Quality of life and common mental disorders in truck drivers

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v12i1.39257

Keywords:

Collection vehicles; Quality of life; Mental Disorder; Anthropometry.

Abstract

To evaluate the quality of life and common mental disorder in truck drivers who travel on highways in the Southwest of Paraná. This is a cross-sectional and quantitative field study with the participation of 70 truck drivers. For data collection, three questionnaires were used: the Short Form Health Survey, adapted to Portuguese, validated from the Medical Outcomes Study 36, the Self - Report Questionnaire, version 20, to assess the prevalence of common mental disorders and the instrument for sociodemographic and anthropometric assessment. The prevalence of 8 truck drivers with the possibility of common mental disorder was obtained. In relation to the domains of quality of life, increasing averages were obtained in the scores of general health status, followed by limitation due to physical aspects, limitation due to emotional aspects, domain of pain, vitality, mental health, social aspects and functional capacity. Quality of life was compromised in the domains of general status, limitation due to physical and emotional aspects, which may be related to the work style, which makes it difficult to carry out self-care activities and sociability with family and friends.

References

Arashiro, B. V.,Gonçalves, T. V., & Costa. F.G. (2022). A importância do modal rodoviário de carga na economia brasileira 2010-2019. [S.l.: S.N].

Azevedo, B. D. S., Nery, A. A., & Cardoso, J. P. (2017). Estresse ocupacional e insatisfação com a qualidade de vida no trabalho da enfermagem. Texto contexto – enferm. Florianópolis, 26(1) [S.I].

Batista, A. M. F., Ribeiro, R. C. L., Barbosa, K. B. F., & F, A. A. (2021). Condições de trabalho de caminhoneiros: percepções sobre a saúde e autocuidado. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 2(31), e310206.

Brasil. (2014). Guia alimentar para a população brasileira. Brasília: MS.

Brasil. (2004). Ministério da Saúde. Vigilância Alimentar e Nutricional- SISVAN. Orientações básicas para a coleta, o processamento e análise de dados e a informação em serviços de saúde. Série A. Normas e manuais técnicos. Brasília.

Biliu, K. S., Vera, I., Lucchese, R., de Paula, N. I., Fernandes, I. L., & Silva, G. C. (2021). Descrição do comportamento suicida entre caminhoneiros que trafegam a BR 050 entre Minas Gerais-Goiás. Brazilian Journal of Development, 7(4), 36044-36053.

Boeijinga, A., Hoeken, H., & Sanders. J., 2016. Promoção da Saúde no Ambiente de Transporte por Caminhão: Entendendo o Caminho dos Caminhoneiros Holandeses para Mudanças no Estilo de Vida Saudável. Revista Trabalho, 2(55) 385- 97.

Carvalho, M. R., & de Oliveira Shuengue, C. M. L. (2019). Avaliação da qualidade de sono em motoristas de caminhão que trafegam pela br 262. Anais do Seminário Científico do UNIFACIG, (4) [S.I].

Cavagioni, L. C. C., Pierin, A. M. G., Bianchi, E. R. F., & Costa, A. L. S. C. (2009). Agravos à saúde, hipertensão arterial e predisposição ao estresse em motoristas de caminhão. Revista da Escola de Enfermagem da USP. (43). 1267-1271

Costa, P. F., & Cerqueira-Santos, E. (2018). Fatores associados ao uso de preservativo e relações com prostitutas entre caminhoneiros do Brasil. Psic., Saúde & Doenças.[Internet], 12(3): 601-610, e2176-9206.

da Silva Souza, A., Pereira, N. M., Melo, M. A., Figueiredo, V. N., Junqueira, M. A. B., & Magnabosco, P. (2022). Características laborais associadas a pressão arterial elevada entre caminhoneiros. Revista de Enfermagem e Atenção à Saúde, 11(1).

de Figueiredo Júnior, A. M., Galvão, M. M., & Souza, J. P. (2019). Percepções da dor: diagnóstico de enfermagem em pacientes infartados. Revista Eletronica Acervo Saúde, (21), e547-e547.

Evangelista de Araújo, T. M., Ferreira Martins, G. B., de Carvalho Leal, M. S., da Silva Souza, A. T., Sousa, A. S., & dos Santos Freire, V. (2015). Prevalência da hipertensão arterial sistólica entre caminhoneiros que trafegam pela cidade de teresina. SANARE - Revista de Políticas Públicas, 14(1). Recuperado de https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/606.

Felício, H. A., Nardi, S. M. T., Paula, P. M. S., Pedro, H. S. P., & Paschoal, V. D. A. (2021). Qualidade de vida e condições ergonômicas em trabalhadores de um laboratório de saúde pública. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, 34 [S.I].

Fonseca, J. G., Viana, G. M., Souza, J. E. M., & Rossi-Barbosa, L. A. R. (2019). Fatores associados ao uso de anfetaminas entre caminhoneiros. Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde, 8(1), 116-125. Https://doi.org/10.33362/ries.v8i1.1474

Hino, P., Francisco, T. R., Onofre, P. S. de C., Santos, J. O., & Takahashi, R. F. (2017). Análise dos cuidados à saúde de caminhoneiros. Revista de Enfermagem UFPE on line, 4741-4748. doi:10.5205/1981-8963-v11i11a231217p4741-4748-201.

IBGE. (2021). Cidades e estados. https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pr/francisco-beltrao.html.

Jardim, M. G. L., Castro, T. S., Ferreira, R., & Carla, F. (2020). Sintomatologia depressiva, estresse e ansiedade em universitários. Psico-USF. 4(25), 645-657.

Junior, G. A., Melo, H. C. S., Mendes, D. F., Silva, L. de A. M. e, Oliveira, R. F. dos S., & Gaya, C. de M. (2016). O uso de drogas por motoristas caminhoneiros e o comportamento de risco nas estradas. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, 6(4), 158-162. https://doi.org/10.17058/reci.v6i4.7968

Kauffmann, A. V. C., Fransosi, C. R., Kneip, E. L. T. P., Pilatti, F., Neves, S. T. R., & Penha, M. M. (2022). Saúde mental de caminhoneiros brasileiros no contexto da pandemia de Covid-19. TCC-Psicologia. [S.l.: S.N]

Kawamoto Jr, L., Santos, N., & Cardoso, H. (2017). Condições de trabalho dos caminhoneiros. Diálogos Interdisciplinares, 6(2), 136-144. https://revistas.brazcubas.br/index.php/dialogos/article/view/339

Koupak, F., Lentsck, M. H., Bahls de Souza, P., Trincaus, M. R., & Oliveira Moura, D. R. de . (2021). Internações hospitalares por trauma em uma Unidade de Terapia do Paraná. Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem, 11(36), 564–574. https://doi.org/10.24276/rrecien2021.11.36.564-574

Loureiro, L. H., Silva, I. C. M., Cavaliere, M., Sant’anna, E., Novaes, M. R., & Andrighi, T. A. C. (2020). Saúde nas estradas: estratégia para investigar a síndrome metabólica em caminhoneiros. Research, Society and Development, 9(8), e928986333. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i8.6333

Martinez, B.Y.L., Junior, I. C. T., Montalvão, J. R., Potenciano, N. L. B. C., & Leite, R. S. (2019). Análise do perfil e do consumo de drogas por caminhoneiros durante a renovação da carteira nacional de habilitação, em um laboratório de Anápolis–Goiás. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) - Centro Universitário de Anápolis - UniEvangélica http://repositorio.aee.edu.br/jspui/handle/aee/1371.

Moraes, T. D., Cunha, K. R., & Andrade, A. L. (2019). Percepção de caminhoneiros sobre fatores associados à ocorrência de acidentes de trabalho. Revista de Psicología, 28(1), 1-14. http://dx.doi.org/10.5354/0719-0581.2019.53953

Moreira, J. S. (2020). O trabalho do caminhoneiro: entre a malha rodoviária e a saúde mental. Trabalho de Conclusão de Curso (Mestrado em Psicologia) - Universidade Estadual da Paraíba.

Oliveira, M. E. T., & Carlotto, M. S. (2020). Fatores associados a transtornos mentais comuns em caminhoneiros. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0102.3772e3653.

Otto V. O., Brandão V. L., Alves A. F., Silva L. M., & D’Alessandro W. B. (2017). Associação entre índice de massa corporal e circunferência da cintura com pressão arterial elevada em caminhoneiros. Revista Cereus, 9(1), 163-177. Recuperado de http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/1295.

Passos, J. F., de Lima Czarniak, I., da Cruz, J. P. M., Lemes, A. G., do Nascimento, V. F., & da Rocha, E. M. (2019). Saúde Do Homem: O Conhecimento Dos Caminhoneiros Sobre O Câncer De Pênis. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, 10(2), 107-119.

Pereira, A., & Veiga de Souza, F. (2017). Avaliação do uso de anfetamínicos entre caminhoneiros de longa distância. Polêmica, 17(4), 016-029.

Pereira, E. S., & Borges, I. S. (2011). Análise da percepção geral de saúde e da qualidade de vida de idosos praticantes de hidroginástica a partir do instrumento sf-36. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, 5(27), 278-284. ISSN 1981-9900.

Pereira, N. M., Araújo, L. B. de Bertussi, V. C., Carrijo, G. T., & Junqueira, M. A. de B. (2022). Associação entre doenças cardiometabólicas autorreferidas, violência e uso de drogas em caminhoneiros. Revista de Enfermagem da UFSM, 12, e10. https://doi.org/10.5902/2179769266858

Pereira, A. S., Shitsuka D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka R. (2018). Pereira A. S. et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [free e-book]. Santa Maria/RS. Ed. UAB/NTE/UFSM. https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/358/2019/02/Metodologia-da-Pesquisa-Cientifica_final.pdf

Pinto, A. H., Lange, C., Pastore, C.A., Llano, P. M. P., Castro, D. P., & Santos, F., (2016). Capacidade funcional para atividades da vida diária de idosos da Estratégia de Saúde da Família da zona rural. Ciência & Saúde Coletiva [online], 21 (11), 3545-3555. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-812320152111.22182015.

Pinto, L. L., Weinhardt, P. M., Favero, G. M., & Ditterich, R. G. (2021). Percepção dos caminhoneiros sobre a pandemia: um diagnóstico realizado em uma ação de extensão no enfrentamento do covid-19. Extramuros-Revista de Extensão da Univasf, 9(1).

Ribeiro, I. B. S., Correa, M. M., Oliveira, G., & Cade, N. V. (2020). Transtorno mental comum e condição socioeconômica em adolescentes do Erica. Revista de Saúde Pública, 54 (4). https://doi.org/10.11606/S1518-8787.2020054001197

Rodrigues, L. F. S., Avelar, G. G., Toledo, J. O., Camargos, E. F., & Nóbrega, O. T. (2018). Perfil de sono, variáveis clínicas e jornada de trabalho de caminhoneiros idosos e de meia-idade em rodovias. Geriatrics, Gerontology & Aging, 12(2), 96-101.

Santos, E. K. M., Souza, V. P., Correio, I. A. G., & Correio, E. B. S., (2018). Autocuidado de usuários com diabetes mellitus: perfil sociodemográfico, clínico e terapêutico. Rev Pesq Cuid Fundam. 10(3), 720-728.

Silva, A. F. O., Dias, E. E. C., & S. R. L. A. S. (2022). Qualidade de vida: Uma reflexão sobre a cidade de São Paulo. Revista Saúde e Meio Ambiente, 1 (14), 01-15.

Silva, C. A., Caitano, N. M. B., & Junior, P. J. M. (2017). Estudo sobre a necessidade do cuidado farmacêutico aos pacientes caminhoneiros do norte de minas. Revista Bionorte. 1 (6).

Silva, G. B. E., & Venâncio, J. C. (2017). Uso de drogas e qualidade de vida de caminhoneiros que trafegam em rodovias próximas à Anápolis-Goiás. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) – UniEvangélica, 2017.

Silva, M. S., Assumpção, L. O. T., & Neves, R. L. R. 2012. Avaliação da qualidade de vida e saúde de caminhoneiros de Gurupi – TO. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, 11 (35).

Silva, R. A., Andrade, A. L. M., Guimarães, L. A. M., Souza, J. C. R. P., & Messias, J. C. C. (2019). A percepção de caminhoneiros sobre o uso de substâncias psicoativas no trabalho: um estudo etnográfico. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas, 15(4), 1-8.

Souza A. T. S., da Silva Sousa A., Severo, A. F. P., Pereira A. Cindy, H. S. V., Delmo, C. A. D., & Freitas, F. R. N. (2020). Perfil glicêmico de caminhoneiros que trafegam por uma capital do Nordeste brasileiro. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 12(6), e3550. https://doi.org/10.25248/reas.e3550.2020.

Souza, É. K. M. D. (2018). Avaliação da qualidade de vida e prevalência de fatores de risco cardiovasculares modificáveis em caminhoneiros ante rota nos estados do nordeste brasileiro. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Farmácia) - Universidade Federal de Campina Grande, Centro de Educação e Saúde, Unidade Acadêmica de Saúde.

Souza, L. P., Fonseca, H. L. A., da Silva Miranda, A. E., de Souza, A. G., da Silva, J. R., & Pimenta, A. M. (2020). Ingestão de bebidas alcoólicas e excesso de peso em adultos brasileiros: revisão sistemática da literatura. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 18(1), 33-52.

Taube, M. E., & Carlotto, M. S. (2018). Diferenças de percepção de estressores de acordo com o tipo de rota no trabalho de caminhoneiros. Aletheia, 51(1 e 2).

Tostes, M. V., Albuquerque, G. S. C. Silva, M. J. S., & Petterle, R. R. (2018). Sofrimento mental de professores do ensino público. Saúde em Debate, 42 (116), 87-99. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-1104201811607.

WHO. 1998. World Health Organization. Obesity: Preventing and managing the global epidemic – Report of a WHO consultation on obesity. Geneva.

Published

01/01/2023

How to Cite

CAMINI, G.; BOLIGON, R. .; CAVALHEIRI, J. C. . Quality of life and common mental disorders in truck drivers. Research, Society and Development, [S. l.], v. 12, n. 1, p. e3712139257, 2023. DOI: 10.33448/rsd-v12i1.39257. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/39257. Acesso em: 3 feb. 2023.

Issue

Section

Health Sciences