese In: Santos, G. A., & Camargo, F. A. O. Fundamentos da matéria orgânica do solo- ecossistemas tropicais e subtropicais. 2ed. Metrópole.

Bergamin, A. C., et al. (2008). Respostas de duas cultivares de soja í€ adubação a lanço e em sulco no município de Rolim de Moura/RO. Revista de Ciências Agrárias Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences. 50(1), 155-66.

Berti, C. L. F., et al. (2017). Crescimento de mudas de baru em substrato enriquecido com nitrogênio, fósforo e potássio. Cultura Agronômica: Revista de Ciências Agronômicas. 26(2), 191-202.

Biesdorf, E. M., et al. (2018). Efeito inibitório do sorgo granífero na cultura da soja semeada em sucessão. Revista Brasileira de Milho e Sorgo. 17(3), 445-59.

Carneiro, R. G., Mendes, I. D. C., Lovato, P. E., Carvalho, A. M. D., & Vivaldi, L. J. (2004). Indicadores biológicos associados ao ciclo do fósforo em solos de Cerrado sob plantio direto e plantio convencional. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 39, 661-669.

Chung, G., & Singh, R. J. (2008). Broadening the genetic base of soybean: a multidisciplinary approach. Critical Reviews in Plant Sciences, 27(5), 295-341.

Companhia Nacional de Abastecimento-Conab. (2019). Acompanhamento da safra brasileira de grãos. 7 (12) Safra 2019/20.

Companhia Nacional de Abastecimento-Conab. (2021). Acompanhamento da safra brasileira de grãos. 8 (7) Safra 2020/21.

Corrêa, J. C., Mauad, M., & Rosolem, C. A. (2004). Fósforo no solo e desenvolvimento de soja influenciados pela adubação fosfatada e cobertura vegetal. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 39, 1231-1237.

Costa, N. D. L., Moraes, A. D., de Carvalho, P. C. F., Gianluppi, V., & Magalhães, J. A. (2017). Resposta de pastagens de Trachypogon plumosus consorciadas com Stylosanthes capitata cv. Lavradeiro a níveis de fósforo e potássio.

Domingues, SUD (2010). Influência de cultivares e densidades de plantas sobre a eficácia da proteção química no patossistema soja-phakopsora pachyrrizi.

Eberhardt, D. N., Vendrame, P. R. S., Becquer, T., & Guimarães, M. D. F. (2008). Influência da granulometria e da mineralogia sobre a retenção do fósforo em Latossolos sob pastagens no cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 32, 1009-1016.

EMBRAPA, S. (2011). Tecnologias de produção de soja–região central do Brasil 2012 e 2013. Londrina: Embrapa Soja, 15, 261.

Bolfe, L. E. (2018). Visão 2030: O futuro da agricultura brasileira (Coord.). Brasília, DF: Embrapa.

Fehr, W. R., & Caviness, C. E. (1977). Stages of soybean development. Iowa. Iowa State University.(Special.

Fidler, K. J., Gubiani, L. F., & Richart, A. (2019). Modo de aplicação de fertilizante fosfatado sobre o desempenho de cultivares de soja. Revista Cultivando o Saber, 12(3), 70-82.

Carneiro Filho, A. R. N. A. L. D. O., & Costa, K. A. R. I. N. E. (2016). A expansão da soja no cerrado. Caminhos para a ocupação territorial, uso do solo e produção sustentável. São Paulo, Agroicone, p1-30.

Fouani, A. K., & Baraldo, W. M. (2020). Produtividade de soja submetida a diferentes formas de adubação.

Freitas, M. (2011). A cultura da soja no Brasil: o crescimento da produção brasileira e o surgimento de uma nova fronteira agrícola. Enciclopédia Biosfera, 7(12).

Galvão, S. R. D. S., & Salcedo, I. H. (2009). Soil phosphorus fractions in sandy soils amended with cattle manure for long periods. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 33, 613-622.

George, T. S., Turner, B. L., Gregory, P. J., Cade‐Menun, B. J., & Richardson, A. E. (2006). Depletion of organic phosphorus from Oxisols in relation to phosphatase activities in the rhizosphere. European Journal of Soil Science, 57(1), 47-57.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Ediitora Atlas SA.

Guareschi, R. F., Gazolla, P. R., Perin, A., & Santini, J. M. K. (2011). Adubação antecipada na cultura da soja com superfosfato triplo e cloreto de potássio revestidos por polímeros. Ciência e Agrotecnologia, 35, 643-648.

Guareschi, R. F., Gazolla, P. R., Souchie, E. L., & da Rocha, A. C. (2008). Adubação fosfatada e potássica na semeadura e a lanço antecipada na cultura da soja cultivada em solo de Cerrado. Semina: Ciências Agrárias, 29(4), 769-774.

Kantolic, A. G., Peralta, G. E., & Slafer, G. A. (2013). Seed number responses to extended photoperiod and shading during reproductive stages in indeterminate soybean. European Journal of Agronomy, 51, 91-100.

Kimani, J. M., & Derera, J. (2009). Combining ability analysis across environments for some traits in dry bean (Phaseolus vulgaris L.) under low and high soil phosphorus conditions. Euphytica, 166(1), 1-13.

Köppen, W., & Geiger, R. (1928). Klimate der Erde. Gotha: Verlag Justus Perthes. Wall-map 150cmx200cm, 91-102.

Lana, R. M. Q., Vilela Filho, C. E., Júnior, L. A. Z., Pereira, H. S., & Lana, Â. M. Q. (2003). Adubação superficial com fósforo e potássio para a soja em diferentes épocas em pré-semeadura na instalação do sistema de plantio direto. Scientia Agraria, 4(1-2), 53-60.

Lima, E. R. (2006). Molibdênio e cálcio via semente no desenvolvimento, nodulação e produção de sementes de soja.

Lopes, A. S., & Guilherme, L. G. (2016). A career perspective on soil management in the Cerrado region of Brazil. Advances in Agronomy, 137, 1-72.

Lopes, A. S., Guilherme, L. R. G., & Ramos, S. J. (2012). The saga of the agricultural development of the Brazilian Cerrado. International Potash Institute, 32, 29-56.

Malavolta, E. (2006). Manual de nutrição mineral de plantas (Vol. 1). Sao Paulo: Agronômica Ceres.

Mauad, M., Silva, T. L. B., Neto, A. I. A., & Abreu, V. G. (2010). Influência da densidade de semeadura sobre características agronômicas na cultura da soja. Agrarian, 3(9), 175-181.

Nziguheba, G., & Bünemann, E. K. (2005). Organic phosphorus dynamics in tropical agroecosystems. Organic phosphorus in the environment, 243-268.

Ono, F. B., Montagna, J., Novelino, J. O., Serafim, M. E., Dallasta, D. C., & Garbiate, M. V. (2009). Eficiência agronômica de superfosfato triplo e fosfato natural de Arad em cultivos sucessivos de soja e milho. Ciência e Agrotecnologia, 33, 727-734.

Padilha, C. S. (2005). Uniformidade de aplicação de fertilizantes com diferentes características físicas.

Pavinato, P. S., & Ceretta, C. A. (2004). Fósforo e potássio na sucessão trigo/milho: épocas e formas de aplicação. Ciência Rural, 34, 1779-1784.

Peter, D. G., Vilar, C. C., Ushiwata, S. Y., & Rodrigues, O. L. (2016). Modos de aplicação de fertilizante formulado npk na cultura da soja em sistema de plantio direto. Global Science and Technology, 9(1).

Prado, R. M., Fernandes, F. M., & Roque, C. G. (2001). Resposta da cultura do milho a modos de aplicação e doses de fósforo, em adubação de manutenção. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 25, 83-90.

Resende, A. V. D., Furtini Neto, A. E., Alves, V. M. C., Muniz, J. A., Curi, N., Faquin, V., & Carneiro, L. F. (2006). Fontes e modos de aplicação de fósforo para o milho em solo cultivado da região do Cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 30, 453-466.

de Resende, A. V., Fontoura, S. M. V., Borghi, E., dos Santos, F. C., Kappes, C., Moreira, S. G., & Borin, A. L. D. C. (2016). Solos de fertilidade construída: características, funcionamento e manejo.

das Graças Rossi, N., Vilar, C. C., Ushiwata, S. Y., Reis, R. D. G. E., & Nabeiro, J. C. X. (2018). Influência do modo de aplicação de fertilizante fosfatado na produção de soja em sistema de plantio direto e convencional no cerrado. Global Science and Technology, 11(2).

Roy, E. D., Willig, E., Richards, P. D., Martinelli, L. A., Vazquez, F. F., Pegorini, L., & Porder, S. (2017). Soil phosphorus sorption capacity after three decades of intensive fertilization in Mato Grosso, Brazil. Agriculture, Ecosystems & Environment, 249, 206-214.

Sagata, E., Hamawaki, O. T., de Sousa, L. B., & Hamawaki, C. D. L. (2009). Desempenho agronômico das linhages de soja desenvolvidos pelo programa de melhoramento da UFU. Journal of Biosciences, 25(6), 112-120.

Sako, H. (2016). Fatores decisivos para se obter produtividade de soja acima de 4.200 kg/ha.

Santos, D. R. D., Gatiboni, L. C., & Kaminski, J. (2008). Fatores que afetam a disponibilidade do fósforo e o manejo da adubação fosfatada em solos sob sistema plantio direto. Ciência Rural, 38, 576-586.

Castro, P. R. D. C., Kluge, R. A., & Sestari, I. (2008). Manual de fisiologia vegetal: fisiologia de cultivos.

Sfredo, G. J., Borkert, C. M., Lantmann, A. F., Meyer, M. C., Mandarino, J. M. G., & de Oliveira, M. C. N. (1997). Molibdenio e cobalto na cultura da soja.

Silveira, P., Zimmermann, F. J. P., Silva, S. C. D., & Cunha, A. A. D. (2000). Amostragem e variabilidade espacial de características químicas de um Latossolo submetido a diferentes sistemas de preparo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 35, 2057-2064.

Soltangheisi, A., Rodrigues, M., Coelho, M. J. A., Gasperini, A. M., Sartor, L. R., & Pavinato, P. S. (2018). Changes in soil phosphorus lability promoted by phosphate sources and cover crops. Soil and Tillage Research, 179, 20-28.

Sousa, D. M. G., & Lobato, E. (2003). Adubação fosfatada em solos da região do Cerrado (Informações Agronômicas, 102). Piracicaba, SP: Potafos.

Souza, R. F. D., Faquin, V., Torres, P. R. F., & Baliza, D. P. (2006). Calagem e adubação orgânica: influência na adsorção de fósforo em solos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 30, 975-983.

Teixeira¹, R. B., Roque, C. G., & José, A. (2013). Formas de aplicação da adubação fosfatada na cultura da soja em semeadura direta.

Vance, C. P., Uhde‐Stone, C., & Allan, D. L. (2003). Phosphorus acquisition and use: critical adaptations by plants for securing a nonrenewable resource. New phytologist, 157(3), 423-447.

Vieira, R. C. B., Fontoura, S. M. V., Bayer, C., Moraes, R. P. D., & Carniel, E. (2015). Adubação fosfatada para alta produtividade de soja, milho e cereais de inverno cultivados em rotação em Latossolos em plantio direto no Centro-Sul do Paraná. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 39, 794-808.

Vilar, C. C., Costa, A. C. S. D., Hoepers, A., & Souza Junior, I. G. D. (2010). Capacidade máxima de adsorção de fósforo relacionada a formas de ferro e alumínio em solos subtropicais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 34, 1059-1068.

Withers, P. J., Rodrigues, M., Soltangheisi, A., De Carvalho, T. S., Guilherme, L. R., Benites, V. D. M., & Pavinato, P. S. (2018). Transitions to sustainable management of phosphorus in Brazilian agriculture. Scientific Reports, 8(1), 1-13.

Zucareli, C., Junior, E. U. R., de Oliveira, M. A., Cavariani, C., & Nakagawa, J. (2010). Índices biométricos e fisiológicos em feijoeiro sob diferentes doses de adubação fosfatada. Semina: Ciências Agrárias, 31(1), 1313-1323.

Oliveira Junior, A. D., Castro, C. D., Pereira, L. R., & Domingos, C. D. S. (2016). Estádios fenológicos e marcha de absorção de nutrientes da soja. Embrapa Soja-Fôlder/Folheto/Cartilha (INFOTECA-E).

Richetti, A. (2019). Viabilidade econômica da cultura da soja para a safra 2019/2020, na região centro-sul de Mato Grosso do Sul. EMBRAPA. Comunicado Técnico, 251.

Published

25/11/2022

How to Cite

CARVALHO, L. C. de .; MARTINS, W. S. .; MURAISHI, C. T. .; DOURADO, D. P. .; SANTOS, G. R. dos .; BARBACENA, D. R. .; ADAMS, G. S. .; SOUZA, M. P. de. Doses and methods of application of phosphate fertilizer in soybean culture in the cerrado region. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 15, p. e528111537502, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i15.37502. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/37502. Acesso em: 31 jan. 2023.

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences