Post-harvest, pathologies and final destination of losses in the marketing of green pepper

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6678

Keywords:

Capsicum annum L.; contamination; physiological disorders; quality; organic waste

Abstract

The studies involving post-harvest, characterization of pathogens and final destination of hortifruits residues are scarce in the literature. With this, you can obtain information about the marketing setting, the postharvest and the final destination of the pepper sold in the Chapadinha (MA) sector. The research included three stages: application of questionnaires, characterization of fruits and identification of pathogens. Questionnaires were applied through direct interviews in street markets/fairs, greengrocers, and supermarkets. For characterization of postharvest quality, you can purchase 30 peppers per segment, follow the step to identify pathogens, collect four sizes of peppers in two types of commercial use. At the end of the survey, we concluded that the peppers offered in Chapadinha (MA) come from other states, mainly Ceará (88.46%). The fruits follow Brazilian quality standards, but the open market stands out in terms of the characters analyzed. Grocery stores and supermarkets offer a significant amount, with high rates of occasional losses mainly due to physiological disorders. Postharvest diseases caused by Pectobacterium sp., Colletotrichum capsici, Colletotrichum gloeosporioides and Phytophthora capsici have been identified, such as those that may be related to the long procedure and inadequate postharvest practices since transport. The final destination of the losses is environmentally inadequate, although traders show the selectivity in the selection of food waste and the awareness that the directions most use. Thus, it is important to encourage the municipal public authorities to improve the actions for the disposal of organic waste, the final destination of which has been inadequate dumps.

Author Biographies

Francisco Ivo dos Santos Aguiar, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Estudante de Mestrado, Programa de pós graduação em Agronomia (Ciências do solo), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Marcelo de Sousa da Silva, Universidade Federal do Maranhão

Estudante de Graduação em Agronomia, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, Universidade Federal do Maranhão, Campus Chapadinha-MA.

Karla Bianca da Costa Macedo, Universidade Federal do Maranhão

Estudante de Graduação em Agronomia, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, Universidade Federal do Maranhão, Campus Chapadinha-MA.

Maria das Dores Cardozo Silva, Universidade Federal do Maranhão

Graduada em Agronomia, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, Universidade Federal do Maranhão, Campus Chapadinha-MA.

Clotilde de Morais Costa Neta, Universidade Federal do Maranhão

Graduada em Agronomia, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, Universidade Federal do Maranhão, Campus Chapadinha-MA.

Edmilson Igor Bernardo Almeida, Universidade Federal do Maranhão

Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, Universidade Federal do Maranhão, Campus IV.

Izumy Pinheiro Doihara, Universidade Federal do Maranhão

Professor adjunta do curso de Agronomia, Universidade Federal do Maranhão, Campus IV.

Isabela Cristina Gomes Pires, Universidade de São Paulo

Estudante de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Ciências, Universidade de São Paulo, Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Campus de Piracicaba-SP.

References

Aguiar, F. I. S., Freitas Junior, F. G. B. F., Costa Neta, C. M., Macedo, K. B. C., Almeida, E. I. B., Neves Junior, A. C. V., Araújo, J. R. G., Silva, L. R., Oliveira, L. B. T. & Shigaki, F. (2020). Use of packaging for ‘Hawaii’ papaya conservation, sold at CEASA of São Luís, Maranhão, Brazil. Journal of Agricultural Studies, 8(3), 384-396.

Alencar, G. (2019). Produção integrada garante qualidade e redução de custos na produção de pimentão. Embrapa Hortaliças, 1 (27), 6 – 9.

Almeida, E. I. B., Ribeiro, W. S., Costa, L. C., Lucena, H. H. & Barbosa, J. A. (2012). Levantamento de perdas em hortaliças frescas na rede varejista de Areia (PB). Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, 2(1), 53-60.

Amorim, D., Pires, I. C. G., Ferrao, G. E. & Almeida, E. I. B. (2018) Análise da qualidade e do preço de hortaliças comercializadas no mercado varejista de Chapadinha (MA). Agrotrópica, 29(2), 151-156.

Araújo, J. S., Andrade, A. P. D., Ramalho, C. I., & de Azevedo, C. A. (2009). Características de frutos de pimentão cultivado em ambiente protegido sob doses de nitrogênio via fertirrigação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 13(2), 152-157.

Barbieri, J. C. (2007). Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos. São Paulo: Saraiva.

Barthichoto, M., Matias, A. C. G., Spinelli, M. G. N. & Abreu, E. S. (2013) Responsabilidade ambiental: perfil das práticas de sustentabilidade desenvolvidas em unidades produtoras de refeições do bairro de Higienópolis, município de São Paulo. Qualitas Revista Eletrônica, 14(1), 1-12.

Bernardo, D. B. F., Lopes, M. N., Lucena, M. L., Lopes, W. E., Chinelate, G. C. B. & Medeiros, E. V. (2018). Caracterização física e físico-química de frutos de pimentão com diferentes colorações comerciais. Revista brasileira de agrotecnologia, 8(2), 7-12.

Brasil. Lei 12.305 de 02 de agosto de 2010. (2010). Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Brasília: DOU.

Ceccato, C. & Basso, C. (2012) Avaliação das perdas de frutas, legumes e verduras em supermercado de Santa Maria-RS. Disciplinarum Scientia: Saúde, 12(1), 127- 137.

Chagas, T. L. K., Barbosa, C. A. C., Soriani, R., Santos, E. D. & Leite, C. A. P. (2018). Conservação de frutos de pimentão em pós-colheita submetidos a duas condições de armazenamento: temperatura ambiente e refrigeração. Revista Terra & Cultura, 34(1), 117-127.

Chapadinha. (2014). Relatório do Plano Municipal de Saneamento Básico de Chapadinha – PMSB. Chapadinha: Prefeitura Municipal de Chapadinha.

Chitarra, M. I. F. & Chitarra, A. B. (2005). Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2 ed. Lavras: Editora UFLA.

Costa Neta, C. M., Martins, A. K. V., Amorim, D. J., Silva, M. S., Ferreira, L. S., Silva, M. D. C., Pires, I. C. G. & Almeida, E. I. B. (2020). Perdas pós-colheita e destinação final de frutas em segmentos comerciais de Teresina (PI). Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, 11(3), 440-453.

Damatto Júnior, E. R., Goto, R., Rodrigues D. S., Vicentini, N. M. & Campos, A. J. (2010). Qualidade de pimentões amarelos colhidos em dois estádios de maturação. Revista Científica Eletrônica de Agronomia, 17(1), 23-30.

Espinosa, D. C. R. & Silvas, F. P. C. (2014). Resíduos sólidos: abordagem e tratamento. In: Philippi Júnior, A., Roméro, M. A. & Bruna, G. C. Curso de Gestão Ambiental. 2 ed. Barueri: Manole, p. 195-255.

Ferreira, A. G. C., Ferreira, L. S., Freitas Júnior, F. G. B. F., Santos, M. P., Silva, M. S., Aguiar, F. I. S., Costa, T. V., Almeida, E. I. B. & Freitas, J. R. B. (2020). Postharvest Losses of Fruits and Vegetables Marketed in Seven Municipalities of the East Mesorregion, Maranhão, Brazil. Journal of Agricultural Studies, 8(3), 335-351.

Ferreira, L. L., Oliveira, F. S., Almeida, A. E. S., Lima, R. K. B., Loiola, A. T., Santos, E. C. & Porto, V. C. N. (2013). Caracterização físico-química de frutos de pimentão em diferentes acessos mercadológico. Revista Agropecuária Científica do Semiárido, 9(1), 99-103.

Ferreira, L. S. (2019). 44 p. Perdas pós-colheita de hortifrútis, em sete municípios maranhenses, inseridos em diferentes microrregiões. 44 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia). Chapadinha: Universidade Federal do Maranhão.

Figueirinha, K. T. (2019). 41 p. Levantamento de perdas pós-colheita de hortifrútis em cinco municípios maranhenses, inseridos em diferentes microrregiões. 44 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia). Chapadinha: Universidade Federal do Maranhão.

Foscaches, C. A. L., Sproesser, R. L., Quevedo-Silva, R., & Lima-Filho, D. O. (2012). Logística de frutas, legumes e verduras (FLV): um estudo sobre embalagem, armazenamento e transporte em pequenas cidades brasileiras. Informações Econômicas, 42(2), 37- 46.

Freitas Júnior, F. G. B. F., Santos, M. P., Moura, M. S., Duarte, L. G., Macedo, K. B. C., Silva, M. S., Almeida, E. I. B., Neves Júnior, A. C. V. & Araújo, J. R. G. (2020). Uso de embalagem plástica e comestível para conservação de goiaba sob diferentes condições de armazenamento. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, 11(4), 463-473.

Guerra, A. M. N. M., Costa, A. C. M., Ferreira, J. B. A., Tavares, P. R. F., Vieira, T. S. & Medeiros, A. C. (2017). Avaliação das principais causas de perdas pós-colheita de hortaliças comercializadas em Santarém, Pará. Revista Verde, 12(1), 34-40.

HORTBRASIL. (2020). Norma de Classificação do Pimentão Para o Programa Brasileiro para a Melhoria dos Padrões Comerciais e Embalagens De Hortigranjeiros. Acesso em abril 27 em: http://www.hortibrasil.org.br/classificacao/pimentao/arquivos/norma.html.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2010) Censo demográfico 2010. Acesso em: abril 20, em https://censo2010.ibge.gov.br/.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2018) Censo demográfico 2018. Acesso em: setembro 27, em https://cidades.ibge.gov.br>brasil.

Lana, M. M., Moita, A. W., Souza, G. S., Nascimento, E. F. & Melo, M. F. (2006). Identificação das causas de perdas pós-colheita de tomate no varejo em Brasília-DF. 16º Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento. Brasília: Embrapa Hortaliças.

Lopes, C. A. & Ávila, A. C. (2005). Doenças do tomateiro. Brasília: Embrapa Hortaliças.

Machado, A. R., Aquino, I. C., Tiecher, A., Ribeiro, G. & Ribeiro, P. F. A. (2017). Caracterização físico-química e antioxidante de diferentes variedades de pimentão. Agrarian Scademy, 4(8), 83-95.

Melo, E. L., Lopes, J. S., Deodoro, R. N., Maruyama, U. & Guimarães, A. A. (2013). O desafio do planejamento de demanda no setor hortifrutigranjeiro: um estudo de caso da Empresa Nova Casbri. 9º Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia. 2013. UFF Rio de Janeiro/RJ. Anais... Rio de Janeiro/RJ, 2013.

Microsoft. (2016). Project for Windows 2016. Versão 32/64. [S. l.]: Microsoft Corporation, 1 softwere.

Moreira, E. G. S., Sanches, A. G., Silva, M. B., Macedo, J., Costa, S. S. C. & Cordeiro, C. A. M. (2017). Utilização de filme comestível na conservação pós-colheita do pimentão ‘magali’. Scientia Agraria Paranaensis, 16(1), 120-126.

Nascimento, S. S., Mendes, M. S., Sousa, A. N. S., Tomm, T. F. R., Almeida, E. I. B. & Gondim, M. M. S. (2016). Levantamento de perdas pós-colheita de frutas tropicais em Chapadinha (MA). In: Farias, M. F., Furtado, M. B., Parra-Serrano, L. J. & Freitas, J. R. B. (Org.). Tópicos em produção agrícola no Leste Maranhense. 1 ed. São Luís: EDUFMA, p. 216 - 224.

Neves, L. M., Quadros, S. O., Lutinski, J. A., Busato, M. A. & Ferraz, L. (2017). Catadores de materiais recicláveis: perfil social e riscos à saúde associados ao trabalho. Hygeia, 13(24), 162-174.

Olivera, J., Silva, I. G., Silva, P. P. M. & Spoto, M. (2014). Atmosfera modificada e refrigeração para conservação pós-colheita de camu-camu. Ciência Rural, 44(6), 1126- 1133.

Passos, M. L. V., Zambrzycki, G. C. & Pereira, R. S. (2016). Water balance and climate classification for a particular Chapadinha-MA region. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 10(4), 758-766.

Reis, A., Boiteux, L. S. & Henz, G. P. (2009) Antracnose em hortaliças da família solanacea. Brasília: Embrapa Hortaliças.

Ribeiro, W. S., Almeida, E. I. B., Costa, L. C., Carneiro, G. G. & Barbosa, J. A. (2011). Perdas pós-colheita de pimentão (Capsicum annuum) no mercado atacadista da EMPASA-CG. Tecnologia e Ciência Agropecuária, 5(1), 53-56.

Roselino, A. C., Santos, S. A. B. & Bego, L. R. (2010) Qualidade dos frutos de pimentão (Capsicum annuum L.) a partir de flores polinizadas por abelhas sem ferrão (Melipona quadrifasciata anthidioides Lepeletier 1836 e Melipona scutellaris Latreille 1811) sob cultivo protegido. Revista Brasileira de Biociências, 8(2), 154-158.

Sanches, A. G., Silva, M. B., Moreira, E. G. S. & Cordeiro, C. A. M. (2015). Relação entre a embalagem e a temperatura de armazenamento na conservação do pimentão vermelho cv. Rubi. Acta Iguazu, 4(4), 1-12.

Silva, G. B., Lui, G. H., Ribeiro, E. N., Cruz, T. C. S. & Salemi, L. F. (2018). Conhecimento de resíduos orgânicos e compostagem por uma comunidade de baixa renda de Planaltina (Distrito Federal): implicações para a compostagem em escala residencial. Revista Ciência, Tecnologia & Ambiente, 7(1) 36-42.

Silva, M. S., Carvalho, F. C. Q., Silva, J. R., Lins, S. R. O. & Oliveira, S. M. A. (2014). Uso de antagonistas e produtos alternativos no manejo pós-colheita de podridão mole em pimentão. Revista Ciência Agronômica, 45(4), 718-725.

Tofanelli, M. B. D., Fernandes, M. S., Carrijo, N. S. & Martins Filho, O. B. (2009) Levantamento de perdas em hortaliças frescas na rede varejista de Mineiros. Revista Horticultura Brasileira, 27(1), 116-120.

Tomm, T. F. R., Almeida, E. I. B., Figueirinha, K. T., Ferreira, L. S., Amorim, D. J. & Gondim, M. M. S. (2018). Procedência e perdas pós-colheita de hortaliças na microrregião de Chapadinha, Maranhão, Brasil. Revista Agro@mbiente On-line, 12(3), 200 – 212.

Viana, F. M. P., Freire, F. C. O. & Parente, G. B. (2007). Controle das Principais Doenças do Pimentão Cultivado nas Regiões Serranas do Estado do Ceará. 132º Comunicado Técnico. Fortaleza: Embrapa Hortaliças.

Zago, V. C. P. & Barros, R. T. V. Gestão de resíduos sólidos orgânicos urbanos no Brasil: do ordenamento jurídico à realidade. (2019). Engenharia Sanitária e Ambiental, 24(2), 219-228.

Published

11/08/2020

How to Cite

Aguiar, F. I. dos S., Silva, M. de S. da, Macedo, K. B. da C., Silva, M. das D. C., Costa Neta, C. de M., Almeida, E. I. B., Doihara, I. P., & Pires, I. C. G. (2020). Post-harvest, pathologies and final destination of losses in the marketing of green pepper. Research, Society and Development, 9(9), e50996678. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6678

Issue

Section

Agrarian and Biological Sciences