Analysis of prescriptions of substances subject to special control and antimicrobials in a community pharmacy in Campo Grande/RN

Authors

DOI:

https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6836

Keywords:

Drug prescriptions; Medication errors; Rational use of medicine; Medical prescriptions; Drugs.

Abstract

This observational and cross-sectional study aimed to analyze the prescriptions of drugs subject to notification or special control of community pharmacy located in Campo Grande/RN city. Was included prescriptions for medicines dispensed between February and April 2020, framed in Ordinance 344/1998 (psychotropic) and RDC 20/2011 (antimicrobial). The analysis was made using a form observing criteria such as identification, readability, address, dosage, route of administration, and pharmaceutical form. The main drug classes prescribed by the prescriber's specialty, as well as the most common substances, were also evaluated. Age, pharmaceutical form and route of administration were in this order the main inconsistencies found, especially in the prescriptions of special control type C. The specialty general practitioners represented 86.1% of the prescriptions, prescribing, mostly, drugs listed in the category of type C prescription, such as amitriptyline and escitalopram, these being the most prescribed drugs. However, in the group encompassed by notification type B, clonazepam was the main asset, corresponding to more than 50% of the revenue’s ac rented. Azithromycin was the most prescribed antimicrobial, with 22.95%. The findings showed that the professionals do not strictly follow the current technical standards, since the number of errors found in the prescriptions linked to the fact that they were aired generate a worldwide public health problem: the irrational use of medicines.

References

Alduhishy, M. (2018). The overprescription of antidepressants and its impact on the elderly in Australia. Trends in psychiatry and psychotherapy, 40(3), 241-243.

Almeida, L. M., Coutinho, E. S., & Pepe, V. L. E. (1993). Prevalência de consumo de bebidas alcoólicas e alcoolismo em uma região metropolitana do Brasil. Revista de Saúde Pública, 27 (1), 23-29.

Alves Júnior, E. B., Bezerra, E. R., Diniz, A. F. A., Alves, L. P., Nobrega, R. O., Felicio, I. M., & de Queiroz, M. D. S. R. (2018). Utilização de benzodiazepínicos por usuários do Sistema Único de Saúde. Journal of Biology & Pharmacy and Agricultural Management, 13(3).

Siqueira Amaral, A. G., de Holanda, F. A. C. L., Castro, T. M., Ferreira, A. S., Oliveira, F. F. F. G., Neto, P. J. R., & Silva, R. M. F. (2019). Análise de prescrições irregulares em uma rede de farmácias do Recife. Revista de APS, 22(2).

Aulton, M. E. (2008). Delineamento de formas farmacêuticas. Artmed.

Barroso, A. L. R. (2012). Instrumentos de pesquisa científica qualitativa: vantagens, limitações, fidedignidade e confiabilidade. EFDeportes Rev Dig, 17(172).

Bastos, J. L. D., & Duquia, R. P. (2007). Um dos delineamentos mais empregados em epidemiologia: estudo transversal. Scientia Medica, 17(4), 229-232.

Brasil (2011). Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) RDC Nº 20, de 5 de maio de 2011. Dispõe sobre o controle de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos, de uso sob prescrição, isoladas ou em associação. Brasília.

Brasil (1998). Resolução n. 344, de 12 de maio de 1998. Aprova o Regulamento Técnico sobre substância e medicamentos sujeitos a controle especial. Diário Oficial da União, Brasília.

Brito, J. A. B., Godoy, L. C., Saraiva, E. A. S., & Franco, A. J. (2017). Identificação de inconformidades nas prescrições de antimicrobianos de uma drogaria de Ponte Nova–Minas Gerais. ANAIS SIMPAC, 8(1).

Cardoso, R. S., da Mota, I. V. R., Lemos, L. B., Almeida, P. H. R. F., Rosa, M. B., & da Silveira Lemos, G. (2018). Erros em receitas de controle especial e notificações de receita prescritas por profissionais não médicos. Revista de Atenção à Saúde, 16(55), 42-49.

Carneiro, M., Ferraz, T., Bueno, M., Koch, B. E., Foresti, C., Lena, V. F., ... & Lazaroto, D. M. (2011). O uso de antimicrobianos em um hospital de ensino: uma breve avaliação. Revista da Associação Médica Brasileira, 57(4), 421-424.

Conselho Federal de Farmácia – CFF (2014). Resolução n. 596 de fevereiro de 2014. Dispõe sobre o Código de Ética Farmacêutica, o Código de Processo Ético e estabelece as infrações e as regras de aplicação das sanções disciplinares. Brasília.

Costa, G. M. P., & Oliveira, M. A. S. (2017). Análise de prescrições médicas de psicotrópicos atendidas em uma farmácia comercial de médio porte da cidade de Sobral/CE. Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde, 6(1), 164-172.

Costa, M. M. (2016). Análise das prescrições de antimicrobianos: farmácia pública da prefeitura de Carmo do Cajuru. Revista Saúde e Desenvolvimento, 9(5), 73-84.

Ferreira, T. A., & Ferreira, F. D. (2015). Qualidade da prescrição de antimicrobianos comercializados na região noroeste do Paraná, Brasil. SaBios-Revista de Saúde e Biologia, 10(1), 131-137.

Firmo, W. D. C. A., de Oliveira Paredes, A., Cunha, C. L. F., Torres, A. G., & Buccini, D. F. (2013). Análise de Prescrições Médicas de Psicotrópicos de uma Farmácia Comercial do Município de Bacabal-MA. JMPHC| Journal of Management & Primary Health Care| ISSN 2179-6750, 4(1), 10-18.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. Atlas, (4a ed.), São Paulo.

Laste, G., da Silva Torres, I. L., Deitos, A., de Souza, A. C., de Souza, A., Kauffmann, C., ... & Ferreira, M. B. C. (2013). Análise de prescrições médicas dispensadas em farmácia no Sistema Único de Saúde. Clinical & Biomedical Research, 33(1).

Lima, J. M. S. (2010). Estudo das prescrições de psicofármacos em um centro de atenção psicossocial no município de Ocara-CE. Fortaleza: Escola de Saúde Pública do Ceará.

Luchesa, C. J., & Chaves Neto, A. (2011). Cálculo do tamanho da amostra nas pesquisas em administração. Curitiba: Edição do autor, 1-43.

Martins, N. B., Sousa, L. D., Torres, M. L. D., & Firmo, W. D. C. A. (2014). Análise de prescrição médica de antibióticos de uma farmácia comercial do município de Imperatriz-MA. Revista Científica do ITPAC, 7(4), 1-9.

Mendes, R. I. P., & Dias-Souza, M. V. (2016). Aspectos Clínicos do Uso de Antipsicóticos Atípicos na Farmacoterapia do Transtorno Bipolar. Journal of Applied Pharmaceutical Sciences–JAPHAC, 3(1), 41-48.

Nascimento, B. R., Viana, T. R., Lopes, N. P., Lustosa, C. S., Ferraz, L. C., & Franco, A. J. (2017). Principais irregularidades encontradas no preenchimento de campos obrigatórios em receituários de controle especial em uma farmácia escola de Viçosa, Minas Gerais. ANAIS SIMPAC, 7(1).

Oliveira, E. N. (2000). Saúde Mental e Mulheres: Sobrevivência, sofrimento e dependência química lícita. In Saúde mental e mulheres: sobrevivência, sofrimento e dependência química lícita, 151-151.

Oliveira, L. B., Griebeler, S. A., & Silva, E. (2019). Análise das prescrições de antimicrobianos dispensados em uma drogaria do município de Santo Ângelo-RS. Revista Interdisciplinar em Ciências da Saúde E Biológicas, 3(1), 32-41.

Perin, L. F., & Linartevichi, V. F. (2019). Uso de antidepressivos no município de Capitão Leônidas Marques–PR. Fag Journal of Health, 1(4), 44-48.

Silvério, M. S., & Leite, I. C. G. (2010). Qualidade das prescrições em município de Minas Gerais: uma abordagem farmacoepidemiológica. Revista da Associação Médica Brasileira, 56(6), 675-680.

Siqueira Amaral, A. G., de Holanda, F. A. C. L., Castro, T. M., Ferreira, A. S., Oliveira, F. F. F. G., Neto, P. J. R., & Silva, R. M. F. (2019). Análise de prescrições irregulares em uma rede de farmácias do Recife. Revista de APS, 22(2).

Rocha, A. L. R. D. (2014). Uso racional de medicamentos. Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Tecnologia em Fármacos. Rio de Janeiro, n. 50.

Rodrigues, A. P., Dambrós, B. P., Santin, N. C., & Frighetto, M. (2017). Análise das prescrições de antibióticos dispensados para crianças numa farmácia de um município catarinense. Anuário Pesquisa e Extensão Unoesc Videira, 2, e13247-e13247.

Silva, A. F., Ferreira, L. R. D., de Magalhães, C. F. N., & Silva, G. C. (2020). Perfil de erros de prescrição em antibioticoterapia da cidade de Triunfo-PE. Revista Brasileira de Educação e Saúde, 10(1), 115-121.

Torres, M. L. D., Sousa, L. M. G., Melo, G. C., Magalhães-Junior, A. A., & Firmo, W. D. C. A. (2014). Prescrição de psicotrópicos e especialidade médica: estudo em uma farmácia comercial no município do Maranhão. Revista Científica do ITPAC, Araguaína, 7(4).

Trindade, N. M., cerdeira, C. D., & Santos, G. B. (2017). Avaliação do uso de antimicrobianos e perfil de usuários de uma farmácia do sul de Minas Gerais. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 15(1), 755-762.

Yacubian, D. E. M. T. (2017). Eficácia e Efeitos Adversos dos Fármacos Antiepilépticos.

Published

15/08/2020

How to Cite

Leal, A. J. M., Gois, J. N. M. de, & Nunes, L. E. (2020). Analysis of prescriptions of substances subject to special control and antimicrobials in a community pharmacy in Campo Grande/RN. Research, Society and Development, 9(9), e165996836. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i9.6836

Issue

Section

Health Sciences