The problem of evasion and failure of students in the regular degree course in Biological Sciences at Escola Normal Superior-UEA/ENS

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v12i1.39042

Keywords:

Evasion; Retention; Reprobation.

Abstract

In recent decades, graduation has become very accessible to the general population. During the process of intense demand for higher education courses, the number of students who dropped out, were in university retention and failed became alarming. Evasion, retention and failure can have several triggering causes, from financial problems, family problems, mental disorders, course curriculum, etc. There is an even more specific phenomenon to be discussed: evasion in undergraduate courses. The Pedagogical Project of the Degree in Biological Sciences states that since its implementation in 2006, it has trained 61 graduates in Biological Sciences out of a total of 227 who entered until 2009. Of this total, 65 are still active in the course completion phase , with pending issues in disciplines. Therefore, there is a significant dropout rate and university retention that is not problematized in the institution. Therefore, the following scientific problem to be investigated was launched: What factors lead students of the Licentiate Degree in Biological Sciences at Escola Normal Superior to drop out and fail? Therefore, a questionnaire was sent via e-mail to 200 students of the regular course of Licentiate in Biological Sciences at Escola Normal Superior (regulars and dropouts) in order to find out the reasons for dropping out of the course and failure. Of these, 112 responses were obtained. Data were processed within the parameters of qualitative research. As a result, there was a significant association between mental disorders and evasion/failure, as well as that there is an association between successive repetitions and evasion in the studied group.

References

Arroyo, M. G. (2017). Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. Editora Vozes Limitada.

Baggi, C. A. S. & Lopes, D. A. (2011). Evasão e avaliação institucional no ensino superior: uma discussão bibliográfica. Avaliação RAIES – Revista da Avaliação da Educação Superior. 16(2), 355374. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141440772011000200007.

Bardin, L. (2010). Análise de conteúdo. (4a ed.), Edições70.

Barlem, J. G. T., Lunardi, V. L., Bordignon, S. S., Barlem, E. L. D., Lunardi Filho, W. D., Silveira, R. S. D., & Zacarias, C. C. (2012). Opção e evasão de um curso de graduação em enfermagem: percepção de estudantes evadidos. Revista Gaúcha de Enfermagem, 33, 132-138.

Sase, S. (2014). Planejando a próxima década - Conhecendo as 20 Metas do PNE. Ministério da Educação. Brasilia, 63.

de Oliveira, V. W. N., & Carvalho, C. (2014). Evasão na licenciatura: estudo de caso. Revista Trilhas da História, 3(6), 97-112.

das Universidades, P. D. A. I., Especial, B. C., & Bordas, M. C. (1996). Diplomação, retenção e evasão nos cursos de graduação em instituições de ensino superior públicas: resumo do relatório apresentado a ADIFES, ABRUEM e SESU/MEC pela Comissão Especial. Avaliação: revista da Rede de Avaliação Institucional da Educação Superior. 1(2), 55-65.

Freire, P. (2014). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Editora Paz e terra.

Furlan, B., Tavares, A. P., & Gomes, C. H. (2018). Criação de estratégias para diminuição dos índices de evasão no curso de Geologia da Unipampa. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 10(1).

Gatti, B. A., Barretto, E. S. D. S., & André, M. E. D. D. A. (2011). Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. In Políticas docentes no Brasil: um estado da arte (pp. 295-295).

Gil, A. C. (2010). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2006. Gil, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa, 5.

Gilioli, R. D. S. P. (2016). Evasão em instituições federais de ensino superior no Brasil: expansão da rede, SISU e desafios. Brasília: Câmara dos Deputados, 49, 1-55.

Hotza, M. A. S. (2000). O abandono nos cursos de graduação da UFSC em 1997: a percepção dos alunos-abandono.

INEP (2015). Censo Escolar da Educação Superior. Brasília, DF. Ministério da Educação/Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Lamers, J. M. D. S., Santos, B. S. D., & Toassi, R. F. C. (2017). Retenção e evasão no ensino superior público: estudo de caso em um curso noturno de odontologia. Educação em Revista, 33.

Lima, E., & Machado, L. (2014). A evasão discente nos cursos de licenciatura da Universidade Federal de Minas Gerais. Educação Unisinos, 18(2), 121-129.

Melo, G. F., & Naves, M. L. D. P. (2017). Retenção e evasão: desafios para a gestão da educação superior.

de Souza Minayo, M. C., Deslandes, S. F., & Gomes, R. (2011). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Editora Vozes Limitada.

Neves, M. Y. R., & Silva, E. S. (2006). A dor e a delícia de ser (estar) professora: trabalho docente e saúde mental. Estudos e pesquisas em psicologia, 6(1), 63-75.

Oliveira, B. D. R, & Pedersen, J. R. (2018) Machismo e violência contra a mulher. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 9(10)..

Panúncio-Pinto, M. P., Alpes, M. F., & Colares, M. D. F. A. (2020). Situações de violência interpessoal/bullying na Universidade: recortes do cotidiano acadêmico de estudantes da área da saúde. Revista Brasileira de Educação Médica, 43, 537-546.

de Rezende Pinto, J. M. (2014). O que explica a falta de professores nas escolas brasileiras? Jornal de Políticas Educacionais, 8(15).

Rosa, C. D. M. (2013). A política de cotas na Universidade Federal De Goiás (UFGINCLUI): concepção, implantação e desafios.

de Medeiros Rosa, C. (2014). Limites da democratização da educação superior: entraves na permanência e a evasão na Universidade Federal de Goiás. Poíesis Pedagógica, 12(1), 240-257.

da Silva, T. M. (2017). O PIBID como uma política pública de formação docente: relatos de experiência. Educação e (Trans) formação, 2(2), 42-54.

Silva, F. I. C. D., Rodrigues, J. D. P., Brito, A. K. A., & França, N. M. D. (2012). Evasão escolar no curso de educação física da Universidade Federal do Piauí. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), 17, 391-404.

Soares, M. L. A., Sampaio, S. M. R. (2013). Reflexões acerca de ser um estudante trabalhador em uma universidade pública brasilera. Reflections about being a working student in a federal university of Brazil. In Congreso Universidad.

Souza, S. A. D., Reinert, J. N. (2010). Avaliação de um curso de ensino superior através da satisfação/insatisfação discente. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), 15, 159-176.

Teixeira, M. A. P., Dias, A. C. G., Wottrich, S. H., & Oliveira, A. M. (2008). Adaptação à universidade em jovens calouros. Psicologia escolar e educacional, 12, 185-202.

Yin, R. K. (2015). Estudo de Caso-: Planejamento e métodos. Bookman editora.

Zago, N., Paixão, L. P., & Pereira, T. I. (2016). Acesso e permanência no ensino superior: problematizando a evasão em uma nova universidade federal. Educação em Foco, 19(27), 145-169.

Published

02/01/2023

How to Cite

ALCANTARA , J. M. .; CABRAL, H. M. M. .; FERREIRA, R. G. da S. . The problem of evasion and failure of students in the regular degree course in Biological Sciences at Escola Normal Superior-UEA/ENS. Research, Society and Development, [S. l.], v. 12, n. 1, p. e9312139042, 2023. DOI: 10.33448/rsd-v12i1.39042. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/39042. Acesso em: 3 feb. 2023.

Issue

Section

Teaching and Education Sciences