The Ethnomathematics in a Rural Community of the South of Minas Gerais

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v7i11.581

Keywords:

Ethnomathematics. Oral History. Non-formal measures. Voices of the Past.

Abstract

This article aims to reveal and present analyzes of some non-formal measures and mathematical language games practiced in a community in the south of Minas Gerais, to meet survival needs. In order to achieve this goal, Oral History was used as a qualitative research methodology supported by Ethnomathematics, which considers the processes, techniques and mathematical practices developed in different cultural contexts. Interviews were carried out with residents and among the results obtained, a significant number of non-formal measures that contributed to the construction of the cultural identity of the group studied were highlighted. Based on the two approaches used in this research, the daily use of non-formal measures was designed to reach, through voices from the past, how these measures contributed to the being / know-how of this community, promoting reflection on the policy of dominant knowledge practiced in school, which subtly hides and marginalizes certain contents, knowledge, in the school curriculum.

References

BARBOSA, R. A. G. Turismo e desenvolvimento local: um estudo de caso no município de Gonçalves-MG. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento, Tecnologias e Sociedade) – Instituto de Engenharia de Produção e Gestão, Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2014.

BECKER, J. J. O handicap do a posteriori. In: FERREIRA, M. D. M.; AMADO, J. (Org) usos & abusos da história oral. 8ª. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006. p. 27-32

BERGER, P. L.; LUCKMANN, T. A Construção Social da Realidade: tratado de sociologia do conhecimento. Tradução Floriano de Souza Fernandes. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1983.

BRASIL. Portaria n. 590, de 2 de dezembro de 2013. Aprovação da atualização do Quadro Geral de Unidades de Medida adotado pelo Brasil. Lex: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade E Tecnologia - Inmetro, Brasilia, 2013. p. 1-14.

BRASIL. Sistema Internacional de Unidades: SI. Duque de Caxias, RJ: INMETRO/CICMA/SEPIN, 2012. Disponível em: http://www.inmetro.gov.br , acesso em: 15 de novembro de 2015.

D’AMBROSIO, B. S.; LOPES, C. Práticas que redimensionam o sucesso em matemática. in D’AMBROSIO, B. S.; LOPES, C (org.) Ousadia Criativa nas Práticas de educadores matemáticos. Campinas: Mercado das Letras, 2015.

D’Ambrósio, U. Etnomatemática – elo entre as tradições e a modernidade – 4. Ed. 1. Reimp. – Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011. Pag. 19

FERREIRA, M. D. M.; AMADO, J. (Org). Usos & abusos da história oral. 8ª. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

FRANÇOIS. E. A. A fecundidade da História Oral. In: FERREIRA, M. D. M.; AMADO, J. (Org) Usos & abusos da história oral. 8ª. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006. p. 27-32.

GARNICA, A. V. M. História Oral e Educação Matemática: de um inventário a uma regulação. Zetetiké: Revista de Educação Matemática, Campinas, v. 11, n. 19, p. 9-56, jan/jun 2003.

KNIJNIK, G. et al. Etnomatemática em Movimento. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

LUBECK, M. Uma investigação etnomatemática sobre os trabalhos dos jesuítas nos Sete Povos das Missões/RS nos séculos XVII e XVIII. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro. 2005.

MAUSO, A. P. T. Estudo da utilização de medidas não-oficiais em uma comunidade de vocação rural. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2006

OREY, D. C. Insubordinações criativas relacionadas com a ação pedagógica do programa etnomatemática. in D’AMBROSIO, B. S.; LOPES, C (org.) Ousadia Criativa nas Práticas de educadores matemáticos. Campinas: Mercado das Letras, 2015.

OREY, D. C; ROSA, M. Explorando a abordagem dialógica da etnomodelagem: traduzindo conhecimentos matemáticos local e global em uma perspectiva sociocultural. Revista Latinoamericana de Etnomatemática, San Juan de Pasto- Colombia. Volume 11(1.). 2018. p. 179-210

PINTO, J. P. Identidade de Gonçalves, produção e deslocamento. Dissertação (Mestrado em Ciências da Linguagem), Universidade do vale do Sapucaí - UNIVÁS, Pouso Alegre. 2014

SKOVSMOVE, O. Desafios da Reflexão: em educação matemática crítica. Capinas: Papirus, 2008.

THOMPSON, P. História oral: a voz do passado. Tradução: Lólio Lourenço de Oliveira. 2ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

Published

20/09/2018

How to Cite

MARCATTO, F. S. F.; ANDRADE, B. S. The Ethnomathematics in a Rural Community of the South of Minas Gerais. Research, Society and Development, [S. l.], v. 7, n. 11, p. e14711581, 2018. DOI: 10.33448/rsd-v7i11.581. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/581. Acesso em: 27 feb. 2021.

Issue

Section

Articles