The implementation of food education actions in a long-term institution: an experience report

Authors

  • Thiago Simplício Costa Universidade do Estado do Pará
  • Débora Thais da Costa Silva Universidade Norte do Paraná - UNOPAR
  • Fernanda Farias Paiva Universidade do Estado do Pará
  • Jéssica Maria Lins da Silva Universidade do Estado do Pará
  • Paloma Clarícia de Brito Pinheiro Universidade Norte do Paraná - UNOPAR
  • Maycon de Sousa Quaresma Universidade do Estado do Pará
  • Nilana da Conceição de Castro Rodrigues Universidade do Estado do Pará
  • Pamela Cristina Furtado Costa Universidade do Estado do Pará
  • Paula Valéria Dias Pena Costa Universidade do Estado do Pará

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6619

Keywords:

Aging; Nutrition education; Quality of life.

Abstract

Aging is a dynamic and progressive process, altered by morphological, physiological, biochemical and psychological changes in individuals. Commonly, observe if there is no abandonment or abandonment process that accommodates many elderly people, who are responsible for singular multiprofessional care. Thus, in many cases, they are taken to long-term care facilities for specialized care. Check for gaps in basic food aspects within this assistance, such as food education, which is essential for the target audience. This objective study describes educational activities using music tools at a long-term care institute for the elderly. It is a descriptive research with a qualitative approach, in the form of an experience report on the theoretical-practical experience developed in a long-term institution for the elderly by nursing and nutrition students, adhering to the Methodology methods by the Arco de Maguerez. As a result, it was seen that the elderly are idle for not interacting with local people, in addition to knowledge of practical eating practices. Group interaction activities were carried out with a knowledge approach, taking nutritional guidelines. The actions carried out had their objectives achieved, as they provided the elderly with active participation and new perspectives on the importance of food consumption in the elderly, in addition to promoting palliative resources to direct feelings of idleness. Therefore, the importance of academic nursing and nutrition training in this type of action is emphasized, as it promotes individual and collective growth, as an aid in building interactions and using a holistic and welcoming look.

Author Biography

Thiago Simplício Costa, Universidade do Estado do Pará

Área da Saúde, Estudante de Enfermagem

References

Araújo, N. A. H., Patrício, A. C. F. A., Ferreira, M. A. M., Rodrigues, B. F. L., Santos, T. D., Rodrigues, T. D. B., & Silva, R. A. R. (2017). Quedas em idosos institucionalizados: riscos, consequências e antecedentes. Revista Brasileira de Enfermagem, 70 (4), 719-725.

Berbel, N. (2011). As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, 32(1), 25-40. Recuperado em 22 de Maio, 2020, de http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/10326/0

Coutinho, T. V., Viana, E. S. M., Rodrigues, S., Macedo, S. V., Lopes, C. T., & Faria, N. S. F. (2016). Educação nutricional para idosos institucionalizados na cidade de Viçosa-MG. Revista Científica Univiçosa, 8 (1), 319-326.

Conselho Regional de Nutrição. (n.d.). Atuação do nutricionista em ILPI. Recuperado em 20 maio, 2020, de http://www.crn2.org.br/crn2/em-destaque-home/atuacao-do-nutricionista-em-ilpi.

Cruz, R. A. O., Araújo, E. L. M., Nascimento, N. M., França, R. F. S., & Oliveira, J. S. (2017, Dezembro). Ensino do processo de enfermagem na academia: Relato à luz de Maguerez. Revista de Enfermagem UFPE Online, 11(Supl. 12), 5471-5477.

Fechine, B. R. A., & Trompieri, N. (2012). O processo de envelhecimento: as principais alterações que acontecem com o idoso com o passar dos anos. Revista Cientifica Internacional, 1 (7), 106-132.

Freitas, M. A. V., & Scheicher, M. E. (2010). Qualidade de vida de idosos institucionalizados. Revista Brasileira de Geriatria Gerontologia, 13 (3), 395-401.

Figueiredo, T. S., Rabelo, T. L. P., & Veloso, L. C. (2014). A vivência de idosos em instituições de longa permanência. Revista Interdisciplinar, 7(2), 70-78.

Gonçalves, M. J. C., Azevedo, S. A. Jr., Souza, L. N. (2015). A importância da assistência do enfermeiro ao idoso institucionalizado em instituição de longa permanência. Revista Científica de Enfermagem, 5 (14), 12-18.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2011). Primeiros resultados definitivos do Censo 2010: População do Brasil é de 190.755.799 pessoas. Recuperado em 12 maio, 2020, de www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/defaultt_sinopse.shtm.

Marinho, L. M., Vieira, M. A., Costa, S. M., & Andrade, J. M. O. (2013). Grau de dependência de idosos residentes em instituições de longa permanência. Revista Gaúcha de Enfermagem, 34 (1), 104-110.

Medeiros, F. A. L., Oliveira, J. M. M., Lima, R. J., & Nóbrega, M. M. L. (2015). O cuidar de pessoas idosas institucionalizadas na percepção da equipe de enfermagem. Revista Gaúcha de Enfermagem, 36 (1), 56-61.

Melo, M. C. H., & Cruz, G. C. (2014). Roda de conversa: uma proposta metodológica para a construção de um espaço de dialogo no ensino médio. Imagens da educação, 4 (2), 31-39.

Metzner, A. C., & Camolesi, D. R. (2012). Atividades lúdicas na terceira idade: benefícios para um grupo de mulheres da cidade de Jaborandi.

Ministério da Saúde. (n.d.). Alimentação para pessoa idosa. Recuperado em 20 maio, 2020, de http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/alimentacao_saudavel_idosa_profissionais_saude.pdf

Ministério da Saúde. (2013). Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Recuperado em 06 julho, 2020, de https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_alimentacao_nutricao.pdf

Piexak, D. R., Freitas, P. H., Backes, D. S., Moreschi, C., Ferreira, C. L. L., & Souza, M. H. T. (2012). Percepção de profissionais de saúde em relação ao cuidado a pessoas idosas institucionalizadas. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 15(2), 201-208.

Sampaio, A. M. O., Rodrigues, F. N., Pereira, V. G., Rodrigues, S. M., & Dias, C. A. (2011). Cuidadores de idosos: percepção sobre o envelhecimento e sua influência sobre o ato de cuidar. Estudos e Pesquisas em Psicologia, 11 (2), 590-613.

Santos, N., Beuter, M., Girardon-Perlini, N., Timm, A., Pauletto, M., & Nishjima, R. (2019). Implicações da participação da família no cuidado às idosas institucionalizadas. Revista de Enfemagem da UFSM, 9 (16), 1-18.

Santos, S. S. C., Silva, B. T., Barlem, E. L. D., & Lopes, R. S. (2008). O papel do enfermeiro na instituição de lona permanência para idosos. Revista de Enfermagem, 2 (3), 291-299.

Silva, A. C. M., & Silva, M. A. (2012). As contribuições da arte lúdica do restabelecimento da saúde humana. Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Católica de Goiás, Goiás, GO, Brasil.

Silva, J. D. A., Comin, F.S., & Santos, M. A. (2013). Idosos em instituições de longa permanência: desenvolvimento, condições de vida e saúde. Psicologia: Reflexão e Crítica, 26 (4), 820-830.

Silva, R. S., Fedosse, E., Pascotini, F. S., & Riehs, E. B. (2019). Condições de saúde de idosos institucionalizados: contribuições para ação interdisciplinar e promotora de saúde. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, 27(2), 345-356.

Souza, J. D., Martins, M. V., Franco, F. S., Martinho, K. O., & Tinôco, A. L. (2016). Padrões alimentares de idosos: características e associação com aspectos socioeconômicos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19 (6), 970-977.

Tier, C. G., Fontana, R. T., & Soares, N. V. (2004). Refletindo sobre idosos institucionalizados. Revista Brasileira de Enfermagem, 57 (3), 332-335.

Valentim, A. A. F. (2016). O lúdico na educação alimentar e nutricional de idosas institucionalizadas. Tese de doutorado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Published

11/08/2020

How to Cite

Costa, T. S., Silva, D. T. da C., Paiva, F. F., Silva, J. M. L. da, Pinheiro, P. C. de B., Quaresma, M. de S., Rodrigues, N. da C. de C., Costa, P. C. F., & Costa, P. V. D. P. (2020). The implementation of food education actions in a long-term institution: an experience report. Research, Society and Development, 9(9), e70996619. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6619

Issue

Section

Health Sciences