The importance of pharmaceutical performance in orientation and reception to HIV patients: can we make a difference?

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6605

Keywords:

Pharmaceutical Services; Pharmacoeconomics; Public health.

Abstract

The objective of this work was to carry out a bibliographic review highlighting the social importance of the pharmaceutical professional in welcoming and guiding people living with HIV / AIDS (PLHIV). This is a narrative-type bibliographic review, which included articles, monographs, dissertations and theses published during the years 2007 to 2020. It is possible to verify that the reception provides a closer contact between pharmacists and PLHIV. In this way, it can directly contribute to improvements in terms of adherence and effectiveness of pharmacotherapy, observed from the decrease in viral load, hospitalizations, medical care and exams. In addition, there is a reduction in complications inherent to HIV, such as the incidence of opportunistic diseases that can lead those affected to hospitalizations and death. Thus, the pharmacist who receives and advises patients with HIV has proved to be a key part in adhering to treatment, improving health and reducing costs for the Sistema Único de Saúde.

Author Biography

Francisco Patricio de Andrade Júnior, Universidade Federal da Paraíba

Mestre e Doutorando em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos.

References

Angonesi, D., Rennó, M. U. P. (2011). Dispensação farmacêutica: proposta de um modelo para a prática. Ciência e Saúde Coletiva, 16 (9), 3883-3891.

Brazil. (2008). Ministério da Saúde. QualiAIDS: avaliação e monitoramento da qualidade da assistência ambulatorial em AIDS no SUS. Brasília (DF): Ministério da Saúde.

Brazil. (2010). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Acolhimento nas práticas de produção de saúde. Brasília (DF): Ministério da Saúde.

Brazil. (2013). Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Política Nacional de Humanização – PNH. Brasília (DF): Ministério da Saúde.

Brazil. (2017). SUS oferta antirretrovirais para 455 mil pacientes. Recuperado de http://www.brasil.gov.br/saude/2016/09/sus-oferta-antirretrovirais-para-455-mil-pacientes.

Brazil. (2018). Ministério da Saúde. DATASUS/ Departamento de Informática do SUS. Brasília (Brasil): Ministério da Saúde. Recuperado de http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203&id=6930&VObj=http://www2.aids.gov.br/cgi/deftohtm.exe?tabnet/.

Caetano, T. U. F., Campos Neto, O. H. (2019). Atenção farmacêutica aos portadores de HIV/Aids no Sistema Único de Saúde (SUS). Revista Brasileira de Ciências da Vida, 5 (1), 1-16.

Cancian, N. R., Beck, S. T., Santos, G. S., & Bandeira, D. (2015). Importância da atenção multidisciplinar para resgatar o paciente com HIV/aids apresentando baixa adesão a terapia antirretroviral. Revista de Atenção à Saúde,13 (45), 55-60.

Carnevale, R. C. (2012). Análise farmacoeconômica da farmácia clínica em pacientes HIV positivo [dissertação]. Campinas: Universidade Estadual de Campinas.

Coelho, A. B. (2014). Fatores associados ao risco de internação dos indivíduos HIV(+). [dissertação]. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz.

Costa, C. P. J. (2014). Acolhimento ao paciente do serviço de assistência especializada (SAE): proposta de implantação de um folder educativo. Revista Acreditação, 4 (8), 50-58.

Faria, A. C. M., Giraud, C. S., Pereira, M. L., & Baldoni, A. O. (2014). Estudos farmacoeconômicos no Brasil: Onde estamos?. Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde, 5, 13-18.

Horberg, M. A., Hurley, L. B., Silveberg, M. J., Kinsman, C. J., & Quesenberry, C. P. (2007). Effect of clinical pharmacists on utilization of and clinical response to antiretroviral therapy. Journal of Acquired Immune Deficiency Syndromes, 44 (5), 531-539.

Mafra, R. L. P., Pereira, E. D., Varga, I. D., & Mafra, W. C. B. (2016). Aspectos de gênero e vulnerabilidade ao HIV/aids entre usuários de dois dos serviços de atendimento especializado em DST/aids de São Luís, Maranhão. Revista de Saúde e Sociedade, 25 (3), 641-651.

Maldaner, D. S., Lini, E. V., & Doring, M. (2016). Os idosos e a prevenção contra o HIV/Aids: revisão da literatura. Revista de Ciênias. Médicas e Biológicas, 15 (2), 214-217.

Margusino-Farmiãnan, L., Cid-Silva, P., Castro-Iglesias, A., Menade-Cea, A., Rodríguez-Osorio, I., Pernas-Souto, B., Vázquez-Rodríguez, P., Calvo, S. L., Herranz, I. M. (2019). Teleconsultation for the Pharmaceutical Care of HIV Outpatients in Receipt of Home Antiretrovirals Delivery: Clinical, Economic, and Patient-Perceived Quality Analysis. Telemed J E Health, 25, 399-406.

Melhuish, A., & Lewthwaite, P. (2018). Natural history of HIV and AIDS. Medicine, 46 (6), 356-361.

Moriel, P., Carnevale, R. C., Costa, C. G. R., Braz, N. C., Santos, C. Z., Baleiros, L. S., et al. (2011). Efeitos das intervenções farmacêuticas em pacientes HIV positivos: Influência nos problemas farmacoterapêuticos, parâmetros clínicos e economia. Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde, 2, 5-10.

Pio, D. P. M., Reinatoll, L. A. F., Lopes, L. P., Caliarill, J. S., & Girl, E. (2017). Hospitalização de pessoas com 50 anos ou mais vivendo com HIV/Aids. Revista Brasileira de Enfermagem, 70 (4), 881-886.

Ramos, A. P., & Bortagarai, F. M. (2012). A comunicação não-verbal na área da saúde. Revista CEFAC, 14 (1), 164-170.

Ribeiro, I. M., Rosa, A. F., & Felacio, V. C. M. (2015). Avaliação dos serviços de assistência em HIV/aids na perspectiva de portadores. Revista Interdisciplinar, 8 (4), 71-81.

Ribeiro, Y. A. C., & Campos Neto, O. H. (2017). Acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes portadores de HIV/Aids. Revista Brasileira de Ciências da Vida, 5 (1), 1-22.

Rodrigues, J. P. V., Ayres, L. R., Filipin, M. D. V., Oliveira, J. C. N., & Pereira, L. R. L. (2015). Impacto do atendimento farmacêutico individualizado na resposta terapêutica ao tratamento antirretroviral de pacientes HIV positivos. Journal of Applied Pharmaceutical Sciences; 2 (1), 18-25.

Silva, C. G. S. (2007). Serviço de Assistência Especializada (SAE): Uma experiência profissional. Psicologia: Ciência e Profissão, 27 (1), 156-163.

Silva, C. R. C., & Silva, J. M. (2011). HIV/Aids e Violência: da opressão que cala à participação que acolhe e potencializa. Revista Saúde e Sociedade, 20 (3), 635-646.

Silveira, E. A. A., & Carvalho, A. M. P. (2002). Familiares de clientes acometidos pelo HIV/AIDS e o atendimento prestado em uma unidade ambulatorial. Revista Latino-Americana de Enfermagem,10 (6), 813-818.

Soares, P. S., & Brandão, E. R. (2013). Não retorno de usuários a um centro de testagem e aconselhamento do Estado do Rio de Janeiro: fatores estruturais e subjetivos. Physis, 23 (3), 703-721.

Sobreira, P. G. P., Vasconcellos, M. T. L., & Portela, M. C. (2012). Avaliação do processo de aconselhamento pré-teste nos centros de testagem e aconselhamento (CTA) no estado do Rio de Janeiro: a percepção dos usuários e profissionais de saúde. Ciência e Saúde Coletiva, 17

Souza, M. N. (2010). Acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes portadores do vírus HIV usuários de Enfuvirtida no Centro Regional de Especialidades Metropolitano de Curitiba [dissertação]. Curitiba: Universidade Federal do Paraná.

Tall, Y. R. A., Mukattash, T. Q., Sheikha, H., Jarab, A. S., Nusair, M. B., & Abu-Farha, R. K. (2020). An assessment of HIV patient's adherence to treatment and need for pharmaceutical care in Jordan. Int J Clin Pract, 74.

Vielmo, L., Campos, M. M. A., Beck, S. T., & Andrade, C. S. (2014). Atenção farmacêutica na fase inicial de tratamento da AIDS como fator importante na adesão aos antirretrovirais. Revista Brasileira de Farmácia, 95 (2), 617-635.

Downloads

Published

14/08/2020

How to Cite

Andrade Júnior, F. P. de, Lima, B. T. de M., Romano, T. K. F., Neves, J. M. dos S., Gouveia, A. D. P., Cordeiro, L. V., Moraes, G. F. Q., & Montenegro, C. A. (2020). The importance of pharmaceutical performance in orientation and reception to HIV patients: can we make a difference?. Research, Society and Development, 9(9), e134996605. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6605

Issue

Section

Health Sciences