Puppets theater as alternative resources for teaching bats

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v12i4.40879

Keywords:

Environmental education; Playful teaching; Teaching resource.

Abstract

O teatro de fantoches é um recurso didático alternativo para o desenvolvimento de atividades voltadas para a Educação Ambiental, com o intuito de facilitar o ensino e a aprendizagem dos estudantes, dinamizar as aulas e desmistificar aspectos incoerentes. Nesta pesquisa, tem uma abordagem qualitativa e caracterizada como participante. Utilizamos uma peça teatral para ensinar aos estudantes conteúdos de Biologia, como a importância dos morcegos e mais informações sobre esses animais, de maneira descontraída, e desconstruir as percepções negativas que têm sobre. Participaram do evento estudantes de escolas públicas e privadas, com faixa etária entre três e doze anos. As apresentações teatrais ocorreram em escolas e no auditório do Parque Estadual de Dois Irmãos, com duração de 40 minutos, e foram conduzidas levando em consideração a faixa etária e as interações (perguntas) do público. Quando a apresentação da peça terminava, os estudantes eram incentivados a fazer desenhos sobre os morcegos. Para coletar as informações, utilizamos três métodos: anotações das percepções dos estudantes no caderno de bordo antes e durante o teatro de fantoches; análise dos desenhos produzidos e análise das frases produzidas nos materiais. Para analisar os dados, utilizamos a observação e a metodologia do discurso do sujeito coletivo e a análise imagética dos desenhos produzidos. Com o decorrer da intervenção, constatamos que os estudantes mudaram sua percepção negativa que tinham sobre esses animais para uma positiva e reconstruíram conceitos prévios distorcidos. Dos 88 materiais analisados, 73 representaram os morcegos de forma positiva, por meio de desenhos ou de informações escritas. Os resultados da pesquisa indicaram que o teatro de fantoches é um recurso didático viável e eficaz para os educandos aprenderem o conteúdo ‘morcegos’ na Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental.

References

Alencar, R. F., Pereira, M. E. D., Aguiar, A. A. & Fonseca, M. (2015). Modalidades didáticas diferenciadas como alternativas pedagógicas ao tradicional ensino de Biologia. Anais… XIII Congresso Internacional de Tecnologia na Educação.

Almeida, M. F., Rosa, A. R., Sodré, M. M., Martorelli, L. F. A. & Netto, J. T. (2015). Fauna de morcegos (Mammalia, Chiroptera) e a ocorrência de vírus da raiva na cidade de São Paulo, Brasil. Veterinária e Zootecnia, 22(1), 89-100.

ASM Mammal Diversity Database. (2021) Disponível em: < https://www.mammaldiversity.org/about.html>. Acesso em: 14 de dezembro de 2021. [RM1]

Aringhieri, L. F. A. & Silva, F. A. R. (2017). Teatro de Fantoches: uma apresentação lúdica de Física Moderna em Escolas do Ensino Fundamental. Scientia Plena, Marabá, 13(1).

Avellar, M. B. C. & Barros, M. D. M. (2020). Percepção do Grupo dos morcegos por alunos do Ensino Médio de uma Escola Pública Estadual. Pedagogia em Foco, 15(13), 170- 184.

Barreiro, M. J., & Ortêncio Filho, H. (2016). Análise de livros didáticos sobre o tema "morcegos". Revista Ciência & Educação. Bauru, 22(3), 671-688.

Batista, N. L., Arruda, R. C., Simões, M. V., Bassan, L. & Leite, M. P. (2019). Uso do teatro de fantoches sobre as regiões brasileiras nas aulas de geografia do ensino fundamental: uma experiência do pibid/geografia/ufsm 2018. Revista Ensino de Geografia (Recife), 2(1), 129-139.: https://doi.org/10.38187/regeo2019.v2n1id240475

Bendia, M. J. F., Oliveira, V. S., Brinati, A. & Oliveira, L. S. (2018). Percepções de estudantes do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental em duas Escolas Públicas de Espera Feliz, MG. Sobre os morcegos (Chiroptera, Mammalia). In: Encontro Virtual de Documentação em Software Livre e Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia Online, Universidade do Estado de Minas Gerais, 7(1).

Bernard, E., Aguiar, L. M. S., Brito, D., Cruz-Neto, A. P., Gregorin, R., Machado, R. B., Oprea, M., Paglia, A. P & Tavares, V. C. (2012). Uma análise de horizontes sobre a conservação de morcegos no Brasil. Mamíferos do Brasil: genética, sistemática, ecologia e conservação, 2, 19-35.

Boldrini, D., Barbosa, L. T., & Boldrini, T. (2019). A importância do ensino contextualizado no processo de aprendizagem. Revista Mundo Acadêmico, 10(15).

Marteleto, R. M. & Pimenta, R. M. (2017). Pierre Bourdieu e a produção social da cultura, do conhecimento e da informação. Rio de Janeiro: Garamond.

Brasileiro, L. A. M. (2019). A mesma pressão, diferentes reações: serviços ecossistêmicos realizados por morcegos sob risco no Brasil. Trabalho de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ecologia – Universidade de Brasília.

Câmara, V. O. F., Crispim, M. C. B., & Furtado, G. D. (2017). Teatro de bonecos e meio ambiente: integrando Ciência e Arte. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), 12(5), 73-83. Retrieve from: https://periodicos.unifesp.br/index.php/revbea/article/view/2452

Caparros, E. M., & Magalhães Júnior, C. A. O. (2015) A representação social sobre morcegos apresentada pela mídia brasileira. Revista Contexto & Educação, 30(97), 94-116. Retrieve from: https://revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/5065

Ciprandi, A., Horn, F., & Termignoni, C. (2003). Saliva de animais hematófagos: fonte de novos anticoagulantes. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia. 25(4), 250-262.

Costa, C. C. A, & Oliveira, F. L. (2013). Polinização: serviços ecossistêmicos e o seu uso na agricultura. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 8(3), 1.

Costa, E. S. & Sampaio, I. C. G. (2018). Utilização dos recursos didáticos no ensino de Ciências e Biologia na rede pública da zona urbana de Humaitá/AM. Revista Ensino de Ciências e Humanidades-Cidadania, Diversidade e Bem-Estar-RECH, 3(2), 153-162.

Costa, L. F. X. (2018). Caracterização de enterococcus sp. provenientes de amostras de fezes de morcegos Tadarida brasiliensis. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e Ambiente, Porto Alegre – RS.

Cuba, M. A. (2010). Educação ambiental nas escolas. Educação, Cultura, Comunicação, 1(2), 23-31.

Duré, R. C., Andrade, M. J. D. & Abílio, F. J. P. (2018). Ensino de Biologia e contextualização do conteúdo: quais temas o aluno de ensino médio relaciona com o seu cotidiano? Experiências em ensino de Ciências, 13(1), 259-272.

Drummond, S. M. (2004). Morcegos – Verdade e mitos: uma análise acerca do conhecimento sobre os morcegos na sociedade: folclore, ciência e cultura. 2004. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Ciências Biológicas) – Departamento de Ciência Naturais da Universidade do Estado do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, Bahia, 101.

Freitas, F. S., & Brandão, G. O. (2013). Elaboração de uma cartilha sobre a importância ecológica e econômica dos morcegos. 23 f. Centro Universitário de Brasília.

Garcia, Q. S., Rezende, J. L. P. & Aguiar, L. M. S. (2000) Seed dispersal by bats in a disturbed área of southeastem Brasil. Revista de Biologia Tropical, Costa Rica, 1(48), 125- 128.

Goodwin, G. G. & Greenhall, A. M. (1961). A review of bats of Trinidad and Tobago: descriptions, rabies infection and ecology. Bulletin of the American museum of natural history, 122(3), 187- 302.

Guedes, J. C. S. (2006). Educação ambiental nas escolas de ensino fundamental: estudo de caso. Garanhuns: Ed. do autor, 83, 3322 – 3322.

Guimarães, M. (1995). A dimensão ambiental na educação. (5a ed.), Papirus.

Jesus, T. S., & Mancini, M. C. S. (2015). Licenciatura em Ciências Biológicas e o 9º ano: uso de recursos alternativos como facilitadores no ensino de Química. Encontro Internacional de Formação de Professores e Fórum Permanente de Inovação Educacional, 8(1).

Lamim-Guedes, V., & Costa, L. M. (2018). Morcegos: Além dos Mitos. Na Raiz.

Laurindo, R. S. & Novaes, R. L. M. (2015). Desmitificando os morcegos. Monte Belo: ISMECN.

Lefevre, F, Lefevre, A. M. C. & Marques, M. C.C. (2003). O discurso do sujeito coletivo. Um novo enfoque em pesquisa qualitativa. Desdobramentos. Caxias do Sul, Interface - Comunic, Saúde Educs, 1193 – 1204.

Lindozo, C. I. S. (2018). Uso de estratégias didáticas no ensino fundamental para a desmistificação dos morcegos. Trabalho de conclusão de curso. Universidade Federal de Pernambuco.

Ligo, A. B., & Giona, R. M. (2019). Percepções de estudantes do 6º ano do ensino fundamental sobre os morcegos (Mammalia, Chiroptera) em Leme (SP). Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), 14(3), 168-184. https://periodicos.unifesp.br/index.php/revbea/article/view/9363

Lima, J. M. (2016). Ensino de ecologia: uma proposta dialógica sobre conservação de morcegos com estudantes do ensino fundamental. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) -Universidade de Brasília, Brasília.

Lopes, R. C. S. (2011). Relação professor aluno e o processo ensino-aprendizagem. Obtido a, 9(1), 1-28.

Maffi, C., Prediger, T. L., Rocha Filho, J. B. & Ramos, M. G. (2019). Contextualização na aprendizagem: percepções de docentes de Ciências e Matemática. Revista Conhecimento Online (2), 75-92.

Marietto, M. L. (2016) Participant and non-participant observation: theoretical contextualization and guide suggestion for methods application. Iberoamerican Journal of Strategic management, 17(4), 05-18.

Marques, M. A., Ortêncio Filho, H., & Magalhães Júnior, C. A. O. (2011). Percepção dos agricultores acerca da importância dos morcegos na manutenção da mata ciliar. Revista Eletrônica Mestrado Educação Ambiental, Rio Grande do Sul, (26), 113-124. https://doi.org/10.14295/remea.v26i0.3350

Moreira, M. A. (2011). Metodologia de pesquisa. Editora Livraria da Física.

Medina, M. & Braga, M. (2010). O teatro como ferramenta de aprendizagem da Física e de problematização da natureza da Ciência. Caderno Brasileiro de Ensino de Física. Florianópolis- SC. 27(2), 313 – 333.

Mikich, S. B., Bianconi, G. V., Parolin, L. C, & Almeida, A. (2015). Serviços ambientais prestados por morcegos frugívoros na recuperação de áreas degradadas. Embrapa Florestas-Capítulo em livro científico (ALICE), 248 - 256.

Miranda, J. L., Elias, R. C., Faria, R. M., Silva, V. L. & Felício, W. A. S. (2009). Teatro e a escola: funções, importâncias e práticas. Revista CEPPG, Catalão (GO), 20(1), 172-81.

Nicola, J. A. & Paniz, C. M. (2016). A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no ensino de Biologia. Infor, Inov. Form., Rev. NEaD-Unesp, São Paulo, 2(1), 355- 381.

Oliveira, A. A. R., Granja, M. A. N. A., Peixoto, J. C. & Carneiro, M. R. B. (2013). Teatro de fantoches no ensino de Ciências para compreensão de higiene pessoal no ensino fundamental na Escola Municipal João Luiz de Oliveira. Anápolis, Goiás.

Oliveira, M. M. (2011) Círculo hermenêutico-dialético como sequência didática interativa. interfaces brasil/canadá, Revista brasileira de estudos canadenses. v. 11.

Pais, L. C. (2000). Uma análise do significado da utilização de recursos didáticos no ensino da Geometria. Reunião da ANPED, 23, 02-16.

Pedrini, A., Costa, E. A., & Ghilardi, N. (2010). Percepção ambiental de crianças e pré-adolescentes em vulnerabilidade social para projetos de educação ambiental. Ciência & Educação (Bauru), 16, 163-179.

Pinheiro, D. K. (2006). Palestra proferida aos alunos da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, Educação ambiental.

Queiroz, A. C. M. & Silva, L. A. M. (2015). Análise das informações sobre morcegos em livros didáticos do ensino médio em escolas públicas estaduais de Vitória de Santo Antão -pe. In: Congresso de Iniciação Científica - CONIC, 13, 2015, Recife. Anais [...] Recife: UFPE.

Ranucci, L., Janke, L., Aguiar, E. S., Ortêncio Filho, H. & Magalhães Júnior, C. A. O. (2014). Concepção de estudantes sobre a importância dos morcegos no ambiente. UNOPAR Cient., Ciênc. Human. Educ., 15(1), 5-10.

Reis, N. R. (1982). Sobre a conservação dos morcegos. Semina: Ciências Sociais e Humanas, 3(10), 107-109.

Reis, N. R., Lima, I. P. & Perachi, A. L. (2002). Morcegos (Chiroptera) da área urbana de Londrina - Paraná -Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, 19(3), 739-746.

Reis, N. R., Peracchi, A. L., Pedro, W. A. & Lima, I. P. (2007). Morcegos do Brasil. Londrina, 253.

Reverbel, O. (1996). Jogos teatrais na escola. São Paulo: Scipione.

Ribeiro, N. C. G. & Magalhães Júnior, C. A. O. (2015). Crianças e adultos no museu: suas concepções sobre morcegos. UNOPAR cient., Ciên. Human. Educ., Londrina, 16(4), 263- 268.

Santana, D. R, Souza, N. L. G. & Silva, L. A. M. (2020). Uma proposta para construção de tirinha para o ensino de Zoologia: da idealização e elaboração. Revista Ciências & Ideias, 11(1), 298-322.

Santos, C. P. A. (2007). Educação Ambiental – um estudo de caso no município de Vitória da Conquista – BA. Dissertação. Ilhéus: Universidade Estadual de Santa Cruz.

Santos, M. R. (2020). Percepção ambiental de estudantes do ensino fundamental sobre a caatinga. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE.

Silva, D. C., Silva, R. M., Barbosa, B. C. S., & Silva, L. A. M. (2022). Registro de morte acidental de morcego (Mammalia: Chiroptera) em cerca de arame farpado. Research, Society and Development, 11(4), e10911427166. https://doi.org/10.33448/rsd-v11i4.27166

Silva, L. J., Souza Neto, L. G. & Silva, L. A. M. (2021). Interações entre os morcegos e as plantas: proposta de uma história em quadrinhos para fins de divulgação científica. Revista Ciências & Ideias,12(2), 236-255.

Silva, L. A. M., Silva, R. M., Santos, J. L., Machado, J. L. M., Santana, M. A. B., Oliveira, A. L., Silva, E. J. & Silva, J. C. S. (2021). Registro de espoliação em humano pelo morcego vampiro de asas brancas Diaemus youngi (Jentink, 1893) (Chiroptera: Desmodontinae). Research, Society and Development, 10(12). 10.33448/rsd-v10i12.20411

Silva, C. M & Silva, L. A. M. (2020). Morcegos e o ensino de Ciências: a percepção dos professores e a aplicação em sala de aula. Revista Insignare Scientia-RIS, 3(5), 77-97.

Silva, E. M. V. G., Da Silva, R. R., Da Silva Filho, T. P., De Oliveira, P. J. A., Da Cunha, M. T. S., De Oliveira, J. D. C. T., & Silva, L. A. M. (2018). Morcegos: amigos ou vilões? A percepção dos estudantes sobre morcegos. Educação Ambiental em ação, 11(43).

Silva, E. M. V. G., Silva, R. R., Silva Filho, T. P., Oliveira, P. J. A., Cunha, M. T. S., Oliveira, J. D. C. T. & Silva, L. A. M. (2013) Morcegos: amigos ou vilões? – A percepção dos estudantes sobre morcegos. Educação Ambiental em Ação, 11(43).

Silva, G. R. & Parolin, L. C. (2018). Sensibilização de estudantes do ensino médio sobre a importância ecológica dos morcegos. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), 13(1). 43-60.

Sipinski, E. A. B. & Reis, N. R. (1995). Dados ecológicos dos quirópteros da reserva de Volta Velha, Itapoá, Santa Catarina, Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, 3(12), 519- 528.

Uieda, W. História natural dos morcegos hematófagos no Brasil. Armazém Digital, p. 179 – 198, 2008.

Published

23/03/2023

How to Cite

SILVA, R. M. da; SILVA, D. C. da .; SILVA, C. M. da .; SILVA, L. A. M. da . Puppets theater as alternative resources for teaching bats. Research, Society and Development, [S. l.], v. 12, n. 4, p. e2512440879, 2023. DOI: 10.33448/rsd-v12i4.40879. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/40879. Acesso em: 6 jun. 2023.

Issue

Section

Teaching and Education Sciences