Women's perception of the climacteric and menopause

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v13i3.45281

Keywords:

Menopause; Pre-menopause; Post-menopause; Climacteric.

Abstract

According to the World Health Organization (WHO), the transition period between the reproductive and non-reproductive phase is demarcated as climacteric, being a phase in a woman's life and corresponding to a physiological process. Menopause, on the other hand, corresponds to the last menstruation, only recognized after 12 consecutive months of amenorrhea, occurring between 45 and 55 years of age. At this stage of life, there is a reduction in hormones, mainly estrogen, a sexual hormone synthesized by the ovaries with the function of developing female characteristics, such as breast growth, and has a fundamental role in the menstrual cycle, bone health and reproduction. That said, during menopause, it is common for signs and symptoms resulting from this physiological change to appear, with the most common clinical and psycho-emotional findings being: vaginal atrophy and dryness, dyspareunia, urinary urgency, insomnia, hot flashes, stress, irritability, depression and reduced libido. . However, much is still questioned in the literature about how each patient experiences this process, their perception of these symptoms and sudden mood changes and, most importantly, how they perceive themselves in this environment. Therefore, the study's general objective is to understand the perception, challenges and clinical complaints of women regarding the experience of climacteric and menopause. A literature review was carried out, and it was found that women with low education have more difficulty understanding this phase of their life. Furthermore, it was observed that all women present complaints, however, some with greater intensity than others.

References

Alcântara, L. L. D., Nascimento, L. C. D., & Oliveira, V. A. D. C. (2020). Conocimiento de las mujeres y de los hombres referenteal climateral y menopausa. Enferm Foco, 11(1), 44-49.

Alfradique, M. E., Bonolo, P. D. F., Dourado, I., Lima-Costa, M. F., Macinko, J., Mendonça, C. S., ... & Turci, M. A. (2009). Ambulatory care sensitive hospitalizations: elaboration of Brazilian list as a tool for measuring health system performance (Project ICSAP-Brazil). Cadernos de saude publica, 25, 1337-1349.

Appolinário, J. C., Meirelles, R. M., Coutinho, W., & Póvoa, L. C. (2001). Associação entre traços de personalidade e sintomas depressivos em mulheres com síndrome do climatério. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, 45, 383-389.

Araújo, R. V., Fernandes, A. F. C., Nery, I. S., Cunha, K. J. B., & Igor, B. (2021). A percepção de mulheres sobre o climatério: Reflexões sobre o uso das tecnologias e as boas práticas em saúde.

Baleeiro, C. G. B., da Mota Gomes, D., dos Reis Alves, C., Barbosa, G. P., Souza, M. S., & Teles, M. A. B. (2019). Percepção das mulheres cadastradas em uma estratégia saúde da família acerca do climatério. Revista Uningá, 56(S2), 100-106.

Barroso, B. M. A., Reiners, A. A. O., Falcão, V. R. A. L., Azevedo, R. C. D. S., Agulho, D. L. Z., Mazza, T. R., & Lima, A. C. M. D. S. (2023). Fatores associados à autoavaliação da saúde negativa de mulheres de meia-idade. Texto & Contexto-Enfermagem, 32, e20220212.

Brazil. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. (2004). Política nacional de atenção integral à saúde da mulher: princípios e diretrizes. Editora MS.

Brazil. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. (2011). Política nacional de atenção integral à saúde da mulher: princípios e diretrizes. Editora MS.

Brizola, J., & Fantin, N. (2016). Revisão da literatura e revisão sistemática da literatura. Revista de Educação do Vale do Arinos-RELVA, 3(2).

Curta, J. C., & Weissheimer, A. M. (2020). Percepções e sentimentos sobre as alterações corporais de mulheres climatéricas. Revista gaúcha de enfermagem, 41.

Da Silva, I. M., dos Santos, A. M. P. V., Burg, M. R., & Martins, M. I. M. (2022). A percepção de mulheres a respeito dos sinais e sintomas do climatério/menopausa e a sua relação com a qualidade de vida. Research, Society and Development, 11(4), e38811427374-e38811427374.

De Almeida Rocha, B. M., Pereira, M. D. S. V., & Carneiro, J. Q. (2018). Terapias complementares: fitoterapia como opção terapêutica no climatério e menopausa. Revista De ciências da saúde nova esperança, 16(1), 16-25.

De Melo Novais, J., de Souza, T. R., & Maciel, R. R. B. T. (2016). Os efeitos da yoga nos sinais e sintomas da menopausa. Revista Ciência (In) Cena, 1(3).

De Souza, J. P., Rodrigues, S. M., de Souza, G. P., de Lima Pinto, R., & Viana, K. E. (2022). A percepção da mulher sobre o período do climatério e menopausa. Research, Society and Development, 11(17), e222111739225-e222111739225.

DeSalvo, K. B., Bloser, N., Reynolds, K., He, J., & Muntner, P. (2006). Mortality prediction with a single general self-rated health question: a meta-analysis. Journal of general internal medicine, 21, 267-275.

Dos Santos Zanotelli, S., Ressel, L. B., Borges, Z. N., Junges, C. F., & Sanfelice, C. (2012). Vivências de mulheres acerca do climatério em uma unidade de saúde da família. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, 4(1), 2800-2811.

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. (2004). Climatério: manual de orientação. São Paulo: Febrasgo.

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. (2010). Climatério: manual de orientação. São Paulo: Febrasgo.

Ferreira, V. N., Chinelato, R. S. D. C., Castro, M. R., & Ferreira, M. E. C. (2013). Menopausa: marco biopsicossocial do envelhecimento feminino. Psicologia & Sociedade, 25, 410-419.

Figueredo, R. C., dos Santos, R. F., Luz, T. S., Silva, L. S., de Jesus Batista, M. H., Silva, R. S., & Rocha, M. A. (2021). Percepção da mulher no climatério: uma análise bibliográfica. Multidebates, 5(2), 38-45.

Freitas, E. R., Barbosa, A. J. G., de Andrade Reis, G., Ramada, R. F., Moreira, L. C., Gomes, L. B., ... & da Silva Teixeira, J. M. (2016). Educação em saúde para mulheres no climatério: impactos na qualidade de vida. Reprodução & Climatério, 31(1), 37-43.

Galvão, L. L. L. F., Farias, M. C. S., Azevedo, P. R. M. D., Vilar, M. J. P., & Azevedo, G. D. D. (2007). Prevalence of mental disorders and assessment of quality of life in the climaterium. Revista da Associação Médica Brasileira, 53, 414-420.

Gonçalves, R., & Merighi, M. A. B. (2005). Climacteric: the corporeity as cradle of life experience. Revista brasileira de enfermagem, 58, 692-697.

Leite, T. A. S., Nunes, J. S. S., de Jesus Pereira, A., & Silva, M. L. (2020). Conhecimento de mulheres jovens sobre a menopausa e sintomas climatéricos. Brazilian Journal of Health Review, 3(3), 7204-7212.

Lins, L. M. R., Regis, B. C., Fernandes, A. S. T., de Freitas Oliveira, G. M., de Araujo, I. M., Agra, I. K. R., ... & da Cruz, C. M. (2020). Impactos da menopausa na saúde da mulher. Brazilian Journal of Health Review, 3(5), 12018-12031.

Marquezini, R. P., Santana, D. F., de Souza Rodrigues, V., de Oliveira, M. R., Teixeira, J. D., Duarte, E. R., ... & de Lacio, M. L. (2022). Exercício físico e qualidade de vida em mulheres pós-menopausa: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 15(7), e10679-e10679.

Miranda, J. S., Ferreira, M. D. L. D. S. M., & Corrente, J. E. (2014). Quality of life of postmenopausal women attended at Primary Health Care. Revista brasileira de enfermagem, 67, 803-809.

Nguyen, T. M., Do, T. T. T., Tran, T. N., & Kim, J. H. (2020). Exercise and quality of life in women with menopausal symptoms: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. International journal of environmental research and public health, 17(19), 7049.

O’Neill, M. T., Jones, V., & Reid, A. (2023). Impact of menopausal symptoms on work and careers: a cross-sectional study. Occupational Medicine, 73(6), 332-338.

Oliveira, V. M. D., & Aldrighi, J. M. (2003). Androgênios e câncer de mama. Revista da Associação Médica Brasileira, 49, 4-5.

Ortiz, N. D., Cordeiro, S. N., & Darriba, V. A. (2023). Luto e desejo na menopausa: contribuições psicanalíticas. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, 26, e220637.

Perone, G. A., Ferraz, T. M. M., Pinheiro, V. A., & Jeneral, R. B. R. (2019). Percepção das mulheres no climatério em relação à sexualidade, à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e à qualidade da assistência pelos profissionais da saúde. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, 21(2), 77-82.

Pinto, V. L., de Albuquerque Wanderley, M. C., & Neto, J. M. W. D. (2021). Vivendo o Climatério: Percepção de mulheres usuárias de Unidade de Saúde da Família em Recife-PE. Research, Society and Development, 10(16), e375101623892-e375101623892.

Sampaio, J. V., Medrado, B., & Menegon, V. M. (2021). Hormônios e mulheres na menopausa. Psicologia: Ciência e Profissão, 41, e229745.

Santos, M. A. D., Vilerá, A. N., Wysocki, A. D., Pereira, F. H., Oliveira, D. M. D., & Santos, V. B. (2021). Qualidade do sono e sua associação com os sintomas de menopausa e climatério. Revista Brasileira de Enfermagem, 74.

Serpa, M. A. (2019). A percepção do climatério e menopausa por mulheres de Ouro Preto–MG.

Serrão, C. (2008). (Re) pensar o climatério feminino. Análise psicológica, 26(1), 15-23.

Souza, M. T. D., Silva, M. D. D., & Carvalho, R. D. (2010). Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), 8, 102-106.

Statuti, A. (2020). A influência de grupos de educação em saúde na percepção de mulheres em relação aos sintomas do climatério.

Stute, P., & Lozza-Fiacco, S. (2022). Strategies to cope with stress and anxiety during the menopausal transition. Maturitas, 166, 1-13.

Verdonk, P., Bendien, E., & Appelman, Y. (2022). Menopause and work: A narrative literature review about menopause, work and health. Work, 72(2), 483-496.

Von Rondon, K. W. S., de Lima Pimentel, A. C., Toledo, G. S., & da Silva, L. M. M. (2020). Percepções das mulheres no climatério, um novo ciclo de vida?. Revista de APS, 23.

Yoeli, H., Macnaughton, J., & McLusky, S. (2021). Menopausal symptoms and work: a narrative review of women's experiences in casual, informal, or precarious jobs. Maturitas, 150, 14-21.

Zampieri, M. D. F. M., Tavares, C. M. A., Hames, M. D. L. C., Falcon, G. S., Silva, A. L. D., & Gonçalves, L. T. (2009). O processo de viver e ser saudável das mulheres no climatério. Escola Anna Nery, 13, 305-312.

Published

13/03/2024

How to Cite

RIBEIRO, L. S. C. .; RODRIGUES , I. D. .; FERREIRA, K. B. .; FERREIRA, J. B. . Women’s perception of the climacteric and menopause. Research, Society and Development, [S. l.], v. 13, n. 3, p. e3913345281, 2024. DOI: 10.33448/rsd-v13i3.45281. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/45281. Acesso em: 15 jun. 2024.

Issue

Section

Review Article