School dropout in the courses of Technical Professional Education of Medium Level in the distance modality: a study in a Federal Public Institution of Minas Gerais

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6306

Keywords:

Dropping out; Distance education; Internal and external factors; Teaching.

Abstract

Nowadays, dropout represents one of the great challenges faced by school institutions in the various teaching modalities, especially in Distance Education (DE). Despite the growing number of institutions that offer some type of distance learning course and the significant number of enrolled students, it is clear that dropout is recurring. In this understanding, the objective of this research was to identify the dropout rates and investigate the main causes of the non-permanence of the students of the Technical Vocational Education courses in the Distance Education (EPTNMEaD) offered in a Federal Public Institution of Minas Gerais. To obtain the information, bibliographic, documentary and survey procedures were applied based on the application of online questionnaires to dropout students. It was found that in the third module of the courses (penultimate module) the dropout rate was 50%. Considering that non-permanence is determined by factors both internal and external to the institution, we sought to investigate these factors separately. Among the internal factors that contributed to the non-permanence, the lack of planning of the subjects, low attractiveness or stimulus of the course and low interactivity of the Virtual Theaching and Learning Environment (AVEA) stand out. Regarding external factors, the difficulty in organizing and managing time was the factor that stood out. Therefore, the knowledge of the reasons that cause the non-permanence is of fundamental importance for the debate of possible solutions to the problem and the elaboration of action strategies.

Author Biographies

Maria Das Graças da Silva Costa Coelho, Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica de Minas Gerais

Administradora no CEFET- Campus Curvelo - MG. Mestranda em Educação Profissional e Tecnológica pelo IFNMG. Especialista em Educação a Distância:Concepção e Planejamento (2012), graduada em Administração (2006) pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - (PUC-MG)

Roberta Pereira Matos, Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais

Docente do Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT). IFNMG – Campus Almenara

References

ABED (2016). Censo EAD.BR: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil 2014. Curitiba: Intersaberes.

ABED (2018). Censo EAD.BR: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil 2017. Curitiba: InterSaberes.

Belloni, M. L. (2008). Educação a Distância. Campinas: Autores Associados.

Bertucci, J. L. O. (2015) Metodologia básica para elaboração de trabalhos de conclusão de cursos (TCC): ênfase na elaboração de TCC de pós graduação Lato Senso (1a ed.). São Paulo: Atlas.

Bittencourt, I. M. & Mercado, L.P. L. (2014). Evasão nos cursos na modalidade de educação a distância: estudo de caso do Curso Piloto de Administração da UFAL/UAB. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 22(83), 465-504.

Brasil (1996). Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm.

Carneiro, T. C. J.; Silva, M. A.; Bizarria, F. P. A. (2014). Fatores que afetam a permanência dos discentes em cursos de graduação a distância: um estudo na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Gestão e Sociedade, Belo Horizonte, MG, Brasil, 20(8), 651-669.

CEFET-MG (2015(a)). Projeto Político Pedagógico do curso Técnico em Eletroeletrônica.

CEFET-MG (2015(b)). Projeto Político Pedagógico do curso Técnico em Meio Ambiente.

CEFET-MG (2015(c)). Projeto Político Pedagógico do curso Técnico em Informática para a Internet.

Costa, R. L., & Santos, J. C. (2017). A evasão em cursos técnicos a distância. Educar em Revista, Curitiba, PR, Brasil, (66), 241-56.

Favero, R. V. M. (2006). Dialogar ou evadir: Eis a questão!: Um estudo sobre a permanência e a evasão na Educação a Distância. (Dissertação de mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Porto Alegre, Brasil.

Garbin, T. R. G.; Dainese, C. A., & Ramos, R. C. S. (2012, agosto). Gestão da EaD: a evasão e a permanência dos alunos em cursos a distância. Anais do Congresso brasileiro de ensino superior a distância. Recife, PE, Brasil, 9: UniRede.

Gil, A. C. (2008). Como elaborar projetos de pesquisa (4a. ed.). São Paulo: Atlas.

Gottardi, M. L. (2015). A autonomia na aprendizagem em educação a distância: competência a ser desenvolvida pelo aluno. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância. Brasil, (14), 109-123.

Jacomini, R. A., Piai, T. H., & Figueiredo, R. M. (2008). Avaliação de um curso de educação a distância sobre hepatite C. Revista Investigação e Educação em Enfermagem [on line]. Medellin, Colombia, 26(2), 98-104.

Jorge, B. G, Martins, C. Z., Carniel, F., Lazilha, F. R., Vieira, M. C., & Goi, V. M. (2010). Evasão na educação a distância: um estudo sobre a evasão em uma instituição de ensino superior. Maringá, PR, Brasil, 1-10. Recuperado de http://www.abed.org.br/congresso 2010/cd/252010220450.pdf.

Juvêncio, E. R. A., Carmo, G. T., & Alvarenga, M. M. S. C. (2016, junho). Permanência escolar, Educação a Distância e as TIC'S: uma análise do curso de formação de professores de artes visuais. Anais do XIII EVIDOSOL e X CILTEC-ONLINE ., Brasil, 5.

Mill, D. (2012). Docência Virtual: uma visão crítica. São Paulo: Ed. Papirus.

Moore, M. G., & Kearsley, G. (2008). Educação a Distância: Uma visão integrada. (R. Galman, Trad.). São Paulo: Censage Learning.

Pereira, A. S., Shitsuka, D. M., Parreira, F. J., & Shitsuka, R. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria, RS, Brasil, Ed. UAB/NTE/UFSM. Recuperado de https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Portal, C. (2016). Estratégias para minimizar a evasão e potencializar a permanência em EAD a partir de sistema que utiliza mineração de dados educacionais e learninganalytics. (Dissertação de Mestrado). Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, São Leopoldo, Brasil.

Siqueira, T. S. S., & Silva, R. B. (2015, julho/setembro). Permanência escolar na EaD: apontamentos a respeito da necessidade de discutir as estratégias utilizadas por discentes jovens, adultos e idosos no CEDERJ. Revista Científica Interdisciplinar. Brasil, 2(3), 1-15.

Sousa, F. A. (2015). Interatividade no fórum: possibilidade de aprendizagem colaborativa. EaD & Tecnologias Digitais na Educação, Dourados, MS, Brasil, 3 (4), 75-85.

Souza, J. A. S. (2014). Permanência e evasão escolar: um estudo de caso em uma instituição de ensino profissional. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG, Brasil.

Souza, S. S. S., & Aragon, G. T. (2018). Estilos de Aprendizagem e Ensino a Distância na Perspectiva da Inclusão. Revista EaD em Foco, 8(1).

Vianey, J. (2017). O caráter inclusivo da EaD. In: ABED - Associação Brasileira de Educação a Distância. Censo EAD.BR: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2016, 31-32. Curitiba. Editora: InterSaberes.

Published

09/08/2020

How to Cite

Coelho, M. D. G. da S. C., & Matos, R. P. (2020). School dropout in the courses of Technical Professional Education of Medium Level in the distance modality: a study in a Federal Public Institution of Minas Gerais. Research, Society and Development, 9(9), e10996306. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6306

Issue

Section

Education Sciences