Organic Solid Waste: A Scientometric Analysis on the Use of Composting for Fertilizer Generation

Authors

  • Jonatas Teixeira Santos Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira
  • Juliana Caroni Silva Guimarães Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira
  • Adélia Franco Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira
  • Juni Cordeiro Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira
  • Cibele Alvarenga Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira
  • Charles Ianne Ferreira dos Santos Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira
  • Paulo Therezo Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v7i12.498

Keywords:

Organic matter; Fertilizer; Reuse of Waste.

Abstract

Composting consists of transforming the organic matter into compost used as fertilizer, returning the nutrients to the soil. This research aimed to analyze the space-time evolution of the publication of articles that discuss the use of composting for fertilizer production. A total of 467 articles were obtained using keywords in the Web of Science database published between 1992 and 2017. There was an increase in the number of publications from 2010. The most published countries were Spain, followed by Italy and the United States. The journals with the largest number of articles were Environmental Sciences and Soil Science; already the most cited research areas were Agriculture and Ecology of Environmental Sciences. The most frequently mentioned macronutrients were nitrogen, phosphorus and potassium; already among the micronutrients can be emphasized zinc and copper. Cultures were cited in 47.5% of the analyzed articles, with corn, tomato and wheat being highlighted. The number of publications has increased over the years, showing the search for sustainable alternatives such as composting that produces nutrient-rich compounds and organic matter.

References

ANDREOLI, C. V; VON SPERLING, M; FERNANDES, F. Lodo de esgoto: tratamento e disposição final. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014. 444 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE LIMPEZA PÚBLICA E RESÍDUOS ESPECIAIS (ABRELPE). Panorama dos resíduos sólidos no Brasil. São Paulo, 2016. Disponível em: <http://www.abrelpe.org.br/Panorama/panorama2016.pdf>. Acesso em 15 mar. 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 10004 – Resíduos Sólidos: classificação. Rio de Janeiro, 1987.

BARROS, J. F. C; CALADO, J. G. A. Cultura do Milho. Évora: Universidade de Évora, 2005.

BETTIOL, W; CAMARGO, O. A. Lodo de esgoto: impactos ambientais na agricultura. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2006. 349p.

BRADY, N.C; WEIL, R.R. Elementos da natureza e propriedades dos solos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2013. 704p.

BRASIL. Lei no 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2 ago. 2010. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm>. Acesso em: 12 fev. 2018.

BRASIL. Lei no 6.938, de 31de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional de Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providencias. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 31 de ago. 1981. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l6938.htm>. Acesso em: 14 mar. 2018.

CASTILHOS JR, A. B. (coord). Gerenciamento de resíduos sólidos urbanos com ênfase na proteção de corpos d’água: prevenção, geração e tratamento de lixiviados de aterros sanitários. Rio de Janeiro: RiMa, ABES, 2006.

CHAPULA, C. A. M. O papel da infometria e da ciênciometria e sua perspectiva nacional e internacional, Brasília, Ciência da Informação, v. 27, n.2, p. 134-140, maio/ago 1998. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/%0D/ci/v27n2/macias.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2018.

COMISSÃO EUROPEIA. Exemplos de compostagem e de recolhas selectivas bem sucedidas. Luxemburgo: Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias, 2000. 68p. Disponível em: <http://ec.europa.eu/environment/waste/publications/pdf/compost_pt.pdf>. Acesso em: 7 fev. 2018.

COMPROMISSO EMPRESARIAL PARA RECICLAGEM (CEMPRE). Cempre Review 2015. Disponívelem:

COOPER, M; ZANON, A. R; REIA, M. Y; MORATO, R. W. Compostagem e reaproveitamento de resíduos orgânicos agroindustriais: teórico e prático. Piracicaba: ESALQ – Divisão de biblioteca, 2010. 35p.

CORREA, S. M. B. B. Probabilidade e estatística. 2. ed. Belo Horizonte: Universidade Católica de Minas Gerais, Minas Gerais, PUC - Minas Virtual, 2003. 116p.

COSCIONE, A. R; NOGUEIRA, T. A. R; PIRES, A. M. M. Uso agrícola de lodo de esgoto: Avaliação após a Resolução n° 375 do CONAMA. Botucatu: FEPAF, 2010. 407p.

ERICKSON, B. E., 2002, Analyzing the ignored environmental contaminants. Environmental Science & Technology, 36: 140A-145A.

FERNANDES, F. Manual prático para a compostagem de biossólidos. Rio de Janeiro; PROSAB; 1999. 84 p

FERREIRA, S. S. Análise cienciométrica de estudos visando à recuperação de ambientes aquáticos continentais após a Conferência das Nações Unidas sobre o meio ambiente e desenvolvimento – Rio 92. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Ambiental). Funcesi, Itabira, 2016.

FETTI, G. L. R. Avaliação do efeito da inoculação de fungos termofílicos em pilhas de compostagem de lixo urbano. 2014. 73 f. Tese (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, São José do Rio Preto. 2014. Disponível em: <https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/110638/000790139.pdf?sequence=1>. Acesso em: 5 fev. 2018

FILGUEIRA, F. A. R. Manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. Viçosa: Editora UFV, 2000. 402 p

GALEFFI, C. Usina de compostagem na Itália. 2013. Disponível em: < http://www.portalresiduossolidos.com/usina-de-compostagem-de-salerno-na-italia/>. Acesso em: 10 fev. 2018.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GUIMARÃES, J. C. S. Utilização do lodo de esgoto na agricultura: uma análise cienciométrica. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Ambiental). Funcesi, Itabira, 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). 2010.

J1hls1fa019eca.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2018

JOURNAL OF ENVIRONMENTAL SCIENCES. Journals. 2018. Disponível em: <https://www.journals.elsevier.com/journal-of-environmental-sciences>. Acesso em: 13 março 2018.

LUDWIG, A. C. W. Fundamentos e pratica metodologia cientifica. 2. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

MARCONI, M. A; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MASSUKATO, L. M. Compostagem: nada se cria, nada se perde; tudo se transforma. 1. ed. Brasília: IFB, 2016.

MOREIRA. F. M. S; SIQUEIRA, J. O. Microbiologia e bioquímica do solo. 2. ed. atualizada e ampliada. Lavras: Editora UFLA, 2006. 729p.

MORESI, E.A.D. Apostila de metodologia da pesquisa. Brasília: Universidade Católica de Brasília, 2003.

OLIVEIRA, A. M. G.; AQUINO, A. M. de; CASTRO NETO, M. T. Compostagem caseira de lixo orgânico doméstico. Cruz das Almas, BA: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2005. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/128239/1/Compostagem-caseira-de-lixo-organico-domestico.pdf>. Acesso em: 01 abril 2018.

PARLAMENTO EUROPEU. Gestão de resíduos urbanos: objetivos mais ambiciosos para uma economia circular. Disponível em: < http://www.europarl.europa.eu/news/pt/headlines/society/20170120STO59356/gestao-de-residuos-urbanos-objetivos-mais-ambiciosos-para-uma-economia-circular>. Acesso em 14 mar. 2018.

PEREIRA NETO, J. T. Manual de compostagem: processo de baixo custo. Ed. rev. e aum. Viçosa, MG: Ed. UFV, 2007. 81p.

PHILIPPI JR, A. Saneamento, saúde e ambiente: fundamentos para um desenvolvimento sustentável. Barueri, SP: Manole, 2005.

PHILIPPI JR, A.; ROMÉRO, M. A.; BRUNA, G. C. Curso de gestão ambiental. 2. ed. atual. e ampl., Manole: Barueri, 2014.

REVISTA AMBIENTE PARA OS EUROPEUS. Elevar a fasquia da reciclagem. 2014. Disponível em: < https://ec.europa.eu/environment/efe/themes/raising-bar-recycling_pt>. Acesso em 14 mar. 2018.

REVISTA DAE. 15º Encontro técnico de alto nível: compostagem em escala industrial. Disponível em: <http://revistadae.com.br/site/evento/2487-15o.-Encontro-Tecnico-de-Alto-Nivel-Compostagem-em-Escala-Industrial>. Acesso em: 15 fev. 2018.

RODRIGUES, J. S. Presença de fármacos e hormônios na água: uma análise cienciométrica. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Ambiental). Funcesi, Itabira, 2017.

SAIANI, C. C. S; DOURADO, J; TONETO JÚNIOR, R. Resíduos sólidos no Brasil: oportunidades e desafios da lei federal nº 12.305 (lei de resíduos sólidos). Barueri, SP: Minha Editora, 2014.

SILVA, J. B. C; GIORDANO, L. B; FURUMOTO, O; BOITEUX, L. S; FRANÇA, F. H; BÔAS, G. L. V; BRANCO, M. C; MEDEIROS, M. A; MAROUELLI, W; SILVA, W. L. C; LOPES, C. A; NASCIMENTO, W. M; PEREIRA, W. Cultivo de Tomate para Industrialização. Embrapa Hortaliças Sistemas de Produção, 1-2ª ed. Versão eletrônica, dez/2006. Disponível em: <https://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Tomate/TomateIndustrial_2ed/composicao.htm>. Acesso em: 14 março 2018.

SILVA, P. B. S. A restauração ecológica no Brasil entre os anos de 1992 e 2016: um estudo cienciométrico. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Ambiental). Funcesi, Itabira, 2016.

SOUZA, J. L. de. Sistema orgânico de produção de tomate. In: INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL. Tomate. 2010. Vitória, ES: Incaper, p. 35 – 67. ISBN 978-85-89724-17-3. Disponível em:<https://www.researchgate.net/publication/267232473_Sistema_Organico_de_Producao_de_Tomate>. Acesso em: 14 Mar. 2018.

TSUTIYA, M. T; COMPARINI, J. B.; SOBRINHO, P. A; HESPANHOL, I; MELO, J.

MARQUES, M. O. Biossólidos na agricultura. 2. ed. São Paulo: ABES, 2002. 468p.

UNIÃO EUROPEIA. Regulation (EC) n 178/2002 of the European Parliament and of the Council of 28 January 2002. Laying down the general principles and requirements of food law, establishing the European Food Safety Authority and laying down procedures in matters of food safety. Disponível em: <http://eurlex.europa.eu/LexUriServ/LexUriServ.do?uri=OJ:L:2002:031:0001:0024:en:PDF>. Acesso em: 15 jan. 2018.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

Published

23/08/2018

How to Cite

SANTOS, J. T.; GUIMARÃES, J. C. S.; FRANCO, A.; CORDEIRO, J.; ALVARENGA, C.; SANTOS, C. I. F. dos; THEREZO, P. Organic Solid Waste: A Scientometric Analysis on the Use of Composting for Fertilizer Generation. Research, Society and Development, [S. l.], v. 7, n. 12, p. e14712498, 2018. DOI: 10.33448/rsd-v7i12.498. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/498. Acesso em: 24 oct. 2021.

Issue

Section

Articles