Parasitological diagnosis of coriander (Coriandrum sativum L.) marketed in the Municipality of Mossoró, Rio Grande do Norte State, Brazil

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6489

Keywords:

Public health; Vegetables; Quality; Parasites.

Abstract

The objective of the research was to diagnose the presence of parasites in coriander (Coriandrum sativum L.) sold in supermarkets and open markets in the city of Mossoró, State of Rio Grande do Norte. In total, 40 samples of coriander were analyzed, 20 of which were sold at open markets and 20 from supermarkets, in search of parasitic structures using the spontaneous sedimentation technique, followed by microscopic analysis. Four supermarkets and four stalls at an open market were randomly analyzed. Among the 40 samples analyzed, 27.5% (11/40) were positive for parasitological contamination, of which 81.8% (9/11) came from open markets and 18.2% (2/11) supermarkets. Among the positive samples, parasitic structures of the genera Ancylostoma sp., Toxocara sp., and Strongyloides sp. Thus, it is concluded that the results demonstrate that a considerable index of the samples is unsuitable for human consumption, and may cause harm to the health of the consumer.

Author Biographies

Cristina Karine de Oliveira Rebouças, Universidade Federal Rural do Semiárido

Discente no programa de mestrado em Ambiente, Tecnologia e Sociedade pela Universidade Federal Rural do semi-árido (UFERSA) e formada no curso de Bacharelado em Biotecnologia pela Universidade Federal Rural do semi-árido com experiência na área de parasitologia. Membro da equipe de pesquisa do Laboratório de Biotecnologia Aplicada as Doenças Infecto-parasitárias, alocado no Centro de Ciências biológicas e da Saúde da UFERSA em que atua desenvolvendo pesquisa a respeito da bioprospecção de plantas medicinais que apresentam atividade biológica sobre parasitas patogênicos, além de em projetos de pesquisa sobre ecto e endoparasitas de importância em saúde humana e animal. Sendo bolsista CAPES do referido programa de pós-graduação e na graduação bolsista de iniciação científica na área de parasitologia e contaminação alimentar e bolsista de pesquisa e extensão nas áreas de parasitologia, microbiologia e Saúde e Higiene Alimentar. Participante da organização e comissão de biossegurança na avaliação de projetos nas feiras de ciência do Semi-árido Potiguar. Apresenta experiência em docência, tendo ministrado aulas nas áreas da parasitologia, biossegurança e estudos de produtos naturais de importância para saúde humana. Ensino médio e curso técnico em Eletrotécnica concluído no Instituto Federal de Ciência Tecnologia do Rio Grande do Norte, com atuação no ramo de energias renováveis, especificamente Energia eólica.

Karoline Mikaelle de Paiva Soares, Universidade Federal Rural do Semiárido

Professora Adjunta do Centro de Ciências Agrárias da UFERSA. Responsável pelas disciplinas de Biotecnologia de Alimentos, Enzimologia e Tecnologia da Fermentação do Curso de Biotecnologia e pela disciplina de Tecnologia Agroindustrial do Curso de Agronomia da UFERSA. É docente permanente do Programa de Pós Graduação em Ambiente, Tecnologia e Sociedade (CCA/UFERSA) e do Programa de Pós Graduação em Produção Animal (CCA/ UFERSA), ministrando as disciplinas de Tópicos em Microbiologia de Alimentos de Origem Animal e Alimentos, Ambiente e Sociedade. É docente do curso de especialização em Tecnologia, Higiene e Vigilância Sanitária da UFERSA, lecionando as disciplinas de Microbiologia de Alimentos e Ciência e Tecnologia do Processamento de Alimentos. Coordena o Laboratório de Biotecnologia de Alimentos do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Possui experiência na área de Tecnologia de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: micro-organismos patogênicos e deteriorantes de alimentos, microbiologia na produção de alimentos e utilização de coberturas comestíveis na conservação de alimentos de origem animal.

Amanda Cristiane Pereira da Rocha, Universidade Federal Rural do Semiárido

Graduação em Biotecnologia pela Universidade Federal Rural do Semiárido.

Henrique Albano Nogueira Gomes, Universidade Federal Rural do Semiárido

Graduação em Biotecnologia pela Universidade Federal Rural de Semi-Árido (UFERSA), com período de Graduação Sanduíche na Universidade do País Vasco, Espanha. Tem experiência na área de biotecnologia de reprodução animal, onde desenvolve projetos com criopreservação de germoplasma masculino. Atualmente trabalha como analista de alimentos.

Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra, Universidade Federal Rural do Semiárido

Possui Graduação em Medicina Veterinária (2000) pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Mestrado (2007) e Doutorado (2014) em Ciência Animal pela mesma instituição. Professora Adjunta e Vice-Diretora do Centro de Ciências Biológicas e Saúde da UFERSA. No curso de Biotecnologia ministrada na graduação como disciplinas Biotecnologia de Bioativos Naturais, Biossegurança e Ética, Parasitologia e Microbiologia Molecular. Na pós-graduação participa como membro permanente do Programa: Ambiente, Tecnologia e Sociedade (PPGATS) da UFERSA. Atualmente é Editora Adjunta da Acta Veterinária Brasileira e participa como Revisora dos Periódicos: Acta Veterinária Brasileira, Ciência Rural, Scientia Plena, Pesquisa Veterinária Brasileira e Parasitologia Experimental.

References

Almeida, M. D., & Pena, P. G. L. (2011). Feira livre e risco de contaminação alimentar: estudo de abordagem etnográfica em Santo Amaro, Bahia, Revista Baiana de Saúde Pública, 35(1), 110-127.

Batista, J. I. L., Barbosa, T. N., Rêgo, J. R. G., Rebouças, C. K. O., Torres, T. M., Soares, K. M. P., Bezerra, A. C. D. S (2020). Microbiological and parasitological contamination of lettuces (Lactuca sativa L.) marketed in semiarid region of Brazil. Research, Society and Development, 9(8),1-13.

Brasil. (1978) Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A CNNPA do Ministério da Saúde aprova 47 padrões de identidade e qualidade relativos a alimentos e bebidas para serem seguidos em todo território brasileiro. Resolução – RDC n°12, 24 julho de 1978. Diário Oficial da União. Recuperado de <http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/394219/ Resolucao_CNNPA_n_12_de_1978.pdf/4f93730f-65b8-4d3c-a362-eae311de5547>

Coutinho, M. G. S., Ferreira, C. S, Neves, A. M., Alves, F. R. L., Souza, F. F. P., & Fontenelle, R. O. S. (2015). Avaliação Microbiológica e Parasitológica de Alfaces (Lactuca Sativa L) Comercializadas em Feiras Livres no Município de Sobral–Ce. Revista da Universidade do Vale do Rio Verde, 13(2), 388–397.

Esteves, F. A. M., & Figueirôa, E. D. O. (2012). Detecção de enteroparasitas em hortaliças comercializadas em feiras livres do município de Caruaru (PE). Revista Baiana de Saúde Pública, 33(2), 38-47.

Fortes, E. (2004). Parasitologia Veterinária. Editora Ícone. 4a ed. São Paulo, 696p.

Germano, P. M. L., & Germano, M. I. S. (2011). Higiene e vigilância sanitária de alimentos. 4ª ed. São Paulo: Manole.

Gregório, D. S., Moraes, G. F. A., Nassif, J. M., Alves, M. R. M., Carmo, N. E., Jarrouge, M, G, Bouças, R. I., Santos, A. C. C., & Bouças, T. R. J.(2012). Estudo da contaminação por parasitas em hortaliças da região leste de São Paulo. Science in Health, 3(2), 96-103.

Mandal, S., & Mandal, M. (2015). Coriander (Coriandrum sativum L.) essential oil: Chemistry and biological activity. Asian Pacific Journal of Tropical Biomedicine, 5(6), 421-428.

Melo, A. C. F. L., Furtado, L. F. V., Ferro, T. F., Bezerra, K. C., Costa, D. C. A., Costa, L. A., & Silva, L. R. (2011). Contaminação parasitária de alfaces e sua relação com enteroparasitoses em manipuladores de alimentos. Revista Trópica – Ciências Agrárias e Biológicas, 5(3), 47-52.

Neves, D. P., Melo, A. L., Linardi, P. M., & Vitor, R. W. A. (2016). Parasitologia Humana. (13a ed.), Rio de Janeiro: Atheneu.

Nguyen, T. T., Traub, R., Pham, P. D., Nguyen, H. V., Nguyen, K. C., Phung, C. D., & Dalsgaard, A. (2016). Prevalence and molecular characterization of Cryptosporidum spp. and Giardia spp. in environmental samples in Hanam province, Vietnam. Food and Waterborne Parasitology, 3, 13-20.

Oliveira, E. K. S., Gomes, J. G. F., Silva Jr, H. P., Silva, A. C., Oliveira, D. K. S., & Oliveira, G. A. L. (2020). Parasitological analysis of vegetables sold in supermarkets and at an open market in Piripiri - Piaui, Brazil. Research, Society and Development, 9(7), 1-12.

Pereira, A. S., et al (2018). Methodology of cientific research. [e-Book]. Santa Maria City. UAB / NTE / UFSM Editors.

Santana, L. R. R., Carvalho, R. D. S., Leite, C. C., Alcântara, L. M., Oliveira, T. W. S., & Rodrigues, B. M. (2006). Qualidade física, microbiológica e parasitológica de alfaces (Lactuca Sativa) de diferentes sistemas de cultivo, Ciência e tecnologia de alimentos, 2(26), 264-269.

Silva, A. S., Silva, I. M. M., Rebouças, L. T., Almeida, J. S., Rocha, E. V. S., & Amor, A. L. M. (2016). Análise parasitológica e microbiológica de hortaliças comercializadas no município de Santo Antônio de Jesus, Bahia (Brasil), Revista Visa em Debate, 4(3), 77-85.

Takayanagui, O. M., Capuano, D. M., Oliveira, C. A. D., Bergamini, A. M. M., Okino, M. H. T., Castro, E., Silva, A. A. M. C., Oliveira, M. A., Ribeiro, E. G. A., & Takayanagui, A. M. M. (2007). Avaliação da contaminação de hortas produtoras de verduras após a implantação do sistema de fiscalização em Ribeirão Preto, SP. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 40, 239-241.

Tefera, T., Tysnes, K. R., Utaaker, K. S. & Robertson, L. J. (2018). Parasite contamination of

berries: Risk, occurrence, and approaches for mitigation. Food and Waterborne Parasitology, 10, 23-38.

Downloads

Published

09/08/2020

How to Cite

Rebouças, C. K. de O., Soares, K. M. de P., Rocha, A. C. P. da, Gomes, H. A. N., & Bezerra, A. C. D. S. (2020). Parasitological diagnosis of coriander (Coriandrum sativum L.) marketed in the Municipality of Mossoró, Rio Grande do Norte State, Brazil. Research, Society and Development, 9(9), e31996489. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6489

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences