Reflections about continuing teachers formation in contemporaneity

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6473

Keywords:

Reflective teaching; Continuing education; Teaching and learning.

Abstract

Even living in contemporary times, through the resignifications of society, culture, teaching and learning, pedagogical practices still seem to continue not to correspond with these transformations. In this sense, the school and education professionals are invited to review their social and pedagogical role to better meet the needs of students and the demands of the school. This qualitative article aims to reflect on the role of the teacher in relation to the teaching and learning processes in contemporary times, going through the bias of continuing teacher education. Through bibliographic research supported by theorists who deal with the theme like as: Freire, Prado & Cunha, Mercado, Moran, Nóvoa, Nunes, Schimitt and Shõn understand that it is not feasible to remain with the same practices, in a space and time that have changed with globalization, which are in a continuous movement of remodeling. We understand that the teaching and learning processes need to be based on reflective teaching, allowing teachers and students to collectively and collaboratively build actions and reflections that lead them to seek knowledge, placing everyone as eternal learners.

Author Biographies

Andreia Cristina Pontarolo Lidoino, Universidade do Vale do Taquari

Professora efetiva da Educação Básica Rede Estadual de Mato Grosso, atuando como professora formadora no Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica do Polo de Ata Floresta (CEFAPRO), professora da Faculdade de Alta Floresta FAF. Graduada em Pedagogia pela União das faculdades de Alta Floresta (UNIFLOR), Pós-graduada em Educação Infantil e Alfabetização pela AJES e em Neuropsicopedagogia e Educação Inclusiva pela CENSUPEG, Mestranda em Ensino pela UNIVATES. Experiência em atuar na Educação Básica do 1º ao 5º ano, sala de Recurso Multifuncional, Laboratório de Aprendizagem e no Ensino Superior com as disciplinas de: Estágio Supervisionado, Língua brasileira de sinais, LIBRAS, Didática, Alfabetização e Letramento Fundamentos e Metodologia da: Alfabetização, Educação Infantil. Publicações de artigos na área de Ensino e Educação. Experiência em atuar com formação continuada de professores para Educação Infantil, 1º ao 5º ano, Currículo, planejamento, avaliação, transtornos e deficiências. Possui certificação de participação e ministrante em cursos, minicursos, oficinas e palestras voltado para área de atuação da Educação Básica, Educação Especial e Ensino Superior.

Digilaini Machado dos Santos, Universidade do Vale do Taquari

Professora da Educação Básica.Mestranda do PPGEnsino - Mestrado acadêmico em Ensino pela Universidade do Vale do Taquari - Univates – Lajeado/RS. Graduada em Pedagogia pela Universidade do Vale do Itajaí (2003).

Geilson de Arruda Reis, Universidade do Vale do Taquari

Professor da Educação Básica, e Professor Formador do Departamento Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação de Imperatriz - MA. Mestrando do PPGEnsino da Universdade do Vale do Taquari - Univates - RS.

References

Alarcão, I. (2001). Professor-investigador: Que sentido? Que formação. Formação profissional de professores no ensino superior, 1, 21-31.

Cunha, R. B., & Prado, G. D. V. T. (2007). A produção de conhecimento e saberes do/a professor/a-pesquisador/a. Educar em Revista, (30), 251-264.

Gil, A. C. (2002a). Como elaborar projetos de pesquisa. (4a ed.), São Paulo: Atlas.

Gil, A. C. (2012b). Quem é o professor universitário. Atlas Editora.

Schön, D. A., et al. (1995). Os Professores e sua formação. Dom Quixote Editora.

Freire, P. (2005). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. Coleção leitura, 21.

Dominguini, L. (2012). 1º Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense. Revista Técnico Científica do IFSC, 1(2), 02. GUIZZO

Mercado, L. P. L. (2002). Novas tecnologias na educação: reflexões sobre a prática. UFAL.

Moran, J. M. (2000). Novas tecnologias e mediação pedagógica. Papirus Editora.

Nóvoa, A. (1992). Formação de professores e profissão docente.

Pereira, A. S., et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/ Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1.

Perrenoud, P., & Thurler, M. G. (2009). As competências para ensinar no século XXI: a formação dos professores e o desafio da avaliação. Artmed Editora.

Schmitt, M. Â. (2011). Ação-Reflexão-Ação: A Prática Reflexiva como elemento transformador do cotidiano educativo. Protestantismo em Revista, 25, 59-65.

Published

09/08/2020

How to Cite

Lidoino, A. C. P., Santos, D. M. dos, & Reis, G. de A. (2020). Reflections about continuing teachers formation in contemporaneity . Research, Society and Development, 9(9), e19996473. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6473

Issue

Section

Education Sciences